500 capítulos
Medium 9788522466023

Parte III - 6 O Desenvolvimento da Sociologia no Século XX

FERREIRA, Delson Grupo Gen PDF Criptografado

6

D

D

c:::J

c::::J

O Desenvolvimento da

Sociologia no Século XX

6.1 A SOCIOLOGIA NA EUROPAl

As Sociologias francesa e alemã, de mestres e temáticas distintas e reconhecidas, constituíram o primeiro cerne dessa ciência. Existem, no entanto, outros modos de análise sociológica que não partiram dos mesmos modelos de referência e análise. Na Europa, organizaram-se outras escolas nacionais, menos voltadas para os aprofundamentos teóricos e mais centradas na descoberta de métodos de investigação que levassem a aplicações sociais. Entre essas escolas nacionais européias, podem ser citadas a belga, a britânica, a italiana e a russa/soviética. Nos Estados

Unidos, por outra via, abriram-se perspectivas para o desenvolvimento de uma ciência social pragmática, que não se tomou apenas uma seqüência teórica dos paradigmas fundadores da Sociologia européia.

Na Bélgica, o primeiro impulso veio por meio de Quételet, estudioso da análise matemática dos fatos sociais. Guillaume de Greef, sindicalista e sociólogo, colocou seu trabalho a serviço da classe trabalhadora, num país em que a Revolução

Ver todos os capítulos
Medium 9788522466023

Parte V - 13 A Sociedade de Consumo

FERREIRA, Delson Grupo Gen PDF Criptografado

191

192

193

194

195

196

Ver todos os capítulos
Medium 9788522466023

Parte V - 12 Os Processos de Comunicação de Massa e a Sociedade Contemporânea

FERREIRA, Delson Grupo Gen PDF Criptografado

12

Os Processos de Comunicação de Massa e a Sociedade

Contemporânea

1 2.1 QUE É COMUNICAÇÃO: ORIGEM E

DESENVOLVIMENTO DO CONCEITO

Já não existem controvérsias teóricas quanto ao fato de a comunicação e a informação constituírem uma das bases fundamentais de todos os contatos sociais.

Desde o tempo das inscrições rupestres pré-históricas até o das redes computacionais virtuais, os seres humanos comunicam seus sentidos, anseios e necessidades, construindo, assim, a teia relacional que sustenta os processos sociais. Não é novidade nenhuma, portanto, dizer que vivemos em uma sociedade da comunicação e da informação e que, devido a isso, a comunicação é crucial para o estabelecimento e continuidade da vida social. A questão que se coloca para os primeiros dias do século XXI, por meio desse título, vai além dessas constatações e é mais ampla: dada a profusão no século XX, sem precedentes na história humana, de meios para secomunicar, estes dois elementos, comunicação e informação, tornaram-se imprescindíveis para a compreensão dos problemas relativos à rede de complexidade, que boje envolve todos os âmbitos das relações sociais.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522466023

Parte III - 8 A Sociologia Brasileira

FERREIRA, Delson Grupo Gen PDF Criptografado

8

A Sociologia Brasileira

8.1 A TEORIA DA DEPENDÊNCIA: FERNANDO HENRIQUE

CARDOSO

O recurso ao autoritarismo militar foi voltado para dar seguimento ao processo de modernização capitalista que, a partir daquele momento, devia ser implementado sob qualquer custo. O populismo havia esgotado, na visão dos mentores políticos, militares e empresariais do golpe, suas possibilidades de encaminhar tal modernização. Para essa concepção, desenvolvimento e insegurança eram incompatíveis; daí a imposição do novo lema ao país, que vinha sendo elaborado pela Escola

Superior de Guerra desde 1949, desenvolvimento e segurança. Como já disse Fernando Henrique Cardoso, 1

"os militares, apesar do autoritarismo e da truculência, modernizaram o país e instauraram em definitivo o capitalismo, inaugurando uma nova ordem capitalista que gerou transformações agudas na sociedade brasileira, integrando o país ao sistema de produção internacional, produzindo, para o bem e para o maL conseqüências sociais profundas".

Ver todos os capítulos
Medium 9788522466023

Parte I - 2 Sociologia: História e Desenvolvimento

FERREIRA, Delson Grupo Gen PDF Criptografado

2 t::J

Sociologia; História e

Desenvolvimento

c::::I

2.1 A SOCIOLOGIA E O DIA-A-DIA: AS RELAÇÕES SOCIAIS

Os indivíduos, dos primeiros momentos da História aos dias de hoje, estabelecem relações entre si que fazem parte de suas rotinas cotidianas. Voltadas para a resolução de problemas práticos ou abstratos, que vão da satisfação das necessidades vitais básicas à solução de intrincadas questões científicas ou filosóficas, essas relações fundam-se em interações que ora começam por impulsos originados no indivíduo, ora iniciam por influências oriundas do grupo ou da sociedade.

Constituindo um dos parâmetros fundamentais que definem a vida social, há uma tensão permanente entre os impulsos que partem das necessidades do indivíduo e as demandas que provêm da sociedade. Não é difícil confirmar essa afirmação. Nas conversas do dia-a-dia entre as pessoas, é comum o seguinte diálogo:

- ''Você agiu por impulso pessoal ou por pressão do grupo?"

- "Eu agi por minha conta e risco, não dou importância ao que os outros pensam!" Ou,

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos