122332 capítulos
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788520434628

Hiperandrogenismo

Larry P. Tilley, Francis W. K. Smith Junior Editora Manole PDF Criptografado

638

Consulta Veterinária em 5 Minutos

Hiperandrogenismo

CONSIDERAÇÕES

GERAIS

H

REVISÃO

• Síndrome rara em cães, caracterizada por elevações absolutas ou relativas nas concentrações séricas de hormônios sexuais masculinizantes, como a testosterona e seus derivados. É mais frequentemente documentada em cães machos intactos.

• Não há relatos de hiperandrogenismo em gatos.

• Em machos, os androgênios (testosterona e di-hidrotestosterona) são produzidos pelas células intersticiais dos testículos, sendo responsáveis pelo desenvolvimento sexual fenotípico normal, pelo comportamento e pela espermatogênese. Esses hormônios também são produzidos pelo córtex adrenal e pelos ovários nas fêmeas.

• Pode ocorrer como resultado da produção excessiva pelos testículos, ovários ou córtex adrenal. Este último pode ocorrer secundariamente

à alteração na atividade enzimática da via esteroidogênica, resultando em desvio do substrato

(i. e., a deficiência da 21-hidroxilase resultará em aumento na disponibilidade do substrato para produção de androstenediona).

Ver todos os capítulos
Medium 9788527722490

60 - Tricomoníase Urogenital Humana

José Rodrigues Coura Grupo Gen PDF Criptografado

Seção  1  |  Doenças Produzidas por Protozoários

60

Tricomonía­se Urogenital

Humana

José Batista de Jesus, Leonardo Saboia Vahia Matilde,

Fernando Costa e Silva Filho e Patricia Cuervo

CC

Conceito

A tricomonía­se urogenital humana (TUH) é uma infecção do trato geniturinário, transmitida de forma horizontal, principalmente mediante intercurso sexual, e tem como agente etiológico o protozoá­rio flagelado Trichomonas vaginalis.

Figura  dentre as doen­ças sexualmente transmissíveis (DST) como uma das mais difundidas, visto que anual­mente milhões de pessoas são infectadas no mundo. Na mulher, a infecção se apresenta com um amplo espectro de sinais clínicos, podendo variar da forma assintomática até um estado de vaginite grave, com corrimento vaginal amarelado de odor desagradável. Por outro lado, a tricomonía­se no homem é em geral assintomática, podendo vir a manifestar-se como uretrite ou prostatite, acompanhadas de disúria e prurido na uretra.

Ver todos os capítulos
Medium 9788530985554

Parte I - Processo Civil e Causas Familiares

Fernanda Tartuce Grupo Gen ePub Criptografado

Atuar em demandas familiares é fácil? A resposta pode ser positiva ou negativa a depender do ângulo em que for concebida – como, aliás, acontece em face de tantas perguntas...

Atuar em causas de família é fácil enquanto oportunidade de advogar: desde o início dos estudos jurídicos é comum encontrar alguém próximo sofrendo tensão ou enfrentando conflitos em tal seara. Assim, é frequente que um estudioso do direito seja consultado (em horários às vezes inoportunos) para apresentar seu olhar jurídico sobre um impasse familiar vivenciado por parentes, amigos, colegas, vizinhos, conhecidos e até mesmo transeuntes...

Para o solicitado consultor é fácil orientar, estudar e/ou advogar nesse ramo? Nem sempre... muitas vezes a resposta tende a ser negativa (sobretudo no início da carreira advocatícia), havendo dificuldades de operar tanto o direito material quanto a sistemática processual.

Interações inerentes ao Direito de Família envolvem elementos subjetivos que, embora tenham sido olvidados por considerável tempo por alguns estudiosos, têm impacto e relevância consideráveis no desenrolar de relacionamentos familiares e de sua composição: são exemplos de tais sentimentos o amor, o afeto e o desafeto.

Ver todos os capítulos
Medium 9788536327655

Capítulo 147 - Doenças do sistema venoso

Gustavo Gusso, Vinicius Pereira silva silva Grupo A PDF Criptografado

� CAPÍTULO 147

DOENÇAS DO SISTEMA VENOSO

Marco Túlio Aguiar Mourão Ribeiro

Tatiana Monteiro Fiuza

Henrique de Martins e Barros

Renan Montenegro Jr.

Aspectos-chave

Os principais métodos diagnósticos da doença venosa crônica são examinador-dependentes e requerem habilidade clínica específica.

Anamnese e exame físico bem feitos associados ao Doppler de ondas contínuas são o ponto de partida para o diagnóstico e o plano terapêutico.

A classificação CEAP é fundamental para o diagnóstico clínico, etiológico, anatômico, fisiopatológico e para o plano terapêutico adequado da doença venosa crônica.

O tromboembolismo pulmonar (TEP) é a complicação mais grave do tromboembolismo venoso, sendo que mais da metade das pessoas que sofrem de TEP não possui afecções cirúrgicas e sim clínicas.

As doenças tromboembólicas, ou as condições com potencial para causá-las, são frequentemente encontradas na prática ambulatorial.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547220556

CAPÍTULO II — UM ESCLARECIMENTO NECESSÁRIO — DELIMITANDO E SITUANDO O OBJETO DE ESTUDO

PIOVESAN, Flávia Editora Saraiva PDF Criptografado

CAPÍTULO II

UM ESCLARECIMENTO NECESSÁRIO — dELIMITANDO E SITUANDO O OBJETO DE ESTUDO a) Delimitando o objeto de estudo: a Constituição brasileira e o Direi­ to Internacional dos Direitos Humanos

O objeto deste trabalho, como atenta sua introdução, é analisar o modo pelo qual a Constituição brasileira de 1988 se relaciona com o aparato internacional de proteção dos direitos humanos, a forma pela qual incorpora os tratados internacionais de direitos humanos e o status jurídico que ela lhes atribui. É também objeto deste estudo averiguar o modo pelo qual o sistema internacional de proteção dos direitos humanos pode contribuir para a implementação de direitos no âmbito brasileiro, reforçando, nesse sentido, o próprio constitucionalismo de direitos inaugurado pela Carta brasileira de

1988. Adota-se aqui a concepção contemporânea de direitos humanos, pela qual eles são concebidos como unidade indivisível, interdependente e inter-relacionada, na qual os valores da igualdade e liberdade se conjugam e se completam1.

Ver todos os capítulos
Medium 9788536319162

Capítulo 13 - Quais são os efeitos do conhecimento sobre a mídia?

Sharon R. Mazzarella Grupo A PDF Criptografado

13

QUAIS SÃO OS EFEITOS DO

CONHECIMENTO SOBRE A MÍDIA?

W. James Potter

Sahara Byrne

Para responder à pergunta do título, precisamos abordar quatro perguntas constituintes. Primeiro, como o efeito do conhecimento sobre a mídia é diferente de seus outros efeitos? Segundo, como se manifestam os efeitos do conhecimento sobre a mídia? Terceiro, como as pessoas podem ampliar os efeitos do conhecimento sobre a mídia nas suas vidas? E quarto, quais as técnicas para intensificar o conhecimento sobre a mídia que os pesquisadores consideram funcionar melhor?

Como o efeito do conhecimento sobre a mídia é diferente dos outros efeitos da mídia?

O conhecimento sobre a mídia não é um efeito; ao contrário, ele se refere a muitos efeitos (Potter, 2004). Além disso, os efeitos do conhecimento sobre a mídia são diferentes de todos os outros tipos de efeitos da mídia, especialmente aqueles descritos na maioria dos outros capítulos desta parte do livro.

Existem três características que tornam os efeitos do conhecimento sobre a mídia diferentes dos outros tipos de efeitos. Primeiro, os efeitos do conhecimento sobre a mídia são positivos, e não negativos, no sentido de que a maioria destes é considerada como prejudicial ao público. Segundo, os efeitos do conhecimento sobre a mídia são proativos, não reativos, na medida em que representam uma tentativa consciente de criar um efeito positivo. E, terceiro, os efeitos do conhecimento sobre a mídia são amplos. Examinemos cada uma destas três características em detalhes.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597022285

2 Logística Reversa

Hamilton POZO Grupo Gen ePub Criptografado

A logística reversa compreende o fluxo inverso do processo tradicional da logística. Rogers e Tibben-Lembke (1999) a definem como:

O processo de planejamento, implementação e controle do fluxo eficiente e de baixo custo de matérias-primas, estoque em processo, produto acabado e informações relacionadas, desde o ponto de consumo até o ponto de origem, com o propósito de recuperação de valor ou descarte apropriado para coleta e tratamento de lixo.

No mesmo sentido, o Council of Logistics Management (LEITE, 2003) define a logística reversa como: “um amplo termo relacionado com as habilidades e atividades envolvidas no gerenciamento de redução, movimentação e disposição de resíduos de produtos e embalagens”.

O processo de valorizar o retorno de parte de material até então considerado resíduo foi trazido para literatura usando um conceito já em uso há algumas décadas: a logística reversa. Até a década de 1990, o conceito vinha sendo trabalhado, sobretudo com o foco nas devoluções de produtos, que, após a aquisição pelo consumidor, não atendiam às expectativas do cliente, seja por problemas técnicos, defeitos ou mesmo não ser o produto desejado.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547227647

1. Considerações preliminares

BITENCOURT, Cezar Roberto Editora Saraiva PDF Criptografado

DISPOSIÇÕES GERAIS DOS CRIMES

CONTRA O PATRIMÔNIO

XXIX

Sumário: 1. Considerações preliminares. 2. Repercussão do Estatuto do Idoso nos crimes patrimoniais. 3. Imunidade penal absoluta. 4. Imunidade relativa: condição de procedibilidade. 5. Exclusão de imunidade ou privilégio. 5.1. Concurso eventual de estranhos: coautoria ou participação.

Capítulo VIII

DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 181. É isento de pena quem comete qualquer dos crimes previstos neste título, em prejuízo:

I — do cônjuge, na constância da sociedade conjugal;

II — de ascendente ou descendente, seja o parentesco legítimo ou ilegítimo, seja civil ou natural.

Art. 182. Somente se procede mediante representação, se o crime previsto neste título é cometido em prejuízo:

I — do cônjuge desquitado ou judicialmente separado;

II — de irmão, legítimo ou ilegítimo;

III — de tio ou sobrinho, com quem o agente coabita.

Art. 183. Não se aplica o disposto nos dois artigos anteriores:

Ver todos os capítulos
Medium 9788547213848

Capítulo XXII - MEIO AMBIENTE DO TRABALHO

FIORILLO, Celso Antonio Pacheco Editora Saraiva PDF Criptografado

Capítulo XXII

MEIO AMBIENTE DO TRABALHO

1. NOÇÕES PROPEDÊUTICAS

A preocupação com o meio ambiente passou a existir com o surgimento das sociedades de massa, fenômeno observado no início da segunda metade do século XVIII, não havendo, quanto à data, limites precisos fixados pelos historiadores1. O crescimento econômico, se por um lado trazia o desenvolvimento da indústria e do próprio Estado, por outro cuidou de provocar a degradação do meio ante práticas selvagens do capitalismo, preocupado em produzir em grande escala sem atentar para a preservação da qualidade de vida2. Apesar de essa preocupação ser relativamente recente, constata-se que os problemas relacionados à saúde do trabalhador são antigos, verificando-se na Grécia as primeiras preocupações com a relação saúde/trabalho3.

A preocupação com a criação de metas para a melhoria das relações de trabalho e meio em que determinadas tarefas eram executadas cresceu em meados do século XVIII, porque, com a Revolução Industrial, houve a organização de grupos empenhados em lutar por melhores condições de trabalho, pleiteando modificações e benefícios.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547224776

13.2 Relacionamentos que não devem ser considerados

RIBEIRO, Osni Moura Editora Saraiva PDF Criptografado

Influência significativa: é o poder de participar nas decisões financeiras e opera­cionais da entidade, mesmo não tendo o controle sobre essas políticas. Influência significativa pode ser obtida por meio de participação acionária, disposições estatutárias ou acordo de acionistas. Há influência significativa no caso de sociedades nas quais a entidade exerça influência sobre as decisões da administração, embora não tenha participação direta ou indireta, mas dela usufrui benefícios ou assume riscos, tais como so­ciedade de propósito específico (SPE).

13.2 �Relacionamentos que não devem ser considerados

Não são consideradas partes relacionadas: a. duas entidades simplesmente por terem administrador ou outro membro do pessoal-chave da administração em comum, ou porque um membro do pessoal-chave da administração da entidade exerce influência significativa sobre a outra entidade; b. dois investidores simplesmente por compartilharem o controle conjunto sobre um empreendimento controlado em conjunto (joint venture); c. 1. entidades que proporcionam financiamentos;

Ver todos os capítulos
Medium 9788521630258

Capítulo 2 - Elementos de Engenharia Termodinâmica

Simões Moreira Grupo Gen PDF Criptografado

capítulo

2

Elementos de Engenharia

Termodinâmica

José ROBERTO Simões Moreira

Laboratório de Sistemas Energéticos Alternativos (SISEA)

Departamento de Engenharia Mecânica da Escola Politécnica da USP

 2.1  Conceituação da termodinâmica

Termodinâmica é a ciência que lida com o trabalho, o calor e suas interações, bem como com a energia em suas diversas formas e transformações. Essa ciência possui inúmeras aplicações práticas, desde o estudo do movimento e da agitação molecular até o estudo do Universo como um todo. Também se preocupa a termodinâmica com a análise do comportamento das substâncias, como a água, ou da mistura de substâncias, como o ar atmosférico, que é composto de diversos gases.

Não obstante seu vasto campo de aplicações, a termodinâmica também permite estudar máquinas e equipamentos que transformam a energia contida nas substâncias ou disponível na natureza nas formas de energia mecânica, química e elétrica, entre outras, as quais são empregadas nas mais diversas atividades humanas e industriais.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547227975

1 Noções processuais

CHACON, Luis Fernando Rabelo Editora Saraiva PDF Criptografado

CAPÍTULO III

Do processo nos Tribunais

1 Noções processuais

Sabemos que uma decisão judicial, seja definitiva, resolvendo o mérito ou não, seja interlocutória, pode não agradar uma das partes no processo, pode realmente exigir que seja ela revista, revisada e, se o caso, modificada por algum órgão julgador. São vícios que muitas vezes precisam ser sanados. “Os recursos são os remédios processuais de que se podem valer as partes, o Ministério Público e eventuais terceiros prejudicados para submeter uma decisão judicial a nova apreciação, em regra por um órgão diferente daquele que a proferiu. Têm por finalidade modificar, invalidar, esclarecer ou complementar a decisão”1.

Como temos salientado ao longo desta obra o objetivo não é traçarmos uma recapitulação teórica completa e detalhada, o que obviamente é obtido por meio dos manuais e cursos de direito processual civil. Nosso objetivo é indicar os pontos específicos que revelam no sistema processual civil as questões que refletem na prática processual, sobretudo na elaboração de petições das diversas espécies de procedimentos perante os Tribunais. Trataremos de aspectos genéricos como a ação rescisória, o incidente de resolução de demandas repetitivas e a reclamação, bem como ao final as diversas espécies de recursos.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520423332

Anexo 6. WHOQOL – OLD

Tamara Cianciarullo, Lucia Hisako Takase Gonçalves, Francis Solange Vieira Tourinho Editora Manole PDF Criptografado

Anexo 6

WHOQOL – OLD

Usuário: _______________________________________________________________

Aplicador(a):_ ___________________________________________________________

Local:_ _____________________________________________ Data:_ ______________

Instruções

ESTE INSTRUMENTO NÃO DEVE SER APLICADO INDIVIDUALMENTE, MAS SIM EM CONJUNTO

COM O INSTRUMENTO WHOQOL-BREF

Este questionário é a respeito dos seus pensamentos, sentimentos e sobre certos aspectos de sua qualidade de vida, e aborda questões que podem ser importantes para você como membro mais velho da sociedade.

Por favor, responda a todas as perguntas. Se você não está seguro a respeito de que resposta dar a uma pergunta, por favor, escolha a que lhe parecer ser a mais apropriada. Esta pode ser, muitas vezes, sua primeira resposta.

Por favor, tenha em mente seus valores, esperanças, prazeres e preocupações. Pedimos que pense na sua vida nas últimas duas semanas.

399

Ver todos os capítulos
Medium 9788553612055

24. DEFESAS DO DEVEDOR

Murilo Sechieri Costa Neves, Paulo Henrique Fuller, Maurício Bunazar, Luiz Antonio Souza, Alysson Rachid, Roberto Rosio, Flávio Martins, Caio Bartine, Patrícia Carla, Elisabete Vido, Leone Pereira, Erival Da Silva Oliveira, Patríci Figueiredo Editora Saraiva PDF Criptografado

412

Exame de Ordem – Teoria e Questões – 1ª Fase

metais preciosos, direitos aquisitivos de promessa de compra e venda ou alienação fiduciária em garantia e outros direitos).

Após a penhora, haverá os atos de expropriação: adjudicação (arts. 876 e s. do

CPC), alienação por iniciativa particular ou por leilão judicial eletrônico ou presencial (arts. 879 e s. do CPC) ou apropriação de frutos e rendimentos da empresa.

Pago o credor, será extinta a execução por sentença (art. 925 do CPC).

 atenção

Proposta a execução, o exequente pode obter certidão para averbação nos registros de imóveis, veículos, entre outros. Nesse caso, após efetuada a averbação, presume-se fraude à execução a alienação ou oneração de bens.

23.5.  Execução contra a Fazenda Pública (art. 910 do CPC)

A Fazenda será citada para opor embargos em 30 dias. Não opostos os embargos ou rejeitados, será expedido precatório nos termos do art. 100 da CF/88.

23.6.  Execução de alimentos (arts. 911 e s. do CPC)

Ver todos os capítulos
Medium 9788530979874

Livro I – Parte Geral

NUCCI, Guilherme de Souza Grupo Gen PDF Criptografado

lIvro I

Parte geral

Estatuto da Crianca e do Adolescente_4ed_Nucci_1217476.indb 3

12/03/2018 14:02:20

Estatuto da Crianca e do Adolescente_4ed_Nucci_1217476.indb 4

12/03/2018 14:02:20

Título I

Das Disposições Preliminares1-2

1. Fundamento constitucional: preceitua o art. 227 da Constituição Federal:

“é dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão”. Neste dispositivo faz-se a concentração dos principais e essenciais direitos da pessoa humana, embora voltados, especificamente, à criança e ao adolescente. Evidencia-se o comando da absoluta prioridade, que alguns preferem denominar como princípio. Parece-nos, entretanto, um determinismo constitucional, priorizando, em qualquer cenário, a criança e o adolescente. Sob outro prisma, cria-se a imunidade do infante acerca de atos prejudiciais ao ideal desenvolvimento do ser humano em tenra idade. É a proteção integral voltada à negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão. Sobre o princípio da proteção integral, ver a nota abaixo.

Ver todos os capítulos

Carregar mais