4266 capítulos
Medium 9788527733229

54 - Cartas a um jovem cirurgião: perseverança, disciplina e alegria

PORTO, Celmo Celeno Grupo Gen PDF Criptografado

54

Cartas a um jovem cirurgião: perseverança, disciplina e alegria

O livro Cartas a um Jovem Cirurgião,1 do Dr. Ivo Pitanguy, é de leitura agradável e rico em ensinamentos.

Todos conhecemos o Dr. Ivo Pitanguy, cirurgião plástico laureado internacionalmente pelas inúmeras técnicas cirúrgicas descritas na obra Plastic Surgery of the Head and Body, premiada na feira do livro de Frankfurt, o que nada mais é do que uma verdadeira consagração mundial.

Os dez capítulos do livro merecem ser lidos com toda a atenção, mas destaco dois: Relação Médico-Paciente, tema por mim abordado em várias cartas, e A Procura da Beleza, no qual analisa a in­fluên­cia da mídia no estabelecimento de tipos de beleza, atualmente representados por jovens magérrimas (anoréxicas!), sempre associadas à venda de juventude, sucesso, status, alegria, vida livre e bem-estar. “Pode-se interpretar a mensagem da mídia”, comenta

Pitanguy, “como uma busca, sempre infrutífera, da “pílula da juventude”, sempre presente no imaginário de homens e mulheres, em todas as épocas”.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580554212

Caso 13 - Espondilolistese em um atleta jovem

Jason Brumitt, Erin E. Jobst Grupo A PDF Criptografado

Espondilolistese em um atleta jovem

Danny J. McMillian

CASO 13

Um jogador de futebol americano de 18 anos, estudante do Ensino Médio, foi encaminhado a uma clínica de fisioterapia após a avaliação de uma dor lombar central persistente. O ortopedista estabeleceu o diagnóstico de espondilolistese tipo IIB, de grau II, em L5/S1. O paciente não relatou histórico de trauma específico. A dor agrava-se quando o jogador está de pé ou caminha, levanta peso

(especialmente com os braços estendidos acima da cabeça), inclina-se para trás ou faz a rotação do corpo. Quando ele fica sentado ou deitado, com os quadris e joelhos dobrados, a dor diminui. Fora isso, o seu histórico de saúde não apresenta nada de notável. O objetivo do paciente é voltar à prática de futebol americano o mais cedo possível.

Quais são as prioridades do exame?

No exame, que sinais podem ser associados a esse diagnóstico?

 Com base no diagnóstico do paciente, o que se pode antecipar a respeito dos fatores que contribuíram para essa condição?

Ver todos os capítulos
Medium 9788553602445

Ementário - Criança, Adolescente e Jovem

NEGRA, THEODORO Editora Saraiva PDF Criptografado

1159

Ementário

Criança, Adolescente e Jovem

— v. CF 227 a 229; CC 9º, CP 27, CLT 80 e 402 a 441.

Lei 8.069, de 13.7.90 — Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente, e dá outras providências (v., adiante, texto integral).

Dec. 99.710, de 21.11.90 — Promulga a Convenção sobre os Direitos da Criança (DOU 22.11.90).

Lei 8.242, de 12.10.91 — Cria o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente — CONANDA e dá outras providências (Lex 1991/681, Just. 156/223). Alterou os arts. 132, 139 e 260 do ECA. O art. 3º foi regulamentado pelo Dec. 408, de 27.12.91 (Lex 1991/1.008), cujo art. 1º foi sucessivamente alterado pelo Dec. 695, de 8.12.92 (Lex 1992/880), pelo Dec. 1.335, de 9.12.94 (Lex 1994/1.628), pelo Dec. 1.569, de 21.7.95 (Lex

1995/1.375), pelo Dec. 2.099, de 18.12.96 (Lex 1996/3.657) e pelo Dec. 3.038, de 27.4.99 (Lex 1999/2.337), que também acrescentou art. 1º-A ao Dec. 408 e revogou o Dec. 2.099.

Lei 9.975, de 23.6.00 — Acrescenta artigo à Lei n. 8.069, de 13 de julho de 1990, que dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lex 2000/3.043, RF 350/526, Ajuris 79/713, Bol. AASP 2.167/4). Acrescentou art. 244-A ao ECA.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547216153

Criança, Adolescente e Jovem

NEGRAO, Theotonio Editora Saraiva PDF Criptografado

1125

Ementário

Criança, Adolescente e Jovem

— v. CF 227 a 229; CC 9º, CP 27, CLT 80 e 402 a 441.

Lei 8.069, de 13.7.90 — Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente, e dá outras providências (v., adiante, texto integral).

Dec. 99.710, de 21.11.90 — Promulga a Convenção sobre os Direitos da Criança (DOU 22.11.90).

Lei 8.242, de 12.10.91 — Cria o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente — CONANDA e dá outras providências (Lex 1991/681, Just. 156/223). Alterou os arts. 132, 139 e 260 do ECA. O art. 3º foi regulamentado pelo Dec. 408, de 27.12.91 (Lex 1991/1.008), cujo art. 1º foi sucessivamente alterado pelo Dec. 695, de 8.12.92 (Lex 1992/880), pelo Dec. 1.335, de 9.12.94 (Lex 1994/1.628), pelo Dec. 1.569, de 21.7.95 (Lex

1995/1.375), pelo Dec. 2.099, de 18.12.96 (Lex 1996/3.657) e pelo Dec. 3.038, de 27.4.99 (Lex 1999/2.337), que também acrescentou art. 1º-A ao Dec. 408 e revogou o Dec. 2.099. O Dec. 1.196, de 14.7.94 (Lex

Ver todos os capítulos
Medium 9788547223144

74. Decálogo do jovem advogado criminalista

Roberto Delmanto Editora Saraiva PDF Criptografado

74. Decálogo do jovem advogado criminalista

1. Tenha consciência de que você escolheu a mais bela das especialidades da advocacia, pois ela lida com dois dos maiores bens do homem: a liberdade e a honra.

2. Tenha orgulho dela e a exerça com dignidade. Não compactue jamais com a violência ou a corrupção. Tal comportamento lhe dará forças para suplantar os obstáculos que certamente virão.

3. Apesar das dificuldades da advocacia criminal, não perca nunca a alegria ao exercê-la. Lembre-se sempre de que seu verdadeiro cliente e, ao mesmo tempo, sua maior causa, é a liberdade.

4. Ao decidir se aceita patrocinar uma defesa, preocupe-se menos em saber se o cliente é inocente do que se sua consciência de advogado e ser humano permite defendê-lo. Uma vez aceita a causa, lute por ela com todo o empenho, tendo como limite ético intransponível não prejudicar terceiros inocentes.

5. Ao ser procurado para requerer um inquérito policial, atuar como Assistente do Ministério Público ou propor uma queixa-crime, busque certificar-se de que a pessoa que vai acusar é realmente culpada. Aceita a causa, se no decorrer

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos