18 capítulos
Medium 9788565852197

Capítulo 9 | Insuficiência renal aguda

Silvia Titan Grupo A PDF Criptografado

9

Insuficiência renal aguda

Amanda Francisco Martins ® Regina C. R. M. Abdulkader

} Introdução

A insuficiência renal aguda (IRA) é uma síndrome caracterizada pela deterioração abrupta e persistente da função renal, que resulta na incapacidade dos rins em excretar escórias nitrogenadas e em manter a homeostase hidreletrolítica. Apesar de ser uma síndrome de prevalência e morbimortalidade elevadas, ainda hoje não há consenso em relação ao diagnóstico da insuficiência renal aguda e à classificação de gravidade.

Um dos principais problemas para o diagnóstico da IRA é a ausência de marcadores sensíveis e específicos de função renal. A creatinina sérica

é o exame mais utilizado para avaliar a função renal, mas tem algumas desvantagens, pois se eleva acima dos limites normais apenas quando a filtração glomerular encontra-se abaixo de 50% e é dependente de massa muscular, idade, sexo e raça.

No paciente ambulatorial, diversas outras formas de medida de filtração glomerular mais acuradas estão disponíveis, como a depuração de creatinina ou ureia endógenas ou mesmo fórmulas que estimam a filtração glomerular por meio da creatinina sérica, mas que consideram outras variáveis como sexo, idade, raça, peso corpóreo e albumina sérica, por exemplo, a equação de Cockcroft-Gault:

Ver todos os capítulos
Medium 9788565852197

Capítulo 12 | Distúrbios do metabolismodo potássio

Silvia Titan Grupo A PDF Criptografado

12

Distúrbios do metabolismo do potássio

Patricia T. Goldenstein ® Fernanda Oliveira Coelho

} Introdução

O potássio (K+) é o principal cátion intracelular do organismo. O estoque total de potássio num adulto é de aproximadamente 3.000 a 4.000 mEq, sendo 98% do total localizado no espaço intracelular, na concentração de cerca de 140 mEq/L. No plasma, a concentração deste íon geralmente varia entre 4 a 5 mEq/L. Assim, a regulação da sua distribuição interna deve ser extremamente eficiente, uma vez que pequenas mudanças no equilíbrio entre o potássio intra e extracelular podem resultar num aumento potencialmente fatal na concentração plasmática deste íon.

O principal regulador do potássio na célula é a bomba de Na+-K+-ATPase, localizada na membrana celular que, às custas da energia obtida pela hidrólise do ATP, libera 3 íons Na+ para o extra e captura 2 íons K+ para o intracelular.

Esta enzima é modulada por diferentes fatores, incluindo hormônio tireoidiano, catecolaminas, insulina e drogas como os digitálicos (Tab. 12.1).

Ver todos os capítulos
Medium 9788565852197

Capítulo 3 | Síndrome nefrótica

Silvia Titan Grupo A PDF Criptografado

3

Síndrome nefrótica

Camila Eleuterio Rodrigues ® Silvia Titan ® Viktoria Woronik

} Introdução

A proteinúria é dita nefrótica quando ocorre num valor superior a

3,5 g/1,73 m2/24 h. A síndrome nefrótica acontece quando há proteinúria nefrótica associada a graus variáveis de hipoalbuminemia, edema e dislipidemia (achado não obrigatório). A síndrome nefrótica também se associa a aumento no risco de infecções e tromboses. Quando há hematúria ou hipertensão associadas ao quadro renal, há evidências de glomerulonefrite aguda. À associação de síndrome nefrótica e glomerulonefrite aguda dá-se o nome de síndrome nefrítica-nefrótica.

A síndrome nefrótica pode ocorrer em função de doença sistêmica ou pode ser a manifestação de doença primária renal. Sua ocorrência traduz a presença de glomerulopatia, uma vez que a presença de proteinúria nefrótica é praticamente patognomônica de doença glomerular (raramente doenças tubulointersticiais podem cursar com proteinúria de maior monta).

Ver todos os capítulos
Medium 9788565852197

Capítulo 15 | Distúrbios do equilíbrio acidobásico

Silvia Titan Grupo A PDF Criptografado

15

Distúrbios do equilíbrio acidobásico

Lilian Pires de Freitas do Carmo ® Igor Denizarde Bacelar Marques

} Introdução

Distúrbios do equilíbrio acidobásico (DAB) são problemas clínicos frequentes e o tratamento adequado depende do diagnóstico correto do distúrbio em questão. A abordagem tradicional dos DAB é baseada na teoria de

Lowry-Bronsted, na qual os ácidos são definidos como substâncias capazes de doar prótons, enquanto as bases são definidas como substâncias capazes de receber prótons. Nesse modelo, o principal sistema tampão é o sistema bicarbonato-ácido carbônico.

Íons livres de H+ estão presentes nos fluidos corpóreos em concentrações extremamente baixas. O pH é uma medida da concentração hidrogeniônica [H+] e apresenta uma relação inversa e logarítmica com este íon.

Uma concentração estável deste íon é fundamental para o funcionamento normal das células. Existe uma faixa de variação compatível com a vida muito pequena, que varia entre 16 e 160 nanoEq/L (pH de 7,80 a 6,80).

Ver todos os capítulos
Medium 9788565852197

Capítulo 5 | Glomerulonefrites rapidamente progressivas

Silvia Titan Grupo A PDF Criptografado

5

Glomerulonefrites rapidamente progressivas

Vinícius Sardão Colares

} Introdução

A glomerulonefrite rapidamente progressiva (GNRP) caracteriza-se por uma perda rápida e progressiva de função renal que ocorre em semanas, associada à presença de indicativos laboratoriais de glomerulonefrite, ou seja, hematúria e proteinúria. Histologicamente, a tradução dessa síndrome clínica é a presença de crescentes em mais de 50% dos glomérulos.

Diversas doenças podem causar GNRP, incluindo glomerulonefrites primárias e doenças sistêmicas que apresentam envolvimento renal (Tab. 5.1).

Tabela 5.1. Causas de glomerulopatias crescênticas

Doenças infecciosas

Doenças sistêmicas

Drogas

Doenças primárias

Glomerulonefrite pós-infecciosa LES

Propiltiouracil

Glomerulonefrite membranoproliferativa

Endocardite infecciosa

Hidralazina

Nefropatia por IgA

Púrpura de Henoch-Schönlein

Hepatite C com crioglobulinemia Granulomatose de Wegener

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos