12 capítulos
Medium 9788521625995

6 Processos motivacionais

REGATO, Vilma Cardoso Grupo Gen PDF Criptografado

6

Processos motivacionais

Objetivos deste capítulo: motivação.

• Definir condições de influências interna e externa nas orga• Analisar nizações. teorias motivacionais.

• Conhecer condições de estímulo necessárias à manutenção

• Conhecer de aspectos motivacionais no ambiente de trabalho.

regato_006.indd 95

3/6/2014 12:01:00 PM

6

A motivação é um processo psicológico responsável pela formação e manutenção da conduta humana. Constitui um objeto de estudo bastante valioso para o meio corporativo, uma vez que a obtenção de resultados depende muito desse processo.

O grande desafio para os gestores no quesito motivação é proporcionar um ambiente favorável a ela, associando, de modo compatível, colaboradores a papéis organizacionais e, ainda, reconhecendo seu bom desempenho e/ou recompensando-os por isso.

Viabilizar o aprendizado e favorecer a existência de políticas de

QVT (Qualidade de Vida no Trabalho), além de permitir que o trabalhador associe seu ofício a resultados positivos para sua vida, contribui para a manutenção da motivação.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521625995

3 A percepção

REGATO, Vilma Cardoso Grupo Gen PDF Criptografado

3

A percepção

Objetivos deste capítulo: percepção.

• Definir a fisiologia da percepção.

• Conhecer fatores de influência no processo perceptivo.

• Analisar

• Correlacionar percepção e ajustamento.

regato_003.indd 51

3/6/2014 10:43:37 AM

3

3.1 Conceitos

Uma passagem de O pequeno príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry, ilustra o quanto a percepção de um mesmo objeto pode ser diferente para várias pessoas e nos permite iniciar um próprio conceito acerca do mesmo tema.

No livro, o personagem relata que, impressionado ao ver a gravura de uma jiboia engolindo um animal, fez seu primeiro desenho e mostrou aos adultos. Queria saber se eles sentiam medo. “Por que um chapéu nos daria medo?”, perguntaram as pessoas. O desenho feito pelo personagem não representava um chapéu, mas uma jiboia engolindo um elefante. Por esse motivo, foi necessário fazer o segundo desenho.

“Os adultos têm sempre necessidade de explicações detalhadas”, diz o personagem.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521625995

1 A ciência psicológica

REGATO, Vilma Cardoso Grupo Gen PDF Criptografado

1

A ciência psicológica

Objetivos deste capítulo: psicologia.

• Definir brevemente seu desenvolvimento histórico.

• Conhecer ciência psicológica e senso comum.

• Diferenciar campos de atuação da psicologia, com ênfase para a

• Distinguir psicologia organizacional.

regato_001.indd 5

3/6/2014 10:24:32 AM

1

1.1 Conceitos

Observar o comportamento humano nunca despertou tanto interesse nas pessoas. Formatos adaptados para a televisão (Big Brother Brasil, O

Aprendiz, A Fazenda etc.) expõem a interação de candidatos e oferecem prêmios em dinheiro para os melhores participantes, julgados pelo público, que considera as condutas apreciadas corretas ou incorretas.

A televisão, as revistas populares, a mídia digital e os livros constituem os principais acessos à psicologia (MYERS, 2006), que, embora utilizada em muitos casos de modo leigo, associa conduta e personalidade (correlação estabelecida pela ciência psicológica).

Ver todos os capítulos
Medium 9788521625995

4 A percepção social

REGATO, Vilma Cardoso Grupo Gen PDF Criptografado

4

A percepção social

Objetivos deste capítulo: percepção social.

• Definir aspectos de influência na percepção de pessoas.

• Analisar o papel do estereótipo.

• Entender efeitos distorcidos a partir do uso de estereótipos.

• Conhecer a influência da percepção social na seleção e no treinamen• Avaliar to de pessoas.

regato_004.indd 65

3/6/2014 10:47:42 AM

4

Ao chegar ao trabalho, muitas vezes, percebemos uma expressão fechada do colega e/ou do gestor. As possibilidades de interpretação podem ser inúmeras, como: “Fulano não gosta de mim”; “Não estou bem na função” ou “Aconteceu algo”. Ficar isolado com esses pensamentos, além de gerar mal-estar, nos impede de agir de modo a cooperar com a solução do problema, se é que ele existe (a chance de as pessoas não estarem bem procede). O mais indicado é sempre viabilizar o diálogo, desfazer fantasias e promover redirecionamentos, caso necessários.

Ter a mente aberta é sempre um facilitador para o diálogo. Se formos muito rígidos ou fechados em relação às nossas percepções e julgamentos, se não interagirmos de modo saudável (por não aceitarmos posicionamentos diferentes dos nossos), além de ficarmos solitários, pouco aprenderemos com as pessoas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521625995

2 O estudo da personalidade e sua contribuição para as organizações

REGATO, Vilma Cardoso Grupo Gen PDF Criptografado

2

O estudo da personalidade e sua contribuição para as organizações

Objetivos deste capítulo: personalidade.

• Definir suas condições de formação.

• Analisar teorias explicativas da personalidade.

• Conhecer diferenças individuais e processos decisórios.

• Correlacionar

• Relacionar traços de personalidade ao exercício profissional.

Tolerante, impaciente, autoritário, passivo, obstinado, resignado, alegre, triste, extrovertido, introvertido, calado, falante... Enfim:

Quais dessas características poderiam ser atribuídas a você?

regato_002.indd 27

3/6/2014 10:34:22 AM

2

Todas revelam traços de personalidade que utilizamos para descrever a nós mesmos e outras pessoas. A descrição de terceiros nos parece mais fácil porque passamos pouco tempo pensando em nossas características pessoais. Quando o fazemos, tendemos a nos atribuir mais qualidades que “defeitos”, o que confere uma sensação mais agradável à autoestima.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos