87 capítulos
Medium 9788578681210

Ética, leis e transgressões

Daniel Martins de Barros Editora Manole PDF Criptografado

Criminalidade não tem a ver com a psiquiatria

Sinto desapontar quem imagina que a psiquiatria, sobretudo a chamada psiquiatria forense, é a contraparte real de seriados como Criminal Minds. Não é. Essa fantasia é fruto direto da preconceituosa e generalizada associação que se faz – automaticamente – entre transtornos mentais e violência, gerando prejuízos irreparáveis a pacientes psiquiátricos, suas famílias e, inclusive, para a sociedade em geral. Daí a relevância de se iniciar por aí, discutindo alguns aspectos dessa relação, sem medo de falar a verdade e sem preconceitos para qualquer um dos lados.

Em primeiro lugar, pacientes com transtornos mentais graves estão muito mais sujeitos a serem vítimas de violência do que a população geral. Em um estudo feito em meados dos anos

2000, avaliando o impacto da desinstitucionalização (redução dos leitos psiquiátricos disponíveis, priorizando o atendimento em comunidade) nos Estados Unidos, foram entrevistados quase mil pacientes psiquiátricos com transtornos graves e pesquisou-se seu envolvimento em situações de violência

31

Ver todos os capítulos
Medium 9788520441459

27. Sustentabilidade, comunicação e ética pela perpetuidade da organização Terra

Gustavo Gomes de Matos Editora Manole PDF Criptografado

27. Sustentabilidade, comunicação e ética pela perpetuidade da organização Terra

A interdependência entre pessoas e empresa é uma constatação cada vez mais contundente

“O respeito à vida como verdade universal leva a um estado em que agimos como os guardiões dela.”

Marcelo Gleiser

Sustentabilidade é um conceito amplo, que envolve consciência planetária, preservação ambiental, convivência das diversidades, qualidade de vida, desenvolvimento econômico e social, senso de sobrevivência e evolução humana.

Garantir o direito de vida plena e saudável às populações do presente e

às gerações futuras, em um meio ambiente limpo e preservado em sua integridade, é um desafio para o cidadão planetário e para as empresas. É uma questão ética e estreitamente ligada ao exercício da comunicação ampla e irrestrita entre cidadãos, empresas, governos e todo tipo de organização.

O grau de interdependência entre todas as pessoas e organizações no planeta Terra é uma constatação cada vez mais contundente. Estamos todos no mesmo transatlântico, a navegar por um universo quântico. Cada um depende de todos, nas dimensões econômica, social, política, cultural e ambiental, e, ao mesmo tempo, todos dependem das consequências dos atos, comportamentos e atitudes de cada um em suas respectivas esferas de ação e planos de vida.

Ver todos os capítulos
Medium 9788562937347

Ética de lado a lado

Heródoto Barbeiro Editora Almedina PDF Criptografado

Ética de lado a lado

No caminho do meio, sempre irás bastante seguro.

— Ovídio

Não se faz jornalismo sem fazer vítima. Essa frase foi parodiada de uma afirmação de Ulisses Guimarães, que dizia que não se faz política sem fazer vítimas. Ou do dito popular de que para fazer omelete é preciso quebrar os ovos. Obviamente a divulgação de uma notícia sempre provoca uma reação social, para o bem ou para o mal. Mas sempre há algum reflexo. Se não houver alguma reação, não é notícia. Como dizia Millôr Fernandes, jornalismo

é oposição, o resto é armazém de secos e molhados. Por isso, a atividade de jornalista precisa ser exercida com o máximo de cuidado e ética. A operação correta é um dos pré-requisitos para a construção de uma reportagem que diz respeito a você ou às suas atitudes profissionais. Às vezes, fontes e jornalistas se tornam inimigos pessoais por causa do conteúdo delas. Se acontecer de não gostar do resultado de uma entrevista ou reportagem, diga ao jornalista, pontualmente, do que não gostou. Mas não vá transformá-lo em inimigo por causa disso. Você e ele vão continuar trabalhando nas suas respectivas atividades e certamente vão se encontrar de novo.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597007251

7. Gestão da imagem e das relações interpessoais no contexto profissional

Patricia Itala Ferreira, Gustavo Malheiros Grupo Gen PDF Criptografado

7

Gestão da imagem e das relações interpessoais no contexto profissional

Esperamos que, ao término deste capítulo, você seja capaz de:

●●

Definir o que é imagem pessoal e identificar sua importância na obtenção de oportunidades profissionais;

●●

Reconhecer quais são os pontos pessoais fortes e fracos, bem como as ameaças e as oportunidades presentes no ambiente;

●●

Identificar a importância do networking;

●●

Construir uma imagem pessoal adequada.

As pessoas ficam perturbadas, não pelas coisas, mas pela imagem que formam delas.

Epiteto (55 d.C.-125 d.C.)

Neste capítulo, vamos falar sobre como sua imagem pode contribuir para o modo como as outras pessoas o percebem. Comecemos, então, observando o texto do filósofo grego Epiteto e propondo algumas reflexões:

• Por que as pessoas não se perturbam com as coisas, mas com a imagem que fazem delas?

Comunicacao_empresarial.indb 119

5/4/16 4:08 PM

Ver todos os capítulos
Medium 9788522459865

Parte IV - 21 Formação Educacional, Regulamentação da Profissão e Código de Ética

João Bosco Medeiros, Sônia Hernandes Grupo Gen PDF Criptografado

21

Formação Educacional,

Regulamentação da Profissão e Código de Ética

1 Formação geral

Nossos tempos são marcados pela necessidade de preparação e estudo constante. Permanecerão empregadas apenas as pessoas que acenam com possibilidades de progresso profissional.

As empresas conhecem hoje o dilema da competitividade. A sobrevivência delas depende da capacidade de seus profissionais, que trabalham em equipe, ajudando-se mutuamente. A secretária funciona não apenas como elo de ligação entre profissionais, mas também como parceira. E a parceria exige sobretudo confiança, objetivos comuns, competência. O executivo necessita de sua ajuda, e ela precisa ser competente para poder auxiliá-lo.

No Brasil, são antigos os cursos de formação de técnicos em secretariado. Com a chegada, porém, das multinacionais e o desenvolvimento do parque industrial brasileiro, foi necessário preparar muito melhor profissionais para o mercado de trabalho.

As secretárias conquistaram, a partir da década de 70, os primeiros cursos de 3º grau de secretariado. Em 30 de setembro de 1985, o Presidente José Sarney assinou a Lei nº 7.377, que regulamentou a profissão. Em 7-7-89, foi publicado no Diário Oficial da

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos