26 capítulos
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788522485581

10 Convocação

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

10

Convocação

1 Redação

1.1 Convocação

Convocação é uma forma de comunicação escrita em que se convida ou chama alguém para uma reunião. Na elaboração do texto, é necessário especificar local, data, finalidade. A garantia da clareza das ideias do texto advém da escolha de um vocabulário simples (palavras conhecidas, utilizadas no dia-a-dia) e uso de frases curtas e, de preferência, orações coordenadas. O objetivo da convocação deve ser reconhecido prontamente.

PERNETA EMPREENDIMENTOS S.A.

CNPJ . . . . . . . . ./. . . . . . . . . – Companhia Aberta

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

CONVOCAÇÃO

São convocados os Srs. Acionistas a participarem da ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA a ser realizada às 15 horas do dia 26 de novembro de 200X, na sede social na

Rua do Bosque Florido, nº 111, nesta cidade, a fim de deliberarem sobre: a) Alteração do artigo 12 do estatuto social, para a criação de mais um cargo no Conselho de Administração. b) Eleição do respectivo titular. c) Fixação da nova remuneração global anual dos membros do Conselho e da Diretoria.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

11 Aviso, Bilhete, Ordem de Serviço

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

11

Aviso, Bilhete,

Ordem de Serviço

1 Redação

1.1 Aviso

O aviso caracteriza-se como informação, comunicado de uma pessoa para outra. Burocraticamente, é um ofício de um ministro para outro. É utilizado no comércio, na indústria, no serviço público e na rede bancária. Serve para ordenar, cientificar, prevenir, noticiar, convidar. Uma forma conhecida de aviso

é aquela em que o empregado ou empregador comunica a rescisão de contrato de trabalho e que se constitui no chamado aviso prévio.

Como uma das principais funções do aviso é comunicar com eficácia, advindo daí economia de tempo, favorecem a consecução desse objetivo o texto breve e a linguagem clara.

1.2 Bilhete

Bilhete é uma carta simples e breve, sem as fórmulas das cartas ordinárias.

É um aviso escrito em que se anota algum fato para ser levado a conhecimento de outra pessoa, mas de modo apressado. As principais modalidades são:

RR Bilhete de visita: cartão com nome impresso e com indicação da profissão e morada respectivas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

12 Ofício

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

12

Ofício

1 Redação

1.1 Ofício

Ofício é uma comunicação escrita emanada de uma autoridade, em que se informa sobre qualquer assunto de ordem administrativa, ou se baixa uma ordem. Sua finalidade é o tratamento de assuntos oficiais pelos órgãos da Administração Pública entre si e também com particulares. O ofício distingue-se da carta que representa o escrito particular, pois seu caráter é público. Só pode ser expedido, portanto, por órgão público. O destinatário pode ser órgão público ou um particular.

É uma participação escrita em forma de carta que as autoridades das secretarias endereçam a seus subordinados. É um meio de comunicação por escrito dos órgãos do serviço público. O que o distingue de uma carta é o caráter oficial de seu conteúdo.

São partes de um ofício:

1. Timbre ou cabeçalho: dizeres impressos na folha, símbolo (escudo, armas).

2. Índice e número: iniciais do órgão que expede o ofício, seguidas do número de ordem do documento. Separa-se o índice do número por um/diagonal.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

13 Procuração

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

13

Procuração

1 Redação

1.1 Procuração

Procuração é um documento que uma pessoa passa a alguém para que possa tratar de negócios em nome de outra. É um documento em que se estabelece legalmente essa incumbência, se outorga o mandato e se explicitam os poderes conferidos.

252 

Português Instrumental  • Medeiros

Exemplo de texto específico de procuração

. . . . . . . . . para o fim de retirar do Banco . . . . . . . . . . agência . . . . . . . . . . ., na cidade de . . . . . . . . . . . . Estado de . . . . ., a quantia de R$ . . . . . (. . . . . . . . . ) de seu saldo em conta corrente nesse banco (conta nº . . . . . ), de uma só vez ou parceladamente, assinando cheques, recibos, livros e o que for necessário para esse fim.

Exemplo de fecho fixo de procurações particulares

. . . . . . . . . . o que tudo dará por firme e valioso, a bem deste mandato.

. . . . . . . . . . . . . . . ., . . . de . . . . . . . . . . . . de 200X.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

14 Requerimento

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

14

Requerimento

1 Redação

1.1 Requerimento

Petição por escrito feita com as fórmulas legais, na qual se solicita algo que

é permitido por lei ou que como tal se supõe. É todo pedido que se encaminha a uma autoridade do Serviço Público. Enquanto o requerimento é um veículo de solicitação sob o amparo da lei, a petição destina-se a pedido sem certeza legal ou sem segurança quanto ao despacho favorável.

No meio jurídico, os requerimentos são, em geral, escritos; quando feitos oralmente, devem ser tomados por termo, a não ser quando se referirem a pedidos de certidões ou em casos de atos não processuais.

O requerimento deve ser apresentado em papel simples ou duplo, mas o formato será o almaço, com pauta (se manuscrito) ou sem pauta (se datilografado). Pode, ainda, ser manuscrito, datilografado ou mimeografado em papel tamanho ofício (215 × 315 mm). Evite-se, porém, o uso de tinta vermelha.

Entre a invocação e o texto deve haver espaço para o despacho: sete linhas

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

15 Declaração

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

15

Declaração

1 Redação

1.1 Declaração

Declaração é prova escrita, é documento, é depoimento, é explicação. Nela se manifesta opinião, conceito, resolução ou observação.

  DECLARAÇÃO

Declaramos para os devidos fins que o Sr. . . . . . . . . . . . . . ., portador da Carteira de

Trabalho nº . . . . . . da série . . . . . , foi nosso funcionário no período de . . . . . . . . a . . . .

. . . . exercendo a função de . . . . . . . . . . . . . Informamos, ainda, que o referido empregado, durante o tempo em que aqui trabalhou, exerceu sua função a contento, não havendo nada que possa desaboná-lo.

Por ser a expressão da verdade, firmamos a presente declaração.

                local e data

                (a) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

DECLARAÇÃO

Eu, fulano de tal, declaro, para os devidos fins, que me foram furtados em . . ./. . ./

200X, RG, CPF, CNH, CP, cartões Elo, Credicard, American Express, Cartão Banco 24

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

16 Edital e Recibo

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

16

Edital e Recibo

1 Redação

1.1 Edital

É um traslado, cópia autêntica de leis, decretos ou posturas para se publicar pela imprensa periódica ou por meio de afixação nos lugares públicos.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Pelo presente Edital, ficam convocados os senhores delegados dos Sindicatos filiados, membros do Conselho de Representantes desta Federação, que se encontram no gozo de seus direitos, observada a legislação vigente e as normas estatutárias aplicáveis, para se reunirem em Assembleia Geral Extraordinária, do dia . . . . de . . . . . . . . de 200X, na sede da entidade, sita na Av. . . . . . . . . . . . . . ., conjuntos . . . . ., São Paulo (SP), em observância aos termos do Edital de Convocação de eleições para escolha de Juízes Classistas e respectivos suplentes, do Tribunal Regional do Trabalho da II Região, publicado no DOE, no dia .

. . de . . . . . . . . . . de 200X.

São Paulo, . . . de . . . . . . . . . de 200X.

(a) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

17 Descrição

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

17

Descrição

1 Redação

1.1 Conceito de descrição

Descrever é representar verbalmente um objeto, uma pessoa, um lugar, mediante a indicação de aspectos característicos, de pormenores individualizantes.

Na descrição, não ocorre transformação ou alteração temporal: o objeto a ser descrito permanece imóvel, inalterado. Exemplo:

Após o almoço, por volta das 13 horas, nada acontece no escritório: observo a calma, a tranquilidade, o quadro na parede, ouço o barulho da rua! (não há alteração temporal, tudo ocorre ao mesmo tempo).

Às sete da manhã o escritório está vazio; às oito, recebe os primeiros funcionários; às dez horas é uma verdadeira feira... (agora, o texto é narrativo, pois há transformação temporal).

A descrição requer observação cuidadosa, para tornar o que vai ser descrito um modelo inconfundível. Não se trata de enumerar uma série de elementos, mas de captar os traços capazes de transmitir uma impressão autêntica. Descrever é mais que apontar, é muito mais que fotografar. Impõe-se, por isso, o uso de palavras específicas, exatas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

18 Narração Comercial

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

18

Narração Comercial

1 Redação

1.1 Conceito de narração

A narração comercial caracteriza-se como um relato organizado de acontecimentos empresariais reais ou possíveis. Em primeiro lugar, torna-se imperioso dar movimento aos fatos, manter aceso o interesse do leitor, expor os acontecimentos com rapidez, relatando-se apenas o que é significativo. A narração envolve:

RR Quem? Personagens.

RR Quê? Fatos.

RR Quando? A época em que ocorreram os acontecimentos.

RR Onde? O lugar da ocorrência dos fatos.

RR Como? O modo como se desenvolveram os acontecimentos.

RR Por quê? A causa dos acontecimentos.

Onde, quando e quem pertencem à introdução. O quê consta em geral do desenvolvimento e o como aparece sobretudo no clímax da narrativa. Reserva-se o porquê para a conclusão.

Estruturalmente, em uma narrativa temos um sujeito que quer (não quer), que deve (não deve), que sabe (não sabe) e que pode (não pode) fazer alguma coisa (ação). Para entrar em conjunção ou em disjunção com um valor investido em algum objeto, ele depara-se com um antissujeito, que são os obstáculos que precisa vencer. Nem sempre uma narrativa se explica por um simples fazer, visto que as próprias emoções do sujeito (estado de alma) podem constituir-se numa narrativa. Para aprofundamento desse estudo, consultar Diana Luz Pessoa de Barros (1990) e José Luiz Fiorin (1989).

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

19 Dissertação

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

19

Dissertação

1 Redação

1.1 Conceito de dissertação

Dissertar é apresentar ideias, analisá-las, é estabelecer um ponto de vista baseado em argumentos lógicos, é criar relações de causa e efeito. Aqui não basta expor, narrar ou descrever; é necessário explanar e explicar. É, pois, a dissertação um tipo de texto que analisa dados e os interpreta por meio de conceitos abstratos. O raciocínio é que deve imperar nesse tipo de redação comercial, e quanto maior a fundamentação argumentativa, mais consistente será o desempenho do redator.

A dissertação diferencia-se da descrição e da narração pelo fato de nestas duas últimas prevalecerem termos concretos, como pessoas e objetos. Acrescente-se que na dissertação não há progressão temporal nos enunciados. As relações entre os enunciados são lógicas, de causa e efeito.

Para maiores esclarecimentos sobre operações lógicas, examinem-se em seguida as operações mentais.

Para redigir de modo claro e ser capaz de comunicar algo, é indispensável disciplinar o pensamento. Reflita-se, por exemplo, sobre: 

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

1 Redação Técnica, Científica e Literária

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

1

Redação Técnica,

Científica e Literária

1 Redação

1.1 Introdução

A prosa, de modo geral, é estudada segundo três modalidades: a narração, a descrição e a dissertação.

Quem não se lembra das sugestões de produção textual, como “minhas férias”, “o último domingo”, “o passeio”, “meu dia inesquecível”, “a fazenda”, “a rua da minha casa”, “a vida”, “a infância”, “a escola” e outras? São os primeiros exercícios realizados para a aprendizagem de técnicas de redação. Exercícios necessários para o aprimoramento do vocabulário, da ortografia, da concordância verbal e nominal, da pontuação, da colocação pronominal, da distribuição dos elementos na frase.

Passados os primeiros anos de estudo, sente-se necessidade da prática de outros tipos de texto, muito mais ligados ao desempenho de trabalhos monográficos, à redação comercial e administrativa. Assim, na faculdade o aluno precisa escrever relatórios de curso, monografias de final de semestre ou de curso

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

20 Texto Expositivo-Argumentativo

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

20

Texto

Expositivo-Argumentativo

1 Redação

1.1 Conceito de parágrafo argumentativo

Narração, descrição e dissertação são modalidades discursivas que em geral não se apresentam de forma pura. Elementos de uma e outra modalidade misturam-se no texto, podendo-se afirmar que há dominância de uma forma sobre outra. No discurso dissertativo, por exemplo, prevalecem a exposição de ideias e a apresentação de argumentos, mas não significa que nele não haja partes narrativas e descritivas.

Já foi apresentado neste livro que a dissertação é um tipo de discurso que veicula ideias, debates de pontos de vista, defesa de posições ou ataques a elas.

Um parágrafo argumentativo caracteriza-se como aquele em que há exposição de um raciocínio por meio do qual se tira uma consequência. Argumentar é demonstrar ou refutar uma ideia.

Chama-se argumento qualquer espécie de raciocínio formalizado e expresso. O raciocínio tanto pode ser dedutivo, como indutivo.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

21 Dissertações Científicas: Guia para Elaboração e Apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

21

Dissertações Científicas:

Guia para Elaboração e

Apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

1 Redação

1.1 Introdução

Escrever não é uma prerrogativa dos literatos, mas uma atividade social imprescindível (CAMARA JR., 1978b, p. 58). Para o autor citado, só é capaz de escrever bem aquele que sabe bem o que vai escrever. E isso implica aprender a pensar. Sem ter antes refletido sobre um assunto, o ato de escrever transforma-se num tormento. Por isso, o pesquisador só iniciará a redação de seu texto depois que estiver de posse de fichamentos (de citações diretas, ou transcrições, de resumo, de comentários) e resenhas que elaborou. Nesse momento, talvez disponha de alguma informação ou conhecimento útil à comunidade e deseje transmiti-los. Portanto, um texto começa com a leitura de outros textos, e não se deve iniciá-lo apenas com as ideias que se tem sobre o assunto.

O TCC deve originar-se de cursos realizados, de problemas de interesse do aluno, da revisão da literatura, da atualização de teorias e da metodologia empregada na aquisição de conhecimentos, tendo em vista a construção de um trabalho científico. Ao orientador cabe planejar, juntamente com o aluno, o desenvolvimento da pesquisa para a consecução do TCC. Sem a participação do professor, sem sua orientação, o aluno não obterá grandes progressos nem seu

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

22 Citações Diretas e Indiretas: Sistemas de Chamada (A NBR 10520:2002)

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

22

Citações Diretas e Indiretas:

Sistemas de Chamada

(A NBR 10520:2002)

1 Redação

1.1 Introdução

Este capítulo expõe os elementos dos trabalhos acadêmicos, as monografias. Entre elas, citam-se a tese de doutorado, a dissertação de mestrado, o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Para a realização de um trabalho acadêmico, além do conhecimento da metodologia científica e de técnicas de pesquisa e redação, é necessário considerar as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Entre elas, sobressaem-se:

RR A NBR 10520:2002 – “Informação e documentação – Citações em documentos – Apresentação”. Essa norma é apresentada neste capítulo.

RR A NBR 14724:2011 – “Informação e documentação – Trabalhos acadêmicos – Apresentação”. Essa norma é vista neste capítulo.

RR A NBR 6023:2002 – “Informação e documentação – Referências – Elaboração”. Essa norma, que trata das referências bibliográficas e estabelece regras para compô-las, é vista pormenorizadamente no Capítulo 14.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

23 Normas para a elaboração de referências bibliográficas: a NBR 6023:2002

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

23

Normas para a Elaboração de Referências Bibliográficas: a NBR 6023:2002

A NBR 6023:2002 estabelece os elementos a serem incluídos em referências. Estabelece a ordem dos elementos, bem como as convenções para transcrição e apresentação da informação do documento e outras fontes de informação.

Para a norma citada, referência é o “conjunto padronizado de elementos descritivos, retirados de um documento, que permite sua identificação individual”.

1.  As referências podem aparecer no rodapé, no final de um texto ou de um capítulo, ou em lista de referências.

2.  As referências são apresentadas alinhadas à esquerda, em espaço simples e separadas entre si por espaço duplo. “Quando aparecem em nota de rodapé, são alinhadas, a partir da segunda linha da mesma referência, abaixo da primeira letra da primeira palavra, de forma a destacar o expoente e sem espaço entre elas” (NBR 6023:2002, nº 6.3).

3.  Os recursos tipográficos de destaque, como bold, itálico, sublinha usados para o título das obras devem ser uniformes em todas as referências de um mesmo documento. Nas obras cujo elemento de entrada é o próprio título, usam-se letras maiúsculas na primeira palavra para elas.

Ver todos os capítulos

Carregar mais