Gestão Agroindustrial - Vol. 2, 5.ª edição

Visualizações: 427
Classificação: (0)

Os dois volumes desta obra refletem uma abordagem sistêmica da gestão agroindustrial que segue a tendência observada nos mais renomados programas de MBA em agribusiness do mundo. Nesse sentido, aborda assuntos relacionados aos três principais macrossegmentos das cadeias de produção agroindustriais: produção, agropecuária, industrialização e distribuição.

 

O volume 1 foi dividido em quatro grandes partes: Sistemas Agroindustriais: definições e correntes metodológicas, Mercados Agroindustriais, Gestão dos Processos Agroindustriais e Gerenciamento da Produção Agrícola. A lógica de encadeamento das partes segue o esquema clássico de análise das cadeias agroindustriais, ou seja, o estudo dos aspectos ligados aos mercados consumidores do produto final, da agroindústria e, finalmente, dos aspectos relacionados com a produção agropecuária.

 

O volume 2 apresenta ferramentas gerais para a tomada de decisão que podem ser aplicadas a todos os elos das cadeias de produção agroindustriais.

 

Livro-texto para as disciplinas de economia e gestão de cursos de graduação e pós-graduação voltados para a área de gestão dos agronegócios (administração, engenharia de produção e economia) e para cursos da área de ciências agrárias ou afins (agronomia, engenharia agrícola, medicina veterinária, zootecnia, engenharia florestal, engenharia de alimentos, engenharia ambiental e nutrição). Leitura para programas de treinamento empresarial e cursos de pós-graduação ligados ao estudo do agronegócio e para estudantes e profissionais que desejam conhecer os conceitos do agronegócio e para estudantes e profissionais que desejam conhecer os conceitos do agronegócio moderno e a forma pela qual esses novos conceitos e metodologias se traduzem em uma gestão de empresas mais produtiva.

FORMATOS DISPONíVEIS

7 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

1 Pesquisa operacional aplicada à agroindústia

PDF Criptografado

1

Pesquisa operacional aplicada à agroindústia

Miguel Antonio Bueno da Costa

Isaías Torres

Neste capítulo, são apresentados um histórico da Pesquisa Operacional (PO), sua metodologia de atuação e uma abordagem sobre as principais técnicas de PO: programação linear e simulação. São apresentados exemplos e propostos exercícios voltados para o setor agroindustrial. Ao final deste capítulo, o leitor será capaz de:

• evoluir no aprendizado do tema Pesquisa Operacional;

• desenvolver modelos simbólicos e analógicos;

• escolher ferramentas computacionais para solucionar problemas de programação linear e de simulação.

1 Histórico da pesquisa operacional

A Pesquisa Operacional (PO), com essa denominação, “surgiu” e desenvolveu-se durante a Segunda Guerra Mundial. Apesar do termo Pesquisa Operacional ter sido empregado pela primeira vez no ano de 1939, acredita-se que foi durante a primeira revolução industrial que surgiram as situações/problemas que seriam tratadas no futuro por essa nova ferramenta de apoio à tomada de decisão.1

 

2 Métodos estatísticos para a agroindústria

PDF Criptografado

2

Métodos estatísticos para a agroindústria

Manoel Fernando Martins

Ao iniciar o módulo de Estatística, surge a questão: por que estudar estatística?

Apesar de ser utilizada nas mais diversas áreas do conhecimento, a aplicação da estatística vem crescendo nos últimos anos em virtude do aumento do emprego da abordagem quantitativa na resolução de problemas e na tomada de decisão.

Ao final deste capítulo, o leitor será capaz de:

• apresentar e descrever dados;

• determinar processos de amostragem;

• estimar os parâmetros de uma população;

• comprovar hipóteses;

• verificar se duas ou mais médias são iguais;

• determinar variáveis significantes em um experimento;

• estabelecer relações que permitam predizer uma variável em razão de outra.

1 Introdução

A primeira noção que se tem da estatística está associada a gráficos, tabelas, taxas e percentagens que relacionam fatos e situações com dados que auxiliam a compreendê-los rapidamente. Esta primeira impressão diz respeito a um ramo da

 

3 Sistemas de informações gerenciais: conceitos e aplicações ao agronegócio

PDF Criptografado

3

Sistemas de informações gerenciais: conceitos e aplicações ao agronegócio

Néocles Alves Pereira

Neste capítulo são apresentados, em uma abordagem gerencial, os principais conceitos relativos a Sistemas de Informações Gerenciais (SIG), bem como caracterizados diversos tipos de sistemas de informações, como: Business Intelligence e Customer Relationship Management, Sistemas Especialistas, Sistemas ERP e Sistemas de Informações para Executivos. Além disso, são apresentadas também as bases conceituais sobre Modelagem de Processos de Negócios, importante para a racionalização de processos ou análise prévia de processos em uma implantação de sistemas de informação, e também sobre Comércio Eletrônico. Para este último, são apresentados diversos links que oferecem software para agroindústria.

Ao final deste capítulo, o leitor será capaz de:

• identificar o tipo de sistema de informação que um agronegócio necessita;

• participar mais efetivamente no desenvolvimento de sistemas de informações para um agronegócio;

 

4 Análise de investimentos

PDF Criptografado

4

Análise de investimentos

Edemilson Nogueira

Este capítulo apresenta os principais conceitos e técnicas, utilizados para a análise e a comparação de alternativas de investimento. Como este livro tem como tema central empresas agroindustriais, é importante destacar que as técnicas utilizadas para análise de investimento são as mesmas, qualquer que seja o setor industrial.

Ao final deste capítulo, o leitor será capaz de:

• conhecer os conceitos básicos utilizados na engenharia econômica;

• saber utilizar corretamente todos os métodos de análise e seleção de oportunidades de investimento;

• conhecer as particularidades da avaliação de alternativas de substituição de equipamentos;

• saber avaliar o efeito do imposto de renda na análise de investimentos.

1 Análise de investimentos

A estrutura de uma empresa, representada pelo conjunto de seus ativos físicos, habilidades humanas e competência tecnológica, é resultado de um longo processo de investimentos diversos. Várias oportunidades de investimento surgem ao longo do tempo, e as pessoas pertencentes à administração avaliam e determinam quais devem ser aproveitadas e quais abandonadas. Os administradores são, desta forma, os responsáveis pela formação da estrutura da empresa e, conseqüentemente, por um conjunto de características que irão determinar suas potencialidades e fraquezas.

 

5 Tópicos de economia aplicados ao sistema agroindustrial

PDF Criptografado

5

Tópicos de economia aplicados ao sistema agroindustrial

Luiz Fernando Paulillo

Paulo Furquim de Azevedo

Neste capítulo, são apresentadas noções básicas de microeconomia e aplicações para o mercado agroalimentar. São selecionados tópicos cujo entendimento é necessário

à formulação de estratégias para o setor. Em especial, o capítulo centra-se nos conceitos de elasticidade da demanda, economia de escala e economias de escopo.

Ao final deste capítulo, o leitor será capaz de:

• compreender o comportamento do consumidor no mercado agroalimentar;

• utilizar instrumental microeconômico para previsões de demanda de produtos agroalimentares;

• distinguir as principais estratégias de economias de escala;

• distinguir as principais estratégias de economias de escopo;

• compreender a importância de elementos organizacionais para a competitividade das empresas.

1 Introdução

Serão apresentadas algumas noções básicas de análise microeconômica e sua aplicação no mercado agroalimentar. Para isso, serão utilizados alguns conceitos tradicionais da Economia Neoclássica, evitando enfatizar o debate crítico da economia política travado ao longo do século. Sabe-se que a economia contemporânea é caracterizada por: concentração de capital elevada; mercado oligopolizado; atuação crescente de enormes corporações em diferentes mercados; produções

 

6 A política agrícola no Brasil: evolução e principais instrumentos

PDF Criptografado

6

A política agrícola no Brasil: evolução e principais instrumentos

Antônio Márcio Buainain

Hildo Meirelles de Souza Filho

Neste capítulo serão apresentados os principais instrumentos de políticas macroeconômica e agrícola que afetam a agricultura brasileira. Inicia-se com uma nota didática a respeito das especificidades da agricultura e da regulação estatal no setor. As principais políticas macroeconômicas e agrícolas são apresentadas com o objetivo de estabelecer a base teórica necessária para entender a evolução histórica recente da política agrícola brasileira. Acompanhamos os traços gerais desta evolução desde fins dos anos 60, procurando evidenciar como o Estado foi perdendo sua capacidade de regulação da produção e comercialização agropecuária. Este resgate permite compreender os objetivos e as limitações das políticas agrícolas no Brasil.

Ao final deste capitulo, o leitor será capaz de:

• Compreender os objetivos da regulação estatal na agricultura e agroindústria.

 

7 Comércio internacional agroindustrial: instituições e mecanismos de negociação

PDF Criptografado

7

Comércio internacional agroindustrial: instituições e mecanismos de negociação

Luiz Fernando Paulillo

Neste capítulo são apresentados os principais conceitos, instituições, instrumentos e barreiras do comércio internacional na atualidade. Inicia-se com uma introdução ao tema do comércio internacional e o fenômeno de sua contínua instrumentação (que começou em 1947, com a instituição do GATT – Acordo Geral de

Tarifas e Comércio – e que avançou a partir de 1995, com a constituição da OMC

– Organização Mundial do Comércio). O capítulo inicialmente define o comércio internacional atual ao colocá-lo sob os preceitos neoliberais que estão efetivados no mundo atual, o que significa inseri-lo em um mundo bem distante do livre comércio do liberalismo clássico e mais próximo do protecionismo das décadas de 50, 60, 70 e 80 do século XX, principalmente se tomarmos como exemplo as práticas comerciais dos países desenvolvidos. O texto avança para mostrar as principais instituições vigentes no plano da realização da cooperação internacional para dirimir conflitos, como tratados e acordos comerciais, as cláusulas de direitos e obrigações, as leis uniformes para cheques, notas promissórias, letras de câmbio etc., bem como explicar o processo de institucionalização do GATT e, posteriormente, da OMC (que criou as possibilidades para o avanço das negociações multilaterais, bilaterais e regionais). O presente capítulo também mostra as principais instituições e práticas comerciais criadas para a agricultura e a agroindústria, com destaque para os mecanismos de solução de controvérsias (como formação de painel, órgãos de apelação e órgãos de controvérsias) e os instrumentos de política comercial (tarifas, quotas tarifárias, mecanismos de defesa comercial, cláusulas de escape e de habilitação, subsídios à exportação, adoção de Sistemas Gerais de

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
Book
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
BPP0000206338
ISBN
9788522470099
Tamanho do arquivo
14 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados