Fundamentos de economia

Visualizações: 146
Classificação: (0)

Fundamentos de Economia é um livro dirigido a estudantes e profissionais das áreas de Ciências Humanas em geral, que fornece uma visão abrangente das principais questões econômicas de nosso tempo.
Trata-se de um livro introdutório de Economia Aplicada, no qual os autores explicam com clareza e concisão conceitos e problemas econômicos fundamentais, de forma que os estudantes possam ter melhor compreensão da realidade econômica.
A obra apresenta temas como a evolução da Ciência Econômica, Economia e Direito, Teoria Microeconômica (Demanda, oferta, mercado, produção e custos), Política Macroeconômica, Inflação, Setor Público e Crescimento e desenvolvimento econômico.
Com abordagem didática, traz, ainda, exercícios e glossário com os principais verbetes da área.

FORMATOS DISPONíVEIS

eBook

Disponível no modelo assinatura da Minha Biblioteca

16 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

Capítulo 1 - Introdução à Economia

PDF Criptografado

Capítulo 1

Introdução à Economia

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 1

11/10/18 14:18

1.1 Introdução

Seja em nosso cotidiano, seja nos jornais, no rádio e na televisão, deparamo-nos com inúmeras questões econômicas, como:

Fundamentos de Economia

2

aumentos de preços; períodos de crise econômica ou de crescimento; desemprego; setores que crescem mais do que outros; diferenças salariais; crises no balanço de pagamentos; vulnerabilidade externa; valorização ou desvalorização da taxa de câmbio; dívida externa; ociosidade em alguns setores de atividade; diferenças de renda entre as várias regiões do país; comportamento das taxas de juros; déficit governamental; elevação de impostos e tarifas públicas.

Esses temas, já rotineiros em nosso dia a dia, são discutidos pelos cidadãos comuns, que costumam ter opiniões formadas sobre as medidas adotadas pelo

Estado. Um estudante de Economia, de Direito ou de outra área pode vir a ocupar um cargo de responsabilidade em uma empresa ou na própria administração pública e necessitará de conhecimentos teóricos mais sólidos para poder analisar os problemas econômicos que nos rodeiam diariamente.

 

Capítulo 2 - Economia e Direito

PDF Criptografado

Capítulo 2

Economia e Direito

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 19

11/10/18 14:18

2.1 Introdução

Fundamentos de Economia

20

Este capítulo procura mostrar como importantes conceitos da teoria econômica estão relacionados ou dependem do quadro de normas jurídicas do país. No mundo real, por um lado, as normas jurídicas molduram o campo de análise da teoria econômica e, por outro, o surgimento de novas questões econômicas pode modificar esse arcabouço jurídico.

Particularmente nas últimas décadas, em função do expressivo avanço da liberalização dos mercados, tanto do comércio como das finanças internacionais, vem ganhando mais importância o papel regulador do governo, visando garantir a defesa da concorrência e os direitos dos consumidores.

Nesse sentido, iniciamos este capítulo com o enfoque na Microeconomia.

Em seguida, direcionados para a Macroeconomia, destacamos a relevância do arcabouço jurídico que norteia a aplicação dos instrumentos de política econômica. Finalizamos o capítulo com alguns comentários sobre o papel do Estado na promoção do bem-estar da sociedade, tanto do ponto de vista econômico como jurídico.

 

Capítulo 3 - Introdução à Microeconomia

PDF Criptografado

Capítulo 3

Introdução à

Microeconomia

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 29

11/10/18 14:18

3.1 Conceito

Fundamentos de Economia

30

A Microeconomia, ou Teoria dos Preços, analisa a formação de preços no mercado, ou seja, como a empresa e o consumidor interagem e decidem qual o preço e a quantidade de determinado bem ou serviço em mercados específicos.

Assim, enquanto a Macroeconomia enfoca o comportamento da Economia como um todo, considerando variáveis globais como consumo agregado, renda nacional e investimentos globais, a análise microeconômica preocupa-se com a formação de preços de bens e serviços (por exemplo, soja, automóveis) e de fatores de produção (salários, aluguéis, lucros) em mercados específicos.

A Teoria Microeconômica não deve ser confundida com economia de empresas, pois tem enfoque distinto. A Microeconomia estuda o funcionamento da oferta e da demanda na formação do preço no mercado, isto é, o preço obtido pela interação do conjunto de consumidores com o conjunto de empresas que fabricam um dado bem ou serviço.

 

Capítulo 4 - Demanda, Oferta e Equilíbrio de Mercado

PDF Criptografado

Capítulo 4

Demanda, Oferta e

Equilíbrio de Mercado

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 37

11/10/18 14:18

4.1 Introdução

4.1.1

Fundamentos de Economia

38

Breve histórico

A evolução do estudo da teoria microeconômica teve início basicamente com a análise da demanda de bens e serviços, cujos fundamentos estão alicerçados no conceito subjetivo de utilidade. A utilidade representa o grau de satisfação que os consumidores atribuem aos bens e serviços que podem adquirir no mercado. Ou seja, a utilidade é a qualidade que os bens econômicos possuem de satisfazer as necessidades humanas. Como tem sua base em aspectos psicológicos ou preferências subjetivas, a utilidade difere de consumidor para consumidor (uns preferem uísque, outros, cerveja).

A teoria do valor-utilidade contrapõe-se à chamada teoria do valor-trabalho, desenvolvida pelos economistas clássicos (Malthus, Adam Smith,

Ricardo, Marx). A teoria do valor-utilidade pressupõe que o valor de um bem se forma por sua demanda, isto é, pela satisfação que o bem representa para o consumidor. Ela é, portanto, subjetiva e considera que o valor nasce da relação do homem com os objetos. Representa a chamada visão utilitarista, em que prepondera a soberania do consumidor, pilar do capitalismo.

 

Capítulo 5 - Custos de Produção

PDF Criptografado

Capítulo 5

Custos de Produção

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 65

11/10/18 14:18

Parte I

Teoria da Produção

5.1 Introdução

Fundamentos de Economia

66

A teoria dos custos de produção constitui-se, em Economia, na chamada teoria da oferta da firma individual. Os princípios da teoria dos custos de produção são peças fundamentais para a análise dos preços e do emprego dos fatores, assim como de sua alocação entre os diversos usos alternativos na economia. Assim sendo, a teoria dos custos de produção serve de base para a análise das relações existentes entre produção e custos dos fatores de produção: em uma economia moderna, cuja tecnologia e processos produtivos evoluem diariamente, o relacionamento entre a produção e os custos de insumos é muito importante na análise da teoria da formação dos preços.

A teoria da produção propriamente dita, preocupa-se com a relação técnica ou tecnológica entre a quantidade física de produtos (outputs) e de fatores de produção (inputs), enquanto a teoria dos custos de produção relaciona a quantidade física de produtos com os preços dos fatores de produção. Ou seja, a teoria da produção trata apenas de relações físicas, enquanto a teoria dos custos de produção envolve também os preços dos insumos.

 

Capítulo 6 - Estruturas de Mercado

PDF Criptografado

Capítulo 6

Estruturas de Mercado

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 91

11/10/18 14:18

6.1 Introdução

Fundamentos de Economia

92

Vimos nos capítulos anteriores quais variáveis afetam a demanda e a oferta de bens e serviços e como são determinados os preços, supondo que, sem interferências, o mercado automaticamente encontra seu equilíbrio. Implicitamente, estava sendo suposta uma estrutura específica de mercado, qual seja, a de concorrência perfeita ou mercado competitivo. Discutiremos neste capítulo mais detidamente essa e outras formas de mercado.

As várias formas ou estruturas de mercado dependem fundamentalmente de três características: a) número de empresas que compõem esse mercado; b) tipo do produto (se as firmas fabricam produtos idênticos ou diferenciados); c) se existem ou não barreiras ao acesso de novas empresas nesse mercado.

A maior parte dos modelos existentes pressupõe que as empresas maximizam o lucro total, o que, como vimos no final do capítulo anterior, corresponde ao nível de produção no qual a receita marginal se iguala ao custo marginal. Essa é a hipótese da teoria tradicional ou marginalista.

 

Capítulo 7 - Fronteiras da Microeconomia: noções sobre Teoria dos Jogos e Economia da Informação

PDF Criptografado

Capítulo 7

Fronteiras da Microeconomia: noções sobre

Teoria dos Jogos e

Economia da Informação

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 105

11/10/18 14:18

A Teoria Microeconômica vem passando por algumas revoluções nas últimas décadas, dentre elas, ganham destaque as abordagens baseadas na Teoria dos

Jogos e na Economia da Informação.

7.1 Teoria dos Jogos

Fundamentos de Economia

106

A Teoria dos Jogos tem como objetivo a análise de problemas em que existe interação de agentes. As decisões de um indivíduo, firma ou governo afetam e são afetadas pelas decisões dos demais agentes ou jogadores. É o estudo das decisões dos jogadores em situação interativa. Não se restringe apenas a problemas econômicos, sendo também bastante utilizada em análises de problemas políticos, sociais e militares. O termo “jogo” é empregado justamente por transmitir a ideia de interação entre agentes.

No modelo tradicional de concorrência perfeita, as informações que uma firma precisa para amparar suas decisões estão contidas nos preços de mercado de seus produtos e de seus insumos, preços esses que são tomados pela firma como dados. Isso não ocorre nos modelos de duopólios e oligopólios, em que a firma não apenas tem consciência de que pode afetar o preço de seu produto, como também percebe que este é afetado pelas decisões de seus concorrentes. Dizemos que, nesse caso, a firma apresenta comportamento estratégico, isto é, quando o agente percebe que é capaz de afetar variáveis relevantes para a sua decisão e que essas variáveis também podem ser afetadas pelas decisões de outros agentes.

 

Capítulo 8 - Introdução à Macroeconomia

PDF Criptografado

Capítulo 8

Introdução à

Macroeconomia

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 119

11/10/18 14:18

8.1 Introdução

Fundamentos de Economia

120

A Macroeconomia estuda a Economia como um todo, analisando a determinação e o comportamento de grandes agregados, tais como: renda e produto nacionais, nível geral de preços, emprego e desemprego, estoque de moeda e taxas de juros, balanço de pagamentos e taxa de câmbio.

Ao estudar e procurar relacionar os grandes agregados, a Macroeconomia não tem por enfoque o comportamento das unidades econômicas individuais e de mercados específicos. Como já foi analisado, essas são preocupações da

Microeconomia. A Macroeconomia trata o mercado de bens e serviços como um todo (agregando produtos agrícolas, industriais e serviços de transporte, por exemplo), assim como o mercado de trabalho (não se preocupando com diferenças na qualificação, sexo, idade, origem da força de trabalho etc.).

Esse enfoque agregativo pode omitir fatores específicos importantes. Por exemplo, quando consideramos apenas o nível geral de preços, não atentamos devidamente para o comportamento diferenciado das variações de preços de produtos relevantes, como preços agrícolas, construção civil etc.

 

Capítulo 9 - Contabilidade Social

PDF Criptografado

Capítulo 9

Contabilidade Social

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 135

11/10/18 14:18

9.1 Introdução

Fundamentos de Economia

136

Como vimos no Capítulo 8, a teoria macroeconômica estuda a determinação e o comportamento dos agregados econômicos nacionais. A parte relativa à medição desses agregados é denominada contabilidade social, que é o registro contábil da atividade produtiva de um país ao longo de um dado período de tempo. A análise do comportamento dos agregados econômicos constitui a teoria macroeconômica propriamente dita, cujo foco é a evolução desses agregados e a atuação sobre eles por meio dos instrumentos de política econômica.

A contabilidade social procura definir e medir os principais agregados a partir de valores já realizados ou efetivados (ou ex post, a posteriori, após ocorridos).

Já a Macroeconomia antecipa ou prevê o que pode ocorrer e trabalha com valores teóricos, previstos, planejados (ou ex ante, a priori, antes de ocorrerem). Assim, quando falamos, por exemplo, em poupança agregada na contabilidade social, referimo-nos à poupança realizada (ex post); na teoria macroeconômica é poupança planejada ou desejada (ex ante).

 

Capítulo 10 - Determinação da Renda e do Produto Nacional: o Mercado de Bens e Serviços

PDF Criptografado

Capítulo 10

Determinação da Renda e do Produto Nacional: o Mercado de Bens e Serviços

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 167

11/10/18 14:18

10.1 Introdução

Fundamentos de Economia

168

Até 1930, os economistas acreditavam que as forças de mercado se encarregariam de equilibrar o fluxo econômico, conduzindo a economia automaticamente ao pleno emprego de recursos. No entanto, a crise econômica vivida pelo mundo capitalista a partir da quebra da Bolsa de Nova York em 1929, que redundou em queda brutal do nível de atividade, elevação do desemprego e da capacidade ociosa, mostrou que o mercado sozinho não teria condições de tirar a economia da depressão.

A partir desse marco histórico, o economista inglês John Maynard Keynes desenvolveu suas teorias, cuja base se assenta no pressuposto de que é necessária a intervenção do governo para regular a atividade econômica e levar a economia ao pleno emprego, a curto prazo.

O governo, principalmente com seus gastos, seria um elemento fundamental para a inversão do quadro de recessão e desemprego, uma vez que, gastando mais, estaria aumentando a despesa agregada e, consequentemente, o nível de produção, permitindo às empresas ocupar sua capacidade ociosa e elevar a procura de mão de obra.

 

Capítulo 11 - O Lado Monetárioda Economia

PDF Criptografado

Capítulo 11

O Lado Monetário da Economia

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 189

11/10/18 14:19

11.1 Conceito de moeda

Fundamentos de Economia

190

Moeda é um instrumento ou objeto aceito pela coletividade para intermediar as transações econômicas, para pagamento de bens e serviços. Essa aceitação é garantida por lei, ou seja, a moeda tem “curso forçado”.

Antes da existência da moeda, o fluxo de trocas de bens e serviços na economia dava-se por escambo, com trocas diretas de mercadoria por mercadoria

(economia de trocas). É fácil imaginar os transtornos trazidos por tal mecanismo. Para que alguém adquira qualquer mercadoria, deve encontrar alguém que possua aquilo que está querendo adquirir e, simultaneamente, queira comprar aquilo que está sendo oferecido, portanto, é preciso que haja dupla coincidência de desejos. O desenvolvimento econômico seria facilmente obstruído pelo excesso de tempo que as pessoas despenderiam na realização dessas transações.

 

Capítulo 12 - O Setor Externo

PDF Criptografado

Capítulo 12

O Setor Externo

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 223

11/10/18 14:19

12.1 Introdução

Fundamentos de Economia

224

Atualmente, pelo menos do ponto de vista econômico, o mundo se apresenta crescentemente interligado, seja por fluxos comerciais, seja por fluxos financeiros. De modo geral, as relações econômicas internacionais têm posição fundamental para a maioria dos países, inclusive o Brasil. A partir dessa constatação, desenvolveu-se o estudo da chamada “Economia Internacional”, como um ramo específico da Teoria Econômica.

Costuma-se dividir as questões teóricas da Economia Internacional em dois grandes blocos: os aspectos microeconômicos, ou a teoria do comércio internacional, que procura justificar os benefícios para cada país advindos desse comércio; e os aspectos macroeconômicos, relativos à taxa de câmbio e ao balanço de pagamentos, que trataremos nos itens seguintes.

12.2 Fundamentos do comércio internacional:

 

Capítulo 13 - Inflação

PDF Criptografado

Capítulo 13

Infl ação

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 251

11/10/18 14:19

13.1 Conceito de inflação

A inflação é definida como um aumento contínuo e generalizado no índice de preços, ou seja, os movimentos inflacionários são aumentos contínuos de preços, e não podem ser confundidos com altas esporádicas de preços. O aumento de um bem ou serviço em particular não constitui inflação, que ocorre apenas quando há um aumento generalizado da maioria dos bens e serviços.

As fontes de inflação costumam diferir em função das condições de cada país:

Fundamentos de Economia

252

a) tipo de estrutura de mercado (oligopolista, concorrencial etc.), que condiciona a capacidade dos vários setores de repassar aumentos de custos aos preços dos produtos; b) grau de abertura da economia ao comércio exterior: quanto mais aberta a economia à competição externa, maior a concorrência e menores os preços dos produtos; c) estrutura das organizações trabalhistas: quanto maior o poder de barganha dos sindicatos, maior a capacidade de obter reajustes de salários acima dos índices de produtividade e maior a pressão sobre os preços.

 

Capítulo 14 - O Setor Público

PDF Criptografado

Capítulo 14

O Setor Público

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 263

11/10/18 14:19

14.1 Introdução

Fundamentos de Economia

264

Em vários capítulos anteriores, tivemos a oportunidade de discutir os aspectos da atuação do setor público sobre a atividade econômica. Especificamente foi enfatizado, nos capítulos referentes à Macroeconomia (Capítulos 8 a 13), o papel dos instrumentos de política fiscal, monetária, cambial, comercial e de rendas, no sentido de minimizar as flutuações econômicas relativas ao nível de atividade, de emprego e de preços. No Capítulo 4, na parte de Microeconomia, discutiu-se como o governo pode interferir no equilíbrio de mercados específicos por meio do estabelecimento de impostos, preços mínimos na agricultura e tabelamento de preços.

Neste capítulo, discutiremos mais detidamente o papel e as atividades do

Estado, destacando alguns aspectos da expansão da intervenção estatal.

14.2 O crescimento da participação do setor público na

 

Capítulo 15 - Crescimento e Desenvolvimento Econômico

PDF Criptografado

Capítulo 15

Crescimento e

Desenvolvimento

Econômico

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 285

11/10/18 14:19

15.1 Crescimento e desenvolvimento

Fundamentos de Economia

286

Na quase totalidade dos livros introdutórios de Economia, o estudo da

Macroeconomia dá ênfase a questões de curto prazo ou conjunturais, relacionadas com o nível de atividade, o emprego e os preços (as chamadas políticas de estabilização).

Nos capítulos anteriores observou-se que, fundamentalmente, as políticas adotadas centralizam-se no comportamento da demanda agregada de bens e serviços, no curto prazo.

A teoria do crescimento e do desenvolvimento econômico, entretanto, discute estratégias de longo prazo, isto é, quais medidas devem ser adotadas para um crescimento econômico equilibrado e autossustentado. Nessa teoria, a oferta ou produção agregada desempenha um papel importante na trajetória de crescimento de longo prazo, o que não se observara na análise de curto prazo, pois ela era supostamente fixa.

 

Capítulo 16 - Evolução do Pensamento Econômico: Breve Retrospecto

PDF Criptografado

Capítulo 16

Evolução do Pensamento

Econômico: Breve

Retrospecto

Fundamentos-de-Economia-prova6B.indb 303

11/10/18 14:19

16.1 Introdução

Fundamentos de Economia

304

Existe razoável consenso de que a teoria econômica, de forma sistematizada, teve seu início com o trabalho dos fisiocratas na França, mas principalmente, quando foi publicada a obra do escocês Adam Smith A riqueza das nações, em 1776.1

Em períodos anteriores, a atividade econômica do homem era tratada e estudada como parte integrante da Filosofia Social, da Moral e da Ética. Nesse sentido, a atividade econômica deveria orientar-se de acordo com alguns princípios gerais de ética, justiça e igualdade. Os conceitos de troca, em Aristóteles, e preço justo, em São Tomás de Aquino, a condenação dos juros ou da usura encontravam sua justificativa em termos morais, não existindo um estudo sistemático das relações econômicas.

Durante o século XIX, a Ciência Econômica era conhecida como Economia

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
Book
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
BPP0000271460
ISBN
9788553131730
Tamanho do arquivo
7,1 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados