79432 capítulos
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788520430941

ROSCA CONCENTRADA

WILLIAMS, Len; GROVES, Derek; THURGOOD, Glen Editora Manole PDF Criptografado

152

TREINAMENTO DE FORÇA

ROSCA ALTERNADA NO BANCO INCLINADO

MÚSCULOSALVO

▪ Bíceps braquial

▪ Braquial

▪ Flexores dos dedos

Deltoide

• Parte clavicular

• Parte acromial

• Parte espinal

Trapézio

Essa versão da rosca para bíceps braquial é executada sentado em um banco inclinado, o que proporciona maior amplitude de movimento e isolamento muscular do que o exercício básico e introduz uma bem-vinda variedade ao seu treinamento de braço.

Peitorais

• Peitoral maior

• Peitoral menor

Bíceps braquial

Serrátil anterior

Braquial

Reto do abdome

Tríceps braquial

Flexor dos dedos

(músculo profundo)

ROSCA CONCENTRADA

MÚSCULOSALVO

Deltoide

▪ Bíceps braquial

• Parte clavicular

• Parte acromial

• Parte espinal

▪ Braquial

Braquial

Tríceps braquial

Como o nome indica, esse exercício isola quase totalmente o bíceps braquial e, assim, você precisará usar menos carga ou um número menor de repetições do que na rosca direta. Certifique-se de realizar toda a amplitude de movimento e de manter a postura correta.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597011708

24 - Lucro real anual: antecipações mensais em bases estimadas

Álvaro de Azevedo Gonzaga, Karina Penna Neves, Roberto Beijato Júnior Grupo Gen PDF Criptografado

24

Lucro real anual: antecipações mensais em bases estimadas

OBJETIVO DO CAPÍTULO

Trazer a explicação sobre como efetuar o cálculo mensal do IR e da

CSLL, exigido para as empresas tributadas pelo lucro real anual. Ao final do capítulo, será possível ao leitor: a. Compreender a sistemática do cálculo mensal em bases estimadas. b. Identificar as diferenças entre a base estimada e o lucro presumido. c. Utilizar adequadamente os balancetes de redução e suspensão.

PEGAS.indb 353

3/16/17 5:31 PM

354

Capítulo 24

24.1 LUCRO REAL E O PERÍODO DE APURAÇÃO

Desde 1997 que a apuração do IR e da CSLL é trimestral, seja a empresa tributada pelo lucro real, presumido ou arbitrado (Lei no 9.430/96, art. 1o).

No lucro real, a empresa tem duas opções de escolha, em relação à periodicidade:

1. trimestral definitiva; ou

2. anual, com antecipações mensais em bases estimadas.

A opção trimestral definitiva no lucro real já foi apresentada no capítulo anterior (23), enquanto a opção anual será apresentada aqui.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527725132

Capítulo 2 - Visão Geral do Sistema Nervoso

William W. Campbell Grupo Gen PDF Criptografado

Capítulo 2 Visão Geral do Sistema Nervoso

Campbell 02.indd 9

JJ

Neuroembriologia, 10

JJ

Anatomia óssea, 12

JJ

Meninges, 13

JJ

Hemisférios cerebrais, 15

JJ

Núcleos da base, 15

JJ

Tálamo, 16

JJ

Tronco encefálico, 16

JJ

Cerebelo, 16

JJ

Medula espinal, 17

JJ

Suprimento sanguíneo do sistema nervoso central, 19

JJ

Bibliografia, 20

29/4/2014 20:58:39

10  Seção B  |  Anamnese, Exame Físico e Visão Geral do Exame Neurológico sistema nervoso é constituí­do pelo sistema nervoso central (SNC) e pelo sistema nervoso periférico

(SNP), os quais estão conectados pelas raí­zes nervosas da medula espinal. O SNC compõe o encéfalo, si­tua­do rostral ao forame magno, e a medula espinal, em posição caudal.

O encéfalo é formado por cérebro, diencéfalo, tronco encefálico e cerebelo (Figura 2.1). O cérebro (telencéfalo) é o maior componente do SNC, e consiste em dois hemisférios cerebrais unidos pelo corpo caloso. O diencéfalo (“entre o encéfalo”,

Ver todos os capítulos
Medium 9788553131006

6.1 VAREJO EMPREENDEDOR

MOLA, Jeferson Luis Editora Saraiva PDF Criptografado

objetivos

• Rever os conceitos discutidos ao longo do livro.

• Compreender a importância desses conceitos para o desenvolvimento do setor.

• Oferecer subsídios ao empreendedor para a organização e condução de um negócio varejista.

6.1 VAREJO EMPREENDEDOR

Construir uma estratégia clara, definir os aspectos característicos da

loja, cuidar da linha de produtos, contar com pessoas. A receita básica de sucesso para qualquer estabelecimento varejista não se distancia

muito desse processo lógico. A grande questão continua sendo como lidar com tudo isso em um ambiente tão volátil como o atual.

Desde os anos 1950, quando o marketing adquiriu relevância no

mundo corporativo e se destacou no estudo da administração, técnicas

analíticas vêm contribuindo para o desenvolvimento dos negócios. Da

avaliação que se faz da saúde de um portfólio à determinação do vigor competitivo de uma empresa, os profissionais buscam apoio para criar e comercializar produtos e serviços.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436318

51. Diferenciação e função sexuais

WARD, Jeremy P. T.; LINDEN, Roger W. A. Editora Manole PDF Criptografado

51 Diferenciação e função sexuais

(a)

Sexo masculino

Vesícula seminal

Bexiga

Corpos cavernosos

Próstata

Corpo esponjoso

Glândula bulbouretral

Uretra

Músculo bulbocavernoso

Vasos deferentes

Epidídimo

Glande

Bolsa escrotal

Testículo

Túbulos seminíferos

(b)

Sexo feminino

Tuba uterina

Tuba uterina

Útero

Ovário

Útero

Bexiga

Ovário

Vagina

Clitóris

Lábios

Diferenciação sexual

Colo do

útero

Ligamento ovariano

Colo do útero

Ânus

O sexo do indivíduo é determinado pela presença do cromossomo X ou Y no genoma (Cap. 1). Dois cromossomos X configuram o genótipo feminino, enquanto um cromossomo X e um Y resultam no genótipo masculino. As gônadas já são aparentes a partir da 4a semana de gestação. O gene Sry no cromossomo Y é considerado o responsável pelo processo de desenvolvimento testicular no sexo masculino. No início da vida fetal, as gônadas secretam esteroides, da mesma forma que no adulto, e esses hormônios determinam o fenótipo sexual. A testosterona estimula o desenvolvimento da genitália masculina (Fig. 51a) e a organização dos sistemas neurais do cérebro envolvidos na função e no comportamento sexuais. É digno de nota o acentuado crescimento do núcleo sexual dimórfico da área pré-óptica medial do hipotálamo e do núcleo espinal que controla o músculo do bulbo cavernoso envolvido na ejaculação. Curiosamente, a testosterona precisa ser convertida em estrogênio pelas aromatases cerebrais para ter esses efeitos. O testículo fetal também secreta o

Ver todos os capítulos
Medium 9788520443958

25. A interdisciplinaridade no projeto político institucional da Universidade Federal da Fronteira Sul

Arlindo Philippi Jr; Valdir Fernandes; Roberto C. S. Pacheco Editora Manole PDF Criptografado

capítulo

25

A interdisciplinaridade no projeto político institucional da Universidade Federal da Fronteira Sul

Joviles Vitório Trevisol | Filósofo, Universidade Federal da Fronteira Sul

Sérgio Roberto Martins | Agrônomo, Universidade Federal da Fronteira Sul

INTRODUÇÃO

A maior contribuição do conhecimento do século XX foi o conhecimento dos limites do conhecimento. (Edgar Morin)

A exigência interdisciplinar impõe a cada especialista que transcenda sua própria especialidade, tomando consciência de seus próprios limites para acolher as contribuições das outras disciplinas. (Georges Gusdorf)

A confusão não nasce da diversidade, quando ela é devidamente reconhecida e pensada, mas sim da incapacidade de identificá-la e aceitá-la. (Claude Raynaut)

A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) é uma das instituições de ensino públicas federais criadas no bojo das políticas públicas de expansão e de

A interdisciplinaridade no projeto político institucional da Universidade Federal da Fronteira Sul 583

Ver todos os capítulos
Medium 9788597023008

Capítulo 4 Ser Professor no Brasil

Andrea RAMAL Grupo Gen ePub Criptografado

Dia 11 de agosto de 2014: o ator Robin Williams morria, vítima de suicídio. Em meio à comoção geral, como não pensar na sua enorme contribuição para refletir sobre a renovação na escola, com seu personagem John Keating, professor no filme Sociedade dos poetas mortos?

Quando Robin Williams interpretou um professor de literatura nada tradicional, em Sociedade dos poetas mortos (1989), ajudou a popularizar a discussão sobre as formas de ensinar.

O filme conta a história de um mestre, John Keating, que dá aula numa escola muito conservadora. Com métodos bastante inusitados, ele estimula os estudantes a contestar, posicionar-se, pensar livremente e, sobretudo, lutar pelas suas paixões. “Carpe diem” (aproveite o dia), diz aos estudantes. “Tornem as suas vidas extraordinárias.” As lições do professor mudam a vida desses jovens para sempre. Mas o método choca os dirigentes da escola e ele sofre duras represálias. Para culminar, um dos alunos, que desejava seguir a carreira de artista e é impedido pelo pai, acaba se suicidando para não renunciar aos seus sonhos.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547214708

CAPÍTULO IV DO PROTESTO POR NOVO JÚRI

CAPEZ, Fernando Editora Saraiva PDF Criptografado

582

Art. 605

Art. 605. (Revogado pela Lei n. 263, de 23-2-1948.)

Art. 606. (Revogado pela Lei n. 263, de 23-2-1948.)

CAPÍTULO IV

DO PROTESTO POR NOVO JÚRI

Art. 607. (Revogado pela Lei n. 11.689, de 9-6-2008.)

Art. 608. (Revogado pela Lei n. 11.689, de 9-6-2008.)

Consistia no pedido de realização de novo Júri, sempre que, em razão de um único crime, tivesse sido imposta pena de reclusão igual ou superior a vinte anos. O protesto por novo Júri foi abolido pela Lei n. 11.689/2008, no entanto, ainda há discussão jurisprudencial e doutrinária sobre os efeitos da revogação do instituto recursal, em especial se a revogação atinge fatos delituosos praticados antes da Lei n. 11.689.

CAPÍTULO V

DO PROCESSO E DO JULGAMENTO DOS RECURSOS EM

SENTIDO ESTRITO E DAS APELAÇÕES, NOS TRIBUNAIS DE APELAÇÃO

Art. 609. Os recursos, apelações e embargos serão julgados pelos Tribunais de Justiça, câmaras ou turmas criminais, de acordo com a competência estabelecida nas leis de organização judiciária. (Caput com redação dada pela Lei n. 1.720-B, de 3-11-1952.)

Ver todos os capítulos
Medium 9788536309026

Capítulo 36 - Eletroconvulsoterapia

Mario Rodrigues Louzã Neto; Hélio Elkis Grupo A PDF Criptografado

608

LOUZÃ, ELKIS E COLS.

36

Eletroconvulsoterapia

Moacyr Alexandro Rosa

Sérgio Paulo Rigonatti

Marina Odebrecht Rosa

Introdução, 608

Histórico, 608

Indicações e eficácia, 609

Efeitos no organismo, contra-indicações e complicações, 609

Técnica, 612

Indução anestésica e relaxamento muscular, 614

INTRODUÇÃO

A eletroconvulsoterapia (ECT) consiste na indução proposital e controlada de crises convulsivas generalizadas com finalidade terapêutica. É um dos tratamentos biológicos mais utilizados em psiquiatria, e sua eficácia em pacientes com depressão grave encontra-se em torno de 80%, sendo a intervenção mais eficaz que existe para esse transtorno (Abrams, 2002). Outras psicopatologias também podem podem ser tratadas por tal método.

Apesar de se considerar a ECT um procedimento invasivo, a taxa de mortalidade total (por curso de ECT) é extremamente baixa, estimada entre 1:1.000 (0,1%) e 1:10.000 (0,01%). Essa é, grosseiramente, a mesma taxa encontrada para a própria indução anestésica geral breve (Abrams, 2002).

Ver todos os capítulos
Medium 9788547228538

3 PRINCÍPIO GERAL DA REPARTIÇÃO DE COMPETÊNCIAS

PINHO, Rodrigo César Rebello Editora Saraiva PDF Criptografado

Capítulo II

REPARTIÇÃO DE COMPETÊNCIAS

1 INTRODUÇÃO

A questão fundamental do federalismo é a repartição de competências entre o governo central e os Estados-Membros. O grau de centralização ou descentralização política de um Estado Federal é medido pela quantidade e qualidade de atribuições concedidas às entidades federativas. Quanto maior a centralização política, maiores serão as atribuições do governo central. Dentro dessa perspectiva

é evidente o grau de centralização do Estado Federal brasileiro. Nos

Estados Unidos da América, a autonomia política dos Estados-Membros é muito maior, onde alguns admitem a pena de morte, enquanto outros não.

2 CONCEITO DE COMPETÊNCIA

Conforme ensina José Afonso da Silva, “competência é a faculdade juridicamente atribuída a uma entidade”. É a esfera delimitada de atribuições de uma entidade federativa. Em uma Federação, a repartição de competência é feita pelas atribuições dadas pela Constituição a cada uma das entidades federativas: União, Estados, Distrito

Ver todos os capítulos
Medium 9788536311906

Capítulo 12 - O câncer é genético?

Andrew Read; Dian Donnai Grupo A PDF Criptografado

Capítulo 12

O câncer é genético?

Pontos de aprendizagem para este capítulo

Após terminar de ler este capítulo, você deve ser capaz de:

• Descrever a carcinogênese como um processo evolutivo dentro de um indivíduo

• Definir oncogenes e genes supressores de tumor, fornecendo exemplos

• Descrever os tipos de instabilidade genômica encontrados nas células cancerosas, bem como o papel dos pontos de controle do ciclo celular em evitá-los

• Listar as capacidades essenciais dos tumores malignos e descrever os tipos de mudanças genéticas somáticas que levam ao seu desenvolvimento, incluindo a ativação de oncogenes ou a inativação de genes supressores de tumor por mutações somáticas, mudanças epigenéticas, deleções que induzem a perda da heterozigose e rearranjos cromossômicos que induzem genes de fusão (genes quiméricos)

• Descrever no mínimo três síndromes de câncer hereditário e discutir suas relações com os cânceres esporádicos comuns

• Descrever o papel da genética no diagnóstico, no tratamento e na prevenção do câncer

Ver todos os capítulos
Medium 9788521632535

Capítulo 7 - Estimação Pontual de Parâmetros e Distribuições Amostrais

Douglas C. Montgomery, George C. Runge Grupo Gen PDF Criptografado

7

Estimação Pontual de

Parâmetros e Distribuições

Amostrais

Sumário do Capítulo

7-1

7-2

7-3

Estimativa Pontual

Distribuições Amostrais e Teorema Central do Limite

Conceitos Gerais de Estimação Pontual

7-3.1 Estimadores Não Tendenciosos

7-3.2 Variância de um Estimador Pontual

7-3.3 Erro-Padrão: Reportando uma Estimativa Pontual

7-3.4 Erro-Padrão pela Técnica Bootstrap

7-3.5 Erro Médio Quadrático de um Estimador

7-4 Métodos de Estimação Pontual

7-4.1 Método dos Momentos

7-4.2 Método da Máxima Verossimilhança

7-4.3 Estimação Bayesiana de Parâmetros

Introdução

Métodos estatísticos são usados para tomar decisões e tirar conclusões acerca de populações. Esse aspecto da estatística é geralmente chamado de inferência estatística. Essas técnicas utilizam a informação em uma amostra em tirar conclusões. Este capítulo começa nosso estudo dos métodos estatísticos usados na tomada de decisão.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520437759

M

LUZ, Valdemar P. da; SOUZA, Sylvio Capanema de Editora Manole PDF Criptografado

A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

L

M

Mãe social  Para efeito da lei, trata-se da pessoa que, dedicando-se à assistência ao menor abandonado, exerce o encargo em nível social dentro do sistema de casas-lares. Entende-se por casa-lar a unidade residencial sob responsabilidade de mãe social que abrigue até dez menores. A figura jurídica da mãe social é disciplinada pela Lei n. 7.644/87 e tem por objetivo o atendimento de crianças da comunidade por meio de um contrato de trabalho especial. A empregada assume uma casa-lar, na qual deverá residir, e cuida de um número máximo de dez crianças.

Lei n. 7.644/87: “Art. 1º As instituições sem finalidade lucrativa, ou de utilidade pública de assistência ao menor abandonado, e que funcionem pelo sistema de casas-lares, utilizarão mães sociais visando a propiciar ao menor as condições familiares ideais ao seu desenvolvimento e reintegração social. Art. 2º Considera-se mãe social, para efeito desta

Ver todos os capítulos
Medium 9788547211660

SÚMULA N. 171 FÉRIAS PROPORCIONAIS. CONTRATO DETRABALHO. EXTINÇÃO (republicada em razãode erro material no registro da referência legislativa),DJ 05.05.2004

KLIPPEL, Bruno Editora Saraiva PDF Criptografado

178 Direito Sumular Esquematizado® — TST

Bruno Klippel

Ademais, tratando-se de lei com conteúdo processual, deve ser aplicada de imediato aos processos em curso, como inclusive afirma o art. 3º do Decreto-lei, não sendo, contudo, possível exigir-se, por exemplo, depósito recursal de recursos interpostos pelas entidades listadas no art. 1º, antes da entrada em vigor da norma ou, nos próprios termos do aludido art. 3º do Decreto-lei n. 779/69, a devolução dos valores pagos a título de depósito recursal.

ATENÇÃO: As sociedades de economia mista não estão isentas de custas processuais, já que possuem personalidade jurídica de direito privado, ou seja, não gozam das prerrogativas processuais dos entes públicos.

SÚMULA N. 171

FÉRIAS PROPORCIONAIS. CONTRATO DE

TRABALHO. EXTINÇÃO (republicada em razão de erro material no registro da referência legislativa),

DJ 05.05.2004

Salvo na hipótese de dispensa do empregado por justa causa, a extinção do contrato de trabalho sujeita o empregador ao pagamento da remuneração das férias proporcionais, ainda que incompleto o período aquisitivo de 12 (doze) meses (art. 147 da CLT). (ex-Prejulgado n. 51)

Ver todos os capítulos
Medium 9788520453032

1. O processo de planejamento financeiro

Sousa, Almir Ferreira de ...[et al.] Editora Manole PDF Criptografado

CAPÍTULO 1

O processo de planejamento financeiro

Maria Angela de Azevedo Nunes

Neste capítulo é apresentado o processo do planejamento financeiro e os componentes que o envolvem, ressaltando o papel transformador que esse planejamento tem sobre a vida dos indivíduos e das famílias.

INTRODUÇÃO

Por este ser o primeiro capítulo do livro, acredito que eu tenha a missão de introduzir o leitor no tema planejamento financeiro de uma maneira mais ampla, sem fugir, no entanto, da proposta específica da qual fui encarregada: escrever sobre o processo de planejamento financeiro propriamente dito e introduzir todos os componentes que o envolvem e que serão desenvolvidos e detalhados pelos demais autores ao longo do livro.

Gostaria de iniciar fazendo uma colocação: talvez o leitor esteja esperando ler um trabalho técnico, descritivo, sobre os passos do processo do planejamento financeiro, mas, antes de me dedicar a essa parte, gostaria de ressaltar um aspecto absolutamente relevante que o leitor deve observar em todos os capítulos desenvolvidos neste livro: a possibilidade transformadora que o planejamento financeiro, verdadeiramente bem-feito, tem sobre a vida dos indivíduos e famílias.

Nos últimos anos, tenho tido a oportunidade de me dedicar a esse prazeroso ofício, o de desenvolver com meus clientes e suas famílias seu planejamento financeiro. Alguns processos são mais simples, outros mais complexos, mas

Ver todos os capítulos

Carregar mais