89537 capítulos
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788520426999

7. Ombros e Parte Superior das Costas

GOLDENBERG, Lorne; TWIST, Peter Editora Manole PDF Criptografado

Ombros e

Parte Superior das Costas

Exercícios neste capítulo

Rotação Lateral com Remada em Pronação

Elevação Cruzada do Deltoide Posterior

Elevação Isodinâmica do Deltoide Posterior

Fly com Extensor Inverso

Pullover

Puxada Alta e Elevação em Supinação do Deltoide

Fly Lateral com Elevação Frontal em Pronação

Elevação em Supinação

Puxada em Posição Sentada do Manguito Rotador

Flexão Escapular

Círculo de Estabilidade do Ombro com a Medicine Ball

Flexão dos Membros Superiores com Esquadro

Tapa na Bola para Ombro

Puxada Escapular dos Membros Superiores

Passes de Ombro a Ombro com a Medicine Ball

Arremesso Lateral de Futebol com a Medicine Ball

Extensão de Ombro com Base na Parede

182

184

185

186

188

190

192

194

196

198

199

200

202

203

204

206

208

181

182

Treinamento de Força com Bola

Ver todos os capítulos
Medium 9788582712757

Capítulo 54. Antipsicanálise com ironia

Celso Gutfreind Artmed PDF Criptografado

54

ANTIPSICANÁLISE COM IRONIA

A tecnologia está apontada para o começo da vida. Já não precisa dar tempo à doença, esperar a idade, os desgastes. Pode sim antecipar-se e o vem fazendo com competência. Alvo? O início. Os bebês só não agradecem porque não podem falar. Falassem, diriam “obrigado por olharem para nós, mas nem precisava ter olhado”. Babás eletrônicas estão superadas, modelos novos são acoplados a aplicativos (basta um iPhone de última geração), e as crianças são monitoradas a longas distâncias. Dispensável a instalação de um chip nas canelas dos pequenos. Dispensável estar em casa. Pode-se retomar o trabalho sem pressa – licença-maternidade, qual o quê! –, os bebês estarão bem cuidados. Não é mais preciso olhar para eles.

Quanto ao banho, inventou-se um dispositivo que dispensa segurar os bebês. Ajeita-se o pequeno corpo na banheira – há diversos tamanhos, dando conta da diversidade. O grau de segurança é máximo ao superar os limites humanos, e há outro equipamento sobressalente, impedindo que a água inunde o rosto. Não há risco de engasgo, afogamento ou mal-estar nos olhos. Os avanços continuam, a troca de fraldas que aguarde... Não precisa mais tocar os bebês.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520437858

61. Câncer avançado de cólon

MOURA, Eduardo Guimarães Hourneaux de; ARTIFON, Everson Luiz de Almeida; SAKAI, Paulo Editora Manole PDF Criptografado

61

CÂNCER AVANÇADO

DE CÓLON

Bruno da Costa Martins

Carolina Eliane Reina-Forster

Eduardo Guimarães Hourneaux de Moura

INTRODUÇÃO

O câncer colorretal (CCR) é uma doença comum e letal, sendo atualmente um dos tumores malignos mais frequentes em todo o mundo1.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), estima-se, para 2012, 30.140 casos novos, sendo 14.180, em homens e 15.960 em mulheres. Em 2010, foram 13.344 mortes, sendo 6.452 homens e 6.892 mulheres2.

Nos países com alta incidência, o CCR tem sido considerado um problema de saúde pública. No mundo, anualmente, são diagnosticados cerca de 1 milhão de novos casos, o que corresponde a 9,4% de todos os tumores malignos1. Atualmente, ocupa a terceira posição mundial entre os tumores malignos e a segunda, nos países desenvolvidos.

A neoplasia origina-se na mucosa e infiltra a parede do cólon (Figura 1). Quando atinge a camada muscular própria, denomina-se avançada. Aproximadamente 20% dos pacientes têm metástases a distância no momento do diagnóstico, sendo o CCR responsável por 6% dos adenocarcinomas metastáticos de origem desconhecida3.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527731294

Parte 2 - 12 - Anti-inflamatórios Não Esteroides

Kurt A. Grimm, Leigh A. Lamont, William J. Tranquilli, Stephen A. Greene, Sheilah A. Robertson Grupo Gen PDF Criptografado

12

Anti-inflamatórios Não Esteroides

Mark G. Papich e Kristin Messenger

Introdução, 220

Mecanismo de ação, 220

Metabolismo do ácido araquidônico, 220

Outros mecanismos possíveis de ação, 225

Inibição da COX-1 versus COX-2, 225

Propriedades farmacocinéticas, 226

Estereoisomerismo, 226

Propriedades farmacocinéticas e farmacodinâmicas (FC-FD), 227

Avaliação in vivo de modelos FC-FD, 227

Efeitos adversos dos AINEs, 227

Lesão gastrintestinal, 227

Adaptação gastrintestinal e administração crônica de AINE, 228

Lesão renal relacionada com a administração de AINEs, 229

Exemplos em cães, 229

Introdução

Os anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) estão entre os fárma­ cos de maior importância usados em todas as espécies de animais.

Apresentam propriedades tanto analgésicas quanto anti-inflamatórias. Por não serem fármacos controlados nem incluídos em categorias de risco, podem ser facilmente prescritos e administrados. Existem inúmeras formulações e vias de administração, que incluem comprimidos orais, cápsulas, líquidos orais, comprimidos mastigáveis, pasta

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715239

Capítulo 6. Controle de estímulos e conhecimento

William M. Baum Grupo A PDF Criptografado

6

Controle de estímulos e conhecimento

Todo comportamento ocorre em determinado contexto. Eu salivo quando me sento para jantar; em outros momentos, salivo menos. No caso desse comportamento induzido, o contexto é o conjunto de circunstâncias ambientais que o induzem (a sala de jantar, a mesa arrumada, a visão e o cheiro da comida). Respostas específicas da espécie ao alimento, a predadores, a parceiros sexuais em potencial e a outros eventos filogeneticamente importantes são induzidas pelos contextos nos quais esses eventos são prováveis. No contexto da silhueta de um falcão passando sobre sua cabeça, a codorna se agacha; na ausência desse contexto, ela continua cuidando de sua vida.

O comportamento operante também ocorre apenas em certo contexto. O rato de laboratório treinado a pressionar uma barra o faz apenas na caixa experimental. Quando colocado na caixa, o rato já treinado vai imediatamente para a barra e começa a pressioná-la. Eu carrego meu guarda-chuva somente quando parece que vai chover e vou ao trabalho apenas nos dias úteis.

Ver todos os capítulos
Medium 9788530966768

Capítulo VI – Provisório da Restituição

FULGÊNCIO, Tito; VIANA, Marco Aurelio da Silva Grupo Gen PDF Criptografado

Capítulo VI

Provisório da Restituição

34. O art. 506 do Código Civil de 1916 já saiu regulamentado das mãos do legislador, nada podendo os Estados, sem exorbitância, acrescentar ou diminuir à disciplina, a pretexto de lhes competirem as leis de forma.

O possuidor requereria ao juiz, alegando a sua posse e o esbulho, violento ou não, de que foi vítima, a expedição do mandado de reintegração.

Em segredo de justiça, sem audiência do esbulhador, o juiz ouvia as testemunhas oferecidas, se por documentos já não estiverem provadas as alegações, e defere o pedido, ou não.

A lei descansava no critério do juiz, que seria prudente, de modo a não se tornar instrumento de espoliação, em vez de punidor da violência.

Caber ou não do despacho recurso de agravo é matéria controvertida, como o leitor verá na parte jurisprudencial desta obra.

34-bis. O art. 506 do Código de 1916 não tem correspondente no

Código Civil de 2002. O art. 1.210 assegura o direito de ser reintegrado na posse, em caso de esbulho, mas não se refere ao direito de ser reintegrado sem ser ouvido o réu. A disciplina de liminar de manutenção ou de reintegração é desenvolvida pelo art. 562 do CPC (art. 928 do

Ver todos os capítulos
Medium 9788536302287

Capítulo 24. Ambiente familiar e educação escolar: a interseção de dois cenários educacionais

César Coll, Álvaro Marchesi, Jesús Palacios Grupo A PDF Criptografado

DESENVOLVIMENTO PSICOLÓGICO E EDUCAÇÃO, V.2

24

403

Ambiente familiar e educação escolar: a interseção de dois cenários educacionais

PILAR LACASA1

INTRODUÇÃO

Quando se passeia por uma cidade nova e se observa os seus prédios, geralmente é fácil distinguir as escolas e as bibliotecas. De fato, não é simples explicar por que, mas de uma forma ou de outra se sabe que se está diante de uma escola. Por que as escolas, assim como outros prédios das cidades, como a igreja ou a prefeitura, distinguem-se tão facilmente? Uma das muitas explicações possíveis é que as escolas constituem uma parte importante das instituições sociais, e as crianças criam em relação a elas expectativas que definem perante nossos olhos o que se espera delas, e que inclusive nos ajudam a compreender o que ocorre ali em termos previamente estabelecidos. Por exemplo, e fixando-se apenas no ambiente físico, sabe-se que na escola os espaços são mais amplos que na habitação familiar, bem como os instrumentos que as pessoas manejam nela – as mesas são diferentes, há sempre livros, cadernos e lápis – e, sobretudo, é costume esperar que ali algumas pessoas aprendam e outras ensinem. Chega a ser assustador pensar que todos passam nesses prédios, que de resto variaram muito pouco ao longo do tempo, pelo menos os 15 primeiros anos de sua vida.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582713075

Capítulo 53. Patologia cervical e papilomavírus humano

Ricardo M. Xavier, José Miguel Dora, Elvino Barros Grupo A PDF Criptografado

Ginecologia e Obstetrícia

CAPÍTULO 53

PATOLOGIA CERVICAL E

PAPILOMAVÍRUS HUMANO

PAULO NAUD

JEAN CARLOS DE MATOS

VALENTINO MAGNO

►►CASO CLÍNICO

Paciente do sexo feminino, 35 anos, com citologia cervical normal nos

últimos 5 anos, nuligesta e com desejo de gestação, vem à consulta com os seguintes exames: citologia cervical com carcinoma in situ, colposcopia com lesão totalmente visível sugestiva de alto grau e sem comprometimento do canal cervical e biópsia do colo do útero com neoplasia intraepitelial cervical (NIC) de alto grau. Foi indicada a realização de uma conização de colo do útero com cirurgia de alta frequência (CAF). No resultado da conização, foi confirmado o achado de “carcinoma in situ” com áreas NIC 3 (NIC de alto grau) e margens cirúrgicas comprometidas. Diante destas informações, qual é o melhor seguimento?

1.

2.

3.

4.

Histerectomia abdominal.

Reconização a frio imediata.

Reconização com CAF imediata.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547217976

17.18 Pró-labore versus plano de previdência privada

CREPALDI, Silvio Editora Saraiva PDF Criptografado

Também não está inclusa a retenção de 11% do INSS sobre pagamentos a autônomos em vigor a partir de 1/4/2003.

Conclusão: Pela simples mudança de procedimentos na emissão dos documentos, a economia tributária dessa sociedade poderá chegar a R$ 7.477,80/ano, sem considerar os possíveis reflexos no ISS.

17.17 Evite o excesso de desconto do INSS

A partir de 1o de abril de 2003, a empresa passa a descontar a contribuição previdenciária dos profissionais autônomos.

O profissional autônomo que presta serviço a mais de uma empresa deve ficar atento ao limite máximo de contribuição, para não sofrer retenção indevida. Isso porque ele deve informar a todas as empresas onde trabalha os valores descontados nas demais, para não ultrapassar o limite de contribuição daquele mês.

A empresa que contrata autônomo deve descontar 11% de sua remuneração e repassar

à Previdência Social, como já faz com a contribuição de seus empregados. Para que o autônomo não pague uma contribuição superior ao teto, ele deve apresentar a todas as empresas o comprovante de pagamento das demais.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547224103

8.9 O efeito vinculante da ação direta de inconstitucionalidade e sua exclusão em relação ao Poder Legislativo

DANTAS, Paulo Roberto de Figueiredo Editora Saraiva PDF Criptografado

O controle concentrado e as ações regulamentadas pela Lei n. 9.868/99

273

8.9 O efeito vinculante da ação direta de inconstitucionalidade e sua exclusão em relação ao Poder Legislativo

A Emenda Constitucional n. 45, de 8 de dezembro de 2004, conferiu nova redação ao art. 102, § 2º, da Constituição de 1988. Agora, o texto constitucional deixa claro que também as decisões definitivas de mérito, proferidas pelo Supremo Tribunal Federal, nas ações diretas de inconstitucionalidade, produzirão eficácia contra todos e efeito vinculante, relativamente aos demais órgãos do Poder Judiciário e à Administração Pública direta e indireta8.

Como consequência do expresso efeito vinculante da decisão proferida em ação direta de inconstitucionalidade, qualquer interessado poderá oferecer reclamação perante o

Supremo Tribunal Federal, nos termos do art. 102, inciso I, alínea “l”, da Carta Magna, para garantia da autoridade das decisões da Corte Suprema, quando órgãos do Judiciário ou da

Ver todos os capítulos
Medium 9788521631965

Mãos à Obra: Grandes Coisas para Aprender Primeiro

LEVINE, David M.; STEPHAN, David F.; SZABAT, Kathryn A. Grupo Gen PDF Criptografado

MÃOS À

OBRA

Grandes Coisas para

Aprender Primeiro

UTILIZANDO A ESTATÍSTICA: “Você Não

Tem Como Escapar dos Dados”

GE.2 De que Maneira Posso Utilizar o

Excel com Este Livro?

MAO.1 Uma Maneira de Raciocinar

GE.3 Que Tipo de Habilidade no Uso do

Excel Este Livro Requer?

MAO.2 Defina Seus Termos!

MAO.3 Análise de Negócios: A Mudança de Cara da Estatística

“Megadados”

Estatística: Uma Importante Parte de Sua Formação em Gestão

Empresarial

MAO.4 Como Utilizar Este Livro

GE.4 Preparando-se para Utilizar o Excel com Este Livro

GE.5 Inserindo Dados

GE.6 Abrindo e Salvando Pastas de

Trabalho

GUIA DO EXCEL

GE.7 Criando e Copiando Planilhas de

Cálculo

GE.1 O que É o Microsoft Excel?

GE.8 Imprimindo Planilhas de Cálculo

Objetivos do Aprendizado

Neste capítulo, você aprenderá:

• Que o volume de dados que existem no mundo faz com que o aprendizado da estatística se torne crucialmente importante

Ver todos os capítulos
Medium 9788527734196

Capítulo 7 - Cabeça e Pescoço

BICKLEY, Lynn S. Grupo Gen PDF Criptografado

C A P Í T U L O

7

Cabeça e Pescoço

Anamnese

Sinais/sintomas comuns ou preocupantes

Cefaleia

Alteração na visão: visão embaçada, perda de visão, corpos flutuantes, luzes piscantes

Dor ocular, vermelhidão ou lacrimejamento

Visão dupla (diplopia)

Perda auditiva, otalgia, tinido

Tontura e vertigem

Sangramento nasal (epistaxe)

Dor de garganta, rouquidão

Aumento das glândulas

Bócio

Cabeça

A cefaleia é um sintoma comum que sempre exige avaliação cuidadosa, porque uma pequena fração dos casos de cefaleia

é consequente a condições potencialmente fatais. É importante obter do paciente uma descrição completa da cefaleia e os sete atributos da dor do paciente (ver p. 3).

Ver Quadro 7.1, p. 134, e Quadro 7.2, pp. 135 a 137. Cefaleia tensional e enxaqueca são as cefaleias recorrentes mais comuns.

A cefaleia é unilateral ou bilateral? Intensa com início súbito? Constante ou pulsátil?

Ver todos os capítulos
Medium 9788597019919

2 Jurisdição e Competência

Misael Montenegro Filho Grupo Gen ePub Criptografado

O Estado está encarregado de prestar as funções jurisdicional, legislativa e administrativa (também denominada executiva), cada uma apresentando características próprias, distinguindo-se entre si, dentre outras coisas, pelos seus objetivos.1

A jurisdição consiste no poder conferido ao Estado de solucionar conflitos de interesses não resolvidos no âmbito extrajudicial, diferenciando-se dos demais poderes em decorrência da característica da decisão proferida pelo representante do ente estatal, que, se transitar em julgado (produzindo a denominada coisa julgada), não pode ser revista nem pelo Poder Judiciário, nem por outro poder do Estado, exceto através do ajuizamento da ação rescisória.2

Os conflitos de interesses que envolvem duas ou mais pessoas, se forem resolvidos pelas próprias, não devem ser levados ao conhecimento do Estado, sob pena do reconhecimento da ausência do interesse processual e da consequente extinção do processo sem a resolução do mérito.3

Ver todos os capítulos
Medium 9788547209841

Capítulo XXI - ITutela, Curatela e Tomada de Decisão Apoiada

LOBO, Paulo Editora Saraiva PDF Criptografado

Capítulo XXII

Tutela, Curatela e Tomada de Decisão Apoiada

Sumário: 22.1. Finalidades e distinções. 22.2. Escolha e nomeação do tutor. 22.3.

Incapacidade de exercício e escusa da tutela. 22.4. Exercício da tutela. 22.5.

Prestação de contas pelo tutor. 22.6. Extinção da tutela. 22.7. Curatela. 22.8.

Tomada de decisão apoiada.

22.1. Finalidades e Distinções

A tutela e a curatela têm por finalidade a representação legal e administração dos bens de uma pessoa por outra, em virtude da incapacidade da primeira de gestão de sua vida e de seus interesses. A tutela tem como pressuposto a menoridade do protegido. Já a curatela tem como pressuposto a deficiência mental ou intelectual parcial ou total do protegido ou outra circunstância que imponha a representação de alguém. A tomada de decisão apoiada, introduzida pela Lei n. 13.146/2015, não tem por escopo a representação legal, consistindo em faculdade atribuída à pessoa com deficiência, para apoio na realização de negócios jurídicos patrimoniais.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547210250

9.2 Cheques pré-datados

GRECO, Alvisio; AREND, Lauro Editora Saraiva PDF Criptografado

Para a recomposição do fundo fixo emite-se um cheque ao responsável pelo caixa, no valor igual ao das despesas objeto da prestação de contas, contabilizando essa operação em contrapartida ao registro das despesas comprovadas, como mostrado a seguir:

D

Cópias e Autenticações

$

Pago conforme comprovantes.

D

Correios

$

Idem, idem.*

D

Material de Escritório

$

Idem, idem.

C

Bancos conta Depósitos à Vista

$

Recomposição do fundo fixo, cheque n. ... .

* Na escrituração contábil, é usual a expressão “idem, idem” para não repetir o histórico.

9.1.2 Caixa flutuante

No sistema de caixa flutuante transitam pela conta Caixa os recebimentos e os pagamentos em dinheiro. Nesse sistema é que podem ocorrer mais problemas de classificação contábil dos fatos, pois o saldo da conta Caixa muitas vezes pode estar representando não só o dinheiro, mas também vales, adiantamentos para despesas de viagens e outras, cheques recebidos a depositar, valores pendentes etc. No saldo da conta Caixa, para fins de balanço, deve figurar tão somente o dinheiro existente. Os cheques recebidos e ainda não depositados podem figurar no disponível, se nominais e cobráveis imediatamente. Os vales e adiantamentos devem constar do balanço na conta Adiantamentos, classificada no realizável. O valor dos cheques recebidos até a data do balanço, mas não cobráveis imediatamente, são registrados na conta Cheques em Cobrança, classificada no grupo outros créditos, do balanço patrimonial. Também devem ser registrados nessa conta os cheques recebidos anteriormente e devolvidos por falta de fundos, que se encontrem em processo de compensação ou ação judicial de cobrança.

Ver todos os capítulos

Carregar mais