Medium 9788536506555

Saúde coletiva para iniciantes

Visualizações: 35
Classificação: (0)

Transmitindo os conhecimentos básicos necessários para uma atuação consciente em Saúde Coletiva, esta obra traz uma parte da evolução histórica do processo saúde-doença, além de conceituar e diferenciar a promoção da saúde e a prevenção de doenças.Aborda as políticas públicas de saúde no Brasil, a organização e a evolução do Sistema Único de Saúde (SUS), e também explica os fundamentos para o estudo das doenças transmissíveis e do sistema imunológico.Trata da educação para a saúde, ensinando a planejar, conduzir e avaliar aulas e grupos educativos voltados à população. Traz exercícios práticos e sugestões de atividades complementares que facilitam o aprendizado.

FORMATOS DISPONíVEIS

Disponível no modelo assinatura da Minha Biblioteca

11 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

Apresentação

PDF Criptografado

8

Saúde Coletiva para Iniciantes: Políticas e Práticas Profissionais

Apresentação

Este livro foi pensado e escrito com muito cuidado para você, estudante de curso técnico na

área de saúde.

O tema principal aqui é saúde pública/saúde coletiva, com sua história, suas políticas e seus programas. Todas as informações contidas nesta obra têm como objetivo preparar você para uma atuação de qualidade, permeada por preceitos éticos e de solidariedade.

O livro está dividido da seguinte forma:

»»

Apresentação e discussão do processo saúde-doença, com a evolução desse conceito desde a pré-história até a atualidade.

»»

Promoção da saúde e prevenção de doenças, com a definição desses conceitos fundamentais na saúde pública, que podem e devem ser conhecidos e aplicados por todos os profissionais da área e pela população.

»»

Apresentação do Sistema Único de Saúde (SUS), a história do sistema de saúde no Brasil, até a atualidade, com sua filosofia e diretrizes de funcionamento, incluindo o enfoque na atenção básica.

 

Capítulo 1: O Processo Saúde-Doença: Evolução Histórica

PDF Criptografado

10

Saúde Coletiva para Iniciantes: Políticas e Práticas Profissionais

O Processo

Saúde-Doença:

Evolução Histórica

1

Para começar

Este capítulo apresenta a evolução do conceito de saúde através da história. Você notará como a visão sobre o processo saúde-doença foi mudando, desde as sociedades primitivas até a atualidade.

Também serão aprofundadas as mais importantes teorias formuladas para explicar o processo saúde-doença, do último século até a definição calcada na Constituição Brasileira de 1988.

1.1 Um passeio pela história

A saúde e a doença sempre estiveram presentes na vida dos seres vivos. A humanidade, desde os primórdios, buscou explicações para compreender tais eventos. Em cada época, os homens buscaram explicá-las com base nos conhecimentos disponíveis naquele determinado momento, sendo estas resultados do período histórico vivenciado, considerando sua estrutura social, política, filosófica e científica. A seguir, você entrará em contato com diversas visões sobre o processo saúde-doença em distintos períodos da civilização.

 

Capítulo 2: Promoção da Saúde e Prevenção de Doenças

PDF Criptografado

3) No Brasil, a saúde é um direito do cidadão e deve ser garantida pelo Estado mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de adoecimento. Tendo essa afirmação como ponto de partida, é correto afirmar que (copie a alternativa correta em seu caderno): a) Esse artigo representa a possibilidade de fazer políticas de saúde no Brasil, tendo a integração da visão mágica e da bacteriológica sobre saúde como base para a estruturação do sistema. b) A teoria sobre o processo saúde-doença que possibilitou que se chegasse a esse artigo da Constituição foi a bacteriológica, pois iniciou a identificação dos agen­ tes responsáveis pelas doenças que devem ser prevenidas. c) A Constituição Brasileira defende uma saúde que é vista como resultado das interações dos mais variados âmbitos da vida humana, como trabalho, habitação, educação e lazer. d) O melhor modelo para se estruturar os serviços de saúde é o biomédico, pois são os hospitais e os médicos os principais responsáveis por manter a saúde da população.

 

Capítulo 3: História das Políticas Públicas de Saúde no Brasil

PDF Criptografado

4) Em relação às recomendações da Carta de Ottawa, destacam-se a participação das comunidades na tomada de decisões relacionadas ao sistema de saúde e o reforço da ação comunitária. Para você, como os profissionais de saúde podem auxiliar as comunidades nesse processo?

5) Ainda discutindo a Carta de Ottawa, no desenvolvimento de habilidades pessoais, coloca-se em pauta a importância da educação para a saúde na manutenção de hábitos saudáveis. Tendo em vista a grande quantidade de informações sobre saúde veiculadas pela mídia atualmente (televisão, rádio, internet, jornais), você considera que elas eduquem as pessoas para que vivam melhor e cuidem da saúde? Discuta seu ponto de vista com seu professor e com os colegas de turma.

28

Saúde Coletiva para Iniciantes: Políticas e Práticas Profissionais

História das

Políticas Públicas de Saúde no Brasil

3

Para começar

Este capítulo mostra como evoluíram as políticas públicas de saúde no Brasil, desde sua descoberta até os dias atuais, além de apresentar as principais características do sistema de saúde, dividido por períodos históricos, com ênfase nos últimos 100 anos, decisivos para a implantação do SUS.

 

Capítulo 4: O SUS: Organização, Leis e Evolução

PDF Criptografado

5) A assistência à saúde no Brasil já foi dividida em dois polos: saúde pública, baseada em campanhas e ligada ao Departamento Nacional de Saúde (atual Ministério da

Saúde), e assistência individual e curativa (atendimento ambulatorial e hospitalar), financiada pelos IAP e, depois, pela Previdência Social, somente para trabalhadores com carteira assinada. A saúde passou a ser um direito e a incluir todos os cidadãos brasileiros após: a) A promulgação da Lei no 6.229, em 1975, que estabeleceu o funcionamento do sistema de saúde. b) A VIII Conferência Nacional de Saúde, a qual determinou que a saúde era um

­direito de todos em seu relatório final. c) A Constituição de 1988, que inseriu o tema saúde em seu bojo. d) A promulgação da Lei no 8.080, que regulamenta o SUS.

38

Saúde Coletiva para Iniciantes: Políticas e Práticas Profissionais

O SUS:

Organização,

Leis e Evolução

4

Para começar

Este capítulo apresenta a estrutura do Sistema Único de Saúde (SUS), os princípios que o guiam, as leis que o regulamentam e as normas que orientam o funcionamento dos serviços. Também aborda as dificuldades para o funcionamento adequado e os desafios a serem superados para um funcionamento próximo ao ideal.

 

Capítulo 5: A Atenção Básica no Brasil

PDF Criptografado

c) A universalidade: somente brasileiros que contribuem para a previdência social podem acessar os serviços de saúde; a integralidade: os serviços de saúde devem oferecer ações que atendam às necessidades de prevenção, promoção da saúde, cura e reabilitação para todo o conjunto da população; a equidade: justiça social sem diferenciar as pessoas. d) A universalidade: todos os brasileiros e os não brasileiros que residem no país possuem o direito de acessar os serviços de saúde; a integralidade: todo cidadão tem o direito de ser totalmente examinado em cada atendimento de saúde; a equidade: igualdade com justiça social - oferecer mais para quem tem piores condições de vida

3) Em relação à diretriz de regionalização, é INCORRETO afirmar (copie a alternativa incorreta em seu caderno): a) A regionalização é importante, pois permite que o serviço de saúde programe suas ações de acordo com o perfil dos usuários que estão em sua área de abrangência. b) A regionalização exclui as pessoas do sistema de saúde, pois ela não pode ser atendida onde deseja. c) A regionalização é a forma de operacionalizar (fazer acontecer) a descen­ tralização. d) A regionalização acontece desde os níveis mais altos da gestão até o nível local, que são os serviços de saúde.

 

Capítulo 6: Risco, Vulnerabilidade e Fatores de Risco em Saúde

PDF Criptografado

5) A UBS d. Maricota organizou uma festa da saúde no sábado, com a participação de toda a equipe e do NASF. Nessa festa, foram oferecidas diversas atividades: coleta de papanicolaou para as mulheres que não podem ir à UBS nos dias de semana; brincadeiras com as crianças; oficina de alimentação saudável; aulas de alongamento; palestras sobre prevenção de violência e uso de drogas para os pais; e oficina sobre sexualidade para os adolescentes. A comunidade também participou: as mulheres do grupo de artesanato expuseram seus trabalhos e o grupo de alimentação saudável ficou responsável pelos comes e bebes. Foi um sucesso. Identifique quais atividades realizadas pela equipe - foram necessárias para o planejamento e a execução da festa.

Quais objetivos a equipe da UBS tinha em mente quando organizou as atividades oferecidas na festa? Quais benefícios uma festa pode oferecer ao território?

64

Saúde Coletiva para Iniciantes: Políticas e Práticas Profissionais

Risco,

 

Capítulo 7: Vigilância em Saúde

PDF Criptografado

2) Entreviste seus colegas e familiares sobre o fato de eles fazerem ou não uso de ál­­ cool, tabaco ou outras drogas. Pergunte se eles usam ou usaram, como e em quais situações isso aconteceu e se já tiveram problemas de saúde ou outros agravos

(como acidentes) por causa desse uso. Para os que não utilizam, pergunte por que não o fazem. Anote as situações apresentadas por eles que você considera como fatores protetores, que os ajudam a evitar problemas de saúde decorrentes do uso dessas substâncias.

3) Identifique, na sua vida, os fatores de risco para adoecimento e as estratégias que você usa para enfrentá-los. Monte um quadro com as colunas “fator de risco” e “estratégia de enfrentamento”, escreva seus achados e analise se suas estratégias são eficientes.

4) Você já ouviu o ditado “é de pequeno que se torce o pepino”? Ele mostra uma visão popular da importância de se educar as crianças para que, ao chegarem à vida adulta, possam conviver harmoniosamente em sociedade e tomar conta de si mesmos e de suas famílias. O PSE parte do mesmo princípio, pois a ciência também já comprovou que hábitos desenvolvidos na infância perduram por toda a vida. Pesquise na internet mais detalhes do PSE e apresente quais os objetivos dele.

 

Capítulo 8: Introdução às Doenças Transmissíveis

PDF Criptografado

2) Imagine que você é um(a) técnico(a) em estética. No seu dia a dia, você utiliza muitos cosméticos e equipamentos desenvolvidos especialmente para essa área de atuação.

Você trabalha em uma clínica e também faz atendimentos em domicílios, mas tem dúvidas se está fazendo tudo corretamente e dentro da legislação vigente para a área.

Qual vigilância você pode procurar no intuito de obter informações sobre essas questões? Por quê? Quais orientações você pode solicitar para esse órgão?

3) Um(a) técnico(a) em radiologia está exposto(a) diariamente à radiação que, em níveis de exposição inadequados, pode trazer danos à saúde. Como a VA e a VISAT podem atuar junto a esse tipo de trabalhador(a)?

4) Na Vila das Flores acontece anualmente uma grande festa comunitária. Todos os moradores se reúnem e levam alimentos e bebidas para comemorar o aniversário do bairro. Neste ano, infelizmente, algo deu errado: um dos pratos estava estragado, muitas pessoas tiveram diarreia e precisaram ser atendidas no pronto-socorro regional. Como a VE deve atuar diante dessa situação?

 

Capítulo 9: Programa Nacional de Imunizações

PDF Criptografado

Agora é com você!

1) Pesquise na internet qual a cadeia de transmissão da esquistossomose. A partir dela, indique quais são as ações preventivas possíveis a fim de quebrar cada elo da cadeia e impedir a transmissão.

2) Planeje com seus colegas de turma uma palestra, voltada aos profissionais que atuam na área de beleza, sobre as DT que podem ser transmitidas em um salão de beleza e em clínicas de estética e as formas de preveni-las (você pode ler o Capítulo 10 para fazer essa atividade).

3) O ciclo de transmissão da tuberculose pode ser resumido da seguinte forma: Mycobacterium tuberculosis - homem - vias aéreas - transmissão direta - vias aéreas homem. Quando se realiza a busca ativa de sintomáticos respiratórios, qual elo da cadeia da transmissão está sendo quebrado?

4) Joana tem 4 anos de idade, mora com sua família em uma casa construída com restos de construção e madeira, em uma favela, com mais cinco irmãos. A mãe sustenta sozinha a todos os filhos; ela sai para trabalhar às 4h30 da manhã e volta para casa somente depois das 19h. As crianças são cuidadas pelas irmãs de 12 e 10 anos de idade, que não estão na escola. Joana já teve hepatite A, várias diarreias e está com as vacinas atrasadas. Em sua região, não existem ACS. Quais situações da vida de Joana a deixam mais suscetível às doenças transmissíveis?

 

Capítulo 10: Educação paraa Saúde

PDF Criptografado

Agora é com você!

1) Junte-se a seus colegas e peça que todos tragam suas carteiras de vacinação para a aula. A partir do calendário indicado para as respectivas faixas etárias, avaliem cada carteirinha e vejam se elas precisam de atualização.

2) Um amigo que irá trabalhar no departamento de água e esgoto quer saber quais vaci­­ nas precisa tomar. Ele tem 33 anos e não tem comprovante de vacinações anteriores.

Que vacinas ele precisa receber?

3) Com relação à administração de imunobiológicos, quais opções a seguir são verdadeiras? Aqui, existe mais de uma resposta correta! a) A imunização deve ser suspensa em caso de uso de qualquer tipo de antimicrobiano. b) A vacina DTP imuniza contra difteria, tétano e pertussis (coqueluche) e deve ser aplicada a partir dos 2 meses de idade. c) As ações de imunização de rotina acontecem em vários serviços de saúde, principalmente em UBS. d) Todas as vacinas do calendário devem ser administradas em pessoas com imunodeficiência congênita ou adquirida. e) As vacinas apresentam um grande risco de eventos adversos, devendo ser administradas somente com prescrição médica e em ambiente hospitalar.

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
Book
Capítulos

Formato
Subscription
Criptografado
Não
SKU
BPDS000271327
ISBN
9788536510972
Tamanho do arquivo
0 Bytes
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados