Medium 9788547224783

Contabilidade Básica

Autor(es): RIBEIRO, Osni Moura
Visualizações: 31
Classificação: (0)

O livro integra uma série especialmente dirigida aos estudantes do curso superior de Ciências Contábeis. Este volume, Contabilidade Básica, apresenta em linguagem simples, clara e objetiva uma introdução ao estudo da Contabilidade, conferindo ao leitor especial domínio sobre o mecanismo do débito e do crédito, conhecimentos indispensáveis para o aprendizado da ciência contábil. Nesta 4ª edição, além das revisões em várias NBCS TGS processadas pelo Conselho Federal de Contabilidade até o início de 2017, também foram contempladas as mudanças introduzidas na legislação brasileira em geral, desde 2005 (ano da 1ª edição) até 2017. Dessa forma, o leitor tem em mãos um conteúdo revisado e atualizado dessa já consagrada obra na área de Contabilidade.

FORMATOS DISPONíVEIS

Impresso

Disponível no modelo assinatura da Minha Biblioteca

9 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

2.2 Aspectos qualitativo e quantitativo do patrimônio

PDF Criptografado

Os direitos originam-se não só das vendas de mercadorias a prazo, como também das vendas a prazo de outros bens ou serviços, ou ainda em decorrência de outras transações, como é o caso de aluguel de bens móveis ou imóveis, empréstimos de dinheiro efetuados a terceiros etc.

Os direitos, normalmente, aparecem registrados nos livros contábeis da empresa com o nome do elemento representativo do respectivo direito, seguido da expressão

“a Receber”. Exemplos:

ELEMENTOS

EXPRESSÃO

Duplicatas

Promissórias

Aluguéis

a Receber a Receber a Receber

2.1.3 Obrigações

Obrigações representam os valores que a empresa tem para pagar a terceiros. Nesse caso, terceiros são: fornecedores, bancos, empregados, governo etc.

As obrigações podem se originar não só das compras de mercadorias a prazo, como também das compras a prazo de outros bens ou serviços ou, ainda, em decorrência de outras transações, como é o caso de aluguel de bens móveis ou imóveis, de empréstimos de dinheiro captados em estabelecimentos bancários etc.

 

2.5 Equação básica do patrimônio

PDF Criptografado

2.4.1.4 Ativo igual à situação líquida

Não há obrigações, existindo apenas elementos positivos. Nesse caso, a situação líquida é positiva.

Essa situação é comum quando a empresa encontra-se na fase de constituição, em que o Ativo e a situação líquida são maiores que zero, porém o Passivo é igual a zero.

BALANÇO PATRIMONIAL

ATIVO

PASSIVO

Bens ..........................................................200 (1) Situação líquida.....................................100

Direitos..................................................100

Total ...........................................................300 Total............................................................100

2.4.1.5 Situação líquida igual ao Passivo

Não há Ativo, apenas obrigações. Nesse caso, a situação líquida é negativa:

BALANÇO PATRIMONIAL

ATIVO

PASSIVO

Obrigações ................................................200

(2) Situação líquida.............................(200)

 

5.3 Métodos de escrituração

PDF Criptografado

1.3 No livro Caixa são registradas operações que envolvem

1.4 O livro utilizado para controlar os direitos e as obrigações denomina-se

2.

.

.

Coloque E se a formalidade for extrínseca ou I se for intrínseca:

2.1 ( )

A escrituração será em idioma e moeda corrente nacionais.

2.2 ( )

O livro Diário deverá conter Termos de Abertura e de Encerramento.

2.3 ( ) �O Diário será encadernado com folhas numeradas em sequência, tipograficamente.

Deve conter, ainda, os termos de abertura e de encerramento.

2.4 ( )

3.

A escrituração não poderá conter escritos nas entrelinhas.

Responda:

3.1 Cite três livros utilizados pela contabilidade:

3.2 Para que serve o livro Diário?

3.3 Dos quatro livros de escrituração utilizados pela contabilidade, que apresentamos neste tópico, quais são os obrigatórios?

3.4 O que são formalidades extrínsecas do livro Diário? Cite duas.

3.5 O que são formalidades intrínsecas do livro Diário? Cite duas.

 

7.2 Dados para escrituração

PDF Criptografado

7.2  Dados para escrituração

7.2.1  Informações sobre a empresa

1. Empresa individual: Natalia Moura Ribeiro.

2. Nome fantasia: NACON – Assistência Contábil.

3. Ramo de negócio: prestação de serviços profissionais de assistência contábil e fiscal.

4. Endereço: Rua Ipiranga, n. 9, nesta cidade.

5. Registro cadastral no Conselho Regional de Contabilidade – CRC, sob n.. 86.000.

6. Inscrição Municipal n.. 1.134/04.

7. Inscrição no CNPJ n.. 047.112.832-48.

8. Abertura dos livros: início das atividades em 01/10/X1.

7.2.2  Fatos administrativos para escrituração

Em 01/10/X1:

1. Natalia Moura Ribeiro inicia suas atividades com Capital de $ 10.000, realizado em dinheiro, nesta data.

2. Abertura de Conta-Corrente Bancária, no Banco Urupês S/A, para movimento da empresa, sob n. 417.74.70881-6, com depósito inicial de $ 10.000, conforme recibo n. 1.348.

3. Saque de $ 5.000, para reforço de caixa, por meio do nosso cheque n. 731.401, contra o Banco Urupês S/A.

 

10.3 Informações sobre o Elenco de Contas

PDF Criptografado

10.3  Informações sobre o Elenco de Contas

10.3.1  Informações sobre o Quadro 10.1

10.3.1.1 Ativo

No Ativo, as contas representativas de bens e direitos devem ser classificadas obedecendo-se à ordem decrescente do grau de liquidez.

Grau de liquidez, conforme já estudamos no Capítulo 3, é o maior ou menor prazo no qual bens e direitos podem ser transformados em dinheiro.

Ativo Circulante

No Ativo Circulante, classificam-se as contas que representam os valores numerá­ rios (dinheiro em caixa e em banco), os bens destinados à venda ou a consumo próprio e os direitos, cujos vencimentos ocorram durante o exercício seguinte ao do Balanço em que as contas estiverem sendo classificadas.

A Lei n. 6.404/1976, no inciso I do art. 179o, obedecendo à ordem decrescente do grau de liquidez das contas, estabelece que no Ativo Circulante as contas devem ser classificadas em três grupos: Disponibilidades, Direitos Realizáveis a Curto Prazo e

Despesas do Exercício Seguinte.

 

11.1 Introdução

PDF Criptografado

Operações com Mercadorias

11.1 Introdução

J

á vimos que as mercadorias compreendem todos os bens que as empresas comerciais compram para revender. As operações que envolvem as compras e as vendas de mercadorias constituem a atividade principal das empresas comerciais.

Como contabilizar as operações com mercadorias? Lembre-se de que, no Capítulo 5, para registrar as compras e as vendas de mercadorias, utilizamos a conta Estoque de

Mercadorias, e que, nas Atividades Práticas do Capítulo 8, colocamos uma nota dizendo que as contas Compras de Mercadorias e Vendas de Mercadorias deveriam ser adotadas para registro das operações com mercadorias (método da conta desdobrada). Pois bem, para contabilizar as operações com mercadorias, existem dois métodos: a.

b.

método da conta mista: utilizar uma única conta, que poderá ser chamada de Mercadorias, ou Estoque de Mercadorias, ou outra semelhante, para registrar todas as operações com mercadorias (estoques inicial e final, compras, vendas, devoluções de compras e devoluções de vendas); método da conta desdobrada: usar as três contas básicas: Estoque de Mercadorias

 

11.5 Apuração do Resultado da Conta Mercadorias, influenciada pelos fatos que alteram os valores das compras e vendas

PDF Criptografado

c) Calcule e contabilize as contribuições para o PIS/PASEP e para a COFINS (provisionamento), sobre o faturamento de outubro, pelas alíquotas de 0,65% e 3,0% respectivamente; d) Contabilize no Diário e nos Razonetes os fatos ocorridos em Novembro; e) Efetue os recolhimentos em dinheiro, referentes às obrigações com o PIS/PASEP e com a COFINS de outubro; f) Apure, em 30 de novembro, os saldos das contas ICMS a Recuperar e ICMS a Recolher e efetue os ajustes necessários; g) Calcule e contabilize as contribuições para o PIS/PASEP e para a COFINS sobre o faturamento de novembro, pelas alíquotas de 0,65% e 3,0% respectivamente.

11.5 �Apuração do Resultado da Conta

Mercadorias, influenciada pelos fatos que alteram os valores das compras e vendas

Conforme já estudamos, os valores das compras e das vendas podem sofrer alterações em decorrência de compras e vendas anuladas, descontos ou abatimentos incondicionais obtidos ou concedidos, fretes e seguros sobre compras, além de tributos incidentes sobre as compras e vendas.

 

14.1 Introdução

PDF Criptografado

Regime de

Competência

14.1 Introdução

N

este Capítulo, você estudará os principais ajustes que devem ser feitos nas Contas de Resultado no momento da apuração do Resultado do Exercício, em decorrência da aplicação do Regime de Competência.

O Regime de Competência, também denominado Regime Contábil de Competência, deve ser adotado por todos os contabilistas não só do Brasil, como do mundo todo, visando à uniformização da apuração do resultado do exercício (período) das empresas privadas.

Esse Regime contábil estabelece que as Receitas e as Despesas devem ser incluídas na apuração do Resultado do período em que ocorrerem, sempre de forma simultânea quando se correlacionarem, independentemente de seu recebimento ou pagamento.

Assim, as Despesas serão consideradas no Exercício (período) a que pertencerem, tenham ou não sido pagas; e as Receitas serão consideradas no Exercício (período) em que forem realizadas, tenham ou não sido recebidas.

Em outras palavras, para o Regime de Competência, o que determina a inclusão da

 

17.1 Operações envolvendo bancos

PDF Criptografado

Outros tópicos importantes

17.1 Operações envolvendo bancos

17.1.1 Introdução

D

iariamente, as empresas realizam transações com os estabelecimentos bancários, efetuando depósitos e retiradas de dinheiro; aplicações e empréstimos; cobranças e descontos de duplicatas; pagamentos de contas de telefone, energia elétrica, água e esgoto; recolhimentos de impostos, contribuições previdenciárias, FGTS e muitas outras.

Neste tópico, estudaremos as operações envolvendo duplicatas.

17.1.2 Cobrança simples de duplicatas

A cobrança simples de duplicatas, uma operação financeira realizada entre a empresa e um estabelecimento bancário, consiste no seguinte: a empresa reúne um grupo de duplicatas de sua emissão e as entrega ao banco, que se incumbe de providenciar a cobrança dos respectivos títulos com os devedores (clientes da empresa). Para realizar esse trabalho, o banco cobra uma comissão da empresa, que varia de acordo com a quantidade e o valor desses títulos, podendo, ainda, ser diferente em cada estabelecimento bancário.

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
Book
Capítulos

Formato
Subscription
Criptografado
Não
SKU
BPDS000304641
ISBN
9788547224806
Tamanho do arquivo
0 Bytes
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados