36 capítulos
Medium 9788582712719

Capítulo 2 - Epidemiologia dos Transtornos mentais em idosos

Leonardo Caixeta (org.) Grupo A PDF Criptografado

2

EPIDEMIOLOGIA

DOS

TRANSTORNOS

MENTAIS EM

IDOSOS

➤ O BRASIL ESTÁ FICANDO

GRISALHO

O mundo está envelhecendo, e o Brasil segue os mesmos passos dessa tendência mundial em ritmo surpreendentemente acelerado. Em 2020, o Brasil será o sexto país do mundo em número de idosos, com mais de 30 milhões de velhos, sendo que, a cada ano, 650 mil novos idosos são incorporados à população brasileira.1 Um dos resultados dessa dinâmica é a maior procura de serviços de saúde por parte desses indivíduos. Com a transição epidemiológica e demográfica, doenças crônico-degenerativas e incapacidades funcionais tomam o lugar antes ocupado por infecções e outras doenças típicas da infância.

Com o envelhecimento populacional, ocorrem três desdobramentos naturais que interessam diretamente à psiquiatria geriátrica:

• Aumento dos transtornos mentais relacionados de modo direto com o processo de envelhecimento cerebral (doenças neurodegenerativas, psicoses involutivas, depressão, síndromes cerebrais orgânicas).

Ver todos os capítulos
Medium 9788582712719

Capítulo 18 - Transtornos de Ansiedade em Idosos

Leonardo Caixeta (org.) Grupo A PDF Criptografado

18

TRANSTORNOS

DE ANSIEDADE

EM IDOSOS

LEONARDO BALDAÇARA

Caixeta_18.indd 263

➤ ASPECTOS GERAIS

Os transtornos de ansiedade são comuns e causam grande impacto nos idosos. Com as mudanças na demografia da população em geral, os transtornos de ansiedade na terceira idade se tornaram uma fonte de alto custo pessoal e social. No entanto, sua detecção e seu diagnóstico são complicados por comorbidades clínicas, declínio cognitivo e alterações nas circunstâncias da vida que não são enfrentados por grupos etários mais jovens.1 Além disso, a expressão e o relato dos sintomas de ansiedade podem diferir com a idade.

A prevalência estimada desses transtornos na terceira idade varia de 3,22 a 14,2%.3

Com relação aos diagnósticos específicos, a prevalência de ansiedade generalizada

(Quadro 18.1) varia de 1,2 a 7,3%; de fobias específicas (Quadro 18.2), de 3,1 a 7,5%; de fobia social, ou transtorno de ansiedade social (Quadro 18.3), de 0,6 a 2,3%; de transtorno de pânico (Quadro 18.4), de 0,1 a 2%, de transtorno do estresse pós-traumático; de 0,4 a 2,5% e de transtorno obsessivo-compulsivo, de 0,1 a 0,8%.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582712719

Capítulo 32 - Abordagens Psicossociais em Psiquiatria Geriátrica

Leonardo Caixeta (org.) Grupo A PDF Criptografado

32

ABORDAGENS

PSICOSSOCIAIS

EM PSIQUIATRIA

GERIÁTRICA

ANA CAROLINE MARQUES VILELA

DANIELLY BANDEIRA LOPES

LEONARDO CAIXETA

Caixeta_32.indd 429

Não te deixes destruir…

Ajuntando novas pedras e construindo novos poemas.

Recria tua vida, sempre, sempre.

Remove pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça.

Faz de tua vida mesquinha um poema.

E viverás no coração dos jovens e na memória das gerações que hão de vir.

Cora Coralina

O aumento da expectativa de vida é uma realidade. Não basta, porém, apenas viver mais tempo, urge que se viva com qualidade. O processo de envelhecimento não deve ser vivenciado apenas com as dores das perdas e a redução da autoestima, mas também com satisfação pelo ganho de sabedoria, pela evolução espiritual e pela condição de acervo histórico vivo com potencialidades de transmissão de experiências e, consequentemente, reconhecimento social, por levar consigo todo esse tesouro de vivências e passado de contribuições.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582712719

Capítulo 26 - Interconsulta em Psiquiatria Geriátrica

Leonardo Caixeta (org.) Grupo A PDF Criptografado

26

INTERCONSULTA

EM PSIQUIATRIA

GERIÁTRICA

LEONARDO CAIXETA

Caixeta_26.indd 365

Atualmente, as estatísticas mostram que

65% dos pacientes internados nos hospitais gerais pertencem ao segmento geriátrico.1

Da mesma forma, nos serviços de urgência e emergência, bem como nas unidades de tratamento intensivo (UTIs), a terceira idade representa contingente apreciável do total de internamentos. Como se não bastasse, idosos em regime de internação representam o segmento mais vulnerável a diversas morbidades (infecção hospitalar, hospitalismo, delirium, iatrogenias, quedas, desidratação, alterações do ritmo circadiano) e à mortalidade em geral.

Ademais, muitos desses acometimentos mórbidos estão no campo da psiquiatria e, portanto, demandam solicitações de interconsultas para tais profissionais.

Os três transtornos psiquiátricos mais frequentes em idosos internados são:1 1) delirium (responde por aproximadamente 40% das psicopatologias em idosos internados); 2) depressão (cerca de 22%); e

Ver todos os capítulos
Medium 9788582712719

Capítulo 24 - Síndromes Psiquiátricas Bizarras e Diagnósticos Frequentemente Negligenciados em Psiquiatria Geriátrica

Leonardo Caixeta (org.) Grupo A PDF Criptografado

24

SÍNDROMES

PSIQUIÁTRICAS

BIZARRAS E

DIAGNÓSTICOS

FREQUENTEMENTE

NEGLIGENCIADOS EM

PSIQUIATRIA

GERIÁTRICA

LEONARDO CAIXETA

GEORGE M. NEY DA SILVA JR.

SUZY MARA M. R. ALFAIA

DANIELA LONDE RABELO TAVEIRA

Caixeta_24.indd 337

Eu sei, meu caro Watson, que você compartilha meu amor a tudo o que é bizarro e fora das convenções e rotinas monótonas da vida diária.

Sherlock Holmes

Ele se recusava a se associar a qualquer investigação que não tendesse para o incomum, e mesmo para o fantástico.

Dr. James Watson

As bizarrices, no sentido mais conhecido, fazem parte da vida cotidiana, muito mais do que se costuma supor, e isso não é diferente na prática médica. Geralmente confinadas a relatos de casos anedóticos ou a sessões clínicas, já forneceram matéria para muitos livros, incluindo uma satírica trilogia de Richard Gordon, pseudônimo literário do médico inglês Gordon Stanley

Ostelere, antigo editor assistente do British

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos