58 capítulos
Medium 9788536309064

1. Abertura: princípios gerais

Matthew Sadler Grupo A PDF Criptografado

1

Abertura: princípios gerais

Controle ou ocupação do centro

Segurança do rei

Desenvolvimento rápido

Iniciativa

Qualquer pessoa que tenta aprimorar seus conhecimentos sobre o jogo de xadrez sente-se, de vez em quando, como se tivesse mergulhado em águas profundas, sem saber nadar ou para onde ir. Há livros inteiros sobre aberturas simples, com calhamaços de análises. Sem dúvida, pode-se tentar memorizar esse material. No entanto, com freqüência a seguinte pergunta vem à mente: “Por que, afinal, as brancas (ou as pretas) fizeram isso?”, sem nenhuma explicação à vista!

Por exemplo, na ânsia de explicar o que está ocorrendo, digamos, no lance

14, os jogadores mais fortes costumam esquecer de que, em algum estágio de sua carreira, também tiveram de partir do mesmo ponto que qualquer principiante: iniciando do zero, construindo algo do nada. Como esses jogadores conseguiram progredir? Como esse tipo de procedimento moldou as aberturas e as variantes que os jogadores de alto nível possuem atualmente?

Ver todos os capítulos
Medium 9788565848046

2. Vassily Smyslov (1921-2010)

Craig Pritchett Grupo A PDF Criptografado

2

Vassily Smyslov

(1921-2010)

O teor de uma partida de xadrez deve ser a busca pela verdade, e o da vitória uma demonstração de sua justeza.

Vassily Smyslov, 125 Selected Games

Assim como Rubinstein fez anteriormente, Smyslov via-se principalmente como um artista do tabuleiro. Smyslov não apenas visava à vitória no xadrez, mas também a um ideal que ele chamava de “verdade”. Às vezes ele referia-se a esta verdade como “o triunfo da lógica”. Ainda que de maneira vaga, ele insistia que a verdade deve existir no xadrez, e deve ser tão atingível quanto em qualquer outra forma de arte.

Symslov sempre deixou bem claro que para ele o xadrez era uma arte. Ele também insistia que seu ideal de xadrez derivava de outros de seus gostos artísticos mais amplos, em especial a música. Um homem de vasta cultura, era um músico talentoso cuja rica voz de barítono, muitas vezes procurada em momentos fora do tabuleiro em eventos internacionais de xadrez, havia lhe conseguido um teste na

Ver todos os capítulos
Medium 9788563899545

introdução

Garry Kasparov Grupo A PDF Criptografado

Introdução

Por que as táticas são importantes?

Estratégia, por outro lado, é a compreensão do que você

(e o seu oponente) está tentando fazer a médio e a longo prazo. Ela envolve tais elementos como o planejamento e a compreensão da estrutura de peões e um entendimento das casas fortes e das casas fracas.

Quando se pensa estrategicamente, não se considera necessariamente lances individuais. Você está pensando mais em termos de: “meu adversário tem um ponto fraco em f7, mas eu não posso atacá-la diretamente. Portanto, vou avançar meu peão até b4, depois b5 e depois capturar o peão dele em c6. Ele vai recuperar a casa com ... bxc6, mas aí eu vou abrir a coluna b para a minha torre até b7, onde ela vai pressionar a casa f7”.

Falando de modo geral (e, admito, isso se trata de uma simplificação um tanto brutal), o xadrez pode ser dividido em táticas e estratégia. Táticas são a luta, o mano a mano. São as coisas que os jogadores estão tentando resolver quando dizem: “se eu jogar aqui e ele lá... e aí eu capturo esse peão... aí, o que ele vai fazer... etc”.

Ver todos os capítulos
Medium 9788563899675

2: Os Gigantes

Yasser Seirawan Grupo A PDF Criptografado

2

Os Gigantes

O grande cientista britânico Sir Isaac Newton escreveu: “Se eu fui capaz de ver mais longe

é porque estava de pé sobre os ombros de gigantes.” Embora tenhamos iniciado com

Bobby Fischer, ele também estava de pé sobre os ombros de gigantes. Quando examino as páginas da história do xadrez, é em

Paul Morphy (1837-1884) que a linha dos

Campeões Mundiais de Xadrez realmente começa. Ainda que Morphy não tenha sido oficialmente reconhecido Campeão Mundial, para mim e para muitos outros ele foi o primeiro grande enxadrista de classe mundial e foi simplesmente o melhor enxadrista de seu tempo. Como melhor definir um

Campeão Mundial? Após uma carreira meteórica derrotando todos os seus contemporâneos, Morphy anunciou sua aposentadoria e parou de jogar xadrez sério em público em

1859. Poder-se-ia afirmar que ele foi uma das primeiras celebridades mundiais.

Uma breve história

Quando Paul Morphy parou de jogar, o líder reconhecido na época era Adolf Anderssen

Ver todos os capítulos
Medium 9788563899569

Capítulo 6 - Enrolados

Simon Williams Grupo A PDF Criptografado

6

Enrolados

Mais pressa, menos velocidade!

Essa era a frase favorita de um bom jogador de xadrez que eu conheci e se aplica a muitas posições. Eu certamente a considero muito útil, já que me considerava um jogador bem impaciente, perfeitamente capaz de jogar muito rápido e acabar misturando os meus planos. Hoje em dia, eu tento não me apressar e aproveitar o tempo, o que me ajuda a não me enrolar.

É necessário ter sempre uma ideia clara daquilo que se quer atingir com uma posição. Se você não puder pensar em um bom plano a longo prazo, então deve pensar em lances que propiciem pequenas melhoras à sua posição. Esse tipo de pensamento mais centrado pode ajudá-lo a evitar se enrolar, tentando o lance errado ou ignorando os planos astutos de seu adversário.

Agora, vamos dar uma olhada em algumas partidas para ver como vários bons jogadores se enrolam. Nossa primeira partida é um breve evento em que a escolha de abertura das Pretas foi muito inteligente. Stephen Gordon, ou

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos