12 capítulos
Medium 9788521617723

4 - Nível de Processo

MOLINARO, Carneiro Ramos Grupo Gen PDF Criptografado

Nível de Processo

4

Introdução

O Nível de Processo refere-se a um dos níveis de desempenho de Rummler e Brache que tem raiz conceitual fundamentada na abordagem sistêmica, ou Teoria Geral dos Sistemas.

A Teoria Geral dos Sistemas surgiu com o biólogo Ludwig von Bertalanffy que, no final da década de 1950, formulou uma teoria interdisciplinar para transcender os problemas exclusivos de cada ciência e proporcionar princípios gerais (sejam físicos, biológicos, sociológicos, químicos etc.) e modelos gerais para todas as ciências envolvidas, de modo que as descobertas pudessem ser compartilhadas entre as ciências.

Dentre as propostas de reformulação da organização empresarial, o gerenciamento por processos é o que de fato vem a se contrapor ao modelo verticalizado das organizações. O gerenciamento dos processos de negócio propõe a compreensão da visão horizontal que, segundo Rummler e Brache (1994), permite compreender como o trabalho é feito uma vez que são analisados os processos que, por sua natureza, perpassam as fronteiras funcionais revelando os relacionamentos internos por meio dos quais são produzidos produtos e serviços.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521617723

1 - Organizações como Sistema

MOLINARO, Carneiro Ramos Grupo Gen PDF Criptografado

Organizações como Sistema

1

Introdução

Neste capítulo será apresentado um panorama das principais teorias da administração que colaboraram para a evolução do modelo de gestão das organizações ao longo do tempo em mais de cem anos.

Também será mostrada a concepção das organizações como sistemas. Tal concepção das organizações como sistemas significa admitir que seu funcionamento se dê por meio de um fluxo contínuo ordenado ou desordenado de entradas e saídas de várias espécies.

3

001 a 006molo.indd 3

10/13/10 19:40:14

4 

Capítulo 1

1.1 CENÁRIO ATUAL

Com a efetivação da globalização da economia capitalista, o cenário global começou a se caracterizar pela acirrada concorrência entre as empresas e pela instabilidade dos mercados, cada vez mais dinâmicos e turbulentos. Essa globalização promoveu a evolução dos níveis de troca em tempo e espaço, permitindo que os relacionamentos passassem da esfera local para a mundial.

As organizações da era da globalização, a fim de se adequarem ao novo contexto, passaram a estudar e a implementar diferentes mecanismos de organização do negócio que acabam por agir diretamente na busca por estruturas organizacionais que respondam com agilidade às mudanças da economia e do mercado.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521617723

6 - Nível de Implementação – Tecnologia da Informação

MOLINARO, Carneiro Ramos Grupo Gen PDF Criptografado

6

Nível de Implementação –

Tecnologia da Informação

Introdução

Em seus primeiros momentos a Tecnologia da Informação

(TI) apareceu para facilitar o fluxo sistêmico de informação na organização, servindo como instrumento de apoio ou suporte

às rotinas operacionais. Atualmente, a TI é um fator imprescindível para a vantagem competitiva (ANTAO, 2005).

Como a TI é altamente relevante para o sucesso de uma organização, os executivos são pressionados a demonstrar o valor gerado da TI para o negócio, além de justificar os expressivos investimentos em aquisição (ANTAO, 2005).

Segundo Antao (2005), são duas as principais responsabilidades da TI para com a organização: i) a operação e a manutenção dos serviços existentes; ii) o desenvolvimento de novos produtos ou serviços para facilitar o alcance dos objetivos das organizações.

Considerando as responsabilidades da TI como um bloco

(Figura 6.1), a entrada seria um conjunto definido de pedidos padronizados, originados a partir de demandas do negócio, e teria como saída um portfólio de serviços. As atividades realizadas dentro da TI seriam para o desenvolvimento dos serviços ou produtos demandados, além do gerenciamento das operações e da manutenção dos serviços ou produtos gerados.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521617723

10 - Iniciativas Públicas: Legislação, Metodologias e Modelos de Interoperabilidade na Europa, nos Eua e no Brasil

MOLINARO, Carneiro Ramos Grupo Gen PDF Criptografado

Iniciativas Públicas:

Legislação, Metodologias e Modelos de

Interoperabilidade na

Europa, nos EUA e no Brasil

10

Introdução

Neste capítulo serão repassadas as principais normas, legislações e metodologias públicas que estimulam a adoção de boas práticas na gestão dos serviços de Tecnologia da Informação. Primeiramente, será apresentado o caso dos EUA pelas leis Clinger Cohen e Sarbanes Oxley. Ambas as leis são complementares para o desenvolvimento de arquiteturas corporativas que implementam mecanismos de controle.

A Lei Clinger Cohen estimulou o desenvolvimento de metodologias de desenho de arquiteturas corporativas (p. ex.,

FEA), enquanto a Lei Sarbanes Oxley incentivou o uso de mecanismos de controle baseados em melhores práticas (p. ex.,

COBIT®, ITIL®), responsabilizando civil e criminalmente os gestores que não cumprissem com as determinações da lei.

Também será abordado o caso brasileiro, por meio da Instrução Normativa n.º 04/2009 que orienta a aquisição de serviços de Tecnologia de Informação pela Administração Pública Federal.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521617723

7 - Subsistemas de TI

MOLINARO, Carneiro Ramos Grupo Gen PDF Criptografado

Subsistemas de TI

7

Introdução

Neste capítulo serão apresentados os subsistemas de TI Direcionamento, Desenvolvimento e Entrega (GIBERT, 2003).

O subsistema do Direcionamento cuida da estratégia e da arquitetura de TI. Tem as funções de: planejamento e controle em alto nível; monitoramento das demandas; definição das prioridades no portfólio de serviços e produtos a serem desenvolvidos ou entregues por outros subsistemas.

O subsistema de Desenvolvimento tem a tarefa de desenvolver e construir soluções utilizando os processos de gestão de projetos, garantindo a gestão da qualidade e da configuração para mitigar os riscos desse subsistema.

O subsistema de Entrega implanta os projetos desenvolvidos, gerencia o catálogo de serviços, executa todos os sistemas de informação, suporte e equipamentos para operações, assim como a gestão dos programas de manutenção para prover o suporte a esses sistemas e equipamentos.

Os três conceitos serão detalhados conforme suas estratégias, governanças, processos, recursos humanos e recursos de TI.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos