123260 capítulos
Medium 9788536320663

Capítulo 16 Citoesqueleto

Alberts, Bruce Grupo A PDF Criptografado

O Citoesqueleto

Para que as células funcionem adequadamente, elas devem se organizar no espaço e interagir mecanicamente com o ambiente ao seu redor. Elas devem apresentar uma conformação correta, ser fisicamente robustas e estar estruturadas de forma adequada internamente.

Muitas células devem também ser capazes de modificar sua forma e migrar para outros locais. Além disso, toda célula deve ser capaz de reorganizar seus componentes internos como decorrência dos processos de crescimento, divisão e/ou adaptação a mudanças no ambiente. Todas essas funções estruturais e mecânicas apresentam-se altamente desenvolvidas em células eucarióticas, sendo dependentes de um extraordinário sistema de filamentos denominado citoesqueleto (Figura 16-1).

O citoesqueleto separa os cromossomos durante a mitose e a seguir divide a célula em duas; também guia e direciona o tráfego intracelular de organelas, transportando materiais de uma região à outra das células. O citoesqueleto dá suporte à frágil membrana plasmática e proporciona as ligações mecânicas que fazem com que esta célula resista a estresses e esforços sem que seja rasgada ou destruída quando ocorrem mudanças ou alterações no ambiente. O citoesqueleto permite que células como os espermatozoides possam nadar e que outras, como os fibroblastos e os leucócitos, possam deslizar sobre superfícies. Ele proporciona a maquinaria necessária à contração das células musculares e permite aos neurônios que estendam seus axônios e dendritos. É o citoesqueleto que guia o crescimento da parede celular vegetal e controla a impressionante diversidade de formas das células eucarióticas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580556230

Seção 21 - Linfomas e sarcomas cutâneos

Klaus Wolff, Richard Allen Johnson, Arturo P. Saavedra, Ellen K. Roh Grupo A PDF Criptografado

S E Ç Ã O 21

LINFOMAS E SARCOMAS CUTÂNEOS

��Os linfomas cutâneos são proliferações clonais de células T ou B neoplásicas, raramente de células natural

killer ou de células dendríticas plasmocitoides. Os linfomas cutâneos constituem o segundo grupo mais comum de linfomas extranodais. A incidência anual é estimada em 1:100.000.

LEUCEMIA/LINFOMA DE CÉLULAS T DO ADULTO  CID-10: C91.5, C84.5

��A leucemia/linfoma de células T do adulto (LLTA) é uma neoplasia de células T CD4+/CD25+ causada

pelo vírus linfotrófico de células T humanas I (HTLV-I).

��Manifesta-se por infiltrados cutâneos, hipercalcemia, comprometimento visceral, lesões osteolíticas e

linfócitos anormais em esfregaços de sangue periférico.

��O HTLV-I é um retrovírus humano. A infecção pelo vírus geralmente não causa doença, o que sugere

a atuação de outros fatores ambientais. Após a infecção pelo HTLV-I, pode haver imortalização de algumas células T CD4+ infectadas, aumento da atividade mitótica, instabilidade genética e déficit da imunidade celular.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547212438

Capítulo XLV - Assunção de competência

SANTOS, Ernane Fidélis dos Editora Saraiva PDF Criptografado

Capítulo XLV

Assunção de competência

1. Uniformização de jurisprudência e assunção de competência

A assunção de competência, chamada também de afetação, foi incluí­ da como incidente de julgamento de recursos no Código de Processo Civil de 1973 pela Lei n. 10.352/2001 (art. 555, § 1º).

O instituto, acompanhando o sentido evolutivo de valorização da jurisprudência, seria também forma de uniformização, com uma diferença, porém. No velho estatuto, uniformizava-se a jurisprudência, buscando o pronunciamento prévio do órgão competente do tribunal sobre a interpretação de direito (art. 476, caput), de forma que o órgão julgador solicitava ao uniformizador a declaração sobre a questão, prosseguindo-se, depois, nas conclusões finais. A previsão do novo § 1º do art. 555, no entanto, foi mais além, pois a afetação de competência para o órgão uniformizador não servia apenas para interpretação de determinada questão de direito e sim para o julgamento completo da causa. Não se tratava, portanto, de restringir a competência do órgão uniformizador a simples interpretação do direito, mas também a questões de fato, apenas importando que, na lide, ocorra relevante questão jurídica, entre outras, decisiva à conclusão final. O Código atual adota também a assunção de competência, mas com disciplina bem mais inteligível.

Ver todos os capítulos
Medium 9788530975166

12. CONTRATO DE TRABALHO – EFEITOS E PODER EMPREGATÍCIO

RESENDE, Ricardo Grupo Gen PDF Criptografado

12

CONTRATO DE TRABALHO –

EFEITOS E PODER EMPREGATÍCIO

Marcadores: DIREITOS E OBRIGAÇÕES DECORRENTES DO CONTRATO DE TRABALHO; DIREITOS CONEXOS AO CONTRATO DE TRABALHO; DANO MORAL E DANO

MATERIAL DEVIDOS AO EMPREGADO; ASSÉDIO MORAL; ASSÉDIO SEXUAL; PODER

EMPREGATÍCIO.

Material de estudo:

ü Legislação básica: CLT, art. 2º, 3º, 4º, 157, 158, 373-A, 402, 433, 456, 462, 469, 474,

482

ü Legislação para estudo avançado: Lei nº 9.279/1996, arts. 8º, 9º, 10, 88-93; Lei nº

9.609/1998, art. 4º; Lei nº 9.610/1998; Código Civil, art. 932; Código Penal, art.

216-A

ü Jurisprudência: Súm. 43, TST; OJ SDI-1 251, TST

ü Doutrina (+++)

Estratégia de estudo sugerida:

A maioria dos concursos não cobra conhecimentos do item 12.2 (efeitos conexos ao contrato de trabalho). Assim, sugiro a elaboração de programa seletivo de estudos, conforme o conteúdo programático constante do edital do seu concurso.

No tocante ao item 12.3 (poder empregatício), tal assunto normalmente é encontrado nos editais de concurso no tópico referente à figura jurídica do empregador. Portanto, certifique-se de que realmente seu concurso exige o conhecimento de tal assunto.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

26 Dissertações Científicas

MEDEIROS, João Bosco Grupo Gen PDF Criptografado

26

Dissertações Científicas

1 Redação

1.1 Conceito de dissertação

Define-se texto dissertativo como tipo de discurso em que se faz exposição de ideias; em que o emissor expõe seus pensamentos sobre um assunto.

Tipo de texto que interpreta e analisa, por meio de conceitos abstratos, dados da realidade. As características principais da dissertação são: é um conjunto de juízos sobre um assunto; é própria de temas abstratos, de textos críticos, de teses, da explanação de uma argumentação. Um texto dissertativo deve oferecer ao leitor um tratamento novo do assunto, apresentar observações, reflexões, avaliação. Seu desenvolvimento implica a análise de fatos apresentados, bem como sua discussão e argumentação. Nesse tipo de texto, o emissor expõe ideias, discorre sobre determinado assunto, argumenta. Exige aprimoramento intelectual, como conhecimento do assunto, prática do raciocínio e clareza de expressão.

As dissertações envolvem exposição de pontos de vista, argumentos, que visam convencer, ou dar a conhecer o resultado de uma pesquisa, de um estudo.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos