Primeiros Socorros no Esporte 5a ed.

Visualizações: 68
Classificação: (0)

Nesta quinta edição, revista e atualizada, Primeiros Socorros no Esporte aborda de forma prática e abrangente a identificação e o tratamento de mais de 110 lesões e condições súbitas em atletas, apresentando o que se deve e o que não se deve fazer de acordo com os protocolos e recomendações das instituições mais respeitadas na área, como American Heart Association e National Athletic Trainer’s Association. Trata-se de uma obra imprescindível a estudantes e profissionais de educação física e medicina do esporte, treinadores, preparadores físicos e atletas, além de constituir uma excelente fonte de consulta para socorristas e técnicos de emergências médicas. Com uma atenção especial dirigida também à prevenção, a obra traz ainda: • Estratégias para reduzir os riscos de lesões ou distúrbios em atletas, como a implementação de programas de condicionamento pré-temporada. • A criação de ambientes seguros de jogo; planejamento para emergências associadas ao clima. • Garantia quanto ao uso de trajes e equipamentos protetores adequados; reforço das regras de segurança e das técnicas esportivas. • Desenvolvimento de um plano de emergência médica.

 

17 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

1. Sua função na equipe interdisciplinar de saúde para atletas

PDF Criptografado

capítulo 1

Sua função na equipe interdisciplinar de saúde para atletas

Neste capítulo, você irá aprender

��O que é uma equipe interdisciplinar de saúde para atletas e

quem a compõe.

��Qual é sua função nessa equipe.

��Que tipo de conhecimento sobre primeiros socorros os pais

esperam que você possua. poderá atuar com médicos de várias especialidades e qual a sua função nesse trabalho.

��O que fazem grupos de emergências médicas, fisioterapeutas e preparadores físicos e qual a sua função ao trabalhar com eles.

��Por que o tratamento e a reabilitação são partes importantes do acompanhamento dos primeiros socorros.

��Que

Existem quatro etapas nessa corrida para manter os atletas saudáveis (Fig. 1.1). A primeira é a prevenção de lesões e doenças. A segunda é a identificação de lesões e doenças e a prestação dos primeiros socorros. A terceira etapa é a avaliação ou diagnóstico e o tratamento, e a quarta é a reabilitação.

 

2. Estratégia de primeiros socorros no esporte

PDF Criptografado

capítulo 2

Estratégia de primeiros socorros no esporte

Neste capítulo, você irá aprender

��Como

você pode se manter informado sobre primeiros socorros no esporte.

��Que tipo de histórico médico você deve manter para cada atleta.

��Como desenvolver e introduzir um plano de emergências climáticas.

��O que procurar ao verificar a adequação e o uso correto dos equipamentos e a existência de risco nas instalações.

��O que incluir em um kit de primeiros socorros.

��Por que incorporar avaliações e testes físicos e programas de condicionamento de pré-temporada em sua estratégia.

��Como desenvolver um plano de emergência médica.

TREINAMENTO EM PRIMEIROS SOCORROS

NO ESPORTE

O American Sport Education Program (ASEP) recomenda veementemente que você complemente o aprendizado obtido neste livro com uma certificação em reanimação cardiopulmonar (RCP) e para o uso de desfibrilador externo automático (DEA). Você pode obter a certificação pela American Red Cross ou pela American Heart Association. Esses programas são reconhecidos nos Estados

 

3. Terminologia anatômica e de lesões no esporte

PDF Criptografado

Capítulo 3

Terminologia anatômica e de lesões no esporte

Neste capítulo, você irá aprender

��Quais

são as funções dos sistemas musculoesquelético, neurológico, digestivo, respiratório, circulatório e urinário.

��De que forma ocorre a maior parte das lesões e doenças.

��O que distingue uma lesão crônica de uma aguda.

��Como identificar os principais tipos de lesões crônicas e agudas.

Alcançar a vitória requer a execução precisa de jogadas, estratégias ou manobras. Um double play 6-4-3 (jogada de defesa na qual se eliminam dois corredores no beisebol) nunca dará certo se o jogador da segunda base não estiver posicionado para receber o lançamento do interbase e acertar o lançamento para a primeira base. O corpo funciona de maneira semelhante – um órgão ou sistema pode afetar outro diretamente. Se uma parte estiver lesionada, outras poderão não funcionar corretamente.

Para prestar adequadamente a primeira assistência a uma pessoa lesionada, você precisa conhecer os sistemas, a anatomia e as disfunções comuns (doenças e lesões) do corpo. Assim, você será capaz de identificar melhor as lesões e comunicar de maneira eficaz os sintomas e problemas do atleta à equipe de resgate, aos profissionais da medicina esportiva e aos pais ou tutores.

 

4. Medidas de ação emergencial

PDF Criptografado

capítulo 4

Medidas de ação emergencial

Neste capítulo, você irá aprender

��De que forma executar medidas de ação emergencial.

��O que fazer quando um atleta tem uma parada respiratória.

Entre os procedimentos apresentados estão a verificação das vias aéreas, a realização da reanimação cardiopulmonar e a utilização de um desfibrilador automático externo.

��Como identificar e assistir uma obstrução das vias aéreas, incluindo a forma correta de executar a manobra de Heimlich.

Lesões e técnicas abordadas neste capítulo

��Posição de recuperação para um atleta não lesionado . p. 47

��Posição HAINES para um atleta lesionado que esteja

Se conseguir pensar e reagir rapidamente, você chamará seus jogadores ofensivos que poderão salvar o jogo.

A necessidade de reconhecer e reagir a problemas graves de forma rápida e correta não é exclusiva do futebol americano. O mesmo vale para a avaliação das vias

áreas, respiração e circulação de um atleta e para a providência de suporte básico à vida. Ambos exigem a capacidade de analisar e entender o que está acontecendo e reagir em uma fração de segundos.

 

5. Avaliação física e técnicas de primeiros socorros

PDF Criptografado

capítulo 5

Avaliação física e técnicas de primeiros socorros

Neste capítulo, você irá aprender

dem ser giros e saltos sobre a trave. Para o socorrista do esporte, elas incluem a condução de uma avaliação física e das técnicas de primeiros socorros correspondentes.

��Como conduzir a avaliação física de um atleta lesionado ou

doente, utilizando o método HIT (histórico, inspeção e toque).

��Como controlar sangramentos profusos.

��Quais

métodos utilizar para minimizar danos teciduais generalizados.

��Como colocar talas em lesões instáveis.

��Como controlar sangramentos lentos e estáveis.

��O que fazer para minimizar danos teciduais locais.

Lesões e técnicas abordadas neste capítulo

��Sangramento arterial e venoso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 61

��Dano tecidual sistêmico (choque) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 62

��Imobilização de lesões instáveis com talas . . . . . . . . . . . . p. 63

 

6. Removendo atletas lesionados ou doentes

PDF Criptografado

Capítulo 6

Removendo atletas lesionados ou doentes

Neste capítulo, você irá aprender

��Em que casos chamar o serviço de resgate para remover um

atleta.

��Em que casos é aceitável que você mesmo remova o atleta.

corros, a regra básica para remover um atleta lesionado é errar pelo excesso de cautela. O Capítulo 1 discutiu, do ponto de vista do sistema jurídico, a sua responsabilidade como treinador, que é minimizar o risco de lesões aos atletas sob sua supervisão. Isso inclui o risco de lesões adicionais causadas pela remoção.

��Quais técnicas de remoção você deve usar para remover um

atleta.

��Como realizar técnicas de arrastamento por uma pessoa, res-

gate por quatro ou cinco pessoas, auxílio para caminhada com uma pessoa, auxílio para caminhada com duas pessoas, auxílio no carregamento a quatro mãos e auxílio no carregamento a duas mãos.

Para obter uma vitória no golfe, é fundamental saber que tipo de taco usar em cada situação particular. Por exemplo, um driver (taco número 1) é usado para dar uma tacada que envie a bola para longe do tee (local da primeira tacada – início do jogo). Um wedge (taco para tirar a bola dos bancos de areia) serve para dar uma tacada curta em arco na direção do green (área onde fica o buraco), e um putter (taco para colocar a bola no buraco) é adequado para uma tacada de precisão no green.

 

7. Doenças e emergências respiratórias

PDF Criptografado

capítulo 7

Doenças e emergências respiratórias

Neste capítulo, você irá aprender

Lesões e técnicas abordadas neste capítulo

��Como identificar os sinais e os sintomas de choque anafilá-

g

tico, asma, colapso pulmonar, contusão na garganta, pneumonia ou bronquite, espasmo do plexo solar (“falta de ar”) e hiperventilação.

��Quais são os primeiros socorros para cada uma dessas condições.

��Como evitar que alergias, asma, bronquite e pneumonia evoluam para emergências com risco de morte.

Você está perdendo por um ponto, só restam seis segundos no cronômetro, não é mais possível pedir tempo e seu time está pegando o rebote no garrafão do time adversário. O tempo é curto demais para ser desperdiçado.

Se seu time não tiver uma jogada ensaiada para lidar com a marcação sob pressão e não conseguir fazer a bola chegar até o seu cestinha, o tempo irá acabar. O mesmo vale para as doenças respiratórias. Elas podem se transformar rapidamente em situações de emergência. Portanto, se

 

8. Lesões na cabeça, na coluna vertebral e nos nervos

PDF Criptografado

capítulo 8

Lesões na cabeça, na coluna vertebral e nos nervos

Neste capítulo, você irá aprender

��Como reconhecer os sinais e os sintomas de lesões na cabeça,

na coluna vertebral e nos nervos.

��Quais são os primeiros socorros a serem prestados em caso

dessas lesões.

��Quais são as estratégias de prevenção dessas lesões que você

pode incorporar em seu plano de primeiros socorros no esporte.

Lesões abordadas neste capítulo

��Lesões na cabeça . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 89

——

Atleta com lesão na cabeça . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 92

��Lesões na coluna vertebral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 96

——

Atleta com provável lesão na coluna vertebral . . . . . p. 96

��Lesões nervosas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 97

——

Queimação ou pinçamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 97

 

9. Lesões em órgãos internos

PDF Criptografado

capítulo 9

Lesões em órgãos internos

reconhecer lesões internas, como ruptura de baço, hematoma nos rins ou trauma testicular, em um atleta.

��A discernir se as lesões em órgãos internos com risco de morte estão em estado inicial ou avançado.

��A assistir um atleta lesionado enquanto espera pela equipe de resgate.

��O que deve ser monitorado caso um atleta apresente sinais secundários de uma lesão interna.

��Que informações fornecer aos pais de um atleta que sofreu uma lesão em órgãos internos.

delicados não sofram lesões com maior frequência. Felizmente, o corpo possui um escudo interno – as costelas e a pelve – que auxiliam no amortecimento de alguns golpes que incidem sobre os órgãos internos. Nas raras ocasiões em que um atleta sofre uma lesão em um desses órgãos, o reconhecimento imediato e o tratamento médico de emergência são cruciais. A princípio, essas lesões podem parecer secundárias, porém, existe a possibilidade de evoluírem rapidamente para quadros clínicos que colocam a vida em risco. Por isso, é fundamental que lesões em órgãos internos sejam tratadas por equipes médicas.

 

10. Doenças súbitas

PDF Criptografado

capítulo 10

Doenças súbitas

Neste capítulo, você irá aprender

��A

reconhecer um atleta acometido por uma emergência diabética e como prestar os primeiros socorros.

��A reconhecer sinais e sintomas de convulsões de pequeno e grande mal.

��A reconhecer reações adversas a medicamentos e suplementos.

��A evitar e prestar primeiros socorros em caso de desmaios.

��A reconhecer os sinais e sintomas da gripe.

��A reconhecer os sinais e sintomas da gastrenterite.

��A evitar que a gripe e a gastrenterite se espalhem entre seus atletas.

Um movimento descoordenado, um arremesso ruim, um bastão derrubado ou um serviço na rede têm condições de alterar repentinamente o curso de uma competição. Da mesma maneira, uma doença aguda pode modificar de repente o desempenho de um atleta.

Qualquer pessoa está sujeita a adoecer sem aviso prévio. Porém, é frequente que alguns atletas continuem a jogar mesmo doentes e tentem esconder seu estado do treinador. Por isso, peça a eles que relatem doenças comuns, como um resfriado, e fique alerta para identificá-las. Também é fundamental ter conhecimento dos atletas portadores de patologias específicas, como diabetes ou epilepsia. Este capítulo irá ajudá-lo a reconhecer e prestar primeiros socorros para emergências diabéticas, convulsões, overdose ou reação a medicamentos, reações adversas a suplementos, desmaios, gripe e gastrenterite.

 

11. Problemas relacionados ao clima

PDF Criptografado

capítulo 11

Problemas relacionados ao clima

Neste capítulo, você irá aprender

��A

evitar lesões e doenças relacionadas ao calor, ao frio e a relâmpagos.

��A identificar sinais e sintomas de cãibras por calor.

��A identificar e diferenciar sinais e sintomas de exaustão por calor e insolação.

��A identificar sinais e sintomas de geladuras de primeiro, segundo e terceiro graus e hipotermias de leves a graves.

��Quais são os primeiros socorros a prestar nos casos de cãibras por calor, exaustão por calor, insolações, geladuras, hipotermias e lesões por relâmpagos.

Lesões e doenças abordadas neste capítulo

��Cãibras por calor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 122

��Exaustão por calor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 123

��Insolação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 124

��Geladura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 126

 

12. Lesões musculoesqueléticas nos membros superiores

PDF Criptografado

capítulo 12

Lesões musculoesqueléticas nos membros superiores

Neste capítulo, você irá aprender

Lesões abordadas neste capítulo (continuação)

��A

Tórax

reconhecer lesões musculoesqueléticas nos membros superiores.

��Quais os primeiros socorros a se prestar para cada uma dessas lesões.

��A evitar lesões musculoesqueléticas nos membros superiores.

��Quais as condições necessárias para que um atleta lesionado possa retornar aos jogos.

��Fratura ou contusão na costela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 140

Braço

��Fratura do úmero . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 141

��Distensão do músculo bíceps . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 142

��Distensão do músculo tríceps . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 143

��Tendinite do bíceps . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 144

��Tendinite do tríceps . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 145

 

13. Lesões musculoesqueléticas nos membros inferiores

PDF Criptografado

capítulo 13

Lesões musculoesqueléticas nos membros inferiores

Neste capítulo, você irá aprender

Lesões abordadas neste capítulo (continuação)

��De

��Entorse do tornozelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 184

que forma identificar lesões musculoesqueléticas nos membros inferiores.

��Quais são os primeiros socorros a serem prestados para cada um desses tipos de lesões.

��De que forma evitar lesões musculoesqueléticas nos membros inferiores.

��Quais são as condições a serem observadas antes que um atleta lesionado possa retornar aos jogos.

Lesões abordadas neste capítulo

Abdome e costas

��Distensão abdominal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 162

��Dor aguda nas laterais do tronco . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 163

��Distensão da região lombar da coluna . . . . . . . . . . . . . p. 163

Quadril e coxa

��Luxação e subluxação do quadril . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 165

 

14. Lesões na face e na cabeça

PDF Criptografado

capítulo 14

Lesões na face e na cabeça

Neste capítulo, você irá aprender

��A identificar lesões graves na face, no olho e na boca.

��A prestar primeiros socorros adequados em casos de lesões

na face, no olho e na boca.

��Maneiras de evitar lesões na face, no olho e na boca.

��A determinar em que condições uma laceração na face ou

na cabeça exige atenção médica.

Lesões e doenças abordadas neste capítulo

Lacerações na face e na cabeça

��Laceração na face e na cabeça. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 195

Lesões no olho

��Contusão no olho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 197

��Perfuração do olho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 199

��Abrasão no olho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 200

��Fratura da órbita ocular . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 201

 

15. Lesões na pele

PDF Criptografado

capítulo 15

Lesões na pele

Neste capítulo, você irá aprender

��A identificar e prestar primeiros socorros em casos de lesões

na pele não contagiosas comuns, como bolhas e abrasões.

��A identificar lesões de pele contagiosas.

��Quando uma lesão de pele requer a avaliação de um médico.

��A evitar que lesões contagiosas de pele se alastrem entre os

atletas.

Lesões e doenças abordadas neste capítulo

sões de pele são uma fonte comum de desatenção, agravadas pelo fato de que podem ocasionar lesões sérias que colocam o atleta fora de jogo, além da possibilidade de se alastrarem dentro do grupo.

O objetivo dos primeiros socorros para os casos de lesões na pele deve ser evitar que seus atletas fiquem fora de jogo ou tenham a atenção desviada em virtude desses problemas aparentemente menores. Neste capítulo, você aprenderá a identificar e administrar primeiros socorros para as disfunções de pele, a determinar quando uma disfunção requer a avaliação de um médico e como implementar estratégias para evitá-las. Essas lesões podem ser classificadas em duas categorias: não contagiosas e contagiosas. Independentemente do grau de contágio, você deverá sempre usar luvas de proteção ao lidar com elas.

 

Apêndice – Protocolos de primeiros socorros

PDF Criptografado

Apêndice

Protocolos de primeiros socorros

Verificando os sinais vitais de um atleta consciente...........................................................................................................

Verificando os sinais vitais de um atleta inconsciente........................................................................................................

Obstrução das vias aéreas em um atleta consciente..........................................................................................................

Obstrução das vias aéreas em um atleta inconsciente.......................................................................................................

Reanimação cardiopulmonar (RCP)...........................................................................................................................................

Usando um desfibrilador externo automático (DEA)..........................................................................................................

 

Glossário

PDF Criptografado

Glossário

abrasão – Lesões superficiais, entre as quais se encontram arranhões ou ralados. aclimatação – Período de tempo (aproximadamente de

7 a 10 dias) necessário para que o corpo se adapte ao calor intenso e à umidade. agudo – Que ocorre repentinamente como, por exemplo, fraturas e entorses. alvéolos – Sacos de ar nos quais o oxigênio e o dióxido de carbono são trocados através dos capilares nos pulmões. artéria – Grande vaso sanguíneo que conduz oxigênio para os tecidos. artéria braquial – Principal artéria de irrigação do braço com sangue que contém oxigênio. artéria femoral - Principal vaso sanguíneo que conduz para a perna o sangue repleto de oxigênio. articulação – Junção entre os ossos que permite ao corpo se locomover. Exemplos: joelho, cotovelo, ombro, tornozelo e punho. articulação acromioclavicular (AC) – Área onde a clavícula se conecta à escápula. articulação esternoclavicular (EC) – Área onde a clavícula se conecta ao esterno. asma – Condição em que os canais de passagem de ar nos pulmões sofrem uma constrição, interferindo, assim, na respiração normal. avaliação física – Avaliação realizada após as medidas de ação emergencial, cujo objetivo é a identificação da posição, local e grau de severidade de outras lesões. Inclui histórico, avaliação e toque (HIT, na sigla em inglês). avaliação padronizada de concussão (APC) – Conjunto de testes utilizados para avaliar a extensão dos sinais e sintomas de uma concussão.

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
eBook
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
BPP0000269925
ISBN
9788520450208
Tamanho do arquivo
170 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados