47 capítulos
Medium 9788520428535

3. Administração de recursos materiais

CAVALLINI, Míriam Elias; BISSON, Marcelo Polacow Editora Manole PDF Criptografado

3

ADMINISTRAÇÃO

DE RECURSOS

MATERIAIS

A

administração de recursos materiais no ambiente hospitalar confunde-se com as funções desempenhadas pela farmácia hospitalar. Muitas empresas prestadoras de serviços na área da saúde entendem que a questão logística é responsabilidade única e exclusiva de uma gerência de suprimentos ou de materiais, podendo o gerente ser um profissional farmacêutico, pois ninguém entende mais de medicamentos e materiais correlatos do que esse profissional, e esses itens chegam a representar, financeiramente, até 75% do que se consome em um hospital geral.

O conveniente gerenciamento das atividades de administração de materiais e de medicamentos em um hospital representa diferencial de gestão e economia de recursos financeiros, os quais, na maioria dos hospitais, são escassos.

1 . A B O R D A G E M L O G Í S T I C O - H O S P I TA L A R

Para assumir ações de gerência de logística, é necessário que o farmacêutico ou administrador hospitalar possua grande vivência e cursos de especialização na área, de modo que se garanta o emprego conveniente das modernas técnicas de gestão de materiais. Os profissionais que acreditam que a administração de materiais limita-se à

Ver todos os capítulos
Medium 9788536531540

13 - Administração de Materiais

CASTIGLIONI, Bruno Paoleschi, José Antônio de Mattos Editora Saraiva PDF Criptografado

Administração de Materiais

13

Para começar

Este capítulo abrangerá a gestão e controle de estoques, bem como as ferramentas capazes de auxiliar nessa atividade. Tratará de temas como classificação, controle estatístico, codificação, código de barras, demanda e inventários, entre outros.

13.1 Gestão de estoques

São considerados estoques todos os bens e materiais mantidos por uma organização para suprir demandas futuras, ou seja, é a diferença entre a aquisição e a demanda momentânea.

Podem ser encontrados de várias formas, como matéria-prima, produto em processo, produto acabado, materiais, embalagens e produtos necessários para manutenção, reparo e suprimentos de operações, não necessariamente utilizados no processo de fabricação, acomodados em armazéns apropriados ou em almoxarifados.

O controle ou gestão de estoques engloba todas as atividades, procedimentos e técnicas que permitem garantir a qualidade correta, no tempo certo, de cada item ao longo da cadeia produtiva, tanto dentro como fora das organizações.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597011357

Parte IV - Sentenças em provas de concursos para a Magistratura com a respectiva solução

Elpidio Donizetti Grupo Gen PDF Criptografado

Parte IV

RedigindoSentençaCível_ElpídioDonizetti_2ed_4200542.indb 139

03/02/2017 16:25:07

RedigindoSentençaCível_ElpídioDonizetti_2ed_4200542.indb 140

03/02/2017 16:25:07

Sentenças em provas de concursos para a

Magistratura com a respectiva solução

1.

INTRODUÇÃO

Este capítulo tem a pretensão de mostrar aos leitores como elaborar sentenças cíveis. A seguir trazemos algumas das provas de sentença cível cobradas nos últimos concursos para a carreira da

Magistratura. Elas estão respondidas de acordo com o novo Código de Processo Civil, ainda que tenham sido aplicadas antes da entrada em vigor da Lei 13.105/2015.

Caso você, leitor, já tenha obtido aprovação em concurso para a carreira da Magistratura, esta obra o ajudará a confeccionar suas decisões em conformidade com as novas disposições do CPC/2015.

RedigindoSentençaCível_ElpídioDonizetti_2ed_4200542.indb 141

03/02/2017 16:25:09

142

REDIGINDO A SENTENÇA CÍVEL  Elpídio Donizetti

Ver todos os capítulos
Medium 9788584290376

C. Segredos dos bons fazedores de provas

Claudio de Moura Castro Grupo A PDF Criptografado

169

C. Segredos dos bons fazedores de provas

Além dessa providência momentânea e muito útil para relaxar, há também outras técnicas que ajudam a melhorar nossas chances de obter bons resultados nas provas.

Basicamente, trata-se de evitar comportamentos que aumentam o estresse.

Há conselhos muito óbvios, mas é tarde demais para serem aplicados. Nada mais fundamental do que estudar bastante e dominar os conhecimentos que serão exigidos. Mas, se esse conselho for cumprido à risca, provavelmente, o estresse será bem menor.

No momento da prova, não é hora de se sentir culpado pela malandragem durante o ano. Nesse momento, isso só pode atrapalhar. É preciso tirar partido do que você sabe, muito ou pouco.

Seja com muito, seja com poucos estudos, há procedimentos que sempre ajudam. Por exemplo, não adianta fazer uma grande seção de relaxamento e, depois, afobar-se de novo, por causa de estratégias erradas.

Voce-sabe-estudar-miolo.indd 169

2/26/15 11:00 AM

Ver todos os capítulos
Medium 9788521630777

7. Cálculo dos Recursos Necessários para Atender a um Fluxo de Transporte

Rodrigo de Alvarenga Rosa Grupo Gen PDF Criptografado

7

Cálculo dos Recursos

Necessários para

Atender a um Fluxo de Transporte

007.alvarenga.indd 63

10/09/15 19:59

Capítulo 7

64

Neste capítulo será estudado o cálculo da frota de vagões e de locomotivas necessários para atender a um fluxo de transporte. Entende-se como frota o número de veículos ferroviários existentes em uma ferrovia. Se forem os vagões, trata-se da frota de vagões, se forem as locomotivas, da frota de locomotivas. A frota pode possuir um subconjunto dedicado a um cliente específico e até mesmo a um fluxo de transporte específico, por exemplo, frota de HFE dedicada ao transporte de soja. Antes de se calcular a frota de vagões e a frota de locomotivas, deve-se entender o conceito de rotação de vagões.

7.1  Rotação e Ciclo de Vagões

A rotação de vagões pode ser entendida como o tempo gasto entre dois carregamentos sucessivos. Nesse tempo, estão incluídos os tempos de carregamento do vagão na origem, circulação do vagão carregado até o destino, descarga no destino e transporte do vagão vazio até outro ponto de carregamento.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos