16 capítulos
Medium 9788597010787

12 - Custo-padrão e Análise das Variações

FIGUEIREDO, Sandra; CAGGIANO, Paulo Cesar Grupo Gen PDF Criptografado

12

Custo-padrão e Análise das Variações

FIGUEIREDO&CAGGIANO.indb 271

1/4/17 4:31 PM

Capítulo 12

Analisa-se agora um método importante para estabelecimento de padrões de desempenho através da utilização do custo-padrão.

A dificuldade de utilização dos dados do sistema de contabilidade financeira para planejamento é que eles estão relacionados com o passado e, embora os gestores estejam interessados em conhecer o resultado de suas decisões passadas, eles estão muito mais preocupados com decisões que afetarão o futuro.

O custo histórico, no qual se baseiam as informações do sistema contábil financeiro, tem pouca utilidade para propósitos de controle, particularmente em condições inflacionárias, a experiência passada não informa aos gestores quando uma operação, ou um trabalho, ou um departamento, é muito dispendioso. Dessa maneira, os gestores desejam saber não quanto custou, mas quanto custará. Uma vez que o custo seja determinado previamente, o custo real pode ser comparado com ele e suas diferenças analisadas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597010787

16 - Governança Corporativa

FIGUEIREDO, Sandra; CAGGIANO, Paulo Cesar Grupo Gen PDF Criptografado

16

Governança Corporativa

FIGUEIREDO&CAGGIANO.indb 333

1/4/17 4:31 PM

Capítulo 16

16.1 Introdução

A origem dos debates sobre Governança Corporativa remete a conflitos inerentes à propriedade dispersa e à divergência entre os interesses dos sócios, executivos e o melhor interesse da empresa.

No trabalho de Carvalho (2002, p. 19-32),

“Governança corporativa ou governança empresarial tem sido um tópico de grande destaque, tanto em trabalhos acadêmicos quanto na imprensa, e de maneira bastante genérica, pode ser descrita como os mecanismos ou princípios que governam o processo decisório dentro de uma empresa.

Em uma empresa, o controle (agente) deve ser, supostamente, guardião dos interesses de determinados grupos (principais). Em alguns casos, o controle deve preservar apenas os interesses dos acionistas. Em outros casos, como por exemplo, na Alemanha, a legislação prevê que também os interesses de outros grupos, como trabalhadores, sejam considerados.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597010787

10 - Decisões Táticas de Curto Prazo

FIGUEIREDO, Sandra; CAGGIANO, Paulo Cesar Grupo Gen PDF Criptografado

10

Decisões Táticas de

Curto Prazo

FIGUEIREDO&CAGGIANO.indb 227

1/4/17 4:31 PM

Capítulo 10

Não pode ser questionada a importância do relacionamento Custo × Volume × Lucro, para propósito de planejamento do lucro.

O comportamento dos custos é um elemento de importância crítica para o planejamento do lucro, mas um conhecimento do comportamento futuro dos custos é igualmente importante, para grande número de outras decisões que o gestor precisa tomar.

Pode-se dividir a tarefa do contador, de fornecer informações sobre custos para tomada de decisão, em duas partes. Primeiro, quando planejam o volume de saídas no curto prazo, os contadores precisam informar qual o comportamento dos custos fixos e variáveis, dentro de um intervalo de volume e saídas planejado. Segundo, em inúmeras decisões especiais relacionadas a cursos alternativos de ação, como a aceitação ou rejeição de um pedido especial. As informações de custo são necessárias para guiar os gestores para tomar a melhor decisão, que no caso seria a mais lucrativa.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597010787

15 - Balanced Scorecard e Logística Empresarial

FIGUEIREDO, Sandra; CAGGIANO, Paulo Cesar Grupo Gen PDF Criptografado

15

Balanced Scorecard e

Logística Empresarial1

1

Este capítulo é baseado no artigo Balanced Scorecard e logística empresarial: da competência empresarial à competência informática, de autoria de Sandra Figueiredo e William Celso Silvestre.

FIGUEIREDO&CAGGIANO.indb 321

1/4/17 4:31 PM

Capítulo 15

15.1 Introdução

A economia mundial atravessou mudanças radicais nas últimas duas décadas. Com surgimento dos aviões a jato, máquinas de fax, acoplamento a computador e telefone, transmissões mundiais de televisão por satélite, Internet, eliminaram-se praticamente as distâncias geográficas na comunicação à medida que aumentaram a velocidade da transmissão da informação, possibilitando a ampliação da disponibilidade dos serviços.

Com todas essas mudanças as empresas passaram a ser atingidas, de alguma forma, pela concorrência global. Hoje, as empresas tanto vendem como compram produtos e serviços nos mercados internacionais.

Outro desafio enfrentado, devido às mudanças da economia mundial que deve ser considerado, é a constatação de que esta se encontra em declínio. Grande parte do mundo empobreceu nos últimos anos, entretanto, as necessidades das pessoas são cada vez maiores, mas não há dinheiro para aquisição de bens e serviços desejados. Assim, o mercado, na maioria dos países, consiste em pessoas com necessidades crescentes e poder aquisitivo em baixa. O poder aquisitivo está em declínio, pois o desemprego é grande. Em muitas famílias esse poder de compra só se mantém porque os dois cônjuges trabalham.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597010787

1 - Contabilidade e Gestão Empresarial – a Controladoria

FIGUEIREDO, Sandra; CAGGIANO, Paulo Cesar Grupo Gen PDF Criptografado

1

Contabilidade e Gestão

Empresarial – a Controladoria

FIGUEIREDO&CAGGIANO.indb 7

1/4/17 4:31 PM

Capítulo 1

O novo entorno econômico globalizador, vivido atualmente no mundo, tem introduzido profundas mudanças no ambiente econômico internacional, provocando novo arranjo na Economia Mundial, que tende a um processo de globalização, caracterizado basicamente pela união de países em torno de uma proposta comum de intercâmbio comercial por meio da queda de barreiras tarifárias cambiais e de outras condições de livre comércio.

Como desdobramentos dessas mudanças, emergiram os blocos econômicos:

Nafta, Mercosul, Países Asiáticos e a Comunidade Econômica Europeia.

Todo esse processo impacta tanto o contexto externo das relações contratuais das organizações, como o ambiente interno das empresas, criando assim a demanda por melhores práticas de gestão.

Quer queiramos quer não, os movimentos sociais exigirão futuramente um posicionamento das empresas e elas serão cobradas em seu papel social, principalmente em relação a seu desempenho; assim sendo, a otimização do uso dos recursos disponíveis é preocupação primeira dos gerenciadores das organizações.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos