1565 capítulos
Medium 9788547215712

Cirne-Lima e a sistematização da Filosofia

CASTILHO, Ricardo Editora Saraiva PDF Criptografado

sibilidades de acertar, e diminuíram-se, proporcionalmente, as causas de erros. É quanto podem desejar os que, dentro das contingências humanas, procuram a verdade e o bem-estar dos indivíduos e das agremiações.

É, portanto, da mais alta significação o vosso livro, para o avanço das ideias jurídicas no mundo, o que importa dizer, para o melhoramento da organização social. Isto explica todo o nosso júbilo de juristas e de brasileiros, e esta efusão sincera, em que ele se traduz2.

Pontes de Miranda e suas ideias

Pontes de Miranda dizia que a sociedade é como um organismo biológico, relativo no tempo e no espaço, e que os indivíduos são regidos por processos sociais de adapta‑

ção. Adepto do pacifismo, achava que o ideal político é o socialismo, mas com a pre‑ sença do Estado para garantir a ordem por meio da regra jurídica. Desde que o governo não fosse despótico e assegurasse a democracia e as liberdades individuais.

Graças ao seu interesse constante pela matemática, manteve diálogo com Albert

Ver todos os capítulos
Medium 9788547222987

Cirne-Lima e a sistematização da Filosofia

CASTILHO, Ricardo Editora Saraiva PDF Criptografado

sibilidades de acertar, e diminuíram-se, proporcionalmente, as causas de erros. É quanto podem desejar os que, dentro das contingências humanas, procuram a verdade e o bem-estar dos indivíduos e das agremiações.

É, portanto, da mais alta significação o vosso livro, para o avanço das ideias jurídicas no mundo, o que importa dizer, para o melhoramento da organização social. Isto explica todo o nosso júbilo de juristas e de brasileiros, e esta efusão sincera, em que ele se traduz2.

Pontes de Miranda e suas ideias

Pontes de Miranda dizia que a sociedade é como um organismo biológico, relativo no tempo e no espaço, e que os indivíduos são regidos por processos sociais de adapta‑

ção. Adepto do pacifismo, achava que o ideal político é o socialismo, mas com a pre‑ sença do Estado para garantir a ordem por meio da regra jurídica. Desde que o governo não fosse despótico e assegurasse a democracia e as liberdades individuais.

Graças ao seu interesse constante pela matemática, manteve diálogo com Albert

Ver todos os capítulos
Medium 9788547222987

NA TANGÊNCIA DA FILOSOFIA

CASTILHO, Ricardo Editora Saraiva PDF Criptografado

NA TANGÊNCIA DA FILOSOFIA

Sigmund Freud, o criador da psicanálise

Os filósofos da Escola de Frankfurt basearam muitos de seus estudos na concepção psicanalítica de Sigmund Freud.

Médico austríaco, que viveu entre 1856 e 1939, Freud nasceu na cidade de Freiberg, então pertencente ao Império Austro-Húngaro (hoje Pribor, na República Tcheca). Aos

4 anos foi levado com a família a morar em Viena, em razão da falência do comércio de tecidos do pai, um negociante judeu. Na capital da Áustria estudou Medicina e es‑ pecializou-se em neurologia. Foi aluno de Franz Brentano e colega de Edmund Husserl.

Embora tido como bem-humorado, Freud sofreu de depressão, principalmente por causa da perseguição praticada contra os judeus, na época de sua infância e mocidade.

Passou a usar cocaína, então um medicamento recomendado como estimulante. Estu‑ dou os efeitos anestésicos da droga na medicina, tendo chegado a publicar o artigo científico “Sobre a cocaína”, em 1884.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547215712

NA TANGÊNCIA DA FILOSOFIA

CASTILHO, Ricardo Editora Saraiva PDF Criptografado

outro romântico alemão, Ludwig van Beethoven, musicou em 1824 como a famosa

Sinfonia n. 9 em ré menor, contendo, em um de seus movimentos, uma parte do texto de Schiller).

O grande mentor do romantismo alemão, porém, foi Johann Gottfried von Herder, um pesquisador da literatura alemã que escreveu, entre 1766 e 1767, o livro Fragmentos sobre a literatura alemã moderna, clamando os autores germânicos a produzirem uma literatura genuinamente nacional – questionava o retorno à estética dos antigos gregos, que imperava na Europa.

NA TANGÊNCIA DA FILOSOFIA

Charles Darwin e a evolução das espécies

Uma das teorias de maior impacto sobre a questão da natureza e, portanto, a sua validade como fundamento de várias vertentes da filosofia foi a doutrina do britânico

Charles Darwin, consolidada em dois livros: Origem das espécies (1859) e Origem do homem (1871).

Charles Darwin (1809-1882) pesquisou, durante cinco anos, espécimes da fauna e da flora nas ilhas Galápagos, que ficam a 1.000 km de distância do litoral do Equador.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547215712

NA TANGÊNCIA DA FILOSOFIA

CASTILHO, Ricardo Editora Saraiva PDF Criptografado

NA TANGÊNCIA DA FILOSOFIA

Jonathan Swift

Esse famoso escritor irlandês, na juventude, chegou a ser secretário do político e escritor Sir William Temple, com quem aprendeu a gostar de livros. Mais tarde douto‑ rou-se em Teologia em Oxford e passou a ocupar a função de pastor da Igreja Anglica‑ na. Teve intensa atuação política na Inglaterra. É autor, dentre outros trabalhos, de As viagens de Gulliver, publicado em 1726.

O livro é uma sátira, dirigida especialmente aos whigs (membros do partido liberal inglês), que são retratados como os anões da terra de Lilliput, em referência à sua pe‑ quenez de caráter e de inteligência – Jonathan Swift era, ele próprio, um liberal, mas estava desgostoso com o partido.

Além disso, a obra trata de censurar os tories (uma analogia aos membros do parti‑ do conservador inglês), retratando-os como os miseráveis gigantes de Brobdingnag.

O livro satiriza ainda outros membros da sociedade, como os juristas, os militares e os supostos intelectuais.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos