221 capítulos
Medium 9788597019452

61 - Dificuldades Frequentes na Língua Portuguesa

MARTINS, Dileta Silveira; ZILBERKNOP, Lúbia Scliar Grupo Gen PDF Criptografado

61

Dificuldades frequentes na língua portuguesa

1 INTRODUÇÃO

Verificaremos, neste capítulo, dúvidas que ocorrem, no dia a dia, em relação ao português brasileiro na escrita.

2 A FIM OU AFIM?

Escrevemos afim, quando queremos dizer semelhante. Exemplo:

O gosto dela era afim ao da turma.

Escrevemos a fim (de), quando queremos indicar finalidade. Exemplo:

Veio a fim de conhecer os parentes.

Pensemos bastante, a fim de que respondamos certo.

Ela não está a fim do rapaz.

3 A PAR OU AO PAR?

A expressão ao par significa sem ágio no câmbio, pelo valor nominal. Portanto, se quisermos utilizar esse tipo de expressão, significando ciente, deveremos escrever a par. Exemplos:

As ações foram cotadas ao par.

Fiquei a par do ocorrido.

Maria não está a par do assunto.

4 A CERCA DE, ACERCA DE OU HÁ CERCA DE?

A cerca de significa a uma distância. Exemplo:

Portugues Instrumental.indb 408

14/12/2018 14:23:52

Ver todos os capítulos
Medium 9788530975944

II – CAPÍTULO 5 - NUMERAL

Rodrigo Bezerra Grupo Gen PDF Criptografado

CAPÍTULO 5

NUMERAL

5.1 DEFINIÇÃO

É a palavra variável que, acompanhando ou substituindo o substantivo, transmite uma noção de quantidade ou de ordem numérica.

î

î

î

î

î

Dois terços do Congresso Nacional votaram contra a medida.

João foi aprovado em centésimo quinquagésimo lugar.

Cinquenta e dois por cento dos alunos não participarão dos jogos.

Maria tem o dobro dos meus anos.

Ele permanecerá internado no hospital durante uma quinzena.

¨

Observação:

As palavras grifadas acima são numerais e transmitem, respectivamente, as seguintes noções: fração de um todo, ordem em uma sequência, número percentual, multiplicidade e número coletivo. Todos os termos são, portanto, numerais propriamente ditos ou quantitativos definidos.

5.2 CONSIDERAÇÕES INICIAIS SOBRE OS NUMERAIS

1. Os numerais geralmente são termos adjetivos, ou seja, acompanham o substantivo em função de adjunto adnominal. Daí serem também

Ver todos os capítulos
Medium 9788522459865

Parte I - 11 Novo Acordo Ortográfico

João Bosco Medeiros, Sônia Hernandes Grupo Gen PDF Criptografado

11

Novo Acordo Ortográfico

1 O que mudou na acentuação

1.1 Trema

Deixa de existir o trema, exceto em nomes próprios e seus derivados.

1.2 Acento diferencial

Não se usará acento para distinguir: a) Para (flexão do verbo parar) de para (preposição) b) Pela (flexão do verbo pelar) de pela (combinação da preposição com o artigo c) Polo (substantivo) de polo (combinação antiga e popular de por e lo) d) Pelo (flexão do verbo pelar), pelo (substantivo) e pelo (combinação da preposição com o artigo) e) Pera (substantivo – fruta), pera (substantivo arcaico – pedra) e pera (preposição arcaica)

O pôr (verbo) continua com acento, assim como pôde (pretérito perfeito).

1.3 Acento circunflexo

Não se usará: a) Nas terceiras pessoas do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo dos verbos crer, dar, ler, ver e seus derivados (descrer, reler). A grafia correta será: creem, deem, leem, veem, descreem, releem.

Book 1.indb 176

29/4/2010 16:04:39

Ver todos os capítulos
Medium 9788597019452

44 - Emprego de Maiúsculas e Minúsculas

MARTINS, Dileta Silveira; ZILBERKNOP, Lúbia Scliar Grupo Gen PDF Criptografado

44

Emprego de maiúsculas e minúsculas

1 MAIÚSCULAS

Empregam-se letras maiúsculas nos seguintes casos:

1. Em nomes próprios (incluindo pessoas, cidades, países, acidentes geográficos, logradouros públicos, títulos de obras, fatos históricos ou comemorativos, nomes de ciências, nomes de agremiações ou repartições etc.):

Berenice, Xavier, Tocantins, Carazinho, Av. Protásio Alves, Praça da Alfândega,

Incidente em Antares, Correio do Povo, Pontifícia Universidade Católica, Associação

Atlética do Banco do Brasil, Física, História da Linguística, Semana da Pátria, Dia das

Mães etc.

2. Em nomes que expressam conceitos políticos ou religiosos:

Estado, Igreja etc.

3. Em citações diretas (transcrições literais):

O livro Vidas secas, de Graciliano Ramos, inicia assim: “Na planície avermelhada os juazeiros alargavam duas manchas verdes”.

4. No começo dos versos (uso não obrigatório; alguns modernistas, como Drummond, utilizam letra minúscula; outros, como Bandeira, usam letra maiúscula; os românticos, como Gonçalves Dias, a seguir citado, faz uso de maiúsculas):

Ver todos os capítulos
Medium 9788522473489

16 - Proposta geral de comunicação pública

Jorge Duarte Grupo Gen PDF Criptografado

16

Proposta geral de comunicação pública1

Juan Camilo Jaramillo López

Muito já foi escrito sobre comunicação pública e os caminhos que aproximam e

distanciam diferentes enfoques, permitindo identificar pelo menos três aspectos em comum: a noção de comunicação associada à compreensão do público; o que opera em diferentes cenários, entre eles o estatal, o político, o organizacional e o midiático; e o que é um conceito vinculado a princípios como visibilidade, inclusão e participação.

Como os demais que abordam o tema, não pretendo posicionar-me frente à diferença de enfoques. Entre outros motivos, por pensar que são indicativos da complexidade do conceito e que dão a entender, provavelmente, que todos estão corretos em relação à ênfase que colocam ao caráter do processo comunicativo e seus atores. Entendo o caráter como o “conjunto de qualidades ou circunstâncias próprias de algo, de uma pessoa ou de um coletivo que as distingue, pelo modo de ser ou atuar, das demais”. Acredito também que o reconhecimento das diferentes ênfases enriquece a compreensão do que é comunicação pública. Contribui para consolidar a importância de recorrer a esse conceito quando se quer mencionar um conjunto de temas, definições, fatos e metodologias referentes à forma como os sujeitos lutam por intervir na vida coletiva e na evolução dos processos políticos provenientes da convivência com “o outro”, por participar da esfera pública, concebida como o lugar de convergência das distintas vozes presentes na sociedade1 ou, como afirma Denis McQuail: “a complexa rede de transações in-

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos