127769 capítulos
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788547227647

1. Considerações preliminares

BITENCOURT, Cezar Roberto Editora Saraiva PDF Criptografado

1. Considerações preliminares

A extorsão mediante sequestro, sem sombra de dúvida, é a modalidade de extor­ são que apresenta maior gravidade, que teria sido inspirada por antigo costume de guerra de exigir pagamento pelo resgate de prisioneiros1. A prática mais ou menos frequente, em alguns países, na primeira metade do século passado, recomendou sua tipificação como crime mais grave. Desnecessário, por óbvio, destacar a fre­ quência rotineira e insuportável com que esse crime passou a ser praticado no

Brasil em fins do século XX, justificando-se sua maior punibilidade pela gravidade dos danos que pode produzir.

O Código Criminal do Império não disciplinou a extorsão mediante sequestro.

O Código Penal republicano de 1890 adotava uma definição defeituosa e insatisfa­ tória (art. 362). O natimorto Código Penal de l969 previa a mesma infração penal, segundo alguns, com evidente superioridade técnica, nos termos seguintes: “Extor­ quir ou tentar extorquir, para si ou para outrem, mediante sequestro de pessoa, indevida vantagem econômica”.

Ver todos os capítulos
Medium 9788573079609

Capítulo 05 - As Escolas Podem Prevenir Dificuldades de Aprendizagem?

Peter Mittler Grupo A PDF Criptografado

5

As Escolas Podem

Prevenir Dificuldades de Aprendizagem?

Sucesso para alguns era uma opção no passado. Sucesso para todos é agora o desafio.

(Blunkett, 2000, p. 8)

Quando o governo britânico iniciou seu programa intensivo de reformas educacionais, parecia haver uma suposição implícita de que uma determinação para “melhorar as performances educacionais” atingiria de alguma maneira todas as crianças. Isso, mais tarde, foi visto como uma perspectiva ingênua, e o governo lançou várias iniciativas novas que têm como foco central relaxar o nó da pobreza e controlar seus efeitos sobre o baixo rendimento escolar. Este capítulo discutirá os principais desafios que as escolas enfrentam e apresentará um resumo de algumas das medidas propostas pelo governo para lidar com eles. Revisando as iniciativas, precisamos investigar, outra vez, até que ponto

é provável que elas conduzam a uma sociedade e a um sistema educacional mais inclusivos.

DESAFIOS

As próprias escolas localizadas em áreas pobres funcionam sob pressão de múltiplas formas de desvantagens, não menores do que o fracasso dos políticos e dos especialistas da mídia em reconhecer os desafios particulares

Ver todos os capítulos
Medium 9788577806409

Capítulo 5 - Indexação full text

Mike Hotek Grupo A PDF Criptografado

Capítulo 5

Indexação full text

Neste capítulo, você vai aprender a criar e gerenciar índices full text para que seus aplicativos possam trabalhar de modo eficiente com dados não estruturados armazenados em colunas FILESTREAM, XML e de caractere grandes.

Objetivos de exame neste capítulo:

■ Instalar o SQL Server 2008 e serviços relacionados.

■ Configurar componentes adicionais do SQL Server.

■ Configurar indexação full text.

■ Manter índices.

Lições deste capítulo:

■ Lição 1: Criando e preenchendo índices full text

■ Lição 2: Consultando dados full text

■ Lição 3: Gerenciando índices full text

151

158

165

Antes de começar

Para fazer as lições deste capítulo, você deve ter:

■ o exemplo de banco de dados AdventureWorks instalado

Mundo real

Michael Hotek

Uma das empresas em que trabalhei vendia diversos produtos complexos. Cada produto vinha com um ou mais manuais e alguns dos manuais podiam ter milhares de páginas, abrangendo vários volumes. Para economizar custos de papel e tinta, em 2002, a empresa eliminou todos os manuais impressos.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715888

Capítulo 43 - Pacientes obstétricas na UTI

Renata Andréa Pietro Pereira Viana, Iveth Yamaguchi Whitaker, Suely Sueko Viski Zanei Grupo A ePub Criptografado

Deomar Socorro Madureira

As pacientes obstétricas representam um pequeno, porém importante, grupo de pacientes em unidade de terapia intensiva (UTI). Seus problemas são únicos e demandam atenção especializada. Quando se realiza o tratamento intensivo adequado dessas pacientes instáveis, verifica-se redução significativa da mortalidade materna.1

A chance de uma mulher, durante o ciclo gravídico-puerperal, ser admitida em uma UTI é bem maior do que a de uma mulher jovem não grávida. Estima-se que 0,1 a 0,9% das gestantes desenvolvem complicações que exigem internação em UTI, sendo as principais indicações hipertensão, hemorragia, insuficiência respiratória e sepse.2

Embora relativamente incomuns, as doenças graves, induzidas ou coincidentes com as gestações, podem requerer cuidados intensivos especializados para algumas pacientes e representam desafios quanto ao diagnóstico e à terapêutica usada. Podem-se ressaltar benefícios específicos dos cuidados intensivos obstétricos, como a melhoria da assistência às pacientes, uma vez que a observação rigorosa e a organização possibilitariam não somente a detecção precoce dos estados mórbidos intercorrentes, mas também a profilaxia de suas complicações.3

Ver todos os capítulos
Medium 9788527734073

48. - Síndromes Paraneoplásicas

BICHUETTI, Denis; BASTITELLA, Gabriel Novaes de Rezende Grupo Gen PDF Criptografado

Neurologia.indb 475

48

Síndromes

Paraneoplásicas

Fabiano Ferreira de Abrantes  •  Lívia Almeida Dutra

INTRODUÇÃO

Síndromes paraneoplásicas neurológicas são distúrbios imunológicos que ocorrem em paciente com neo­pla­sias. Suas manifestações podem ser periféricas ou centrais (neuromiopatias ou encefalomielites paraneoplásicas).

Em geral, os primeiros sintomas das síndromes paraneoplásicas aparecem antes do diagnóstico da neo­pla­sia.

QUADRO CLÍNICO

Encefalites paraneoplásicas com anticorpos contra antígenos intracelulares

Anticorpos contra antígenos intracelulares são aqueles que indicam que a síndrome clínica é secundária à neo­pla­sia. Envolvem resposta imune mediada por linfócitos T citotóxicos, refletindo dano estrutural mais proeminente em relação aos quadros secundários a anticorpos contra epítopos de superfície (Tabela 48.1).

Acredita-se que os autoanticorpos sejam biomarcadores, e não diretamente patogênicos. As principais síndromes clínicas são encefalomielite paraneoplásica, encefalite límbica, degeneração cerebelar paraneoplásica e opsoclonus mioclonus, descritos a seguir.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547229719

16. Extinção do contrato

GAGLIANO, Pablo Stolze Editora Saraiva PDF Criptografado

Será de um ano o prazo para deduzir em juízo a pretensão, quando a demanda é proposta por segurado em grupo.

Nesse sentido, decisão do Superior Tribunal de Justiça:

“Seguro de vida e acidentes pessoais. Prescrição ânua. Recusa de pagamento.

Suspensão.

— A Súmula 101 diz que ‘a ação do segurado em grupo contra a seguradora prescreve em um ano’. O prazo prescricional, no entanto, tem início da data em que o segurado tem conhecimento inequívoco da incapacidade

(Súmula 278), permanecendo suspenso entre a comunicação do sinistro e a da recusa do pagamento da indenização (Súmula 229).

— O prazo prescricional, portanto, tem início quando o segurado toma conhecimento da incapacidade, e não da recusa do pagamento da indenização pela seguradora” (STJ, AgRg no Ag. 590.716/MG, DJ, 18-12-2006, p. 364, rel.

Min. Humberto Gomes de Barros, julgado em 26-10-2006, 3.ª Turma).

16. Extinção do contrato

Conforme já afirmamos, em outra oportunidade, um contrato válido extingue-se, fundamentalmente, de três maneiras: por resilição, por resolução e por rescisão109.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582714560

Capítulo 34. Diz-me o que curtes, e eu te direi quem és

Daniel Martins de Barros Grupo A PDF Criptografado

34

DIZ-ME O QUE CURTES,

E EU TE DIREI QUEM ÉS

Meu avô nasceu no ano da Semana de Arte Moderna de São Paulo, em

1922, e faleceu em 2013, aos 91 anos. Com tanto tempo de vida, tendo atravessado o “breve século XX”, tão extremo e transformador em tão pouco tempo, como diz Hobsbawm, às vezes o mundo parecia mudar rápido demais para sua apreensão. Lembro sua reação a cada notícia do avanço das mulheres no mercado de trabalho: “Os homens vão acabar cavando fossa”, dizia entre perplexo e indignado. “Só trabalho que precisar força física vai sobrar para nós”. Interessante é que, mesmo nessa cosmovisão marcada por sua educação machista, ele admitia, implicitamente, que não há diferenças de competência geral entre homens e mulheres. Restariam as diferenças físicas, constitucionais.

Em um antigo editorial da revista Scientific American, se não me falha a memória quando Ulisses Capozzoli ainda era editor, ele também contou uma história sobre sua avó. Cito de cabeça, mas ao que me lembre ela dizia ao final da vida que o mundo em que estava não era o mundo para o qual havia se preparado. O futuro a havia surpreendido e, desprevenida, ela se sentia deslocada. Capozzoli tecia então loas à capacidade da ficção científica de antecipar o futuro e, de alguma forma, nos preparar para ele.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521635017

2 - Dinâmica

BREITHAUPT, Jim Grupo Gen PDF Criptografado

24

UNIDADE

2

Dinâmica

SUMÁRIO

2.1 Velocidade e distância

OBJETIVOS

Depois de estudar esta unidade, você será capaz de:

2.2 Velocidade escalar e velocidade vetorial

• explicar a diferença entre deslocamento e distância e entre velocidade

2.3 Aceleração

• plotar um gráfico do deslocamento de um objeto em função do tempo e

2.4 As equações da aceleração uniforme

escalar e velocidade vetorial usá-lo para determinar a velocidade e a distância percorrida

2.5 A aceleração da gravidade

• plotar um gráfico da velocidade de um objeto em função do tempo e usá-lo

2.6 Taxas de variação

• explicar o que significam velocidade uniforme e aceleração uniforme

• executar cálculos que envolvem as equações da aceleração uniforme

Resumo

Questões de revisão

para determinar a aceleração

2.1

Velocidade e distância

Na estrada

Em alguns países, os motoristas recebem multas nas cabines de pedágio se excederam o limite de velocidade no trajeto desde a última cabine. Suponha, por exemplo, que um motorista tenha percorrido uma distância de 150 km entre dois postos de pedágio em 75 minutos, e o limite de velocidade nessa estrada seja de 110 quilômetros por hora. A velocidade média do carro foi 2 quilômetros por minuto (150 km/75 min), o que equivale a 120 quilômetros por hora (2 km/min × 60 min), bem acima do limite de velocidade. Exceder o limite de velocidade pode ser dispendioso, além de arriscado.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547220815

12.1 Introdução

Osni Moura Ribeiro Editora Saraiva PDF Criptografado

CAPÍTULO 12

O RESULTADO DO

EXERCÍCIO E SUA

DESTINAÇÃO

12.1 Introdução

Você já sabe que, para se apurar o resultado do exercício, basta confrontar o total das despesas incorridas com o total das receitas realizadas em um determinado exercício social.

Você já sabe também que, para efetuar esse cálculo, é necessário realizar alguns procedimentos que vão desde a elaboração do Balancete de Verificação do Razão, Inventários,

Conciliações de Saldos de Contas etc., passando ainda pela apuração do resultado bruto, do resultado líquido, de cálculos e contabilizações de deduções (Imposto de Renda e

Contribuição Social), participações, reservas e dividendos, concluindo com a elaboração das diversas Demonstrações Financeiras (contábeis).

A maior parte desses procedimentos foi estudada nos capítulos anteriores, restando agora a apresentação, de forma objetiva, de um roteiro que englobe os principais procedimentos que devem ser realizados no final de um exercício social, visando à apuração do resultado e à elaboração das Demonstrações Financeiras.

Ver todos os capítulos
Medium 9788562937200

Capítulo 8 Feiras Internacionais

Nicola Minervini Editora Almedina PDF Criptografado

Capítulo

8

 Feiras Internacionais

“Você não pode simplesmente pedir aos seus clientes que te digam o que querem e tentar produzir. Quando você conseguir, já estarão pedindo outra coisa nova.”

Steve Jobs

Objetivos do capítulo

• Apresentar uma metodologia de preparação, realização e avaliação dos resultados da participação em uma feira internacional, otimizando, assim, o investimento.

• Conscientizar que as feiras aceleram as vendas, facilitam o relacionamento com os clientes e oferecem muita informação que só é possível captar presencialmente.

Ainda vale a pena participar de uma feira internacional hoje em dia, quando temos acesso ao mundo por meio do nosso smartphone?

Por mais que a internet tenha facilitado o acesso a muitas informações e até às vendas, alguns aspectos como o relacionamento com quem está no estande, a conferência das características físicas de um determinado produto, redução das despesas de viagens para buscar novos clientes, aquisição de informações sobre tendências de mercado, visitação aos estandes dos demais expositores, a personalização da mensagem a ser transmitida de acordo com o interlocutor e, principalmente, o feedback dado por um potencial cliente: tudo isso não pode ser experimentado virtualmente. Trata-se, portanto, de uma comunicação multimídia e multinível.

Ver todos os capítulos
Medium 9789724082530

O novo hospital de Lisboa

António Correia de Campos Editora Almedina PDF Criptografado

O novo hospital de Lisboa

O concurso internacional para a construção do novo Hospital de Todos-os-Santos, por alguns denominado incaracteristicamente de Hospital Oriental de Lisboa, mais uma vez anunciado e finalmente dotado dos recursos financeiros para se mover, é sem dúvida uma boa notícia. Não será tardia, se soubermos aprender com o tempo e adaptar o programa de 2007 às alterações ditadas por tão rápidas mudanças.

Regressemos aos anos sessenta do século XX, aos sete estabelecimentos conventuais todos no vale da Almirante Reis (ou nas encostas da colina de

Santana) exceto Curry Cabral, pavilhonar, construído de raiz bem longe do centro, no final do século XIX, como mandava a doutrina da separação das doenças infeto-contagiosas. Nesses anos sessenta registamos os

3500 leitos, a pujante escola de cirurgia que era o Banco de S. José, a exigente carreira médica a partir das escassas vagas anuais de internato, a retirada ainda então recente da Faculdade de Medicina do Hospital de Santa

Ver todos os capítulos
Medium 9788530951009

Capítulo 2 - A TÓPICA E O RACIOCÍNIO JURÍDICO

Manuel Atienza Grupo Gen PDF Criptografado

CAPÍTULO 2

A Tópica e o Raciocínio Jurídico

1. O CONTEXTO DO SURGIMENTO DA TÓPICA JURÍDICA

O que normalmente se entende hoje por teoria da argumentação jurídica tem sua origem numa série de obras dos anos 1950 que compartilham entre si rejeição da lógica formal como instrumento para analisar os raciocínios jurídicos. As três concepções mais relevantes (às quais dedicarei, respectivamente, este capítulo e os dois seguintes) são a tópica de Viehweg, a nova retórica de Perelman e a lógica informal de Toulmin.

Em 1953 foi publicada a primeira edição da obra de

Theodor Viehweg Topik and Jurisprudenz, cuja ideia fundamental consistia em reivindicar o interesse que, para a teoria e a prática jurídicas, tinha a ressurreição do modo de pensar tópico ou retórico. O livro de Viehweg teve grande êxito na teoria do Direito da Europa continental1 e se converteu, desde então, num dos centros de atenção da polêmica em torno do chamado “método jurídico”. Com relação às muitas discussões que, a partir daí, se sucederam – sobretudo,

Ver todos os capítulos
Medium 9788553616480

2 Teses de defesa

Darlan Barroso, Marco Antonio Araujo Junior Editora Saraiva PDF Criptografado

22    COLEÇÃO PRÁTICA FORENSE – PRÁTICA PENAL moriais pelo órgão acusador. Assim, o próximo passo será a nossa peça, ou seja, a defesa deverá apresentar alegações finais em forma de memoriais.

Após a apresentação dos memoriais das partes, os autos serão encaminhados ao juiz para que possa prolatar a sentença. Logo, o seu endereçamento será o juiz da causa, e a sua tese e pedido, como advogado de defesa, serão a absolvição ou a redução da pena.

Assim, ao ler o enunciado elenque as informações mais importantes do problema:

1)

2)

3)

4)

5) fácil.

miolo_.indb 22

Quem é o seu cliente? Ele é autor do fato criminoso ou vítima?

Qual foi o crime?

Qual a ação penal para o crime cometido?

Qual o procedimento?

Qual foi o último ato processual realizado?

Ao responder a essas questões, a realização do esqueleto da peça ficará extremamente

07/02/2020 07:07:23

2

Teses de defesa

2.1.  TESES DE MÉRITO

Ver todos os capítulos
Medium 9788547206710

QUESTÕES DE CONCURSOS

Cristiano Vieira Sobral Pinto Editora Saraiva PDF Criptografado

QUESTÕES DE CONCURSOS

  1. (CESPE – 2015 – TJPB – Juiz Substituto) Em relação ao conceito de consumidor e aos direitos básicos do consumidor, assinale a opção correta.

A) A vulnerabilidade, pressuposto de aplicação do CDC, é presumida para o consumidor pessoa física, ao passo que, para a pessoa jurídica, tal situação deve ser demonstrada e aferida casuisticamente.

B) Para se aplicar o conceito de consumidor equiparado, tem de haver prévio ajuste contratual com o fornecedor do produto ou serviço.

C) A inversão do ônus da prova depende da análise dos requisitos legais pelo juiz no caso concreto e de requerimento expresso da parte nesse sentido.

D) Os requisitos para a inversão do ônus da prova são alternativos, razão pela qual pode o juiz aplicar tal instituto quando presente a hipossuficiência do consumidor, ainda que o fato alegado seja inverossímil.

E) Segundo entendimento do STJ, o CDC incide na relação jurídica estabelecida entre o estudante e a pessoa jurídica responsável pelo gerenciamento do Fundo de

Ver todos os capítulos
Medium 9788521632924

Capítulo 3 | elementos de Probabilidade

Bhisham C. Gupta, Irwin Guttman Grupo Gen PDF Criptografado

3

Elementos de Probabilidade

O foco deste capítulo é o estudo dos conceitos básicos de probabilidade.

TÓPICOS ABORDADOS:

Experimentos aleatórios e espaços amostrais

Representações de espaços amostrais e eventos por meio de diagramas de Venn

Conceitos básicos de probabilidade

Regras aditiva e multiplicativa de probabilidade

Técnicas de contagem de pontos amostrais: permutações, combinações e diagramas de árvore

Probabilidade condicional e teorema de Bayes

Introdução às variáveis aleatórias

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM:

Depois de estudar este capítulo, o leitor deve ser capaz de

• Tratar questões básicas sobre probabilidade usando as definições e técnicas apropriadas de contagem.

• Compreender várias características e regras de probabilidade.

• Determinar probabilidade de eventos e identificá-los como independentes ou dependentes.

• Calcular probabilidades condicionais e aplicar o teorema de Bayes a experimentos apropriados.

Ver todos os capítulos

Carregar mais