19 capítulos
Medium 9788582712672

Capítulo 7. A integração semsorial na intervenção terapêutica com crianças com transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH)

Newra Tellechea Rotta (org.); César Augusto Bridi Filho (org.); Fabiane Romano de Souza Bridi (org.) Artmed PDF Criptografado

A integração sensorial na intervenção terapêutica com crianças com transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH)

7

DANIELA ZIMMER

INTRODUÇÃO

Este capítulo tem o objetivo de mostrar o trabalho da terapia ocupacional, utilizando a abordagem de Integração Sensorial, para promover o desenvolvimento da criança com transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH). Ressalta a importância do estudo e da constante busca de conhecimento, das questões neurológicas e de desenvolvimento, relacionadas ao quadro apresentado. As discussões levantadas por grupo multidisciplinar contribuíram para o sucesso do tratamento e a mudança na vida de um menino com TDAH e sua família.

O artigo “Children with Attention Deficit Hyperactivity Disorder Have Impaired

Balance Function: Involvement of Somatosensory, Visual, and Vestibular Systems”

(em português, “Crianças com transtorno de déficit de atenção/hiperatividade com prejuízo na função do equilíbrio: envolvimento dos sistemas somatossensorial, visual e vestibular”), foi publicado em 2009, no

Ver todos os capítulos
Medium 9788582712672

Capítulo 1. Sobre o aprender e suas relações: interfaces entre neurologia, psicologia e psicopedagogia

Newra Tellechea Rotta (org.); César Augusto Bridi Filho (org.); Fabiane Romano de Souza Bridi (org.) Artmed PDF Criptografado

Sobre o aprender e suas relações: interfaces entre neurologia, psicologia e psicopedagogia

1

CÉSAR AUGUSTO BRIDI FILHO E

FABIANE ROMANO DE SOUZA BRIDI

SOBRE O CAMPO

DA APRENDIZAGEM

Considerando a aprendizagem como elemento central que une diferentes campos do conhecimento, este capítulo se propõe a pensar e problematizar as relações constituintes da neurologia, da psicologia e da psicopedagogia no que tange ao aprender humano. De que forma essas três áreas se relacionam, se influenciam e se constituem?

Como intervenções terapêuticas no campo da psicopedagogia podem alterar a estrutura e o funcionamento neurológico? Como os aspectos neurológicos determinam os elementos psicológicos que caracterizam o ato de aprender?

O lugar central da aprendizagem no

âmbito das diferentes disciplinas vincula-se

à importância do aprender em nossa cultura, uma vez que todos necessitam cumprir com êxito essa ação. O imperativo da aprendizagem na atualidade se traduz na obrigatoriedade da escolarização e na apropriação do conhecimento sistematizado, manifestado principalmente por meio das habilidades como a leitura, a escrita e o cálculo.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582712672

Capítulo 8. Atraso do desenvolvimento neuropsicomotor e intervenção psicopedagógica: fragmentos de um caso

Newra Tellechea Rotta (org.); César Augusto Bridi Filho (org.); Fabiane Romano de Souza Bridi (org.) Artmed PDF Criptografado

8

Atraso do desenvolvimento neuropsicomotor e intervenção psicopedagógica: fragmentos de um caso

FABIANE ROMANO DE SOUZA BRIDI

E CÉSAR AUGUSTO BRIDI FILHO

INTRODUÇÃO

Algumas experiências clínicas são tão marcantes que nos fazem refletir, não apenas sobre as nossas próprias práticas, mas sobre a teoria que as envolve. Muitas nos fazem abandonar um princípio teórico ou buscar sua ampliação em outros campos.

O caso que relataremos neste capítulo nos possibilitou uma convergência entre três campos do saber: neurologia, psicologia e psicopedagogia. Poucas vezes essa intersecção é tão clara durante um atendimento clínico, tendo em geral, cada profissional, uma visão mais precisa de um

único campo. Por algum motivo, nessa situação o entrelaçamento foi possível durante todo o processo terapêutico. Partindo de um encaminhamento clínico da neuropediatra, mas antevendo as consequências para a vida escolar e nos relacionamentos afetivos, a criança foi inicialmente encaminhada para uma avaliação psicológica. Descartada a hipótese de deficiência intelectual ou algum outro transtorno atualmente enquadrado nos transtornos do espectro autista (AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION, 2014), a criança foi encaminhada para acompanhamento psicopedagógico. A mãe realizava consultas

Ver todos os capítulos
Medium 9788582712672

Capítulo 19. Transtorno do espectro autista: aspectos da intervenção multidisciplinar

Newra Tellechea Rotta (org.); César Augusto Bridi Filho (org.); Fabiane Romano de Souza Bridi (org.) Artmed PDF Criptografado

do espectro

19 Transtorno autista: aspectos da

intervenção multidisciplinar

VIVIANE BASTOS FORNER E NEWRA TELLECHEA ROTTA

INTRODUÇÃO

O transtorno do espectro autista (TEA) visto através dos processos vivenciados por um menino e seus familiares, a partir das contribuições da neurologia e das descrições das intervenções psicopedagógicas, serve de base para o texto a seguir.

A intervenção psicopedagógica foi construída apoiada nas percepções e nos estudos de elementos neurológicos apresentados pela criança, além de fatores subjetivos que caracterizam a infância e seus desdobramentos.

A primeira parte deste estudo é consonante com uma das aulas expositivas durante o Seminário de Neurologia Avançada, intitulada “Autismo – o desafio do diagnóstico precoce”,1 ministrada pela Dra.

Newra Rotta em 2010 e baseada em uma palestra no Programa dos Transtornos Invasivos do Desenvolvimento da Universidade

Federal do Rio Grande do Sul (ProTID/

Ver todos os capítulos
Medium 9788582712672

Capítulo 3. Identificação precoce do transtorno do espectro autista e diagnóstico diferencial: estudo de caso

Newra Tellechea Rotta (org.); César Augusto Bridi Filho (org.); Fabiane Romano de Souza Bridi (org.) Artmed PDF Criptografado

Identificação precoce do transtorno do espectro autista e diagnóstico diferencial: estudo de caso

3

SABRINA MARIA OCANHA PIRES E

GRACIELA INCHAUSTI DE JOU

INTRODUÇÃO

Este capítulo tem como finalidade ilustrar a preocupação manifestada no Curso de Neurologia para Profissionais das

Áreas da Saúde e Educação, da Dra. Newra

Rotta, assistido pelas autoras no ano de

2011.

Pesquisas com crianças autistas no período pré-escolar têm ajudado a esclarecer a natureza dos primeiros sintomas e a encorajar os profissionais a identificá-los o mais cedo possível durante os primeiros anos de vida (DAWSON et al., 2000). Entretanto, poucos trabalhos têm abordado os indicadores precoces do transtorno do espectro autista (TEA) desde o nascimento.

Essas pesquisas retrospectivas tentam resgatar da história pregressa de crianças autistas os indicadores comportamentais relacionados ao TEA, já nos primeiros meses de vida. Na maioria das vezes, a criança autista apresenta uma aparência totalmente normal e, ao mesmo tempo, um curso irregular no desenvolvimento (FERNANDES; NEVES; SCARAFICCI, 2006).

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos