62 capítulos
Medium 9788527732352

9 - Sistematização da Assistência de Enfermagem em Saúde Coletiva | Processo de Enfermagem e Classificações

Marina Celly Martins Ribeiro de Souza, Natália de Cássia Horta Grupo Gen PDF Criptografado

9

Sistematização da

Assistência de Enfermagem em Saúde Coletiva |

Processo de Enfermagem e Classificações

Meire Chucre Tannure, Tânia Couto Machado Chianca e Agma Leozina Viana Souza

Resumo

Este capítulo revisa o Processo de Enfermagem; contempla a Teoria das Necessidades Humanas Básicas (NHB) de Wanda de Aguiar

Horta; apresenta a Classificação Internacional para as Práticas de Enfermagem (CIPE®) e o relato de uma das contribuições brasileiras ao projeto CIPE®: um catálogo desenvolvido para a área da saúde coletiva, denominado Classificação Internacional para as Práticas de

Enfermagem em Saúde Coletiva (CIPESC). Tem como objetivos divulgar a importância das classificações no processo de trabalho dos enfermeiros, melhorar a qualidade da assistência prestada pela equipe de Enfermagem e contribuir para a reorganização do cuidado com a utilização de uma linguagem unificada, colaborando, dessa forma, para a Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE).

Ver todos os capítulos
Medium 9788527732352

3 - Educação em Saúde | Concepção e Prática no Cuidado de Enfermagem

Marina Celly Martins Ribeiro de Souza, Natália de Cássia Horta Grupo Gen PDF Criptografado

3

Educação em Saúde |

Concepção e Prática no

Cuidado de Enfermagem

Flávia Andrade Almeida e Marina Celly Martins Ribeiro de Souza

Resumo

A educação em saúde tem se tornado cada vez mais um tema de extrema relevância no contexto da saúde coletiva não apenas no

Brasil, mas em todo o mundo. Levando em conta a importância do enfermeiro no processo de educação em saúde, este capítulo discute seu desenvolvimento, considerando as diferentes concepções e a aplicabilidade no cuidado em saúde coletiva. Além disso, busca apresentar metodologias que possam facilitar a implementação dessa ferramenta no cotidiano do trabalho do enfermeiro.

Conceitos-chave: Atenção primária à saúde; enfermagem; estratégia saúde da família; educação em saúde.

Introdução

Parte essencial do trabalho de cuidar da Enfermagem, entende-se a educação em saúde como o diálogo travado entre as pessoas, com o objetivo de reunir forças e motivação para mudanças, seja de comportamento, atitude ou adaptações às novas situações de vida. A educação em saúde é, também, uma das funções dos profissionais de saúde, em especial da

Ver todos os capítulos
Medium 9788527732352

20 - Cuidado ao Idoso em Saúde Coletiva | Um Desafio e um Novo Cenário de Prática

Marina Celly Martins Ribeiro de Souza, Natália de Cássia Horta Grupo Gen PDF Criptografado

20

Cuidado ao Idoso em

Saúde Coletiva | Um

Desafio e um Novo

Cenário de Prática

Maria Luciene Guimarães, Marina Celly Martins Ribeiro de Souza,

Raquel Souza Azevedo e Tatiana Paulucci

Resumo

O processo de envelhecimento da população e a mudança no perfil epidemiológico associado às características do modelo de saúde brasileiro carecem de um olhar abrangente dos gestores e profissionais. Neste sentido, muitas mudanças fazem-se necessárias, para as quais a atuação do enfermeiro torna-se fundamental. Este capítulo promove a discussão acerca do cuidado ao idoso na atenção primária à saúde (APS) e apresenta ferramentas úteis e importantes para o idoso, sua família e seu cuidador.

Conceitos-chave: Envelhecimento; gerontologia; idoso; saúde coletiva.

Introdução

O envelhecimento populacional é uma das mais importantes mudanças demográficas e sociais observadas em quase todo o mundo. Esse fenômeno, inicialmente, se deu de forma lenta e progressiva em países desenvolvidos, mas ocorreu com enorme velocidade em países em desenvolvimento. No Brasil, percebe-se esse fenômeno há 30 anos, e a estimativa atual é de que o país tenha cerca de 27 milhões de idosos, o que representa 12% da população. Em 2050, estima-se que 30% da população será constituída por pessoas com 60 anos ou mais. Dados atuais mostram que, a cada ano, cerca de 700 mil novos idosos são incorporados à população brasileira. Dessa forma, o Brasil envelheceu, mas não enriqueceu, impossibilitando o planejamento e a implementação de políticas públicas específicas para essa população idosa emergente (Moraes e Azevedo, 2016).

Ver todos os capítulos
Medium 9788527732352

5 - Processo de Trabalho em Saúde e em Enfermagem

Marina Celly Martins Ribeiro de Souza, Natália de Cássia Horta Grupo Gen PDF Criptografado

5

Processo de Trabalho em

Saúde e em Enfermagem

Natália de Cássia Horta e Samira Auxiliadora Pereira

Resumo

Este capítulo discute os elementos que compõem o trabalho em saúde, partindo da própria concepção de trabalho, e a evolução de suas modalidades ao longo dos séculos. Além disso, aponta as características das atividades em saúde, considerando as dimensões da

Saúde Coletiva para, em seguida, apresentar o trabalho em Enfermagem. Traz ainda a discussão sobre o dia a dia e a prática do enfermeiro na atenção primária, focalizando a consulta e a supervisão, os procedimentos técnicos e o gerenciamento do cuidado, tecendo desafios e apresentando propostas para a qualificação permanente do trabalho em saúde e em Enfermagem.

Conceitos-chave: Processo de trabalho em saúde; estratégia saúde da família; Enfermagem; prática profissional; produção do cuidado.

Introdução

O trabalho enfoca uma das primeiras marcas da socialização humana. Na medida em que o ser humano se relaciona com o meio em que vive, ele busca transformá-lo e, para isso, elege uma matéria-prima a ser modificada, utiliza instrumentos e gera um produto que, na maioria das vezes, tem o objetivo de atender às suas necessidades de sobrevivência. Assim, o processo de trabalho é composto necessariamente pelos seguintes elementos: um objeto a ser transformado (matéria-prima), os instrumentos e métodos para realizar a transformação, um produto que se quer gerar e o(s) trabalhador(es), sujeito(s) da ação.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527732352

19 - Ações de Enfermagem na Abordagem ao Adulto | Possibilidades na Saúde Coletiva

Marina Celly Martins Ribeiro de Souza, Natália de Cássia Horta Grupo Gen PDF Criptografado

19

Ações de Enfermagem na Abordagem ao Adulto |

Possibilidades na

Saúde Coletiva

Flávia Beatriz Viana da Silva, Helen Reis de Morais Couto, Maria Eugênia Silva Hitchon,

Miriam de Oliveira Alves Ribeiro e Tatiane Géa Horta Murta

Resumo

No Brasil, com o aumento da expectativa de vida e a diminuição das taxas de fecundidade e natalidade, vivencia-se um cenário populacional típico de países em desenvolvimento: crescimento no número de idosos, aumento na prevalência de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) e diminuição da mortalidade infantil. Essas mudanças demográficas impactam nas causas definidas de morte, das quais as mais comuns são doenças cardiovasculares, neoplasias e causas externas. Além desse cenário, observa-se o aumento de doenças transmissíveis como dengue, Zika e Chikungunya que em muito impactam na vida das pessoas e no cotidiano dos serviços.

Diante desse panorama, torna-se evidente a importância de políticas públicas que promovam a qualidade de vida dos cidadãos. Neste capítulo, pretende-se apresentar uma abordagem à saúde do adulto, destacando as potencialidades do enfermeiro na prática de promoção da saúde e prevenção de agravos, incluindo a discussão referente à problemática da violência nos grandes centros urbanos.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos