15 capítulos
Medium 9788521629436

Parte III. 14 - A Indústria de Esporte Profissional nos EUA

VANCE, Patricia de Salles; NASSIF, Vânia Maria Jorge; MASTERALEXIS, Lisa Pike Grupo Gen PDF Criptografado

Vance — Prova 5 — 12/5/2015 — Maluhy&Co. — página 267

14

A Indústria de Esporte

Profissional nos EUA

Lisa Pike Masteralexis1

Os objetivos deste capítulo são:

. Descrever a estrutura da indústria de esporte profissional nos

Estados Unidos da América.

. Apresentar a estrutura de entidade única e de sindicatos das ligas profissionais, entre outros elementos específicos do mercado norte-americano.

. Destacar o uso de ferramentas analíticas para a avaliação do desempenho de jogadores.

Introdução

Em 2013, calcula-se que o volume de negócios da indústria de esportes nos Estados Unidos tenha alcançado aproximadamente US$ 470 bilhões (Plunckett

Research, 2013a). Os gastos corporativos anuais com propaganda esportiva nos

Estados Unidos encerraram o ano em cerca de US$ 31,5 bilhões. As estimativas foram apuradas a partir da análise das receitas de 2012 das Ligas Profissionais

1

Chefe do departamento e Professora-Associada do Mark H. McCormack Department of Sport

Ver todos os capítulos
Medium 9788521629436

Parte II. 10 - Pesquisa de Marketing Esportivo

VANCE, Patricia de Salles; NASSIF, Vânia Maria Jorge; MASTERALEXIS, Lisa Pike Grupo Gen PDF Criptografado

Vance — Prova 3 — 5/5/2015 — Maluhy&Co. — página 179

10

Pesquisa de Marketing Esportivo

Tracy L. Schoenadel1

Os objetivos deste capítulo são:

. Esclarecer a diferença entre dois tipos de resultados de pesquisa de marketing esportivo: de mídia e do consumidor.

. Identificar que indicadores-chave de desempenho, KPIs, são respondidos pelos resultados de mídia e do consumidor.

. Examinar os métodos de pesquisa empregados para a geração dos resultados de mídia e do consumidor na indústria do esporte.

Ibope Repucom mede a popularidade de Pelé (//)

Pesquisa exclusiva que mensura atributos da imagem de celebridades e personalidades esportivas de todo o mundo chega ao Brasil e revela que o Rei Pelé está longe de perder a majestade.

1

Diretora Executiva do Mark H. McCormack Center for Sport Research and Education da Isenberg School of Management, Universidade de Massachusetts Amherst.



Vance — Prova 3 — 5/5/2015 — Maluhy&Co. — página 180

Ver todos os capítulos
Medium 9788521629436

Parte I. 5 - Liderança e Formação de Equipes Esportivas

VANCE, Patricia de Salles; NASSIF, Vânia Maria Jorge; MASTERALEXIS, Lisa Pike Grupo Gen PDF Criptografado

Vance — Prova 3 — 5/5/2015 — Maluhy&Co. — página 75

5

Liderança e Formação de

Equipes Esportivas

Vânia Maria Jorge Nassif1 | Marcos Hashimoto2 | Derly Jardim do Amaral3

Os objetivos deste capítulo são:

. Apresentar bases para o entendimento da liderança.

. Explicar e ilustrar o papel do líder na formação de equipes no contexto desportivo.

. Caracterizar, com o uso de exemplos reais, como os estilos de liderança e como os líderes se relacionam com seus liderados no contexto do esporte.

. Descrever fatores-chave dos processos de influência do líder na equipe esportiva.

1

Professora do Programa de Mestrado Profissional em Administração – Gestão do Esporte e pesquisadora do Programa de Mestrado e Doutorado em Administração da Universidade Nove de Julho, na área de organizações e empreendedorismo.

2 Doutor em Administração de Empresas pela EAESP/FGV, Coordenador do Centro de Empreendedorismo e Professor do Mestrado Profissional em Administração da Faculdade Campo Limpo

Ver todos os capítulos
Medium 9788521629436

Parte III. 12 - Gestão de Eventos Esportivos

VANCE, Patricia de Salles; NASSIF, Vânia Maria Jorge; MASTERALEXIS, Lisa Pike Grupo Gen PDF Criptografado

Vance — Prova 5 — 13/5/2015 — Maluhy&Co. — página 217

12

Gestão de Eventos Esportivos

William S. Gillespie1 | Mark McDonald2

Os objetivos deste capítulo são:

. Diferenciar entre os tipos de agências de marketing esportivo para identificar quais são os mais adequados a tarefas e trabalhos específicos.

. Definir os papéis desempenhados pelas agências de marketing esportivo.

. Entender as funções envolvidas no âmbito da gestão de eventos esportivos.

. Esclarecer a necessidade de uma gestão efetiva de riscos em eventos esportivos.

1

Game On! Consulting Sports, uma empresa de gestão de negócios esportivos e consultoria jurídica.

2 Professor de gestão do esporte no Mark H. McCormack Sport Management Department da

Isenberg School of Management da Universidade de Massachusetts Amherst.



Vance — Prova 5 — 13/5/2015 — Maluhy&Co. — página 218



Capítulo 

Ver todos os capítulos
Medium 9788521629436

Parte I. 3 - Políticas Públicas do Esporte no Brasil

VANCE, Patricia de Salles; NASSIF, Vânia Maria Jorge; MASTERALEXIS, Lisa Pike Grupo Gen PDF Criptografado

Vance — Prova 4 — 7/5/2015 — Maluhy&Co. — página 35

3

Políticas Públicas do

Esporte no Brasil

Leandro Carlos Mazzei1

O objetivo deste capítulo é:

Iniciar discussão e reflexão sobre políticas públicas relacionadas com o esporte no Brasil.

Serão abordados no texto:

. Contextualização

. Conceito

. Alternativas para aplicação de políticas esportivas no Brasil.

Histórico do Ministério do Esporte no Brasil

A história institucional do esporte no Brasil teve início em 1937, quando, por intermédio da Lei nº 378 de 13/03/37, foi criada a DIVISÃO DE EDUCAÇÃO FÍSICA do Ministério da Educação e Cultura.

1

Professor e pesquisador do Programa de Mestrado Profissional em Gestão do Esporte da Universidade Nove de Julho.



Vance — Prova 4 — 7/5/2015 — Maluhy&Co. — página 36

 Capítulo 

Em 1970, a divisão foi transformada em DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTOS, ainda vinculado ao Ministério da Educação e Cultura. Na sequência, em 1978, esse departamento foi transformado em

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos