79 capítulos
Medium 9788536529783

8.2 Cardápios e serviços em eventos

Simone Pires de Matos Editora Saraiva PDF Criptografado

8.2 Cardápios e serviços em eventos

Um evento pode ser qualquer acontecimento de especial interesse, capaz de atrair público, com período determinado para início e término. Encontros formais ou informais, reunião de pessoas para fins sociais ou de negócios oferecem serviços de alimentação de acordo com o tipo de encontro. De modo geral, serviços de buffet ou catering são os mais frequentes.

É importante destacar que a alimentação em eventos foge do modelo tradicional de alimentação diária, pois tem uma proposta de entretenimento embutida em seu conceito, independentemente da formalidade.

De acordo com as características do evento, podem ser elaborados diferentes cardápios. Por isso, é importante conhecer os tipos de eventos mais comuns e os principais tipos de serviços. Entre eles, estão coquetel, almoço ou jantar (dançante ou não), banquete, churrasco, happy hour, brunch, coffee break almoço network, café da manhã bolo e champagne vinho de honra (Vin d’honneur), festa de queijos e vinhos e chá da tarde.

Ver todos os capítulos
Medium 9788536529783

3.3 Instrumentos para o controle higiênico sanitário

Simone Pires de Matos Editora Saraiva PDF Criptografado

embalagem e reembalagem, fracionamento, comercialização e uso de alimentos, incluindo águas minerais, águas e fontes e bebidas, aditivos e embalagens para alimentos. A portaria estabelece normas para:

• edificações e instalações;

• equipamentos, móveis e utensílios;

• higienização das instalações, equipamentos, móveis e utensílios;

• recebimento, armazenamento, pré-preparo, preparo e transporte de alimentos;

• embalagem e rotulagem de alimentos;

• distribuição, exposição para venda e consumo;

• abastecimento de água;

• controle integrado de pragas;

• resíduos;

• higiene pessoal, controle de saúde e capacitação de colaboradores;

• responsabilidade técnica;

• documentação.

3.3 Instrumentos para o controle higiênico sanitário

Com o aumento do consumo de alimentos fora de casa, as empresas do segmento de alimentos e bebidas devem proporcionar aos consumidores, de forma ética e responsável, uma alimentação ou serviço de extrema qualidade sensorial e higiênica, ofertando alimentos seguros e com qualidade.

Ver todos os capítulos
Medium 9788536529783

Praticando

Simone Pires de Matos Editora Saraiva PDF Criptografado

PRATICANDO

1. Em relação às desordens estéticas faciais, como classificar e qual intervenção nutricional indicar para um jovem que apresenta pele espessa, seborreica com comedões, pápulas e pústulas?

2. Uma mulher de 47 anos apresenta queixas de estresse pela correria do dia a dia e problemas no trabalho. Ela tem queda de cabelo em apenas uma área da cabeça, com formato arredondado. Como classificar tal desordem e qual a indicação nutricional adequada?

3. Conforme estudado neste capítulo, as estrias são afecções adquiridas resultantes de alterações cutâneas, dispostas paralelamente, que indicam uma alteração elástica localizada. Descreva quais os tipos de estrias existentes, suas características e descreva os principais nutrientes para tratamento.

4. Em relação às cirurgias plásticas, qual é a importância de uma intervenção nutricional no pré e pós-operatório?

?

DESAFIO

Leia o caso a seguir:

Uma jovem tem sofrido com o aparecimento de acne e discromias no rosto. Na tentativa de melhorar o caso, decidiu procurar auxílio de uma clínica estética. No local, a equipe multidisciplinar composta por nutricionista e dermatologista, realizaram a avaliação cutânea e indicaram uma série de tratamentos, desde tópicos até dietéticos. Discuta a ação esperada dos alimentos que devem compor essa nova alimentação.

Ver todos os capítulos
Medium 9788536529783

BIBLIOGRAFIA

Simone Pires de Matos Editora Saraiva PDF Criptografado

BIBLIOGRAFIA

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA (ANVISA). Protocolo das ações de Vigilância Sanitária. Brasília: Anvisa, 2007.

_______. Portaria nº 1.428, de 26 de novembro de 1993. Aprova, na forma dos textos anexos, o Regulamento Técnico para Inspeção Sanitária de Alimentos. Diário

Oficial da União, 2 dez 1993. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2018.

_______. Resolução RDC nº 216, de 15 de setembro de 2004. Ementa sobre

Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviços de Alimentação. Diário

Oficial da União, 16 set. 2004. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2018.

_______. Resolução RDC nº 275, de 21 de outubro de 2002. Ementa sobre

Regulamento Técnico de Procedimentos Operacionais Padronizados. Diário

Oficial da União, 23 out. 2002. Disponível em: .

Acesso em: 2 abr. 2018.

_______. Resolução RDC nº 91, de 11 de maio de 2001. Ementa não oficial: aprova o

Ver todos os capítulos
Medium 9788536529783

2.5 Patologias do sistema digestório

Simone Pires de Matos Editora Saraiva PDF Criptografado

coagulação. Mas é importante ressaltar que a vitamina K sozinha não realiza todo o processo coagulação e de reparo ao vaso lesado. O organismo depende também de fatores nutricionais interativos, como a presença de antioxidantes.

2.4.7 Água

A água não é digerida e, sim, absorvida. A absorção ocorre por meio do processo de difusão, em que a água é transportada através da membrana intestinal, pelos pequenos poros situados entre as células epiteliais intestinais. Essa difusão ocorre rapidamente por um processo chamado osmose.

A osmose é realizada a partir da diferença osmótica criada pela concentração de soluto, consequência da digestão de todos os nutrientes do quimo, fazendo com que a água acompanhe todo o processo de digestão.

2.5 Patologias do sistema digestório

As desordens no sistema digestório podem resultar em diferentes desequilíbrios bioquímicos e patologias no organismo humano, que devem ser avaliados por profissionais da área nutricional. Discutiremos a seguir essas principais patologias relacionadas ao sistema digestório.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos