Finanças Corporativas de Curto Prazo: A Gestão do Valor do Capital de Giro (V. 1), 2ª edição

Visualizações: 778
Classificação: (0)

Este livro aborda a gestão dos recursos financeiros de alocação circulante nas organizações – captações de recursos financeiros de curto prazo e aplicações de recursos financeiros de curto prazo.

Em termos acadêmicos, constitui-se no ensino das ações e estratégias de finanças corporativas de curto prazo, em disciplina normalmente intitulada Administração Financeira I, apresentando, em sua introdução, um estudo realizado na FEA-RP/USP, pela equipe do Centro de Pesquisas em Finanças (Cepefin), sobre o ensino desta área nas principais faculdades do Brasil e do exterior, indicando uma estrutura disciplinar para a área de Finanças.

Como novidade, apresenta a definição do objetivo da gestão do capital de giro nas organizações a partir da visão de criação de valor e importante debate, válido tanto para a academia como para a atividade organizacional. 

O livro está apresentado em dez capítulos, agrupados em duas grandes áreas:

Parte I – Gestão operacional do capital de giro:

• 1. Fundamentos da gestão do capital de giro

• 2. Gestão de recebíveis, crédito e cobrança

• 3. Gestão financeira de estoques e logística

• 4. Fontes de financiamento e modalidades de seguro para capital de giro

• 5. Gestão da tesouraria  

Parte II – Gestão tática do capital de giro:

• 6. Gestão do valor no capital de giro

• 7. Gestão tributária do capital de giro

• 8. Gestão do capital de giro internacional

• 9. Os sistemas de informação na gestão integrada do capital de giro

• 10. Aspectos comportamentais na gestão do capital de giro

Livro-texto para a disciplina ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA dos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Economia e para programas de graduação, pós-graduação stricto e lato sensu, como MBAs. Leitura de interesse para profissionais da área contábil-financeira das empresas.

Faça o login no site e acesse as videoaulas no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA).

Clique AQUI e confira dicas de acesso.

Acompanhe as nossas publicações, cadastre-se e receba as informações por e-mail (Clique aqui!)

FORMATOS DISPONíVEIS

11 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

O Ensino, a Pesquisa e a Organização em Finanças

PDF Criptografado

O Ensino, a Pesquisa e a Organização em Finanças

I – Introdução

A área de finanças é muito ampla. Seu campo de atuação é dinâmico e afeta a vida de todos os agentes que compõem um sistema econômico, sejam as famílias, empresas e governo. O termo finanças, de acordo com Gitman (2010), pode ser definido como “a arte e a ciência de administrar o dinheiro”.

Praticamente todas as pessoas, empresas e governos gastam ou investem dinheiro, em um processo que envolve instituições e instrumentos financeiros na transferência de dinheiro entre todos.

Da perspectiva das famílias (finanças pessoais), as finanças envolvem as instituições financeiras, investimentos e consumo. Diariamente as pessoas mantêm algum contato com os bancos, sejam emitindo cheques, efetuando saques em caixas eletrônicos, pagamentos online ou utilizando seu cartão de crédito ou débito.

Quando a renda é superior aos seus gastos, buscam uma forma de aplicar os excedentes financeiros, seja em uma caderneta de poupança, em CDB/RDB, em fundos de investimentos, aquisições de ações, ou até mesmo em imóveis. Ao contrário, quando a renda é inferior aos gastos, há necessidade de complementar sua renda, para honrar seus compromissos com terceiros.

 

Parte I – 1 Fundamentos da Gestão do Capital de Giro

PDF Criptografado

1

Fundamentos da Gestão do Capital de Giro

Objetivos do capítulo

• Apresentar o conceito e em que contexto está inserido o capital de giro.

de giro. Este livro abordará a administração financeira de curto prazo: a gestão financeira do capital de giro.

A Ilustração 1.1 apresenta o contexto em que a gestão do capital de giro está inserida.

• Explicar a importância do capital de giro.

• Apresentar noções fundamentais para a gestão do capital de giro.

Ilustração 1.1 –  Contextualização do capital de giro

• Mostrar a importância de uma boa gestão do capital de giro.

• Apresentar conceitos como capital de giro líquido e necessidade de capital de giro.

FINANÇAS:

ÂMBITO

MACRO

Macroeconomia

Fluxos Internacionais de Capitais

Sistemas Financeiros

Mercados de Capitais

1.1 Introdução

Como visto na introdução deste livro, o estudo de finanças é amplo e dinâmico, e seu estudo pode ser dividido em dois âmbitos: macro e micro.

 

Parte I – 2 Gestão de Recebíveis, Crédito e Cobrança

PDF Criptografado

2

Gestão de Recebíveis, Crédito e Cobrança

Objetivos do capítulo

• Apresentar o conceito e o contexto do crédito.

• Explicar a importância da gestão do crédito.

• Apresentar noções fundamentais para a gestão do crédito.

• Expor ferramentas de apoio à gestão do crédito e cobrança.

• Discutir conceitos como insolvência e modelos de avaliação do risco de crédito.

2.1 Introdução

O crédito, um dos principais itens da Gestão do

Capital de Giro, é de extrema importância na alavancagem de vendas e responsável por grande parte de recursos aplicados no ativo circulante.

Pode-se analisar a origem do crédito através de um enfoque de troca comercial: um sistema de troca simples pressupõe que uma parte vendedora entregará um produto ou serviço a uma outra parte compradora, que deverá fazer um pedido e pagar por isso em uma data determinada.

Não necessariamente os fluxos de troca de produtos e pagamentos ocorrerão na mesma data. Na verdade, na maioria das vezes, ou o comprador adianta o pagamento, quando se trata de compras por encomendas,

 

Parte I – 3 Gestão Financeira de Estoques e Logística

PDF Criptografado

3

Gestão Financeira de Estoques e Logística

Objetivos do capítulo

• Apresentar a importância da gestão de estoques para o capital de giro.

• Mostrar as principais questões envolvidas na gestão de estoques.

• Apresentar modelos que auxiliam na gestão de estoques.

• Mostrar como a logística e a gestão da cadeia de suprimentos podem contribuir para a gestão do capital de giro.

3.1 Introdução

Como visto, a gestão do capital de giro aborda os elementos de giro da empresa, que são representados pelo ativo e passivo circulantes. A gestão do ativo circu-

lante compreende o gerenciamento de caixa, de crédito e de estoque. Estabelecer um nível adequado de estoque

é importante para a gestão do capital de giro, uma vez que o estoque implica em custos e riscos para a empresa e, dessa forma, influencia a rentabilidade do negócio.

Maior volume de estoque frequentemente implica em maior necessidade de capital de giro. Por outro lado, volume ínfimo de estoque pode prejudicar o atingimento de metas de vendas.

 

Parte I – 4 Fontes de Financiamento e Modalidades de Seguro para Capital de Giro

PDF Criptografado

4

Fontes de Financiamento e Modalidades de Seguro para Capital de Giro

Objetivos do capítulo

O objetivo deste capítulo é apresentar as possibilidades existentes para se financiar o capital de giro das empresas, além de identificar as modalidades de seguros responsáveis por auxiliar na sua gestão.

parcela de recursos de longo prazo, de terceiros e próprios. Tais obrigações surgem:

das atividades normais da empresa, quando são denominadas fontes operacionais;

de empréstimos e financiamentos obtidos junto a instituições de crédito, aqui denominadas fontes financeiras de capital de giro;

de recursos de longo prazo, aqui denominados de recursos de longo prazo em giro.

A apresentação das fontes de financiamento são apresentadas por meio:

• das atividades operacionais da empresa;

• da obtenção de recursos financeiros de terceiros de curto prazo;.

• de recursos de longo prazo.

Já as modalidades de seguro são apresentadas por meio:

 

Parte I – 5 Gestão da Tesouraria

PDF Criptografado

5

Gestão da Tesouraria

Objetivos do capítulo

• Definir a gestão de tesouraria e seu papel na gestão do capital de giro.

• Destacar as finalidades do disponível.

• Apresentar o instrumento do fluxo de caixa na gestão de tesouraria, assim como sua elaboração e acompanhamento para fins gerenciais.

• Analisar os modelos de gestão de caixa e seu uso na gestão financeira.

• Descrever os procedimentos utilizados nas aplicações financeiras de forma a minimizar a exposição ao risco das instituições bancárias.

• Traçar algumas estratégias genéricas quanto à gestão de tesouraria, tais como as operações de hedge, o instrumento da conta garantida e o adiantamento a fornecedores.

das contas bancárias e das aplicações financeiras de curto prazo, o conceito de tesouraria agrega operações mais estruturadas, como as de hedge, e outros aspectos complementares, como a gestão de risco das instituições financeiras, reciprocidade bancária e estratégias operacionais na gestão de tesouraria.

 

Parte II – 6 Gestão do Valor no Capital de Giro

PDF Criptografado

6

Gestão do Valor no Capital de Giro

Objetivos do capítulo

• Definir o objetivo da gestão do capital de giro.

• Integrar a gestão dos elementos do capital de giro.

• Apresentar um modelo de gestão integrada, baseado no conceito de geração de valor, para a administração do capital de giro.

• Discutir a geração de valor na tesouraria.

• Discutir a geração de valor no giro.

• Apresentar os impactos inflacionários na gestão do capital de giro.

6.1 Introdução

Os capítulos anteriores apresentaram, de forma isolada, a gestão de todos os componentes do capital de giro. Foram descritos os aspectos mais relevantes na gestão financeira dos valores a receber e a pagar, dos estoques e da logística, da captação de curto prazo e da tesouraria. No entanto, é necessário que o gestor financeiro cuide de todos esses elementos de forma integrada, em um ambiente competitivo e dinâmico.

6.2 Objetivo da gestão do capital de giro

Nas Finanças Modernas, a principal função dos gestores é maximizar a riqueza dos proprietários pela

 

Parte II – 7 Gestão Tributária do Capital de Giro

PDF Criptografado

7

Gestão Tributária do Capital de Giro

Objetivos do capítulo

Permitir ao leitor compreender:

• Como funcionam atualmente os tributos e encargos no Brasil.

• Como os montantes de tributos impactam o capital de giro.

• Como o planejamento tributário pode afetar o capital de giro.

7.1 Introdução

Vamos tratar neste capítulo a questão dos tributos e encargos, como eles funcionam atualmente no Brasil e como impactam o capital de giro das empresas.

É uma questão de fundamental importância na gestão do capital de giro, uma vez que os tributos representam grande parcela dos custos das empresas.

Segundo os levantamentos anuais da revista Exame Melhores e Maiores, por volta de 50% do valor adicionado1 das empresas é destinado ao governo. Do ponto de vista da economia como um todo, a carga tributária do Brasil tem ficado em torno de 32% do Produto Interno Bruto.

1

  Valor Adicionado é o quanto a empresa adicionou de valor dentro de sua cadeia produtiva – é calculado pela diferença entre as receitas obtidas com os clientes e os gastos realizados com fornecedores.

 

Parte II – 8 Gestão do Capital de Giro Internacional

PDF Criptografado

8

Gestão do Capital de Giro Internacional

Objetivos do capítulo

• Integrar a gestão financeira à gestão operacional de câmbio e comércio exterior.

• Introduzir os conceitos do cenário e ambiente da administração do capital de giro internacional através dos fluxos básicos.

• Apresentar o fluxo de mercadorias, o fluxo da documentação e o fluxo das moedas (divisas).

• Apresentar uma proposta de modelo de organização para a gestão do capital de giro internacional nas empresas brasileiras.

• Conceituar a gestão financeira internacional, apresentando: as funções da administração de caixa internacional, o fluxo de recebimento de contas a receber internacional, o fluxo dos pagamentos no exterior.

• Apresentar a gestão do inventário de itens importados.

• Apresentar a concessão de crédito internacional.

• Apresentar as alternativas de financiamentos internacionais de curto prazo.

• Discutir a aplicabilidade das “Empresas Off-Shore” na gestão do capital de giro internacional.

 

Parte II – 9 Os Sistemas de Informação na Gestão Integrada do Capital de Giro

PDF Criptografado

9

Os Sistemas de Informação na Gestão Integrada do Capital de Giro

Objetivos do capítulo

Este capítulo tem por objetivos:

• Apresentar o conceito de ERP e sua evolução.

• Demonstrar as vantagens e desvantagens da adoção de um sistema ERP.

• Auxiliar o gestor na escolha de um sistema ERP.

• Demonstrar como os sistemas ERP auxiliam na gestão do capital de giro, identificando como os processos envolvidos nesta gestão são automatizados.

9.1 Introdução

Como visto nos capítulos anteriores, os elementos de giro da empresa são identificados no ativo e passivo circulantes, ou seja, no curto prazo. Assim, num sentido amplo, o capital de giro representa os recursos demandados por uma empresa para financiar suas necessidades operacionais, identificadas desde a aquisição de matérias-primas ou mercadorias prontas para revenda, até o recebimento pela venda do produto acabado. Entretanto, os elementos que compõem o giro não costumam apresentar sincronização temporal equilibrada em seus níveis de atividade. Evidentemente, se as atividades de seus vários elementos ocorressem

 

Parte II – 10 Aspectos Comportamentais na Gestão do Capital de Giro

PDF Criptografado

10

Aspectos Comportamentais na Gestão do Capital de Giro

Objetivos

Este capítulo tem como objetivos:

• Apresentar as diferenças entre a Teoria de Racionalidade e Finanças Comportamentais.

• Apresentar conceitos de finanças comportamentais.

• Apresentar a dimensão humana da Administração do Capital de Giro em confronto à gestão técnica.

• Apresentar a aplicação de conceitos de psicologia aplicados à gestão do capital de giro.

• Apresentar a importância da dimensão humana na gestão do capital de giro.

Nos capítulos anteriores foram transmitidos os aspectos técnicos da gestão do Capital de Giro, seguindo a lógica dos processos, o princípio da racionalidade e das melhores decisões na gestão financeira. Entretanto, mesmo conhecendo todos os aspectos e a teoria, nem sempre os resultados são satisfatórios ou alinhados à estratégia da empresa.

Isso ocorre, pois a gestão financeira, assim como todo processo administrativo, é realizada por pessoas e constantemente influenciada pelo comportamento humano.

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
Book
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
BPP0000207532
ISBN
9788522484652
Tamanho do arquivo
4,3 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados