19 capítulos
Medium 9788530964504

Unidade 3 - Capítulo 2 • Arrendamento Mercantil (Leasing)

NEWLANDS Jr., Carlos Arthur Grupo Gen PDF Criptografado

Capítulo 2

Arrendamento Mercantil (Leasing)

2.1. Histórico

As primeiras operações de leasing, referentes ao arrendamento de máquinas de escrever, foram realizadas no Brasil em 1967, por grupos industriais. O setor ganhou impulso durante a década de 1970, quando grupos financeiros internacionais – e, posteriormente nacionais

– decidiram concentrar-se na expansão das operações e começaram a divulgar os contratos por meio da rede de agências bancárias.

Com a promulgação da Lei nº 6.099/1974, alterada pela Lei nº 7.132/1983, este tipo de operação foi regulamentado e denominado “Arrendamento Mercantil”, obedecendo às normas estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional, com controle e fiscalização exercidos pelo

Banco Central do Brasil. A partir deste momento passou a ser praticado oficialmente no mercado financeiro, tornando-se uma excelente alternativa para financiamentos de longo prazo e de alta flexibilidade, adequando-se ao fluxo de caixa e de investimentos, inclusive com carência.

Ver todos os capítulos
Medium 9788530964504

Unidade 7 - Capítulo 1 • Prevenção à Lavagem de Dinheiro

NEWLANDS Jr., Carlos Arthur Grupo Gen PDF Criptografado

Capítulo 1

Prevenção à Lavagem de Dinheiro

1.1. Introdução

Nos anos 80, a prevenção da lavagem de dinheiro passou a ser considerada como uma estratégia prioritária para o combate ao crime organizado e, em especial, ao narcotráfico.

Países e organismos internacionais passaram a incentivar a adoção de medidas para inibir a proliferação desses crimes, firmando diversos acordos internacionais, notadamente após a Convenção de Viena, no âmbito das Nações Unidas, em 1988. Essa Convenção, ratificada pelo Brasil por meio do Decreto 154/1991, teve como objetivo promover a cooperação internacional no trato das questões relacionadas ao tráfico de entorpecentes.

Em 1989, foi criado o Grupo de Ação Financeira sobre Lavagem de Dinheiro (GAFI/

FATF), no âmbito da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico

(OCDE), com a finalidade de examinar medidas, desenvolver e promover políticas de combate

à lavagem de dinheiro. O Brasil passou a integrar o GAFI/FATF em 1999, como observador, tornando-se membro efetivo em 2000.

Ver todos os capítulos
Medium 9788530964504

Unidade 5 - Capítulo 1 • Mercado de Capitais: Operações com Valores Mobiliários

NEWLANDS Jr., Carlos Arthur Grupo Gen PDF Criptografado

Capítulo 1

Mercado de Capitais: Operações com Valores Mobiliários

1.1. Introdução

Há pouco tempo, particularmente no ano de 2007, cresceu o interesse das pessoas físicas pelas aplicações em renda variável e, por tabela, pelas ofertas públicas de ações. A forte procura observada em 2007 está associada a uma mudança estrutural no mercado brasileiro ainda em curso: a renda fixa não proporcionava mais o retorno que garantiu ao longo de duas décadas e o investidor começou a buscar outros ativos.

A enorme procura pelo investimento em ações em 2007 foi especialmente estimulada pelos IPOs da Bovespa Holding, que atraiu 63,9 mil investidores, e da BM&F, com 253,7 mil aplicadores.

IPO – sigla em inglês de Initial Public Offering, que significa Oferta Pública Inicial.

Por outro lado, a imensa volatilidade (variação brusca de cotações) que a Bovespa viveu no segundo semestre de 2008 assustou muitos investidores novatos. Tanto pelo interesse despertado até 2007 quanto pelo susto de 2008 e pelo comportamento muitas vezes errático do mercado de ações de 2008 até hoje, é necessário que entendamos melhor o funcionamento do mercado de capitais.

Ver todos os capítulos
Medium 9788530964504

Unidade 3 - Capítulo 1 • Produtos e Serviços Bancários

NEWLANDS Jr., Carlos Arthur Grupo Gen PDF Criptografado

Capítulo 1

Produtos e Serviços Bancários

1.1. Introdução

Como vimos na Unidade I, a intermediação financeira é o principal produto de um banco, pois nesta atividade o banco capta o dinheiro excedente de quem tem e empresta-o a quem precisa: o tomador de empréstimos, seu cliente.

Entretanto, a prestação de serviços tornou-se de grande valia para os bancos: alavanca novos negócios e ajuda a expandir o sistema financeiro. Hoje esses serviços são cobrados pela eficiência e evolução tecnológica: um exemplo é a cobrança bancária e os convênios com as concessionárias de serviços públicos, onde, além das tarifas de serviço, o banco obtém também ganho financeiro pelo float (giro dos recursos que permanecem na instituição financeira por tempo determinado).

O Banco Central fiscaliza e divulga o ranking das tarifas de serviço cobradas pelos bancos, tanto aquelas incidentes sobre a captação, como as cobradas sobre as operações de crédito e pela prestação de serviços. Hoje essa cobrança é livre, sendo equalizada de acordo com a concorrência e qualidade dos serviços prestados e a tecnologia disponibilizada ao cliente. As normas relativas à cobrança de tarifas bancárias estão consolidadas por meio da

Ver todos os capítulos
Medium 9788530964504

Unidade 1 - Capítulo 2 • O Banco Central e os Mercados Financeiros

NEWLANDS Jr., Carlos Arthur Grupo Gen PDF Criptografado

Capítulo 2

O Banco Central e os Mercados

Financeiros

2.1. Mercados Financeiros: Monetário, de Crédito, de Capitais e de Câmbio

O setor financeiro da economia é constituído por quatro segmentos, definidos pelos tipos de operações que os caracterizam e pelos fins a que se destinam.

O termo mercado é usualmente empregado na designação destes segmentos. Esta designação resulta da própria essência da intermediação financeira: os intermediários financeiros estão entre os tomadores de recursos, aqueles que exercem a procura por ativos financeiros, e os poupadores, que detém recursos excedentes e exercem a oferta destes excedentes de ativos financeiros. Temos, portanto, a situação típica de um mercado constituído pelas forças da oferta e da procura. Assim, os quatro segmentos do setor financeiro correspondem a quatro mercados:

– mercado monetário;

– mercado de crédito;

– mercado de capitais;

– mercado de câmbio.

Faremos agora uma apresentação sucinta de cada um destes mercados.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos