85 capítulos
Medium 9788547215125

8.4 Balança comercial: compreensão dos números

MARIANO, Jefferson; CARMOS. Edgar Editora Saraiva PDF Criptografado

118  economia internacional

demanda um aporte substantivo de recursos públicos, cada vez mais escassos na maior parte dos países. Uma política persistente de subsídios acaba por viabilizar atividades ineficientes, prejudicando, com isso, a alocação de recursos, que, de outro modo, poderia ser otimizada. Além disso, medidas como essa não são bem vistas internacionalmente e podem levar a acusações de dumping por parte dos concorrentes do país no setor beneficiado pelos subsídios.

A imposição de restrições à saída de capitais objetiva elevar o saldo do movimento de capitais, atuando, no caso, de modo mais imediato, na conta de capitais de curto prazo. Um superávit nessa conta muitas vezes é necessário para financiar eventuais déficits em transações correntes. Já a imposição de restrições à remessa de recursos ao exterior (lucros, dividendos e juros) tem como objetivo melhorar a situação da balança de serviços. Evidentemente, tais medidas podem resultar, no momento seguinte, em grande desconfiança por parte dos investidores internacionais, que certamente ficarão mais cautelosos em suas decisões de investimento no país.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547215125

7.6 Taxa de câmbio real

MARIANO, Jefferson; CARMOS. Edgar Editora Saraiva PDF Criptografado

capítulo 7 — taxa de câmbio  

 91

Com esses exemplos de proteção e aplicação financeira, podemos concluir que os agentes econômicos que transacionam no mercado de câmbio muitas vezes utilizam o mercado a termo, o mercado de futuros e opções para se proteger contra a volatilidade da taxa de câmbio. No entanto, eles também podem atuar como especuladores, obtendo lucros com a compra e venda de moedas nos mercados futuros.

7.6 Taxa de câmbio real

A taxa de câmbio nominal consiste no preço da moeda estrangeira em relação à moeda doméstica. A taxa de câmbio real reflete a medida do poder aquisitivo de um país e representa uma medida da competitividade externa dos bens nacionais produzidos relativamente aos bens produzidos no resto do mundo.

Portanto, a taxa de câmbio real permite comparar a variação dos preços e dos custos de produção domésticos com a evolução da taxa de câmbio nominal, descontada a variação dos preços externos. Um nível constante do câmbio real representa uma remuneração constante do setor exportador, enquanto uma redução da taxa (valorização cambial) significa menores receitas (na moeda doméstica), e um aumento da taxa de câmbio (desvalorização) favorece o setor exportador.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547215125

4.4 Motivações

MARIANO, Jefferson; CARMOS. Edgar Editora Saraiva PDF Criptografado

capítulo 4 — integração econômica regional e os blocos econômicos  

 43

4.4 Motivações

Mas, afinal de contas, o que leva os países a buscarem a integração econômica regional? As motivações podem ser classificadas em dois grupos: as motivações tidas como tradicionais e as não tradicionais.

4.4.1 Motivações tradicionais

São aquelas que envolvem aspectos relacionados aos ganhos provenientes do livre comércio e do movimento dos fatores de produção11, tais como:

eficiência produtiva; ampliação de mercados; redução de custos e preços; diversificação de produtos; acesso a novas tecnologias; ganhos de economia de escalas.

Para um melhor entendimento das motivações tradicionais, consulte a Seção

4.6 — Efeitos da integração econômica.

4.4.2 Motivações não tradicionais

São as que envolvem questões relacionadas à política estratégica como forma de minimizar as incertezas do multilateralismo, ou como instrumento auxiliar nas reformas internas, tais como:

Ver todos os capítulos
Medium 9788547215125

6.5 Bank for International Settlements (BIS)

MARIANO, Jefferson; CARMOS. Edgar Editora Saraiva PDF Criptografado

78   economia internacional

 recursos de capital: correspondem à parcela de capital subscrita por todos

os países-membros;

 fundos para operações especiais: fornecidos por todos os países-membros

para serem aplicados em financiamentos sob condições especiais;

 fundos fiduciários: pertencentes a países-membros e a não membros,

administrados pelo BID mediante acordos.

6.4.4 Áreas de financiamento do BID

As atividades financiadas pelo BID enquadram-se em cinco áreas principais:

desenvolvimento rural e agrícola; infraestrutura física; atividades industriais; desenvolvimento urbano; educação.

Além do apoio a essas áreas, o BID pode conceder empréstimos (em todos os casos, não mais de 50% do custo do projeto) para assistência técnica a governos, empresas públicas e privadas.

6.5 Bank for International Settlements (BIS)

O Banco para Ajustes Internacionais — Bank for International Settlements (BIS)

Ver todos os capítulos
Medium 9788547215125

4.1 Conceito

MARIANO, Jefferson; CARMOS. Edgar Editora Saraiva PDF Criptografado

40   economia internacional

Para ter uma ideia desse fenômeno, segundo dados da Organização Mundial do Comércio (OMC) até janeiro de 2014 cerca de 583 acordos regionais já haviam sido notificados junto ao Acordo Geral sobre Tarifas e Comércio – GATT/OMC, dos quais, 379 se encontram em funcionamento, sendo 220 Acordos de Livre Comércio, 26

Uniões Aduaneiras, 118 Acordos de Integração Econômica e 15 Acordos de Alcance

Parcial. Cabe destacar que 90% desses acordos foram notificados com base no artigo

XXIV do GATT (59%) e no artigo V do Acordo Geral sobre Comércio de Serviços

GATS (31%), o que demonstra a preocupação dos países participantes dos acordos em seguir as regras e diretrizes estabelecidas no fórum multilateral da OMC.2

Essa proliferação de acordos regionais apresenta características distintas daquelas encontradas nas iniciativas de integração do chamado velho regionalismo dos anos 1950 e 1960. Conforme destaca Ethier (1998), as novas iniciativas de integração econômica são caracterizadas por: a) acordos de pequenos países com grandes economias; b) países que passaram por reformas estruturais; c) raramente envolve apenas a questão de barreiras comerciais; d) o movimento na direção do livre comércio não

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos