12 capítulos
Medium 9788580556087

PARTE II - Principais manifestações e apresentações das doenças

Charles Wiener, Cynthia Brown, Brian. Houston Grupo A PDF Criptografado

Parte II: Principais manifestações e apresentações das doenças

57

Questões

A. Artrite gonocócica aguda

B. Síndrome do túnel do carpo

C. Síndrome dolorosa complexa regional

D. Gota

E. Lúpus eritematoso sistêmico

Questões

II-1.  Quando são aplicados estímulos intensos e repetidos a tecidos lesionados ou inflamados, qual das seguintes respostas ocorre?

sexualmente ativa, não faz uso de medicamentos e não usa tabaco, álcool ou substâncias ilícitas. Qual é o diagnóstico mais provável?

Parte II

INSTRUÇÕES: Escolha a resposta mais adequada para cada questão.

A. O limiar de ativação dos nociceptores aferentes primários é reduzido, e a frequência de descarga torna-se maior para estímulos de todas as intensidades.

B. O limiar de ativação dos nociceptores aferentes primários é reduzido, e a frequência de descarga torna-se menor para estímulos de todas as intensidades.

C. O limiar de ativação dos nociceptores aferentes primários é elevado, e a frequência de descarga torna-se maior para estímulos de todas as intensidades.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580555868

Parte 2. Principais manifestações e apresentações das doenças

Kasper, Dennis L. Grupo A ePub Criptografado

10

James P. Rathmell, Howard L. Fields

A medicina tem por objetivo preservar e restaurar a saúde, bem como aliviar o sofrimento. O conhecimento sobre a dor é essencial a esses dois propósitos. Por ser universalmente considerada como um sinal de doença, a dor é o sintoma que mais comumente leva um paciente a procurar auxílio médico. O sistema sensitivo relacionado com a dor tem a função de proteger o corpo e manter a homeostase. Essa tarefa consiste em detectar, localizar e identificar os processos que estejam causando ou possam vir a causar lesão tecidual. Como diferentes doenças produzem padrões típicos de lesão tecidual, o caráter, a evolução cronológica e a localização da dor do paciente fornecem indícios diagnósticos importantes. É responsabilidade do médico avaliar cada paciente imediatamente para todas as causas remediáveis subjacentes à dor, fornecendo analgesia rápida e efetiva sempre que possível.

A dor é uma sensação desagradável restrita a alguma parte do corpo. Com frequência, é descrita em termos relacionados com processos penetrantes ou destrutivos dos tecidos (p. ex., em punhalada, em queimação, em torção, dilacerante, compressiva) e/ou como uma reação corporal ou emocional (p. ex., pavorosa, nauseante, debilitante). Além disso, qualquer dor de intensidade moderada ou alta é acompanhada de ansiedade e do desejo de escapar da sensação ou de interrompê-la. Essas propriedades ilustram a dualidade da dor: é tanto uma sensação quanto uma emoção. Quando aguda, a dor está associada a uma reatividade comportamental e a uma resposta de estresse que consiste em elevação da pressão arterial, da frequência cardíaca, do diâmetro da pupila e dos níveis plasmáticos de cortisol. Além disso, muitas vezes há contração de músculos locais (p. ex., flexão dos membros, rigidez da parede abdominal).

Ver todos os capítulos
Medium 9788527731836

20 - Diagnóstico e Tratamento das Doenças Tireoidianas

Elizabete Viana de Freitas, Kalil Lays Mohallem, Roberto Gamarski, Silvia Regina Mendes Pereira Grupo Gen PDF Criptografado

20

Diagnóstico e Tratamento das Doenças Tireoidianas

Monica Wolff

Tireoide

Anatomia

A tireoide é um dos maiores órgãos endócrinos, chegando a pesar de 15 a 20 g em adultos. É constituída por 2 lobos unidos pelo istmo. Cada lobo tem aproximadamente 2 a 2,5 cm de espessura e 4 cm de largura em seu maior diâmetro.1,2

Fisiologia

Juntamente com o hipotálamo e a hipófise, a tireoide participa de um ciclo de controle por retroalimentação negativa. Além disso, há uma relação inversa entre o conteúdo glandular de iodo orgânico e a quantidade de hormônio formada. Esse mecanismo de autorregulação tem a função de estabilizar a taxa de síntese hormonal, apesar de flutuações na disponibilidade do iodo.1,3-5

A função da tireoide é gerar a quantidade de hormônio tireoidiano necessária para suprir a demanda dos tecidos periféricos.

O idoso apresenta diminuição da conversão periférica de tiroxina (T4) para triiodotironina (T3), resultando na diminuição de T3 circulante sem alteração nos níveis circulantes de T4 total (T4T), mas com T4 livre (T4L) mais baixo e hormônio tireoestimulante (TSH) mais elevado, o que pode sugerir o diagnóstico equivocado de hipotireoidismo subclínico (HSC).

Ver todos os capítulos
Medium 9788553615827

■■ Conceituar e entender os principais aspectos do poder familiar

Hellen Cristina Do Lago Ramos, Kathya Breja Romero, Marcos Vinicius Manso Lopes Gomes Editora Saraiva PDF Criptografado

A Convenção será aplicada quando uma criança com residência habitual em um Estado Contratante (“o Estado de origem”) tiver sido, for, ou deva ser deslocada para outro Estado Contratante (“o Estado de acolhida”), quer após sua adoção no Estado de origem por cônjuges ou por uma pessoa residente habitualmente no Estado de acolhida, quer para que essa adoção seja realizada, no Estado de acolhida ou no Estado de origem.

Entende-se, portanto, como país de origem o país onde reside a criança ou o adolescente que será adotado, enquanto país de acolhida é o local para onde será levada, trata-se do país de residência do adotante.

O art. 51, § 1º, do Estatuto da Criança e do Adolescente estabelece os requisitos para a adoção internacional, que somente será deferida quando: i) a colocação em família adotiva for a solução adequada ao caso concreto; ii) foram esgotadas todas as possibilidades de colocação da criança ou do adolescente em família adotiva brasileira; iii) em se tratando de adoção de adolescente, este foi consultado, por meios adequados ao seu estágio de desenvolvimento, e que se encontra preparado para a medida.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547210649

9. São Paulo Pessoa natural. Aquisição e extinção da personalidade.Direitos da personalidade. Nascituro. Embrião excedentário.Nome. Nome social. Estado. Registro das pessoas naturais.Transexualidade. Capacidade e emancipação. Incapacidade.Suprimento da in

Hellen Cristina do Lago Ramos Editora Saraiva PDF Criptografado

termos do estabelecido no art. 5º da LINDB. Isso significa dizer que o legislador fez clara opção pela finalidade social do direito, garantindo a primazia dos valores sociais sobre os interesses individuais96.

9. �São Paulo Pessoa natural. Aquisição e extinção da personalidade.

Direitos da personalidade. Nascituro. Embrião excedentário.

Nome. Nome social. Estado. Registro das pessoas naturais.

Transexualidade. Capacidade e emancipação. Incapacidade.

Suprimento da incapacidade. Tutela. Curatela. Internação psiquiátrica involuntária. Ausência. Administração de bens e direitos de incapazes. Domicílio e residência

Para facilitar o estudo, considerando a extensão deste ponto do edital, o subdividiremos em tópicos a fim de estruturar a matéria de forma didática.

Além disso, visando deixar o estudo mais organizado, optamos por dispor a ordem dos pontos de forma diversa da que consta no edital.

9.1.

Pessoa natural. Aquisição da personalidade. Nascituro. Embrião excedentário. Extinção da personalidade. Ausência

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos