14 capítulos
Medium 9788597014105

1 - Por que Controles Internos sobre Demonstrações Financeiras?

PIZO, Frank Grupo Gen PDF Criptografado

1

POR QUE CONTROLES INTERNOS

SOBRE DEMONSTRAÇÕES

FINANCEIRAS?

Objetivos de Aprendizagem

O propósito do capítulo Por que Controles Internos sobre Demonstrações Financeiras? é enfatizar a importância da estrutura dos Controles

Internos na organização, a relação de Controles Internos e as Demonstrações Financeiras e a pressão regulatória internacional por meio da exigência da Lei Sarbanes-Oxley para a aplicação de Controles Internos nas empresas de capital aberto, penalidades aos seus administradores e caso de irregularidades, e proporcionar mecanismo de auditoria e garantia aos investidores.

Os relatórios financeiros de uma empresa são representações padronizadas que visam apresentar a sua evolução e saúde financeira, por meio das Demonstrações

Financeiras – Balanço Patrimonial, Resultado e Fluxo de Caixa – que são exigidas por todos os países de acordo com os princípios contábeis, sendo estes adequados às práticas contábeis locais (ex.: no Brasil – BR GAAP), às exigidas por suas matrizes no exterior (por exemplo: nos Estados Unidos – US GAAP, por convenção entre países – IFRS) ou à exigência de qualquer mercado de capitais em que a empresa estiver presente.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597014105

7 - Avaliação de Riscos

PIZO, Frank Grupo Gen PDF Criptografado

7

AVALIAÇÃO DE RISCOS

Objetivos de Aprendizagem

O propósito do capítulo Avaliação de Riscos é apresentar a importância e a necessidade de avaliar o risco, mensurar o seu impacto para organização, a priorização do risco e relevância baseada em critérios e sugestões de critério para avaliação de riscos, diferenciar os riscos por nível e criticidade de forma técnica.

A avaliação de riscos para o mapeamento de Controles Internos surgiu após a identificação e o reconhecimento dos riscos de reporte financeiro atrelados às assertivas, sendo a avaliação de riscos a segunda etapa para implementação de estrutura de Controles Internos formal, para isso é necessário mensurar a dimensão dos riscos.

A etapa de avaliação de riscos é o momento de priorização dos riscos que foram identificados, assim como os processos foram priorizados pela materialidade, os riscos também possuem uma seleção de priorização, seja para o equilíbrio dos custos envolvidos para estabelecer Controles Internos ou para uma estratégia de priorização da parte do processo mapeado que merece destaque nas ações de implementação de controles ou extensão do universo de testes de controle.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597014105

4 - Definindo Processos para Mapeamento

PIZO, Frank Grupo Gen PDF Criptografado

4

DEFININDO PROCESSOS PARA

MAPEAMENTO

Objetivos de Aprendizagem

O propósito do capítulo Definindo Processos para Mapeamento é apresentar entendimento sobre materialidade de processo, premissas para seleção de processos de mapeamento, essenciais para identificação e priorização dos processos, uma sugestão de critérios e entendimentos práticos para determinar os processos relevantes para

Controles Internos.

O mapeamento de Controles Internos para garantir as Demonstrações Financeiras gera custo para organização e por isso precisa de objetivos muito bem definidos para maximizar os recursos e esforços utilizados, bem como para não ser confundido com uma auditoria de processos operacionais ou auditoria investigativa, para isso é necessário que os processos sejam selecionados de forma criteriosa e previamente definidos.

PIZO_Mapeamento de controles internos.indb 53

23/02/2018 15:24:52

Fonte: criado pelo autor

Critérios qualitativos

Ver todos os capítulos
Medium 9788597014105

5 - Principais Universos de Riscos

PIZO, Frank Grupo Gen PDF Criptografado

5

PRINCIPAIS UNIVERSOS DE RISCOS

Objetivos de Aprendizagem

O propósito do capítulo Principais Universos de Riscos é apresentar os principais tipos de riscos existentes, o discernimento sobre o risco

SOX e as práticas para isolar o risco considerado SOX de forma técnica e apropriada na estrutura de Controles Internos, proporcionando um foco sobre o tipo de risco que será abordado sem conflito com demais abordagens de risco.

A identificação de riscos para o mapeamento de Controles Internos surge com a necessidade de identificar as possíveis fragilidades nos processos. Para tanto é preciso conhecer os universos de riscos e separar os riscos que serão passíveis de impedir ou afetar os objetivos da organização, em relação aos Controles Internos para as Demonstrações Financeiras. É necessário desenvolver e conhecer o documento principal para o mapeamento de Controles Internos: a Matriz de Riscos e Controles, sendo a identificação de riscos a primeira etapa para implementação de estrutura de Controles Internos formal, para isso deve-se primeiramente compreender o que são os riscos e a necessidade de identificá-los.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597014105

11 - Mapeamento de Processo

PIZO, Frank Grupo Gen PDF Criptografado

11

MAPEAMENTO DE PROCESSO

Objetivos de Aprendizagem

O propósito do capítulo Mapeamento de Processo é apresentar os elementos necessários para conduzir um mapeamento formal de Controles Internos, a interação e aplicação dos elementos do mapeamento, sugestões de formatos e modelos práticos para cada elemento para aplicação em uma estrutura de Controles Internos.

Ao estabelecer um mapeamento de Controles Internos sobre as Demonstrações Financeiras, há necessidade da compreensão do controle interno e sua relação com a organização, os indivíduos e os procedimentos requeridos. Os capítulos anteriores visaram a um entendimento prévio desse relacionamento, a importância, seu embasamento técnico, a abrangência e a forma de aplicação especificamente para uma abordagem de monitoramento de Controles Internos para as Demonstrações

Financeiras.

Para a aplicação prática de um mapeamento de Controles Internos é necessário que as etapas e os objetivos anteriores sejam organizados e ordenados para a sua correta aplicação.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos