52 capítulos
Medium 9788547220228

Capítulo 2

MORETTIN, Pedro A. Saraiva - Uni PDF Criptografado

R e sp o st a s

Capítulo 2

(a) razão

(e) razão

(b) ordinal

(f) nominal

(c) razão

(g) intervalar

(d) intervalar

3.

População (em mil habitantes)

Número de habitantes

Menos de 1.000

1.000 a 5.000

5.000 10.000

10.0000 a 20.000

Mais de 20.000

8. Histograma

0.004

ni

3

12

6

5

1

fi

0,1111

0,4444

0,2222

0,1852

0,0371

Densidade populacional:

Densidade (hab./km2)

Menos de 10

10 a 30

30 a 50

50 a 100

Mais de 100

ni

9

5

4

6

3

fi

0,3333

0,1852

0,1481

0,2222

0,1111

Total

27

1,0000

0.002

0.001

0.000

0

200 400 600

800

População (× 10000)

Decimal point is 1 place to the right of the colon

4:6

5 : 0046

6 : 234778

7 : 35

Ver todos os capítulos
Medium 9788547220228

Capítulo 12

MORETTIN, Pedro A. Saraiva - Uni PDF Criptografado

548

E s tat í s t i c a b á s i c a

Capítulo 12

22. αˆ  0, donde rejeitamos H0: µ = 100, x = 85 min.

 2. (a) α = 9,18%

(b) β = 6,68%

(c) RC = { x : x ≥ 1171, 43}

24. (a) IC(µ; 0,95) = ]36,04; 47,03[

 4. α = 0,125, β = 0,7037

26. RC = { x : x ≤ 26, 3 ou x ≥ 33, 7} ; x = 50, 4; rejeitamos H0

 5. (a) H0: µ = 200, H1: µ = 210

(b) X

( – µ) √

 n/S ~ t(n – 1).

(b) RC = { x : x ≥ 205} ; α = β = 0,106

 7. H0: µ = 60, H1: µ < 60; RC = { x : x < 49, 03} ; não rejeitaria H0: não há evidências de melhoria.

 9. H0: µ  23, H1: µ  23; RC = (–, –1, 28], zobs = 1,3, não rejeitamos H0.

10. αˆ = 0,11; logo, não rejeitamos H0: p = 0,5.

13. Como αˆ = 0,010, rejeitamos H0: p = 1/4 e o programa deve ser modificado.

IC = (µ; 0,95) = ]46,7; 54,1[

27. zobs = 2,22; logo, rejeitamos H0: µ = 11.

30. (a) n  35

(b) RC = { x : x ≥ 205, 6}

32. tobs = 4,75; logo, rejeitamos H0: µ = 7;

Ver todos os capítulos
Medium 9788547220228

1. Dados sobre o Brasil

MORETTIN, Pedro A. Saraiva - Uni PDF Criptografado

C o njunt o s

d e

D a d o s

A seguir apresentamos vários conjuntos de dados, que serão referenciados no texto pela sigla CD acompanhada de um nome identificador.

CD-Brasil: Dados sobre o Brasil

CD-Municípios: Populações de Municípios do Brasil

CD-Notas: Notas em Estatística

CD-Poluição: Dados de Poluição de São Paulo

CD-Temperaturas: Temperaturas Médias Mensais

CD-Salários: Salários para Quatro Profissões

CD-Veículos: Estatísticas sobre Veículos

CD-PIB: Produto Interno Bruto do Brasil

CD-Mercado: Preços de Ações da Telebrás e IBOVESPA

CD-Placa: Índices de Placa Bacteriana

1.  Dados sobre o Brasil

Dados de superfície (em km2), população estimada e densidade (hab/km2) das unidades federativas (UF) do Brasil, por região.

Regiões

Norte

UF

RO

AC

AM

RR

PA

AP

TO

Subtot.

Nordeste

MA

PI

CE

RN

PB

PE

Ver todos os capítulos
Medium 9788547220228

Prefácio à Sexta Edição

MORETTIN, Pedro A. Saraiva - Uni PDF Criptografado

p r e f á c i o À

S e x T A EDIÇÃO

Nesta edição atendemos à solicitação de leitores que sugeriram modificações em alguns tópicos considerados difíceis. Por exemplo, o tópico sobre quantis empíricos agora traz o cálculo utilizando o histograma, deixando a definição mais geral para a seção de

Problemas e Complementos.

Inúmeras correções foram feitas na edição anterior, à medida que as sucessivas tiragens foram editadas. Nesta sexta edição outros erros foram corrigidos, mas sabemos que diversos persistirão! Agradecemos aos diversos leitores que nos enviaram correções e sugestões.

Acrescentamos problemas a diversas seções do livro e substituímos o conjunto de dados sobre o Brasil (CD-Brasil) com informações atualizadas da Contagem da População 2007 feita pelo IBGE. Os dados também estão disponíveis na página: .

Os Autores

Ver todos os capítulos
Medium 9788547220228

Capítulo 3 - Medidas-Resumo

MORETTIN, Pedro A. Saraiva - Uni PDF Criptografado

Capítulo 3

Medidas-Resumo

3.1  Medidas de Posição

Vimos que o resumo de dados por meio de tabelas de frequências e ramo-e-folhas fornece muito mais informações sobre o comportamento de uma variável do que a própria tabela original de dados. Muitas vezes, queremos resumir ainda mais estes dados, apresentando um ou alguns valores que sejam representativos da série toda.

Quando usamos um só valor, obtemos uma redução drástica dos dados. Usualmente, emprega-se uma das seguintes me­didas de posição (ou localização) central: média, mediana ou moda.

A moda é definida como a realização mais frequente do conjunto de valores observados. Por exemplo, considere a variável Z, número de filhos de cada funcioná­rio casado, resumida na Tabela 2.5 do Capítulo 2. Vemos que a moda é 2, correspondente

à realização com maior frequência, 7. Em alguns casos, pode haver mais de uma moda, ou seja, a distribuição dos valores pode ser bimodal, trimodal etc.

A mediana é a realização que ocupa a posição central da série de observações, quando estão ordenadas em ordem crescente. Assim, se as cinco observações de uma variável forem 3, 4, 7, 8 e 8, a mediana é o valor 7, correspondendo à terceira observação. Quando o número de observações for par, usa-se como mediana a média aritmética das duas observações centrais. Acrescentando-se o valor 9 à série acima, a mediana será (7 + 8)/2 = 7,5.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos