Tracy Hogg Melinda Blau (12)
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788520440933

12. Determinação da família

Tracy Hogg, Melinda Blau Editora Manole PDF Criptografado

Capítulo doze

Determinação da família

Como lidar com as dificuldades e com o inesperado

Um dos segredos da vida é construir degraus com as pedras em que tropeçamos.

—Jack Penn

326

Cap12.indd 326

31/10/14 4:30 PM

Determinação da família

Toda família está sujeita a ventos de mudança que causam ondulações no ecossistema. Algumas se transformam em grandes ondas. A maneira como vocês encaram e lidam com as situações difíceis mostra quão forte e unida

é a sua família.

Coisas ruins acontecem a boas famílias, a todas as famílias – câncer, doença mental, vícios, deficiência, depressão, uma tentativa de suicídio e morte. Uma família R.E.A.L. suporta essas tempestades porque dedica muito tempo, energia e pensamentos para o bom entrosamento da família da família. Elas são criativas e corajosas e, de alguma maneira, conseguem se manter nos trilhos. Elas reconhecem que há momentos em que a vida é difícil e que em alguns momentos elas não conseguem reagir diante de uma situação difícil. Mas, na maior parte do tempo, elas conseguem. Elas se unem. Isso não as destrói; isso as fortalece.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520440933

1. Mude seu foco

Tracy Hogg, Melinda Blau Editora Manole PDF Criptografado

Capítulo um

Mude seu foco

Do pensamento de pai/mãe ao pensamento de família

Uma família é uma unidade composta não só de crianças, mas também de homens, mulheres, algum animal ocasional e o resfriado comum.

— Ogden Nash

11

Cap01.indd 11

31/10/14 6:37 PM

A Encantadora de Famílias

Quando sua primeira filha nasceu, há 15 anos, Sara Green, hoje com 49 anos de idade, sabia intuitivamente que ter um bebê significava mais do simplesmente se tornar mãe. “Eu estava superconsciente, desde o momento em que a Katy nasceu, de que o Mike, a Katy e eu éramos uma família”, lembra ela. “Era uma relação totalmente nova. E eu sabia que queria protegê-la.”

Durante os primeiros dias, Sara afastava todo mundo. Queria manter o restante do clã sob controle, para que ela e Mike pudessem começar a definir sua família. Ela sabia que, em breve, eles iriam interagir com seus pais e irmãos, bem como os vários parentes, sem mencionar médicos, professores, orientadores, pais de outras crianças, clérigos e inúmeras outras pessoas que influenciariam os três. Mas, naquele momento, ela ainda não queria ouvir os comentários nem conselhos de ninguém.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520440933

10. Briga entre irmãos

Tracy Hogg, Melinda Blau Editora Manole PDF Criptografado

Capítulo dez

Briga entre irmãos

Como lidar com os Eus mais implicantes

Éramos um pequeno e estranho grupo de figuras caminhando penosamente pela vida, compartilhando doenças e pasta de dente, cobiçando a sobremesa uns dos outros, escondendo o xampu, pedindo dinheiro emprestado, trancando uns aos outros para fora do quarto, causando dor e beijando para sarar no mesmo instante, amando, rindo, defendendo e tentando descobrir o traço comum que nos une.

— Erma Bombeck

281

Cap10.indd 281

31/10/14 5:54 PM

A Encantadora de Famílias

“Quando Tina nasceu, o nosso filho Jamie ficou feliz com a ideia de ter uma irmã”, lembra-se Kara Guarini sobre seus dois filhos mais velhos. “Ele ficava na creche, com uma família, então estava acostumado a dividir a atenção. Mas quando fiquei grávida de Robyn, Tina, que tinha então 4 anos e meio, me falou: ‘Eu já disse que não precisamos de um novo bebê’. Alguns meses depois, quando a sua escola trabalhou o tema adoção, ela chegou em casa e disse: ‘Já sei o que podemos fazer com o bebê.’”

Ver todos os capítulos
Medium 9788520440933

4. Relacionamentos: sua prioridade número 1

Tracy Hogg, Melinda Blau Editora Manole PDF Criptografado

Capítulo quatro

Relacionamentos: sua prioridade número 1

As questões de conexão

Viva sem fingir,

Ame sem depender,

Ouça sem ficar na defensiva,

Fale sem ofender,

Dê sem querer nada em troca,

Construa sem despedaçar.

— Nina Roberta Baker

83

Cap04.indd 83

31/10/14 6:36 PM

A Encantadora de Famílias

Olhando novamente as fotos excitantes da cena, Elizabeth Weil, então com

43 anos de idade, não conseguia acreditar que “quisera fugir”. Mas lá estava ela, a uma altura de mais de 3.000 m acima do nível do mar, com os sogros, o marido e as duas filhas do casal, indo acampar “no meio do nada aos pés do Lago Chickenfoot”. Tendo crescido em um agradável subúrbio de Boston, aquela não era a concepção que tinha de ótimas férias em família. Entretanto, ela sabia que casamento envolve compromisso. Essa viagem era o modo dela de apoiar o lado amante da natureza e da vida ao ar livre de seu marido, filho de esquerdistas de Berkeley.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520440933

8. A guerra das tarefas domésticas

Tracy Hogg, Melinda Blau Editora Manole PDF Criptografado

Capítulo oito

A guerra das tarefas domésticas

O pensamento de família como solução

Ninguém pode voltar atrás e ter um novo início, mas todos podem começar hoje um novo final.

— Maria Robinson

É para onde vamos e o que fazemos quando chegamos lá que nos diz quem somos.

— Joyce Carol Oates

220

Cap08.indd 220

4/11/14 9:45 AM

A guerra das tarefas domésticas

“Você ainda não chamou o encanador?”

“Por que a sala está uma bagunça?”

“Por que não pendurou seu casaco quando entrou?”

“Por que não coloca suas meias no cesto em vez de largá-las no chão?”

“Por que você nunca faz o que lhe peço já na primeira vez”?

“Por que a louça ainda não foi lavada?”

Todos já passamos por isso, você também. Os detalhes podem ser diferentes, mas é a mesma história em muitas, se não na maioria, das casas.

Brigas começam por causa da louça, das meias sujas, quem está fazendo o quê e como está sendo feito. Desde a década de 1970, quando as famílias tiveram de se reajustar aos novos papéis desempenhados pela mãe e pelo pai, escritores e pesquisadores se referem ao problema como “guerra das tarefas”. E os artigos que continuamos a ler sobre essas briguinhas irritantes do dia a dia nos dizem que elas não desapareceram.

Ver todos os capítulos

Ver Todos

Renata Dejtiar Waksman Cl Udio Schvartsman (9)
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788520439081

Seção 9 – Consulta adicional

Renata Dejtiar Waksman, Cláudio Schvartsman Editora Manole PDF Criptografado

Seção 9

CONSULTA ADICIONAL

Coordenador

Cláudio Schvartsman

465

60

Livros e sites de interesse

Eduardo Juan Troster

Carlos Augusto Cardim de Oliveira

Renata Dejtiar Waksman

LIVROS RECOMENDADOS

Em língua portuguesa

Título do livro

Autoria

Observações

Estudo de gêmeos

Bernardo Beiguelman

Livro eletrônico publicado em formato PDF

Gêmeos, trigêmeos ou o que mais vier – O guia da mãe 24 horas

Sara Gonçalves

-

Criando gêmeos e múltiplos em idade escolar

Christina Baglivi Tinglof

-

Criando filhos gêmeos

Patrícia Maxwell Malmstrom e

Janet Poland

-

Conversando sobre gêmeos

Maria Elizabeth Barreto Tavares

Viotto

-

Gêmeos - Harlequin Special Ed.84

Rebecca Winters

eBook Kindle

467

Gêmeos e Múltiplos

Em língua inglesa

Título do livro

Autoria

Observações

Twins: from conception to five years

Ver todos os capítulos
Medium 9788520439081

Seção 6 – O dia a dia

Renata Dejtiar Waksman, Cláudio Schvartsman Editora Manole PDF Criptografado

Seção 6

O DIA A DIA

Coordenador

Sulim Abramovici

283

36

O sono dos gêmeos ou múltiplos

Graziela de Almeida Sukys

Introdução

O sono, que pode ser definido como um estado comportamental transitório que se alterna com a vigília (período acordado), é fundamental para o bem-estar fisiológico e psíquico de crianças e adultos.

Desde a 24ª semana de gestação, já é possível identificar a existência de sono no feto, ainda que de maneira primitiva. Sabe-se que, em gestações de gêmeos e múltiplos, os fetos podem estar em diferentes estágios de amadurecimento neurológico, porém, ao nascimento, esses estágios se aproximam e os bebês já apresentam respostas semelhantes.

Do ponto de vista do ciclo sono-vigília, os múltiplos já estão muito parecidos ao nascer.

Para que os pais possam se adaptar com mais facilidade aos bebês, conseguir organizar a vida e ensinar os filhos a dormir, seguem algumas informações sobre o que é o sono normal.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520439081

Seção 1 – A gestação e o parto de gêmeos e múltiplos

Renata Dejtiar Waksman, Cláudio Schvartsman Editora Manole PDF Criptografado

Seção 1

A GESTAÇÃO E O PARTO DE

GÊMEOS E MÚLTIPLOS

Coordenadores

Eduardo Cordioli

Eduardo Zlotnik

1

1

Mitos e verdades sobre gêmeos e múltiplos

Thomaz Rafael Gollop

Sergio Hibner

Introdução

Lendas sobre gêmeos estão presentes na formação de inúmeras sociedades.

Na população indígena do Alto Xingu, no Brasil Central, por exemplo, os gêmeos Sol e Lua foram os responsáveis por criar a humanidade.

Os mais famosos gêmeos da mitologia são, sem dúvida, Rômulo e

Remo, fundadores de Roma. A tradição conta que o usurpador Amúlio, após derrubar seu irmão Numitor do trono de Alba Longa, obrigou

Reia Sílvia, filha de Numitor, a converter-se em virgem vestal para que não gerasse descendência do antigo rei. A jovem, no entanto, concebeu os gêmeos Rômulo e Remo, frutos de sua união com o deus Marte.

Amúlio ordenou, então, que os meninos fossem atirados ao rio Tibre, mas o berço em que se encontravam encalhou junto ao ficus ruminalis, uma figueira sagrada do monte Palatino.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520439081

Seção 3 – A alta hospitalar e a ida para casa

Renata Dejtiar Waksman, Cláudio Schvartsman Editora Manole PDF Criptografado

Seção 3

A ALTA HOSPITALAR E

A IDA PARA CASA

Coordenadoras

Alice D'Agostini Deutsch

Maria Fernanda Pellegrino da Silva Dornaus

135

16

Preparo para a alta hospitalar

Roberta Ferreira Belini

Simone Maria Orsi Climeni Silva

Introdução

Em geral, os gemelares prematuros ou aqueles que apresentam qualquer problema clínico e são admitidos na unidade de terapia semi-intensiva

(UTSI) estarão prontos para receber alta hospitalar quando atingirem um peso superior a 1,8 kg, com ganho de peso diário, controle da temperatura corporal adequada, padrão respiratório sem nenhuma alteração e aceitação da alimentação adequada. É importante que os pais também estejam prontos para a alta e aptos a prestar os cuidados necessários aos bebês em casa.

O banho

Uma das orientações mais importantes é sobre o banho. Antes de iniciar os cuidados com o bebê, devem-se retirar anéis, pulseiras e relógio, pois podem machucar a pele sensível da criança. Em seguida, lavar as mãos ou higienizar com álcool em gel antisséptico.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520439081

Seção 8 – Situações especiais

Renata Dejtiar Waksman, Cláudio Schvartsman Editora Manole PDF Criptografado

Seção 8

SITUAÇÕES ESPECIAIS

Coordenadora

Tânia M. R. Zamataro

437

56

Gêmeos ou múltiplos e prematuridade

Marcia de Freitas

Maria Regina Guillaumon

Rogério Pereira da Fonseca

Introdução

A gestação múltipla é frequentemente interrompida por um parto prematuro. Cerca de 50% das gestações duplas, 76% das triplas e 90% das quádruplas. Quanto mais prematuros forem os bebês, mais cuidados irão exigir, tanto na maternidade quanto em casa após a alta hospitalar.

Particularidades dos bebês prematuros

Respiração

Quanto mais prematuros, maior será a dificuldade de manter uma respiração adequada, seja por imaturidade do cérebro – eles podem

“esquecer de respirar” –, pela musculatura do tórax mais frágil ou pela falta de uma substância no pulmão que auxilia na ventilação, o surfactante.

Poderá ser necessário oferecer oxigênio por um certo tempo, dentro da incubadora, pelo nariz dos bebês ou até pela traqueia, nesse caso utilizando um aparelho de ventilação mecânica. Algumas medicações específicas, como surfactante exógeno, poderão ser utilizadas. O bebê

439

Ver todos os capítulos

Ver Todos

Magda Gomes Dias Dias (5)
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788520462508

5 – Quem manda aqui sou eu!

Magda Gomes Dias Dias Editora Manole ePub Criptografado

 

“Quando um dia eu tiver um filho, estas coisas não acontecerão! Estes pais não sabem qual é o seu lugar e depois admiram-se por terem reis em casa.”

Se um dia você já disse isso e agora morde a língua, está na hora de virar a página. Se leu o livro de cabo a rabo, é aqui que vai juntar todas as partes.

Vamos lá!

 

O QUE VOCÊ NÃO VAI ENCONTRAR NESTE CAPÍTULO

Formas de mudar o seu filho

Se é verdade que 50% das nossas características são herdadas geneticamente, também é verdade que a qualidade da relação que estabelecemos com os nossos filhos e o tipo de experiências que eles vivem determinam a pessoa que vão ser. Por isso, concentre o seu foco nas experiências que você lhes proporciona e que ensinam muito, mas muito mais do que sermões, castigos, timeouts e chineladas.

Formas de punir o seu filho

Eu não acredito em castigos nem em punição. Também não acredito que seja quem for aprenda, realmente, com base na dor e no sofrimento. Obtemos melhores resultados quando envolvemos a criança e quando ela conhece as consequências das suas ações e decisões. Torna-se responsável pelo comportamento que decide escolher. E sim, mesmo em crianças pequenas de apenas 2 anos. As consequências educam para a responsabilidade e para a felicidade e eu conto tudo nesta parte do livro.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520462508

4 – Saber falar com o seu filho

Magda Gomes Dias Dias Editora Manole ePub Criptografado

 

O povo diz “o peixe morre pela boca”, por isso, imagine que aqui o peixe é a sua relação com o seu filho.

Há quem diga que as crianças não compreendem nada. Mas a verdade é outra. Aquilo que dizemos e como dizemos tem um impacto muito maior do que aquilo que você poderia, à primeira vista, pensar. Há quem diga que aquilo que dizemos às crianças se torna a sua voz interior.

Agora que você já sabe que os elogios podem ser contraproducentes, venha descobrir as pequenas coisas que pode mudar e melhorar na forma como fala com os seus filhos e veja revelarem-se, diante de si, mudanças extraordinárias.

Não espere mais, comece já!

 

O QUE VOCÊ VAI APRENDER NO FINAL DESTE CAPÍTULO

■A linguagem positiva é muito mais do que não dizer “não”.

■Aquilo que fazemos fala mais alto do que aquilo que dizemos.

■Temos tendência para proibir, para dizer mais vezes “não” e raramente criamos oportunidades para o “sim”.

Anote aqui o que gostaria de fazer diferente na forma como se relaciona e comunica com os seus filhos:

Ver todos os capítulos
Medium 9788520462508

2 – O que se passa na cabeça do seu filho?

Magda Gomes Dias Dias Editora Manole ePub Criptografado

 

Se, de repente, o seu anjinho vira diabinho, este capítulo é para você.

Se não consegue entender por que, de repente, ele começou a chorar e você quer driblar aquela birra em menos de um piscar de olhos, sente-se confortavelmente no seu sofá e leia o que se segue. Você está a um passo de acabar com essas birras! Seja bem-vindo ao cérebro do seu filho!

 

ANTES DE CONTINUAR, RESPONDA A ESTE QUESTIONÁRIO E TESTE OS SEUS CONHECIMENTOS

1. Com que idade podemos considerar que o cérebro humano está maduro?

•1 ano

•6 anos

•23 anos

•60 anos

2. Em quantas áreas se divide o cérebro?

•Uma

•Duas

•Três

•Quatro

3. Quando seu filho está fazendo uma birrinha malandra, daquelas que passam assim que o desejo é satisfeito, convém saber que:

•Se eu quero que ele se cale, é melhor fazer-lhe já a vontade!

•Não se negocia com terroristas.

•Uma cara feia ou uma ameaça para ele perceber quem manda aqui.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520462508

3 – Criar filhos resilientes, positivos, felizes e com uma boa autoestima

Magda Gomes Dias Dias Editora Manole ePub Criptografado

 

Num mundo em constante mutação e aceleração, pode tornar-se angustiante educar uma criança. Saber que não conseguimos, nem tampouco podemos controlar tudo na vida dos nossos filhos, torna a tarefa educativa um desafio ainda maior. Por isso, é determinante que as crianças saibam fazer boas escolhas. E boas escolhas são não só um processo de sorte, mas também o reflexo de um pensamento saudável sobre si e sobre o mundo. E por quê? Porque as escolhas são processos emocionais. Uma autoestima saudável abrange uma série de competências que vão desde a autoconfiança até a capacidade de autorregulação. Na verdade, uma autoestima saudável é muito mais do que a capacidade de gostar de si próprio. Trabalhar a autoestima dos nossos filhos vai além do simples “Isso mesmo, eu acredito em você, meu amor!” Quer saber como? Vire a página!

 

O QUE VOCÊ TEM DE SABER ANTES DE LER ESTE CAPÍTULO

É importante que saiba que a palavra “resiliência” está na moda e tem origem na Física. Resiliência significa que os materiais resilientes podem ser sujeitos a um estresse considerável sem se romperem. Quando esse estresse passa, voltam ao seu estado normal.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520462508

1 – Educação e parentalidade positiva

Magda Gomes Dias Dias Editora Manole ePub Criptografado

Os seus pais até o educaram à maneira antiga, com muita palmada, castigos, pouco mimo e nenhum desenvolvimento emocional durante o processo… e o que é certo é que você sobreviveu.

Mas hoje, com filhos, é muito possível que tenha uma visão diferente da vida e não queira educar com base no “porque sim!”, ou usar o castigo e a palmada. Mas como fazer tudo isso sem que os filhos queiram dominar tudo?

Será que esta coisa da Educação Positiva é uma moda?

Para descobrir a resposta a essa e a outras questões, vire a página.

O QUE VOCÊ VAI APRENDER NESTE CAPÍTULO

■Vai conhecer os diferentes tipos de educação e o que acontece quando escolhe cada um deles.

■Vai saber como levar a Educação e a Parentalidade Positiva para o seu dia a dia e, com base nestas estratégias, conseguir resultados imediatos.

■Vai confirmar que os pais não nascem ensinados.

Todos já dissemos ou ouvimos dizer que ser pai ou mãe é talvez a tarefa mais dura, mais difícil e, ao mesmo tempo, a mais compensadora de todas. Mas as pressões do dia a dia, as correrias, as atividades ou até as chatices no trabalho tornam as nossas vidas agitadas demais. Não querendo cair no discurso do “antigamente é que era bom”, a verdade é que os nossos pais tinham uma quantidade de estresse muito mais reduzida do que nós e parecia que tinham mais tempo. E toda esta tensão torna o nosso papel como pais muito mais difícil, porque é preciso ter tempo, paciência e calma para se exercer bem a tarefa. Quantas e quantas vezes não deixamos os nossos filhos na escola e fomos para o trabalho pensando: “Por que temos sempre de nos aborrecer logo de manhã uns com os outros? Por que é que as coisas não correm bem?” E percebemos logo ali que não é isso que queremos. Prometemos que, quando formos buscá-los, as coisas serão diferentes. Planejamos atividades para fazermos no final do dia, idealizamos os momentos que queremos viver, para depois esbarrarmos no cansaço deles (e no nosso), e tudo fica na mesma. Aborrece-nos, gritamos, nos afastamos e sentimos o nosso coração ficar pequeno, porque sabemos que não é nada daquilo que desejamos... mas não conhecemos outra maneira.

Ver todos os capítulos

Ver Todos

Fabio Ancona Lopez Diocl Cio Campos Junior (16)
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788520432846

Atividade física, esporte e lazer na adolescência

Fabio Ancona Lopez, Dioclécio Campos Junior Editora Manole PDF Criptografado

Atividade física, esporte e lazer na adolescência

Importância da atividade física e do esporte

A prática de atividade física, o esporte e o lazer são fatores indispensáveis para uma vida saudável. No Brasil, felizmente, esse conceito tem se disseminado, levando as pessoas a incorporarem o exercício físico em sua rotina diária.

O esporte na adolescência e em qualquer etapa da vida deve ser muito valorizado, como se observa em países mais desenvolvidos, com grande adesão dos jovens e da população em geral. O número estimado de crianças envolvidas nos programas de iniciação esportiva, nos anos de 1990 a 2000, é impressionante: algumas centenas de milhões no mundo.

No Brasil, a população adolescente que pratica atividade física e esporte ainda é pequena, fato que deve ser lamentado, tendo em vista seus benefícios, principalmente nesse período da vida.

A prática esportiva é importante na adolescência; entretanto, o jovem desconhece que há um limite genético e correspondente à idade para o desenvolvimento muscular e que este depende de atividade física ordenada e supervisionada, repouso e alimentação adequada para alcançar um desempenho melhor.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520432846

Sexualidade na adolescência

Fabio Ancona Lopez, Dioclécio Campos Junior Editora Manole PDF Criptografado

Sexualidade na adolescência

ATENÇÃO

A falta de orientação adequada sobre sexualidade contribui para comportamentos de risco, que podem resultar, por exemplo, em doenças sexualmente transmissíveis e gravidez precoce não planejada. As orientações sobre sexua­ lidade devem ser feitas de acordo com a idade e dentro de um contexto adequado.

É interessante notar que, tanto na fase de bebê como enquanto as crianças ainda são pequenas, são raros os questionamentos ou as dúvidas sobre sexualidade dirigidas aos pediatras. A partir da adolescência, essa situação muda e essa passa a ser uma das principais preocupações de pais, educadores e profissionais de saúde.

Curiosidades sobre diferenças e mudanças corporais são normais. A infância e o amadurecimento da sexualidade fazem parte do processo de desenvolvimento físico e emocional, desde a mais tenra idade.

Antigamente, os pais evitavam falar com os filhos sobre sexualidade, predominando atitudes omissas, porque se pensava que era “melhor não tocar no assunto para não despertar o interesse”. Hoje, sabe-se que informações distorcidas podem ser transmitidas por amigos, pessoas pouco preparadas e pela mídia. Além disso, a ausência de orientação adequada contribui para comportamentos de risco, que podem levar a consequências danosas, como doenças sexualmente transmissíveis e gravidez precoce não planejada.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520426555

Lactente

Fabio Ancona Lopez, Dioclécio Campos Junior Editora Manole PDF Criptografado

Lactente

Lactente

171

Guia das mães Parte 2 Cor- .indd 171

7/8/11 11:49:53 AM

172

Guia das mães Parte 2 Cor- .indd 172

7/8/11 11:49:54 AM

Lactente

Lactente

29 dias a 2 anos

Capítulos

1- Vacinação do lactente ..................................................................180

2- Vínculo mãe-filho .........................................................................186

3- Aleitamento materno do lactente . .............................................192

4- Desmame .......................................................................................218

5- Alimentação do lactente ..............................................................219

6- Consultas com o pediatra ............................................................239

7- Crescimento e desenvolvimento .................................................241

8- Visão e audição .............................................................................258

Ver todos os capítulos
Medium 9788520432846

Cuidados básicos e orientações frente a problemas de saúde comuns na adolescência

Fabio Ancona Lopez, Dioclécio Campos Junior Editora Manole PDF Criptografado

Cuidados básicos e orientações frente a problemas de saúde comuns na adolescência

ATENÇÃO

O acompanhamento clínico dos adolescentes é fundamental para que possam ser evitados problemas futuros, devendo ser realizado por meio de uma abordagem ampla dos diferentes aspectos envolvidos.

É assim que se garante atenção integral à saúde.

Para mais informações, consulte o capítulo “A consulta médica na adolescência”.

A adolescência é considerada o período de transição entre a infância e a idade adulta. A Organização Mundial da Saúde delimita essa fase dos 10 aos 20 anos de idade.

Determinados problemas de saúde são particularmente comuns em adolescentes e são motivos frequentes de procura por atendimento médico. A maior parte deles está diretamente relacionada ao intenso processo de crescimento e desenvolvimento peculiares dessa etapa da vida.

Para a melhor compreensão dos problemas de saúde mais comuns nessa faixa etária, apresenta-se, a seguir, um pequeno resumo das características da puberdade em ambos os sexos. Para mais informações, consulte o capítulo “Crescimento e desenvolvimento na adolescência”.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520426555

Recém-nascido

Fabio Ancona Lopez, Dioclécio Campos Junior Editora Manole PDF Criptografado

Recém-nascido

Recém-nascido

1

Guia das mães Parte 1 Cor- .indd 1

7/7/11 5:31:13 PM

2

Guia das mães Parte 1 Cor- .indd 2

7/7/11 5:31:14 PM

Recém-nascido

0 a 28 dias

Capítulos

1 - Vacinação do recém-nascido........................................................11

2 - Preparando-se para receber seu bebê.........................................12

3 - Atendimento pediátrico na sala de parto ..................................17

4 - Cuidados nos berçários hospitalares...........................................22

5 - Testes de triagem neonatal: metabólica, auditiva e visual . ....23

6 - Alojamento conjunto.....................................................................27

7 - Situações que podem adiar a alta hospitalar do seu bebê........31

8 - Quais as principais características do recém-nascido?.............34

9 - Vínculo pais-filho...........................................................................47

Ver todos os capítulos

Ver Todos

Denise Chinem Priscila Pereira Mota Hidaka Fabio Ancona Lopez Diocl Cio Campos Junior (3)
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788520431252

Pré-escolar

Denise Chinem, Priscila Pereira Mota Hidaka, Fabio Ancona Lopez, Dioclécio Campos Junior Editora Manole PDF Criptografado

Préescolar

Pré-escolar

21

Pré-escolar

2 a 6 anos

Capítulos

1- Vacinação.........................................................................................28

2- Consultas pediátricas.....................................................................30

3- Alimentação....................................................................................33

4- Crescimento e desenvolvimento...................................................51

5- Visão e audição...............................................................................66

6- Cuidados com os dentes.................................................................69

7- Cuidados com a pele.......................................................................73

8- Comportamento..............................................................................79

9- Ambiente.........................................................................................87

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431252

A escolha da creche, da babá e da escola

Denise Chinem, Priscila Pereira Mota Hidaka, Fabio Ancona Lopez, Dioclécio Campos Junior Editora Manole PDF Criptografado

creche, babá e escola

A escolha da creche, da babá e da escola

1

A escolha da creche, da babá e da escola

Capítulos

1- Introdução........................................................................................6

2- Creche ou pré-escola.......................................................................7

3- Babás e cuidadores.........................................................................14

4- A escolha da escola.........................................................................17

3

creche, babá e escola

A escolha da creche, da babá e da escola

Conteúdo

Introdução......................................................................................................................... 6

Creche ou pré-escola....................................................................................................... 7

Quais as vantagens da creche ou pré-escola?............................................... 7

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431252

Escolar

Denise Chinem, Priscila Pereira Mota Hidaka, Fabio Ancona Lopez, Dioclécio Campos Junior Editora Manole PDF Criptografado

Escolar

Escolar

Escolar

6 a 10 anos

Capítulos

1- Vacinação .......................................................................................122

2- Consultas pediátricas....................................................................124

3- Alimentação...................................................................................128

4- Crescimento e desenvolvimento .................................................133

5- Visão, audição e cuidados com os dentes...................................152

6- Comportamento.............................................................................159

7- Ambiente .......................................................................................164

8- Brincadeiras, brinquedos, lazer e esporte .................................167

9- Alertas de segurança.....................................................................175

10- Necessidades especiais...............................................................178

Ver todos os capítulos

Carregar mais