9504 capítulos
Medium 9789724414157

TRATADO DA REFORMA DO ENTENDIMENTO

Bento de Editora Almedina PDF Criptografado

Tratado da Reforma do Entendimento

Admonitio ad Lectorem

Tractatus, quem de Intellectus Emendatione etc. imperfectum hic tibi damus, Benevole Lector, jam multos ante annos ab Auctore fuit conscriptus. In animo semper habuit eum perficere: At, aliis negotiis prœpeditus, et tandem morte abreptus, ad optatum finem perducere non potuit. Cum vero multa prœclara, atque utilia contineat, quœ veritatis sincero indagatori non parum e re futura esse, haudquaquam dubitamus, te iis privare noluimus; et, ut etiam multa obscura, rudia adhuc et impolita, quœ in eo hinc inde occurrunt, condonare non graveris, horum ne inscius esses, admonitum te quoque esse voluimus. Vale.

Ver todos os capítulos
Medium 9789724414157

ADVERTÊNCIA AO LEITOR

Bento de Editora Almedina PDF Criptografado

Advertência ao Leitor

O Tratado da Reforma do Entendimento que aqui te oferece­mos inacabado, benévolo leitor, foi escrito pelo autor, já lá vão muitos anos. Sempre esteve na sua tenção terminá-lo: porém, impe­dido por outras ocupações e, por fim, arrebatado pela morte, não o pôde levar ao fim desejado. Todavia, porque contém muitas coi­sas belas e

úteis, que serão — não duvidamos — de grande inte­resse para quem perscruta a verdade não quisemos privar-te delas. Além disso, para não te ser difícil desculpar o muito de obscuro, mal acabado e deselegante que aqui e acolá se encontra, e para não o ignorares, quisemos deixar-te esta advertência. Adeus.

[1] Postquam me Experientia docuit, omnia, quæ in communi vita frequenter occurrunt, vana, et futilia esse : cum viderem omnia, a quibus, et quæ timebam, nihil neque boni, neque mali in se habere, nisi quatenus ab iis animus movebatur, constitui tandem inquirere, an aliquid daretur, quod verum bonum, et sui communicabile esset, et a quo solo, rejectis cæteris omnibus, animus afficeretur ; imo an aliquid daretur, quo invento, et acquisito, continua, ac summa, in æternum fruerer lætitia.

Ver todos os capítulos
Medium 9789724414157

PREFÁCIO

Bento de Editora Almedina PDF Criptografado

Prefácio

O Pequeno Tratado da Reforma do Entendimento, opúsculo que contém «a lógica de Espinosa»(1), partilha com as Regras Para a Direcção do Espírito — das quais o primeiro foi muitas vezes aproximado — o infortúnio de ter ficado inacabado. Este facto, sem lhe retirar o valor ou o interesse, vem tornar-lhe o estudo tão difícil como instrutivo(2).

O Tratado da Reforma do Entendimento, tal como o possuímos, tal como no-lo fizeram chegar os editores das Obras Póstu­mas de Espinosa(3), é um fragmento.

Talvez menos ainda: um esboço, uma colecção de notas, elaboradas com vista à prepara­ção de uma obra de conjunto, que exporia todo o sistema de Espi­nosa: a sua

Filosofia. Desta Filosofia, que devia conter, parece, refun-

(1)  V. L. Brunschvicg, «La logique de Spinoza», Revue de Métaphysique et de Morale, vol. I, 1893.

(2)  É essa provavelmente a razão pela qual este texto figura tão amiúde nos programas de licenciatura e da agregação.

(3)  Em advertência ao leitor (v. mais abaixo), os editores justificam a publicação desta obra de juventude — incompleta, inacabada, mal construída, não «escrita», em suma — pelo seu valor intrínseco. Têm razão.

Ver todos os capítulos
Medium 9788536508726

Capítulo 1 - Educação Especial ou Educação Especializada

Flávia de Oliveira Champion Barreto, Maria Angela de Oliveira Champion Barreto Editora Saraiva ePub Criptografado

Este capítulo apresenta um roteiro para a reflexão sobre a elaboração dos vários conceitos a respeito da construção da infância, da educação infantil e da educação especial até chegarmos no modelo de educação inclusiva que é aceito e desejado atualmente.

Ao recorrer à farta literatura existente sobre o que foi preconizado pelo historiador francês Philippe Ariès (1981) como a história da construção social da infância e, consequentemente, sobre a história da educação infantil de um modo geral, pode-se perceber que a história da educação de crianças com necessidades especiais segue por caminhos muito semelhantes.

A preocupação com a criança encontra-se presente somente a partir do século XIX, com o surgimento da sociedade capitalista urbana industrial, ou seja, a infância, como é entendida hoje, praticamente inexistiu do período que vai da Antiguidade à Idade Moderna. Não se trata aqui do reconhecimento do aspecto biológico desses indivíduos, mas sim de seres com papel histórico e social reconhecidos como uma categoria diferenciada do gênero humano.

Ver todos os capítulos
Medium 9788502145887

1 AS NOVAS CONDIÇÕES DA ACUMULAÇÃO CAPITALISTA NO MARCO DA “MUNDIALIZAÇÃO DO CAPITAL”

Mônica Maria T. de Alencar, Ney Luiz T. de Almeida Editora Saraiva ePub Criptografado

A crise estrutural do capital na década de 1970 aprofundou um amplo processo de reorganização econômica e política na dinâmica capitalista. Em um contexto de limite à expansão dos níveis de lucratividade do capital e de acirramento da luta de classes, o capital procurou restabelecer a sua hegemonia econômica e política no contexto mundial.

De acordo com Mandel, toda crise econômica capitalista é sempre uma manifestação da queda da taxa de lucros e da superprodução de mercadorias. A superprodução ocorre quando os capitalistas não conseguem obter o lucro médio esperado com a venda das mercadorias em um contexto que rompe o equilíbrio instável entre a oferta e a procura de mercadorias, no qual a oferta ultrapassa a demanda solvável, ocasionando o recuo das encomendas e da produção. Assim, Mandel argumenta que é essa venda insuficiente, essa não estocagem e essa redução da produção corrente que geram o movimento cumulativo da crise: redução do emprego, das rendas, dos investimentos, da produção, das encomendas; nova espiral da redução do emprego, das rendas, dos investimentos, da produção e isso nos dois departamentos fundamentais da produção, o de bens de produção e o de bens de consumo.2

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos