122332 capítulos
Medium 9788527732390

46 - Câncer do Corpo Uterino

Ricardo Bassil Lasmar, Ricardo Vasconcellos Bruno, Roberto Luiz Carvalhosa dos Santos, Bernardo Portugal Lasmar Grupo Gen PDF Criptografado

46

Câncer do Corpo Uterino

Suzana Pessini | Karina Pederiva Mazzarino-Bassols | Glaucia Alves e Carvalho

j j j j j j j

Introdução, 509

Etiologia e etiopatogenia, 510

Fatores de risco, 510

Propedêutica, 511

Prevenção, 512

Estadiamento e tratamento, 512

Seguimento e detecção de recidivas, 517

Lasmar - cap-46.indd 509

INTRODUÇÃO

O corpo uterino é sede de tumores primários originados na mucosa endometrial ou no miométrio, e pode apresentar metástases de outros órgãos, pélvicos ou não, tanto na serosa como no endométrio e no miométrio.

O câncer do corpo uterino é a neoplasia genital feminina mais frequente em países industrializados do Ocidente e, em regiões em desenvolvimento, apresenta taxas de incidência 3 a 4 vezes mais baixas que as de países desenvolvidos. As taxas de incidência, ajustadas pela idade por 100 mil mulheres, são de 5,5 na América do Sul e, na América do Norte, de 19,1. No Brasil, o câncer do corpo uterino é o segundo tumor pélvico mais frequente, com taxa de incidência de 6,7/100 mil mulheres e taxa de mortalidade de 1,38/100 mil mulheres.1,2

Ver todos os capítulos
Medium 9788530987756

ESTATUTO DA ADVOCACIA E A ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL

Álvaro de Azevedo GONZAGA, Karina Penna NEVES, Roberto BEIJATO Jr. Grupo Gen ePub Criptografado

TÍTULO I
DA ADVOCACIA

CAPÍTULO I
Da Atividade da Advocacia

Art. 1º São atividades privativas de advocacia:

I – a postulação a qualquer órgão do Poder Judiciário e aos juizados especiais; (Vide ADIN 1.127-8).

II – as atividades de consultoria, assessoria e direção jurídicas.

§ 1º Não se inclui na atividade privativa de advocacia a impetração de habeas corpus em qualquer instância ou tribunal.

§ 2º Os atos e contratos constitutivos de pessoas jurídicas, sob pena de nulidade, só podem ser admitidos a registro, nos órgãos competentes, quando visados por advogados.

Comentários

As atividades privativas inauguram o EAOAB antes mesmo de qualquer requisito ou definição sobre o que é o advogado, qual o seu papel na sociedade e os requisitos indispensáveis para sua inscrição nos quadros do Conselho Seccional.

O inciso I trata de atividades propriamente judiciais, enquanto o inciso II elenca a caracterização típica de atividades extrajudiciais que dependem não somente da formação em direito, como da regular inscrição do advogado nos quadros da OAB.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580551310

17. Respostas Tóxicas do Sistema Ocular e Visual

Curtis D. Klaassen, John B. Watkins III Grupo A PDF Criptografado

C A P Í T U L O

Respostas Tóxicas do Sistema

Ocular e Visual

17

Donald A. Fox e William K. Boyes

INTRODUÇÃO À TOXICOLOGIA DO SISTEMA OCULAR E

VISUAL

EXPOSIÇÃO DO OLHO E SISTEMA VISUAL

Farmacodinâmica e farmacocinética ocular

Metabolismo ocular de xenobióticos

Farmacocinética do sistema visual central

AVALIANDO A FUNÇÃO VISUAL

Avaliação da irritação e da toxicidade ocular

Avaliações oftalmológicas

SÍTIOSALVO E MECANISMOS DE AÇÃO: RETINA

Retinotoxicidade de substâncias terapêuticas administradas sistemicamente

Quimioterapias para câncer

Cloroquina e hidroxicloroquina

Digoxina e digitoxina

Indometacina

Tamoxifeno

Retinotoxicidade de neurotoxicantes conhecidos

Chumbo inorgânico

Metanol

Técnicas eletrofisiológicas

Solventes orgânicos

Técnicas comportamentais e psicofísicas

Organofosforados

SÍTIOSALVO E MECANISMOS DE AÇÃO: CÓRNEA

Ácidos

Bases ou álcalis

Solventes orgânicos

Surfactantes

SÍTIOSALVO E MECANISMOS DE AÇÃO: CRISTALINO

Luz e fototoxicidade

Corticosteroides

Naftaleno

Fenotiazinas

* N de T.: Este capítulo foi revisado pelo National Health and Environmental

Ver todos os capítulos
Medium 9788547233013

3.2 CONCEITOS DO RISCO DE MERCADO E APLICAÇÕES NO BRASIL

Virgínia Izabel de Oliveira, Juliano Lima Pinheiro Editora Saraiva PDF Criptografado

64

Gestão de riscos no mercado financeiro

Essa resolução exemplifica o objetivo de uniformizar os registros contábeis dos atos e fatos administrativos praticados e os eventos econômicos ocorridos; racionalizar a utilização de contas; estabelecer regras, critérios e procedimentos necessários à obtenção e divulgação de dados; possibilitar o acompanhamento, a análise, a avaliação do desempenho e o controle dos fundos de investimento especificados, de modo que as demonstrações contábeis elaboradas expressem, com fidedignidade e clareza, a real situação econômico-financeira do fundo.

3.1.4 Mapeamento dos riscos de mercado

Regulação, transparência e gestão do risco são tendências percebidas no mercado atual de ativos financeiros. Mapear os riscos, especialmente os relativos ao mercado, e compreendê-los, em conteúdo e forma de mitigação, é um mecanismo necessário a investidores e empresas.

Essa inter-relação de mercados, de conflitos de interesse, de políticas de juros, de câmbio, commodities e preços de ativos – afetada pela política monetária e produtiva entre os países, supervalorizada pelo crédito e expansão de ativos e derivativos financeiros – torna a gestão do risco imprescindível. Assim, o conceito desse risco e seus produtos e estratégias, bem como mecanismos de proteção a ele vinculados, são detalhados a seguir.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521616696

Capítulo 3. A Tomada de Decisão na Empresa

Leonardo Ribeiro Fuerth Grupo Gen PDF Criptografado

CAPÍTULO

3

A Tomada de Decisão na Empresa

Em busca de uma definição do que seja um processo de decisão,

Andrade, Alyrio e Macedo (2004, p. 134) afirmam que “podemos inferir que o processo de decisão é o conjunto de princípios, regras e procedimentos que permitem selecionar, em determinados tipos de problemas, a linha de ação, estratégia, saída ou alternativa mais conveniente”.

No entanto, muitas pessoas, ao se depararem com o momento exato da tomada de decisão, principalmente durante reuniões de trabalho, simplesmente não têm convicção sobre o que e como devem fazer para reduzir ao máximo as incertezas e os riscos das alternativas de ação disponíveis ou que poderão ser escolhidas.

Ainda com base em Andrade, Alyrio e Macedo (2004, p. 135), discorrendo sobre os riscos da ausência de base conceitual ou de experiência profissional dos tomadores de decisão, destaca-se a afirmação de que:

“Em termos ideais, o desenvolvimento de teorias deve preceder a formulação de recomendações práticas. Contudo, [...] preocupados com problemas apresentados por novos desafios, os administradores têm inventado soluções práticas muito antes de surgirem as visões teóricas para explicá-las e validá-las.”

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos