Comportamento Organizacional, 3ª edição

Visualizações: 565
Classificação: (0)

Comportamento Organizacional mostra como administrar o comportamento das pessoas para obter o sucesso global das organizações, vinculando a visão estratégica, característica do mundo dos negócios, a conceitos específicos do comportamento humano no ambiente de trabalho. Isso é feito por meio de diversos recursos, como discussões, estudos de caso, exercícios, atividades e testes distribuídos ao longo dos 10 capítulos, que também contam com sugestões de ensino para professores. Com novas seções e todo o conteúdo revisto e atualizado, este livro propõe uma abordagem detalhada e completa dos tópicos estudados, proporcionando uma perspectiva holística do funcionamento de uma empresa e dos processos necessários para o seu sucesso. Comportamento Organizacional oferece, assim, um apoio completo ao futuro profissional da área de Recursos Humanos.

 

21 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

Estudo de Caso de Abertura - Alimentos Saudáveis, Pessoas Saudáveis

PDF Criptografado

ESTUDO DE CASO DE ABERTURA

alimentos saudáveis,

pessoas saudáveis

O

Whole Foods Market é o maior varejista de alimentos naturais em todo o mundo. Operando principalmente nos Estados Unidos, bem como no Canadá e no Reino Unido, a Whole Foods vende produtos alimentícios naturais e orgânicos que incluem frutas, carnes, aves, frutos do mar, produtos de mercearia, produtos cozidos e preparados, muitas bebidas tais como cervejas e vinhos, queijos, produtos florais e rações para animais de estimação. A origem da empresa data de

1978, quando John Mackey e sua namorada utilizaram

US$45.000 obtidos a título de empréstimo para inaugurar uma pequena loja de produtos naturais, então chamada de SaferWay. A loja era localizada em Austin,

Texas. John e sua namorada moravam em um espaço em cima da loja (sem sequer um chuveiro) porque foram

“despejados” do apartamento em que moravam, por armazenarem produtos alimentícios dentro dele.

Em 1980, Mackey desenvolveu uma parceria com Craig Weller e Mark Skiles, fazendo a fusão da SaferWay com a Clarksville Natural Grocer, de propriedade de

 

Parte 1 -1 - Uma Abordagem Estratégica para o Comportamento Organizacional

PDF Criptografado

1

uma abordagem estratégica para o comportamento organizacional explorando o comportamento em ação

A Utilização Estratégica do Capital Humano: Um

Parte 1 Elemento Crucial para o Sucesso Organizacional

E

m seu livro The New American Workplace, James O´Toole e Edward Lawler descreveram a existência de empresas com alto nível de envolvimento e altos padrões de desempenho abarcando muitos setores. Exemplos dessas empresas são Nucor, W.L. Gore & Associates, Procter & Gamble e a Men´s Wearhouse, entre outras. Por exemplo, a Procter &

Gamble adotou práticas de trabalho com elevado nível de envolvimento em algumas de suas unidades de produção, incluindo a autonomia de poder para equipes de trabalho no sentido de alocar as tarefas entre seus membros, estabelecer seus próprios cronogramas de trabalho, recrutar novos membros para sua equipe e, até mesmo, selecionar os métodos utilizados para concluir suas tarefas. Além disso, a P&G investe na construção do capital humano, e grande parte de seu treinamento é realizada pelos próprios gerentes da P&G, e não pela gerência de recursos humanos ou por especialistas em treinamento. De fato, a P&G enxerga a vida profissional como um processo de aprendizado e desenvolvimento que se estende por toda a carreira. A P&G tem uma “faculdade” diferente para formar sua força de trabalho em termos do conhecimento e das competências necessárias para suas funções correntes e futuras. A empresa analisa também, criteriosamente, todos os candidatos no processo de contratação. A empresa recebeu aproximadamente

 

Parte 1 -2 - Diversidade Organizacional

PDF Criptografado

2

diversidade organizacional explorando o comportamento em ação

Diversidade no Departamento de Combate a

Incêndios de Los Angeles

M

elissa Kelley apresentava um histórico bastante rico em termos de combate a incêndios. Cedo na vida ela aprendeu com seu avô, que havia trabalhado como bombeiro. Na faculdade, aprendeu na grade curricular, especializando-se em ciências relacionadas ao combate a incêndios. Depois da faculdade, ela levou cinco anos aprendendo e aprimorando suas competências como profissional de combate a incêndios no Departamento de Florestas da Califórnia.

Munida de suas experiências e da paixão pelo trabalho, ingressou no Departamento de Combate a Incêndios de Los Angeles em 2001. Embora consciente de possíveis discriminações e assédio contra mulheres no departamento, ela não hesitou em se alistar, quando teve a oportunidade. Segundo suas palavras,

“Estava disposta a relevar... as piadas indecorosas, a pornografia, a... mentalidade... Desejava tão somente fazer parte da equipe”.

 

Parte 1 -3 - Comportamento Organizacional em um Contexto Globalizado

PDF Criptografado

3

comportamento organizacional em um contexto globalizado explorando o comportamento em ação

McDonald’s Pensa Globalmente e

Age Localmente

E

m 1948, os irmãos Richard e Maurice McDonald abriram a primeira lanchonete em San Bernardino, Califórnia.

Durante a década seguinte, as lanchonetes McDonald’s foram construídas ao longo do novo sistema de autoestradas

objetivos do conhecimento

Depois de ler este capítulo, você deve ser capaz de:

1. Definir globalização e discorrer sobre as forças que influenciam esse fenômeno.

2. Discutir sobre três tipos de envolvimento internacional dos funcionários e administradores/gestores e descrever problemas que podem surgir em relação a cada um desses tipos de envolvimento.

3. Explicar o modo pelo qual o envolvimento internacional, de funcionários e administradores/gestores, varia entre as empresas.

4. Descrever a administração com alto nível de envolvimento na arena internacional, com ênfase na adaptação dessa abordagem da administração a diferentes culturas.

 

Parte 1 -Estudo de Caso - Cooperando e Comunicando entre Culturas

PDF Criptografado

ESTUDO DE CASO – parte i

COOPERANDO E

comunicando entre culturas

Norte-Americanos e Alemães

Trabalhando em uma Equipe de Projetos

Markus Pudelko

Escola de Administração da Universidade de Edimburgo

E

ste caso foi escrito pelo Dr. Markus Pudelko, da Escola de Administração da

Universidade de Edimburgo. Tinha como propósito ser utilizado como base para discussão em sala de aula, e não para ilustrar o manejo eficaz ou não eficaz de uma situação ligada à administração. O caso foi compilado a partir de experiências generalizadas e uma literatura relevante, em particular Schroll-Machl,

S. (1996) ‘Kulturbedingte Unterschiede im Problemlösungsprozeβ bei deutschamerikanischen Arbeitsgruppen’, in Thomas, A. (ed) Psychologie interkulturellen

Handelns, Göttingen et al.: Hogrefe, [383-409].

1. SITUAÇÃO: O PROJETO É

DOMINADO PELOS ALEMÃES

A perspectiva norte-americana

Introdução

Há dois meses, fui enviado por minha empresa de nossa matriz de Filadélfia para o escritório de Stuttgart, no intuito de preparar o lançamento de um novo produto no mercado europeu. O produto, um laser

 

Parte 2 - 4 - Aprendizado e Percepção

PDF Criptografado

4

aprendizado e percepção explorando o comportamento em ação

A Importância Estratégica do Aprendizado e da Percepção

A

VF Corporation, com sede em Greensboro, Carolina do Norte, é a maior fabricante do mundo de vestuário,  com receitas superiores aos U$7 bilhões anuais. Existem chances de que você tenha em seu armário vários itens de vestuário dessa marca. Suas mais de trinta marcas são: Wrangler, Lee, Vans, The North Face, 7 For All Mankind e Jansport.

Em 2004, a VF Corporation lançou um novo plano de crescimento, que vem sendo incrivelmente bem sucedido. A meta desse plano era transformar a VF Corporation em uma empresa de vestuário para um estilo de vida globalizado. No centro do plano estão os Direcionadores de Crescimento, um do quais diz respeito a construir novos facilitadores do crescimento. A empresa descreve esse objetivo como: “Elevar nossa empresa para novos patamares requer novas habilidades e competências e investimentos em áreas que são especificamente projetadas para dar suporte a nosso crescimento... [S]abemos que proporcionar a nossos líderes e funcionários novas ferramentas e treinamento que estendam suas habilidades é crucial para nosso sucesso continuado.” Assim, aprendizado, desenvolvimento e compartilhamento de conhecimentos entre os funcionários passaram a ser os principais direcionadores da nova estratégia da VF Corporation: “Aprendizado e desenvolvimento proporcionam uma contribuição significativa para o sucesso contínuo de nossa empresa.”

 

Parte 2 - 5 - Personalidade, inteligência, atitudes e emoções

PDF Criptografado

5

personalidade, inteligência, atitudes e emoções explorando o comportamento em ação

Sei que Ela É Inteligente e Talentosa... Mas Será que Ela Tem “Personalidade”?

Responda “verdadeiro” ou “falso” para as seguintes perguntas:

É enlouquecedor quando a justiça deixa criminosos culpados saírem livres.

Pessoas lentas me irritam.

Consigo facilmente me alegrar e esquecer meus problemas.

Sou uma pessoa arrumada.

Não sou educado quando não desejo ser.

Gostaria de ter o emprego de piloto de corridas automobilísticas.

Meus professores foram injustos comigo na escola.

Gosto de conhecer pessoas novas.

objetivos do conhecimento

Depois de ler este capítulo, você deve ser capaz de:

1. Definir personalidade e explicar a natureza básica dos traços de personalidade.

2. Descrever os Cinco Grandes traços de personalidade, com ênfase especial na sua relação com o desempenho no trabalho, o sucesso em equipes e a satisfação no trabalho.

 

Parte 2 - 6 - Motivação para o Trabalho

PDF Criptografado

6

motivação para o trabalho explorando o comportamento em ação

Motivação para o trabalho na W.L. Gore &

Associates

E

m 1o de janeiro de 1958, Wilbert e Genevieve Gore fundaram uma pequena empresa para desenvolver aplicações de politetrafluoretileno (PTFE). Wilbert, um químico e cientista pesquisador, direcionou seu foco para o trabalho técnico, enquanto Genevieve lidava com questões contábeis e outros assuntos de natureza administrativa.

Wilbert Gore concentrou-se inicialmente em aplicações no setor emergente da informática, enquanto as características de isolamento do PTFE mostravam-se potencialmente úteis em cabos e placas de circuitos. Depois de solucionar uma série de questões técnicas, ele e sua empresa tiveram sucesso com produtos relacionados a cabeamento e fiação elétrica. Alguns desses produtos vieram posteriormente a aterrissar na lua como parte da tecnologia utilizada no programa espacial Apollo. Mais recentemente, incorporaram o programa americano de ônibus aéreos espaciais. Seguindo além de cabos e fiação elétrica, Gore criou uma variedade de produtos líderes de mercado para uma série de setores. Mais conhecidos entre os consumidores como os tecidos impermeáveis Gore-Tex, a empresa também posiciona seus produtos em setores tais como aeroespacial, automotivo, de processamento químico, de computação, de telecomunicações, de proteção ambiental, de assistência médica e de assistência à saúde, farmacêuticos, de biotecnologia e têxteis.

 

Parte 2 - 7 - Estresse e Bem-Estar

PDF Criptografado

7

estresse e bem-estar explorando o comportamento em ação

Greve por Menos Estresse na Verizon

A

remuneração é boa, e os bônus relacionados a vendas podem ser bastante generosos. Assim, por que os representantes da central telefônica de atendimento ao cliente (call-center) da Verizon decretaram greve por 18 dias, vários anos atrás? A resposta é, em parte, o excesso de estresse.

A Verizon, uma empresa que faz parte da lista Fortune

100, com receitas superiores a US$107 bilhões, depende

objetivos do conhecimento

Depois de ler este capítulo, você deve ser capaz de:

1. Definir estresse e distinguir entre os diferentes tipos de estresse.

2. Compreender como o corpo humano reage ao estresse e ser capaz de identificar os sinais de quem

é vítima de um estresse demasiadamente grande.

3. Descrever dois importantes modelos de estresse no ambiente de trabalho e os fatores de estresse mais comuns relacionados ao ambiente de trabalho.

 

Parte 2 - Estudo de Caso - Brussels and Bradshaw

PDF Criptografado

parte II estudo de CASO

BRUSSELS AND

bradshaw

S

hannon Thomson escreveu este caso sob a supervisão do Professor Alison

Konrad especificamente para proporcionar material para discussão em sala de aula. Os autores não pretendem ilustrar maneiras eficazes ou ineficazes de se lidar com uma situação gerencial. Os autores podem ter disfarçado certos nomes e outras informações que possam induzir a identificações no intuito de resguardar a confidencialidade.

A Ivey Management Services proíbe qualquer forma de reprodução, armazenamento ou transmissão sem sua permissão formal por escrito. A reprodução deste material não está coberta por autorização de nenhuma organização de direitos de reprodução. Para encomendar cópias ou solicitar permissão para reproduzir materiais, entre em contato com a Ivey Publishing, Ivey Management

Services, c/o Richard Ivey School of Business, The University of Western Ontario,

London, Ontario, Canada, N6A 3K7; telefone (519) 661-3208; fax (519) 6613882; e-mail cases@ivey.uwo.ca.

 

Parte 3 - 8 - Liderança

PDF Criptografado

8

liderança

explorando o comportamento em ação

Maria Yee e a Revolução da Mobília Verde

U

ma série de questões confronta o setor globalizado de mobiliário. Talvez a mais importante delas seja a perda de florestas de madeira em muitas partes do mundo.

Essa perda ameaça a oferta de matéria-prima para fabricantes de mobiliário, e também afeta a capacidade do estoque de árvores da Terra de limpar o ar e o potencial para a perda de bosques de madeira decorrente da queda de árvores causadas por tormentas. Além disso, lacas tóxicas e adesivos são comuns na fabricação de mobiliário. O óxido de etileno é um exemplo disso. Substâncias químicas problemáticas, contidas nos tecidos, são também ubíquas, incluindo o ácido perfluoroctanoico para retirar manchas e para impermeabilização, bem como o éter decabromodifenílico para retardar a deflagração de chamas.

Para combater esses problemas, uma série de empreendedores com pensamento prospectivo tem trabalhado em tecnologias ecológicas (também chamadas verdes, sustentáveis) para tecidos e outros produtos direcionados para a fabricação de mobiliário de alta qualidade. O trabalho deles, no entanto, tem sido uma luta cada vez mais desafiadora. Madeira de boa qualidade advinda de fontes sustentáveis nem sempre é fácil de encontrar. Alternativas para madeiras fortes, como é o caso do bambu, podem ser difíceis de ser transformadas em mesas, cadeiras e armários atraentes e duráveis. Desenvolver alternativas para adesivos tradicionais pode significar um grande desafio.

 

Parte 3 - 9 - Comunicação

PDF Criptografado

9

comunicação

explorando o comportamento em ação

A IBM e Mundos Sociais Virtuais

P

ara uma conferência recente na IBM, os participantes chegaram a uma unidade maravilhosa, com uma suntuosa área de recepção, salas de reunião bem equipadas, uma biblioteca de apoio, espaços mistos informais, áreas para piquenique e jardins para relaxamento. Recepcionistas indica-

objetivos do conhecimento

Depois de ler este capítulo, você deve ser capaz de:

1. Explicar por que a comunicação é estrategicamente importante para as organizações.

2. Descrever o processo fundamental de comunicação.

3. Discutir aspectos importantes da comunicação que afetam a organização ou suas unidades, incluindo redes de comunicação e a direção do fluxo da comunicação.

4. Definir comunicação interpessoal e discutir os papéis da comunicação formal em contraposição com a comunicação informal, dos meios de comunicação, da tecnologia da comunicação e da comunicação não verbal.

 

Parte 3 - 10 - Tomada de Decisão por Indivíduos e por Grupos

PDF Criptografado

tomada de decisão por indivíduos e por grupos

10

explorando o comportamento em ação

A Tomada de Decisão de Dawn Ostroff na Rede de Televisão CW

C

omo presidente da Rede de Televisão CW, Dawn Ostroff enfrentou muitos desafios na primavera de 2006.

O principal entre esses desafios era a programação de uma linha de shows para a primeira temporada da rede. Uma questão que dificultava essa tarefa era o fator novidade da operação. Recentemente criada por meio de uma combinação entre a rede WB e a UPN, a entidade combinada não tinha uma base de espectadores. Que tipo de combinação entre os programas existentes e novos programas emocionantes atrairia os antigos espectadores da WB e da UPN? Que tipo de combinação de programas motivaria os antigos espectadores da WB e da UPN a sintonizar e assistir à nova rede? Em alguns mercados, os espectadores da WB precisariam encontrar/sintonizar a antiga estação UPN. Em outros mercados, os espectadores da UPN precisariam encontrar a antiga estação WB. E em ainda outros mercados, tanto os espectadores da WB quanto os espectadores da UPN precisariam encontrar uma estação completamente nova que estivesse levando adiante a imagem da CW.

 

Parte 3 - 11 - Grupos e Equipes

PDF Criptografado

grupos e equipes

11

explorando o comportamento em ação

Trabalho em Equipe na Starbucks

A

Apesar de terem ocorrido alguns óbices ao longo dos

últimos anos, a Starbucks continua sendo um dos casos de empresas mais bem-sucedidas na história contemporânea. O crescimento e o sucesso financeiro da empresa têm sido nada menos que fenomenais. No início de 2010, a Starbucks contava com mais de 16.000 estabelecimentos comerciais em mais de 45 países. No ano fiscal de

2009, as vendas totalizaram 9,7 bilhões de dólares. No que se refere ao trimestre mais recente para o qual existiam dados disponíveis quando da publicação da edição norte-americana deste livro, os lucros da empresa se elevaram enquanto a recessão global começava a ceder. Além de suas cafeterias e quiosques, que você provavelmente conhece, a empresa ingressou em vários empreendimentos e parcerias de sucesso. Por exemplo, uma parceria com a PepsiCo produz o

Frappuccino, uma bebida de café envasada, e uma parceria com a Unilever produz o sorvete com sabor de café, que

 

Parte 3 - 12 - Conflito, Negociação, Poder e Política

PDF Criptografado

conflito, negociação, poder e política

12

explorando o comportamento em ação

Conflito Verde

E

m novembro de 2007, Thomas Falk, executivo-chefe da

Kimberly-Clark Corporation, chegou à Universidade de Wisconsin para fazer uma apresentação sobre governança corporativa, como parte da Conferência de Cúpula do

Diretor (uma reunião projetada para a educação continuada de membros de conselhos de várias empresas). Quando começava a trabalhar em sua apresentação em PowerPoint, a audiência percebeu alguns slides peculiares, que incisivamente protestavam contra o uso de florestas primitivas para os produtos da empresa do tipo papel-toalha e lenço de papel (Kleenex, Cottonelle, Scott e outras marcas). Depois de terminar a apresentação e interromper cedo para o almoço, os diretores e outras pessoas na plateia encontraram menus interessantes sobre suas mesas. Esses menus incluíam entradas tais como “Fritada de

Pássaro Nativo” e “Torta de Caribu”.* A entrada era “Omelete de Conflito Social”. Evidentemente, os ativistas do Greenpeace estavam bastante atuantes naquele dia!

 

Parte 3 - Estudo de Caso - Inteligente e Dedicada: O Que Mais é Preciso?

PDF Criptografado

ESTUDO DE CASO — PARTE III

inteligente e dedicada:

o que mais é preciso?

H. Richard Eisenbeis, Colorado State University – Pueblo

Sue Hanks, Colorado State University – Pueblo

Linda Shaw, Colorado State University – Pueblo

S

usan Reynolds analisou criteriosamente sua primeira avaliação de desempenho anual na Marco Pictures, uma empresa muito bemsucedida no setor de produção de películas de longametragem, com sede em Los Angeles. Embora, sob muitos aspectos, a análise tenha sido favorável, ela ficou perturbada pelos seguintes comentários feitos por

Anita Lockwood, sua supervisora imediata (Apêndice I e Apêndice II):

Minha única preocupação é a tendência de Susan de permanecer em seu escritório, evitando contato com outras pessoas na empresa. Como responsável pela auditoria da empresa, ela deveria ficar envolvida com os departamentos de produção, pósprodução, licenciamento, royalties e outros departamentos. Ela deveria estar atenta para as atividades que estão sendo realizadas em cada um deles, e deveria trocar ideias periodicamente com os chefes de departamento, para determinar as exigências futuras do departamento de contabilidade.

 

Parte 4 - 13 - Estrutura e Cultura Organizacionais

PDF Criptografado

estrutura e cultura organizacionais

13

explorando o comportamento em ação

Crescimento e Estrutura Proporcionam uma

Carteira Integrada de Serviços na FedEx

M

uitas empresas têm objetivos projetados para alcançar crescimento e diversificação nos mercados para os quais prestam serviços, tanto em termos de produto quanto em termos geográficos. Esses objetivos de longo prazo são em geral mantidos durante recessões econômicas, como a que ocorreu ao final da primeira década do século XX.

O crescimento pode ser conquistado por meio do desenvolvimento de novos produtos e serviços internamente ou pela aquisição de outras organizações. O crescimento por meio de aquisições internas tem se mostrado popular, uma vez que se trata, de modo geral, de um meio mais rápido e menos arriscado de alcançar o crescimento desejado. A estratégia corporativa da FedEx envolveu esses dois tipos de abordagem.

Em 1971, a Federal Express Corporation foi fundada em

Little Rock, Arkansas. Desde o início de sua história, a FedEx utilizou o desenvolvimento interno para conquistar um rápido crescimento. Em 1983, a Federal Express alcançou 1 bilhão de dólares em receitas. Fez sua primeira aquisição em 1984, a gelco Express International, inaugurando suas operações na região da Ásia e do Pacífico. Cinco anos depois, a Federal Express comprou a Flying Tigers no intuito de expandir sua presença internacional. Naquele mesmo ano, a Roberts Express (agora

 

Parte 4 -14 - Mudança Organizacional e Desenvolvimento Organizacional

PDF Criptografado

mudança organizacional e desenvolvimento organizacional

14

explorando o comportamento em ação

Reinventando o Sonho na Starbucks

H

oward Schultz, a força empreendedora por trás da organização, proporcionou uma visão e um toque de ouro ao fazer da Starbucks uma gigantesca empresa com mais de 16.700 lojas no início de 2010. Embora tenha alcançado um sucesso surpreendente, a Starbucks já passou por alguns “atropelos” ao longo do caminho. Em 2008, sofreu uma redução na média de vendas por loja, pela primeira vez em sua história. O declínio continuou em 2008 e 2009. Existem várias razões para o fraco desempenho da Starbucks. Entre elas estão a crescente concorrência (desde pequenos revendedores e torrefadores nacionais e locais, como é o caso do torrefador Green

Mountain Coffee, até outros negócios que estão introduzindo especialidades à base de café, como é o caso do McDonald’s) e a recessão global que fez com que consumidores potenciais reduzissem suas compras eletivas e supérfluas (o café da ­Starbucks

 

Carregar mais


Detalhes do Produto

Livro Impresso
eBook
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
BPPD000206291
ISBN
9788521622420
Tamanho do arquivo
16 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados