26 capítulos
Medium 9788527732550

5 - Transporte Neonatal

TAMEZ, Raquel Nascimento Grupo Gen PDF Criptografado

5

Transporte Neonatal

Introdução, 50

��

Equipe de transporte, 51

��

Comunicação e modelo operacional, 51

��

Rotina pré-transporte, 52

��

Serviço de transporte, 53

��

Equipamento e material, 53

��

Transporte de retorno, 53

��

Transporte em condições especiais, 59

��

Bibliografia, 59

��

Tamez - 05.indd 49

09/05/2017 20:25:25

50

Enfermagem na UTI Neonatal

Introdução

O transporte entre hospitais é realizado quando o local do nascimento não dispõe de infraestrutura para atendimento das necessidades do recém-nascido. Devido ao alto custo dos equipamentos e da qualificação de pessoal, muitos hospitais dependem de outros centros especializados para tratamento de neonatos enfermos. Existe uma significativa correlação entre um eficiente transporte de neonatos e redução das taxas de morbidade e mortalidade neonatais de recém-nascidos de alto risco.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527732550

20 - Distúrbios Hematológicos

TAMEZ, Raquel Nascimento Grupo Gen PDF Criptografado

20

Distúrbios

Hematológicos

Introdução, 304

��

Parte celular do sangue, 304

��

Plasma, 304

��

Volume de sangue circulante, 304

��

Distúrbios sanguíneos, 305

��

Transfusão de sangue e derivados no período neonatal, 313

��

Bibliografia, 317

��

Tamez - 20.indd 303

27/06/2017 10:46:20

304 Enfermagem na UTI Neonatal

Introdução

Para compreendermos melhor os distúrbios hematológicos no período neonatal, é importante revermos as características do sangue e seus componentes.

O sangue é composto por células e plasma. A formação das células sanguíneas, também chamada hematopoese, inicia-se já no ambiente uterino. Entre a 2a e a 10a semana de gestação, esse processo ocorre no saco embrionário. Da 10a semana de gestação até a 26a, acontece no fígado.

Parte celular do sangue

A parte celular do sangue é composta por hemácias

(99%) e leucócitos (1%). O hematócrito é o percentual de sangue composto por células presentes no sangue; seu valor varia entre 37 e 52% e depende da idade gestacional, do peso e dos dias pós-parto. Quando há aumento do hematócrito, também ocorre aumento da viscosidade do sangue, o que dificulta a passagem do sangue pelos pequenos vasos.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527732550

21 - Infecção Neonatal

TAMEZ, Raquel Nascimento Grupo Gen PDF Criptografado

21

Infecção Neonatal

Introdução, 320

��

Sistema imunológico do recém-nascido, 320

��

Suscetibilidade a infecção no período neonatal, 320

��

Infecções neonatais, 321

��

Infecção hospitalar adquirida, 322

��

Bibliografia, 330

��

Tamez - 21.indd 319

09/05/2017 21:03:15

320 Enfermagem na UTI Neonatal

Introdução

As infecções no período neonatal são responsáveis por uma taxa bastante significativa de mortalidade e morbidade neonatais, de cerca de 15 a 45%, na maioria dos países, podendo aumentar naqueles em que as assistências pré-natal e neonatal sejam ineficientes. As infecções hospitalares adquiridas estão associadas a aumento da mortalidade, morbidade e prolongamento do período de internação, elevando ainda mais o custo da internação em UTI neonatal. Deficiência no sistema imunológico, associada a procedimentos invasivos feitos na UTI neo­ natal, e a falta de protocolos de profilaxia de infecção hospitalar são alguns fatores que contribuem para isso.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527732550

19 - Distúrbios Gastrintestinais

TAMEZ, Raquel Nascimento Grupo Gen PDF Criptografado

19

Distúrbios

Gastrintestinais

Introdução, 288

��

Refluxo gastresofágico, 288

��

Enterocolite necrosante, 290

��

Atresia esofágica e fístula traqueoesofágica, 292

��

Gastrosquise e onfalocele, 293

��

Anomalias anorretais, 296

��

Ostomias, 296

��

Bibliografia, 300

��

Tamez - 19.indd 287

09/05/2017 20:56:50

288 Enfermagem na UTI Neonatal

Introdução

Refluxo gastresofágico

Os distúrbios gastrintestinais abrangem anomalias ligadas ao tubo primitivo, desde a hipofaringe até o esfíncter anal, ou defeitos da parede que constitui o tubo, os quais podem resultar em alterações do trato gastrintestinal, interferindo em seu funcionamento e seu desenvolvimento.

O trato gastrintestinal tem três funções principais: absorção e digestão dos nutrientes; manutenção do balanço de líquidos e eletrólitos, bem como proteção contra toxinas e agentes patogênicos.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527732550

6 - Considerações Especiais no Cuidado da Pele - do Neonato

TAMEZ, Raquel Nascimento Grupo Gen PDF Criptografado

6

Considerações

Especiais no Cuidado da Pele do Neonato

Introdução, 62

��

Composição da pele, 62

��

Funções da pele, 62

��

Recém-nascidos prematuros, 63

��

Higiene corporal, 64

��

Bibliografia, 69

��

Tamez - 06.indd 61

09/05/2017 20:27:22

62

Enfermagem na UTI Neonatal

Introdução

O exame da pele pode indicar a idade gestacional do neonato e seu estado nutricional e hídrico, bem como detectar lesões cutâneas e sistêmicas.

Por sua constituição, a pele do recém-nascido, principalmente dos prematuros, pode facilmente sofrer lesões. A pele lesionada contribui para aumentar a perda de água e calor, sendo mais um fator de desequilíbrio hidreletrolítico e térmico, bem como aumenta o risco de infecções pelo fato de a barreira protetora não estar intacta, transformando-se em porta de entrada para bactérias e fungos. Finalmente, a pele lesionada tem consumo calórico elevado devido ao esforço do organismo para reparar o tecido lesionado.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos