Ler, escrever e resolver problemas: Habilidade básicas para aprender matemática

Visualizações: 413
Classificação: (0)
Este livro contribui para a discussão sobre o lugar e o significado das competências e das habilidades na escola fundamental, enfocando as habilidades de ler, escrever e resolver problemas em matemática.

FORMATOS DISPONíVEIS

9 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

Capítulo 1 | Comunicação em matemática

PDF Criptografado

c a p í t u l o

Comunicação em Matemática

Patrícia T. Cândido

Introduzir os recursos de comunicação nas aulas de matemática das séries iniciais pode concretizar a aprendizagem em uma perspectiva mais significativa para o aluno e favorecer o acompanhamento desse processo por parte do professor. Analisar o papel da oralidade, das representações pictóricas e da escrita como recursos de ensino permite vislumbrar uma nova dimensão para a prática escolar em sintonia com as pesquisas sobre a aquisição do conhecimento e da aprendizagem.

1

A palavra comunicação esteve durante muito tempo ligada a áreas curriculares que não incluíam a matemática. Hoje, porém, há um grande interesse pela comunicação em matemática que não é, diga-se de passagem, gratuito.

Pesquisas recentes afirmam que, em todos os níveis, os estudantes devem aprender a se comunicar matematicamente e que os professores devem estimular o espírito de questionamento e levar os seus alunos a pensarem e comunicarem idéias.

 

Capítulo 2 | Textos em matemática: por que não?

PDF Criptografado

Ler, Escrever e Resolver Problemas

29

c a p í t u l o

Textos em Matemática:

Por Que Não?

Kátia C. S. Smole

A produção de textos nas aulas de matemática cumpre um papel importante para a aprendizagem do aluno e favorece a avaliação dessa aprendizagem em processo.

Organizar o trabalho em matemática de modo a garantir a aproximação dessa área do conhecimento e da língua materna, além de ser uma proposta interdisciplinar, favorece a valorização de diferentes habilidades que compõem a realidade complexa de qualquer sala de aula.

2

U

m grupo de alunos da 3ª série havia acabado de fazer uma atividade sobre frações e percebido que as frações com numerador um ficam menores à medida que o denominador aumenta. A professora da classe pediu que escrevessem sobre o que haviam aprendido com a atividade. Então, eles produziram o seguinte texto:

No dicionário, fração é uma parte do todo. Como um papel que é fracionado para formar uma dobradura.

 

Capítulo 3 | Ler e aprender matemática

PDF Criptografado

Ler, Escrever e Resolver Problemas

69

c a p í t u l o

Ler e Aprender Matemática

Kátia C.S. Smole e Maria Ignez Diniz

Em qualquer área do conhecimento, a leitura deve possibilitar a compreensão de diferentes linguagens, de modo que os alunos adquiram uma certa autonomia no processo de aprender. Em uma situação de aprendizagem significativa, a leitura é reflexiva e exige que o leitor se posicione diante de novas informações, buscando, a partir da leitura, novas compreensões.

Neste capítulo, pretendemos analisar a importância de ensinar os alunos a lerem com compreensão nas aulas de matemática e indicar algumas sugestões de atividades para propiciar a aprendizagem, a partir da leitura, também nessa disciplina.

3

É comum os professores acreditarem que as dificuldades apresentadas por seus alunos em ler e interpretar um problema ou exercício de matemática estão associadas à pouca habilidade que eles têm para leitura. Também é comum a concepção de que, se o aluno tivesse mais fluência na leitura nas aulas de língua materna, conseqüentemente ele seria um melhor leitor nas aulas de matemática.

 

Capítulo 4 | Resolução de problemas e comunicação

PDF Criptografado

Ler, Escrever e Resolver Problemas

87

c a p í t u l o

Resolução de Problemas e Comunicação

Maria Ignez Diniz

Analisar a Resolução de Problemas como uma perspectiva metodológica a serviço do ensino e da aprendizagem de matemática amplia a visão puramente metodológica e derruba a questão da grande dificuldade que alunos e professores enfrentam quando se propõe a Resolução de Problemas nas aulas de matemática. A utilização de recursos da comunicação pode resolver ou fazer com que não existam essas dificuldades.

4

O tema Resolução de Problemas tem sido muito discutido e analisado nas últimas duas décadas, tanto entre professores e educadores quanto entre pesquisadores e elaboradores de currículos.

Em 1980, o National Council of Teachers of Mathematics, reconhecida associação norte-americana de professores de matemática, dedicou sua publicação anual à Resolução de Problemas, reforçando as propostas curriculares(NCTM,

1989) estabelecidas nos Estados Unidos que indicavam ser a Resolução de Problemas o centro do ensino e das pesquisas na década de 80.

 

Capítulo 5 | Os problemas convencionais nos livros didáticos

PDF Criptografado

c a p í t u l o

Os Problemas Convencionais nos Livros Didáticos

Maria Ignez Diniz

Quando nos referimos a textos em matemática, o que ocorre é a associação aos problemas-texto que estão nos livros didáticos.

Na perspectiva da Resolução de Problemas, esses textos convencionais podem ganhar um novo enfoque através dos recursos de comunicação, problematização e confrontação com problemas não-convencionais.

O

5

s exemplos de textos que encontramos nos livros didáticos estão centrados nos enunciados de problemas chamados de convencionais pela sua estrutura e pelo tratamento que se tem dado a eles.

Os problemas tradicionais dos livros-texto são, na verdade, simples exercícios de aplicação ou de fixação de técnicas ou regras. Na maioria das vezes, percebe-se neles a ausência de um contexto significativo para o aluno e de uma linguagem condizente com a utilizada em seu dia-a-dia. Tais problemas aparecem sempre depois da apresentação de um conteúdo, e é exatamente este conteúdo que deve ser aplicado na resolução dos problemas.

 

Capítulo 6 | Conhecendo diferentes tipos de problemas

PDF Criptografado

c a p í t u l o

Conhecendo Diferentes

Tipos de Problemas

Renata Stancanelli

Neste capítulo, faremos uma reflexão sobre os diferentes tipos de problemas que podem ser propostos aos alunos, destacando suas características e funções no ensino e na aprendizagem da matemática. A partir da exploração e da análise dos diversos problemas propostos, pretendemos romper com crenças inadequadas sobre o que é problema, o que é resolver problemas e, conseqüentemente, sobre o que é pensar e aprender em matemática.

6

U

ma das preocupações dos professores é fazer com que os alunos sejam capazes de resolver diferentes tipos de problemas nas aulas de matemática. Mas, afinal, o que exatamente isso significa?

Para auxiliar essa reflexão, vamos observar e resolver os dois problemas que seguem:

A) Ricardo comprou 3 pacotes de figurinhas. Em cada pacote há 4 figurinhas.

Quantas figurinhas Ricardo tem ao todo?

104

Smole & Diniz

B) Isso é um cérbero. Cada vez que uma das suas cabeças está doendo, ele tem que tomar quatro comprimidos. Hoje as suas três cabeças tiveram dor. Mas o frasco já estava no fim e ficou faltando comprimidos para uma cabeça.

 

Capítulo 7 | Diferentes formas de resolver problemas

PDF Criptografado

Ler, Escrever e Resolver Problemas

121

c a p í t u l o

Diferentes Formas de

Resolver Problemas

Cláudia T. Cavalcanti

Incentivar os alunos a buscarem diferentes formas de resolver problemas permite uma reflexão mais elaborada sobre os processos de resolução, sejam eles através de algoritmos convencionais, desenhos, esquemas ou até mesmo através da oralidade.

Aceitar e analisar as diversas estratégias de resolução como válidas e importantes etapas do desenvolvimento do pensamento permitem a aprendizagem pela reflexão e auxiliam o aluno a ter autonomia e confiança em sua capacidade de pensar matematicamente.

7

Em nossa experiência com resolução de problemas nas séries iniciais, temos visto que tão importante quanto o tipo de problema a ser trabalhado e a compreensão do texto é a atenção que devemos dar aos diferentes modos pelos quais as crianças podem resolver problemas. Acreditamos que este é um caminho que contribui muito para que tal ato seja um processo de investigação, no qual o aluno se posicione com autonomia e confiança e possa combinar seus conhecimentos para resolver a situação apresentada.

 

Capítulo 8 | Por que formular problemas?

PDF Criptografado

c a p í t u l o

Por que Formular Problemas?

Cristiane H. Chica

Quando o aluno cria seus próprios textos de problemas, ele precisa organizar tudo que sabe e elaborar o texto, dando-lhe sentido e estrutura adequados para que possa comunicar o que pretende.

Nesse processo, aproximam-se a língua materna e a matemática, as quais se complementam na produção de textos e permitem o desenvolvimento da linguagem específica. O aluno deixa, então, de ser um resolvedor para ser um propositor de problemas, vivenciando o controle sobre o texto e as idéias matemáticas.

8

Joice e Paula são duas espigas de milho que moram num grande milharal no interior de São Paulo.

Resolveram participar de concurso de cabelos.

Joice estava radiante em frente do espelho penteando seus cabelos, quando percebeu que eles estavam caindo. Decidiu contá-los. Ela estava com 1247 fios e no chão 320 caídos.

Desesperada com a possibilidade de não participar do concurso, foi investigar os fios de Paula.

 

Capítulo 9 | A informática e a comunicação matemática

PDF Criptografado

c a p í t u l o

A Informática e a

Comunicação Matemática

Estela Milani

O computador, símbolo e principal instrumento do avanço tecnológico, não pode mais ser ignorado pela escola. No entanto, o desafio

é colocar todo o potencial dessa tecnologia a serviço do aperfeiçoamento do processo educacional, aliando-a ao projeto da escola com o objetivo de preparar o futuro cidadão.

Neste capítulo, abordamos a importância da utilização da informática no ensino de matemática, relatando algumas experiências em que o computador desempenhou papel relevante como instrumento de motivação, ferramenta na execução de tarefas e até recurso essencial.

9

A informática alterou sensivelmente o modo e a qualidade de vida em todo o mundo. A utilização de satélites e o advento da internet, rede mundial de informações via computador, tornaram a comunicação mais fácil e rápida, possibilitando-nos saber em tempo real o que ocorre de um extremo ao outro do planeta.

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
Book
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
MFPP000001761
ISBN
9788536311920
Tamanho do arquivo
17 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados