30 capítulos
Medium 9788580551044

8. Análise de mercados perfeitamente competitivos

Samuelson, Paul Grupo A PDF Criptografado

capítulo

8

análise de mercados perfeitamente competitivos

O custo de produção não teria qualquer efeito sobre o preço de concorrência se fosse possível ele não exercer efeito algum sobre a oferta.

John Stuart Mill

Descrevemos como o mecanismo de mercado realiza uma espécie de milagre todos os dias, proporcionando os bens de primeira necessidade diária como o pão e uma vasta gama de bens e serviços de alta qualidade sem que haja controle ou direção central. Como funciona exatamente esse mecanismo de mercado?

A resposta começa com os dois lados de cada mercado – oferta e demanda. Esses dois componentes têm de ser associados para que se possa entender como se comporta o mercado como um todo. Este primeiro capítulo sobre a organização setorial analisa o comportamento de mercados perfeitamente competitivos; estes são mercados ideais em que as empresas e os consumidores são pequenos demais para afetar o preço. A primeira seção mostra o comportamento das empresas competitivas. Depois, serão examinados alguns casos especiais.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580551044

6. Produção e organização empresarial

Samuelson, Paul Grupo A PDF Criptografado

capítulo

produção e organização empresarial

6

O negócio da América são os negócios.

Calvin Coolidge

Alguém tem de fazer o pão nosso de cada dia antes de o podermos comer. Da mesma forma, a habilidade da economia para produzir automóveis, gerar eletricida‑ de, escrever programas de computador e fornecer uma diversidade de bens e serviços que compõem o nosso produto interno bruto depende da nossa capacidade produtiva. A capacidade produtiva é determinada pela dimensão e qualidade da população ativa, pela quanti‑ dade e qualidade do estoque de capital, pelo conheci‑ mento tecnológico do país juntamente com a capacida‑ de para usá‑lo e pela natureza das instituições públicas e privadas. Por que os padrões de vida são elevados na

América do Norte? E por que são baixos na África?

Para responder, veremos quão bem a máquina da pro‑ dução está funcionando.

O nosso objetivo é compreender como as forças de mercado determinam a oferta de bens e serviços. Ao lon‑ go dos próximos três capítulos, apresentaremos os con‑ ceitos essenciais de produção, custo e oferta e mostrare‑ mos a ligação entre eles. Primeiro vamos explorar os fundamentos da teoria da produção, mostrando como as empresas transformam fatores de produção em pro‑ duções desejadas. A teoria da produção também nos aju‑ da a compreender por que a produtividade e os níveis de vida têm aumentado ao longo do tempo e como as em‑ presas gerenciam as suas atividades internas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580551044

16. Tributação e despesa pública

Samuelson, Paul Grupo A PDF Criptografado

capítulo

16

tributação e despesa pública

O espírito de um povo, o seu nível cultural, a sua estrutura social, as ações de que a sua política é capaz, tudo isso, e muito mais, está escrito na sua história fiscal... Quem souber ouvir o seu mensageiro, poderá nele discernir o trovão da história mundial, mais nitidamente do que em qualquer outro lugar.

Joseph Schumpeter

Quando observamos uma economia de mercado geran‑ do todos os tipos de produtos, desde maçãs e barcos a raios X e zinco, seria tentador pensar que os mercados exigem pouco mais do que trabalhadores especializados e um grande estoque de capital. Mas a história tem mos‑ trado que os mercados não podem funcionar de modo eficaz por si mesmos. No mínimo, uma economia de mercado eficiente precisa de polícia para garantir a se‑ gurança física, um sistema judicial independente para fazer cumprir os contratos, mecanismos reguladores para evitar os abusos monopolistas e a poluição, esco‑ las para educar os jovens e um sistema de saúde públi‑ ca para evitar as doenças transmissíveis. O traçado preciso da linha que separa as atividades do Estado e as privadas é uma questão difícil e controversa, mantendo o debate sobre o papel apropriado do Estado na educa‑

Ver todos os capítulos
Medium 9788580551044

23. Moeda e o sistema financeiro

Samuelson, Paul Grupo A PDF Criptografado

capítulo

23

Moeda e o sistema financeiro

Ao longo da história, o dinheiro tem oprimido os povos em uma de duas formas: ou tem sido abundante e pouco confiável, ou confiável e muito escasso.

John Kenneth Galbraith,

The Age of Uncertainty (1977)

O sistema financeiro é um dos setores mais importan‑ tes e inovadores da economia moderna. Ele forma o sistema circulatório vital que canaliza recursos dos poupadores para os investidores. Se o setor financeiro, em épocas passadas, consistia de bancos e da loja da vila, atualmente envolve um vasto sistema bancário mundial, mercados de valores mobiliários, fundos de pensões e uma grande variedade de instrumentos fi‑ nanceiros. Quando o sistema financeiro funciona sem problemas – como foi o caso na maior parte do período decorrido desde a Segunda Guerra Mundial –, contri‑ bui grandemente para o crescimento econômico saudá‑ vel. No entanto, quando os bancos falham e as pessoas perdem a confiança no sistema financeiro – como acon‑ teceu na crise mundial de 2007‑2009 –, o crédito tor‑ na ‑se escasso, o investimento é restringido e o cresci‑ mento econômico diminui.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580551044

13. Mercado de trabalho

Samuelson, Paul Grupo A PDF Criptografado

capítulo

13

Mercado de trabalho

O trabalho é a maldição da classe boêmia.

Oscar Wilde

a. FuNDaMENtoS Da

DEtERMINaÇÃo Do SalÁRIo

NÍVEL GERAL DE SALÁRIOS

Na análise das rendas do trabalho, os economistas ten‑ dem a observar o salário real médio que representa o poder de compra de uma hora de trabalho, ou os salá‑ rios nominais divididos pelo custo de vida.1 Segundo esse indicador, os trabalhadores norte ‑americanos es‑ tão atualmente muito melhor do que estavam há 100 anos. A Figura 13 ‑1 mostra o salário horário médio real, ou salário nominal ajustado pela inflação, junto ao número médio de horas de trabalho.

Os mesmos ganhos elevados dos trabalhadores en‑ contram‑se praticamente em todo o lado. Na Europa Oci‑ dental, no Japão e nos países em industrialização rápida do Extremo Oriente tem havido uma melhoria contínua no longo prazo da capacidade do trabalhador médio para comprar alimentos, vestuário e habitação, bem como na

1

Neste capítulo, utilizaremos genericamente a expressão “salá‑ rios” como uma abreviatura de “salários, ordenados e outras for‑ mas de remuneração”.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos