31 capítulos
Medium 9788536317106

Parte II: Delirium, demência, transtorno amnéstico e outros transtornos cognitivos

Glen O. Gabbard Grupo A PDF Criptografado

PARTE

II

Delirium, demência, transtorno amnéstico e outros transtornos cognitivos

Stuart C. Yudofsky

Robert E. Hales

INTRODUÇÃO

Em nossa prática cotidiana da neuropsiquiatria, nossos pacientes (quando conseguem), e especialmente suas famílias, com freqüência nos falam o seguinte: “A vida já era difícil antes dessa condição cair sobre nós. Antes da doença, como a maioria das pessoas, lutávamos diariamente para vencer; trabalhar duro em nossas ocupações, lidar com as finanças, cuidar de nossa família já tirava quase tudo que tínhamos. Jamais poderíamos prever ou estar preparados para algo tão perturbador e devastador para nossas vidas cotidianas”. Segundo a própria natureza da maioria dos transtornos neuropsiquiátricos, antes da condição neurológica surgir, existem momentos em que o indivíduo experimenta um nível satisfatório de funcionamento na maioria das dimensões importantes em sua vida. Muitas vezes, o início de condições neuropsiquiátricas parece súbito para os pacientes e suas famílias, manifestado por um acidente vascular cerebral, uma lesão cerebral traumática, transtornos convulsivos ou tumores cerebrais. Em decorrência das implicações de longo prazo dessas condições, mesmo o diagnóstico das que têm início sutil e progressivo (como a doença de Parkinson, a doença de Alzheimer, a doença de Huntingon, a esclerose múltipla e tantas outras) é igualmente chocante e avassalador para os pacientes e suas famílias. Pouquíssimas outras condições médicas são tão debilitantes para tantas dimensões vitais quanto as condições neuropsiquiátricas tratadas nesta seção, afetando a atenção, a orientação, a cognição, a memória, o humor, a motivação e o controle dos impulsos de forma tão profunda.

Ver todos os capítulos
Medium 9788536317106

Parte III: Transtornos relacionados a substâncias

Glen O. Gabbard Grupo A PDF Criptografado

PARTE

III

Transtornos relacionados a substâncias

Herbert D. Kleber

Marc Galanter

INTRODUÇÃO

Abuso/dependência de substâncias ainda é um problema sério em todo o mundo. O custo anual estimado do abuso de substâncias é de mais de 414 bilhões de dólares nos

Estados Unidos, onde 18% da população têm um transtorno por uso de substância em algum ponto de suas vidas. Além disso, uma média de 20% dos pacientes em clínicas médicas gerais e de 35% em unidades psiquiátricas apresentam transtornos por uso de substâncias, e, em alguns casos, a porcentagem é muito maior. Embora as seqüelas da drogadição – como cirrose, psicopatologia, trauma e infecções – geralmente recebam atenção médica adequada, os principais problemas dos pacientes dependentes químicos costumam não ser tratados.

A boa nova é que estamos no limiar de oportunidades importantes no campo da drogadição. Muitos avanços foram feitos no conhecimento dos mecanismos receptores e da química das membranas. Novos medicamentos e novos métodos de administração surgiram, especialmente para indivíduos com problemas relacionados ao álcool e aos opióides, o que é muito importante, uma vez que o abuso de opióides prescritos se tornou o problema de abuso de substâncias que mais cresce entre adolescentes e adultos. A consciência pública da necessidade de mais pesquisas e recursos para o tratamento também foi estimulada, e os indivíduos com abuso de substâncias começam a procurar ajuda mais cedo, em um ponto em que o tratamento pode ser administrado de forma mais efetiva. Ademais, a comunidade da saúde foi alertada para a necessidade de diagnóstico precoce e tratamento amplo. Os novos conceitos de tratamento, farmacológicos e psicossociais, tornaram a recuperação uma possibilidade para a maioria dos pacientes com abuso de álcool e drogas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788536317106

Parte V: Transtornos do humor

Glen O. Gabbard Grupo A PDF Criptografado

PARTE

V

Transtornos do humor

A. John Rush

Este trabalho teve o apoio do Sarah M. and Charles E. Seay Center for Basic and Applied Research in Psychiatric Illness do Departamento de Psiquiatria, University of Texas Southwestern Medical Center em Dallas.

INTRODUÇÃO

Os seis capítulos desta seção são organizados por modalidades de tratamento. Tivemos as opções de organizála dessa forma ou pelos transtornos do humor. Uma vez que as diferentes modalidades de tratamento (p. ex., psicoterapia, medicação antidepressiva, eletroconvulsoterapia) costumam ser aplicáveis para mais de um grupo de transtornos do humor, decidimos apresentá-las, especificando os grupos de transtornos para os quais a modalidade em questão seria apropriada.

Cada capítulo traz um breve resumo da abordagem terapêutica, com as indicações e os dados existentes sobre a eficácia de cada forma de tratamento. Os autores acrescentam suas próprias experiências clínicas para ajudar os leitores a entenderem as evidências de pesquisa e suas limitações. Esperamos que os clínicos leitores desses capítulos encontrem uma base atualizada de conhecimento científico e uma noção de como usá-lo da melhor maneira ao tratar cada paciente.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582712795

Capítulo 4 - Tratamentos em Psiquiatria Dinâmica: Psicoterapia individual

Glen O. Gabbard Grupo A PDF Criptografado

Capítulo 4

Tratamentos em

Psiquiatria Dinâmica

Psicoterapia individual

T

alvez a proficiência em psicoterapia individual seja a marca distintiva do psiquiatra dinâmico. Oriunda da psicanálise, a psiquiatria dinâmica enfatiza, compreensivelmente, as nuanças da relação curativa entre o psicoterapeuta e o paciente. O limite de espaço que temos aqui nos limita a um breve panorama dos princípios gerais derivados da vasta literatura sobre psicoterapia individual.

As aplicações específicas desses princípios aos transtornos são demonstradas e explicadas na Seção II deste livro. Os leitores interessados em uma discussão mais abrangente sobre a psicoterapia individual devem consultar um dos diversos textos focados nesse assunto (Basch, 1980; Busch, 1995; Cabaniss et al., 2011; Gabbard,

2010; Luborsky, 1984; McWilliams, 2004; Roth, 1987; Summers e Barber, 2009).

Continuum expressivo de apoio

A psicoterapia que está baseada em princípios técnicos da psicanálise tem sido designada por diversos termos; expressiva, dinâmica, de orientação psicanalítica, orientada ao insight, exploratória, descobridora e intensiva, para citar alguns. Essa forma de tratamento, voltada à análise das defesas e à exploração da transferência, tem sido tradicionalmente vista como diferente por completo de outra entidade conhecida como psicoterapia de apoio. Esta última, que é mais orientada à supressão do conflito inconsciente e ao reforço das defesas, tem sido amplamente considerada

Ver todos os capítulos
Medium 9788536317106

Parte IV: Esquizofrenia e outros transtornos psicóticos

Glen O. Gabbard Grupo A PDF Criptografado

PARTE

IV

Esquizofrenia e outros transtornos psicóticos

Richard L. Munich

Carol A. Tamminga

INTRODUÇÃO

A esquizofrenia representa uma doença heterogênea e fásica, com deficiências que afetam a percepção, a cognição, a linguagem, a memória, a emoção, a volição e os comportamentos sociais e adaptativos. A formulação atual sobre sua fisiopatologia postula anormalidades neuroanatômicas e neuroquímicas que podem ser induzidas por vias genéticas ou ambientais. Esses substratos neurobiológicos podem gerar vulnerabilidade em determinadas pessoas, o que as torna sensíveis a uma variedade de estressores psicossociais e físicos. Quando um estressor coincide com a vulnerabilidade, ocasionalmente no início da vida mas em geral no final da adolescência ou no início da idade adulta, as pessoas afetadas desenvolvem uma série de alterações cada vez mais profundas em suas estruturas neuroquímicas, cognitivas e interpessoais. A recuperação total dessas mudanças é a exceção, ao invés da regra. Essa visão complexa do processo esquizofrênico fez o tratamento avançar de uma dicotomia rígida entre abordagens somáticas e psicossociais para intervenções mais integradas, mas extremamente concentradas, que são detalhadas nos três capítulos desta seção.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos