Recomendação Pedagógica em Educação a Distância

Visualizações: 119
Classificação: (0)

Na educação a distância (EAD), aspectos cognitivos, afetivos e sociais devem ser considerados para que os objetivos dos processos de ensino e de aprendizagem sejam alcançados tanto pelo docente quanto pelo discente. Por isso, a construção de ferramentas capazes de mapear os aspectos do perfil do sujeito da EAD e o emprego da recomendação pedagógica em ambientes virtuais de aprendizagem podem contribuir para que práticas pedagógicas sejam bem-sucedidas. Este livro discute como os sistemas de recomendação, ao identificar as preferências, as necessidades e os interesses de alunos e professores, podem favorecer a personalização do ensino, promovendo resultados significativos na EAD.

9 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

Capítulo 1. Recomendação pedagica em educação a distância: conceitos e elementos

PDF Criptografado

1

RECOMENDAÇÃO PEDAGÓGICA

EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA:

CONCEITOS E ELEMENTOS

Patricia Alejandra Behar | Leticia Rocha Machado

Cristina Alba Wildt Torrezzan | Magalí Teresinha Longhi

No atual estágio da informatização, ainda se despendem tempo e recursos à procura de informação, produtos e serviços na internet. Essa busca envolve escolhas baseadas em preferências, necessidades e experiências de outros usuários. Nesse sentido, os sistemas de recomendação (SRs) vêm sendo amplamente utilizados, principalmente pelo comércio e serviço eletrônico, a exemplo da Google, Amazon e Netflix, além de redes sociais como o Facebook. Tais sistemas agregam métodos para interpretar os hábitos do usuário da internet, de forma que o SR aprenda sobre os interesses do usuário. As informações derivadas da maneira como o indivíduo age na rede, realiza pesquisas e registra suas opiniões ajudam a delinear o perfil do usuário. Isso garante uma experiência de venda ou indicação de produto mais personalizada e aumenta a possibilidade de efetivação da compra, gerando competitividade. Portanto, um SR envolve ferramentas computacionais, com a finalidade de sugerir itens para o usuário. A definição das sugestões levantadas por um SR requer elementos indicados pelo usuário e/ou inferidos pelo próprio sistema para a tomada de decisão.

 

Capítulo 2. Sistemas de recomendação: conceitos e técnicas de aplicação

PDF Criptografado

2

SISTEMAS DE RECOMENDAÇÃO:

CONCEITOS E TÉCNICAS

DE APLICAÇÃO

Sandra Andrea Assumpção Maria | Sílvio César Cazella

Patricia Alejandra Behar

Com o passar dos anos, a publicação de conteúdo está cada vez mais frequente e intensa, consequência da web 2.0, que facilita a autoria, a criação e o compartilhamento por qualquer internauta. A temática sistemas de recomendação (SRs), diante da constante produção de conteúdo, tem sido muito discutida em decorrência dos possíveis benefícios proporcionados pela aplicação de técnicas de filtragem de informações. A possibilidade de utilizar os interesses dos próprios usuários, combinada com o potencial de indicação de conteúdo interessante, faz dos SRs uma possível solução para a aproximação do usuário à informação de interesse no ambiente da internet.

No entanto, a grande quantidade de informações apresentadas ao usuário causa uma sensação bem comum à maioria dos usuários que faz uso da web: a de estar sobrecarregado ou mesmo de se sentir perdido com a variedade de alternativas que se apresentam entre conteúdos e sites.

 

Capítulo 3. Recomendação pedagica a partir dos aspectos afetivos

PDF Criptografado

3

RECOMENDAÇÃO PEDAGÓGICA

A PARTIR DOS

ASPECTOS AFETIVOS

Magalí Teresinha Longhi | Patricia Alejandra Behar

Ana Carolina Ribeiro Ribeiro | Caroline Bohrer do Amaral

Fátima Weber Rosas | Leticia Rocha Machado

Este capítulo tem por objetivo abordar a recomendação pedagógica

(RecPed) a partir de aspectos afetivos, mais precisamente os relacionados com os traços de personalidade e estados de ânimo que podem ser reconhecidos em um ambiente virtual de aprendizagem (AVA). A inferência desses aspectos nos processos de ensino e de aprendizagem gera possibilidades para representar o perfil afetivo do sujeito da educação a distância (EAD).1

As ferramentas de comunicação disseminadas na internet podem promover novas linguagens e formas de convivência social. Na educação, tanto na modalidade presencial quanto a distância, os AVAs integram recursos de comunicação síncrona e assíncrona que propiciam as interações sociais. Nesse processo, vários aspectos pessoais estão implicados, entre eles o afetivo.2

 

Capítulo 4. Recomendação pedagica a partir dos aspectos sociais

PDF Criptografado

4

RECOMENDAÇÃO PEDAGÓGICA

A PARTIR DOS

ASPECTOS SOCIAIS

Patricia Alejandra Behar | Ana Carolina Ribeiro Ribeiro

Caroline Bohrer do Amaral | Cristina Alba Wildt Torrezzan

Fátima Weber Rosas | Gislaine Rossetti Ferreira

Leticia Rocha Machado | Magalí Teresinha Longhi

Este capítulo tem por objetivo analisar os aspectos sociais em ambientes virtuais de aprendizagem (AVAs) no intuito de debater sobre a recomendação pedagógica (RecPed) a partir das interações sociais. Para tanto, apresenta-se a funcionalidade denominada mapa social,1 incorporada ao

AVA Rede Cooperativa de Aprendizagem (ROODA).2 O objetivo dessa ferramenta é identificar as relações sociais construídas no AVA pelo sujeito da educação a distância (EAD).3 Com base nessa análise, o mapa social oferece a recomendação de estratégias pedagógicas (EPs), auxiliando o professor a compreender e aprimorar as interações na EAD. A partir dessas informações, o docente pode encontrar a oportunidade de identificar o perfil de cada aluno e/ou turma e planejar práticas pedagógicas focadas em suas necessidades. Demonstra-se, assim, uma importante ferramenta contra a evasão de alunos, pois possibilita a identificação precoce

 

Capítulo 5. Recomendação de objetos de aprendizagem baseada em competências

PDF Criptografado

5

RECOMENDAÇÃO DE OBJETOS

DE APRENDIZAGEM BASEADA

EM COMPETÊNCIAS

Patricia Alejandra Behar | Cristina Alba Wildt Torrezzan

Daisy Schneider | Ketia Kellen Araújo da Silva

A recomendação pedagógica em educação a distância (RecPed-EAD), conforme abordado no Capítulo 1, caracteriza-se por indicar um ou mais elementos de uma arquitetura pedagógica (AP), quais sejam, organizacionais, conteudinais, tecnológicos e/ou metodológicos, além de estratégias de aplicação, de acordo com o perfil do sujeito da EAD (individual e/ou coletivo). Este capítulo aborda a recomendação com foco no conteúdo da AP, o qual é apresentado, nesse caso, em forma de objetos de aprendizagem (OAs).

Os OAs são compreendidos como recursos educacionais digitais que podem ser desde um hipertexto, uma animação, um vídeo, um jogo ou a combinação desses. Seu objetivo é educacional, ressaltando a preferência por aqueles que integram múltiplas mídias, favorecendo a dinamicidade das ações e a interatividade dos alunos com várias linguagens.

 

Capítulo 6. Recomendação e o processo de escrita coletiva digital

PDF Criptografado

6

RECOMENDAÇÃO E O PROCESSO

DE ESCRITA COLETIVA DIGITAL

Sandra Andrea Assumpção Maria | Alexandra Lorandi Macedo

Cláudia Zank | Patricia Alejandra Behar

O processo de escrita coletiva digital (ECD) se apoia em trocas interindividuais, negociações e construções acerca de um objetivo comum. Esse movimento sugere suporte a diversos materiais de apoio, como artigos, imagens, reportagens, etc. É nessa filtragem de conteúdos que o sistema de recomendação (SR) atua, qualificando a seleção das referências que são o motivo das trocas entre os sujeitos. A intenção final é dar foco e objetividade ao material de apoio.

A recomendação aplicada ao contexto da ECD tem relação direta com os interesses do usuário e com o tema base de desenvolvimento, ampliando as possibilidades de qualificação dessa produção. Além de oferecer suporte, ela atua na seleção de melhores resultados quando é feita uma busca por materiais na web, uma vez que a classificação desses materiais é cada vez mais complexa, dado o volume de dados permanentes nesse espaço.

 

Capítulo 7. Sistemas de recomendação de e para grupos

PDF Criptografado

7

SISTEMAS DE RECOMENDAÇÃO

DE E PARA GRUPOS

Ana Carolina Ribeiro Ribeiro | Fátima Weber Rosas

Gislaine Rossetti Ferreira | Patricia Alejandra Behar

Este capítulo trata de sistemas de recomendação (SRs) para a formação de grupos e para grupos existentes, tanto no contexto da educação a distância

(EAD) quanto em outros âmbitos.

Entende-se que a contribuição de SRs na EAD é evidenciada tendo em vista que um grupo é formado por diferentes perfis e que a união dos sujeitos individuais resulta em um novo perfil, o do grupo. Diante disso, novas necessidades e novos interesses emergem, fruto das trocas desses sujeitos, da busca de um objetivo comum e do confronto de diferentes ideias, entre outras possibilidades. Essas questões são ainda mais complexas nessa modalidade de educação em que os alunos, na maioria das vezes, não se conhecem e necessitam se aproximar para a realização de atividades e discussões ao longo de determinado curso.

Com base no exposto, ressalta-se a importância da recomendação tanto para a formação de um grupo, a partir de seus perfis, quanto para a identificação de estratégias e materiais para grupos já existentes. Dessa forma, a seguir será abordada a definição de grupos e suas características. Após, será apresentado o processo de recomendação de e para grupos na EAD, bem como os SRs para formar tais grupos. Por fim, serão elencados os SRs de materiais e recursos para os grupos, bem como as considerações que encerram o capítulo.

 

Capítulo 8. Avaliação da recomendação pedagica na educação a distância

PDF Criptografado

8

AVALIAÇÃO DA RECOMENDAÇÃO

PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO A

DISTÂNCIA

Ketia Kellen Araújo da Silva | Maira Bernardi

Patricia Alejandra Behar

A recomendação pedagógica em educação a distância (RecPed-EAD), como já conceituada no Capítulo 1, é a indicação de um ou mais elementos do modelo pedagógico, formado pela arquitetura pedagógica (AP), por estratégias pedagógicas (EPs) e pelos sujeitos da EAD (individual e/ou coletivo).

Assim, o usuário precisa ser capaz de realizar uma avaliação da recomendação recebida analisando a qualidade do material recomendado e se condiz

(ou não) com a proposta a ser aplicada.

Mesmo sendo uma das atribuições do docente operacionalizar o modelo pedagógico para um curso EAD, nem todos têm conhecimentos para apurar a natureza dos materiais a serem utilizados. Sabe-se que, na maioria das vezes, já existe um modelo predefinido pela instituição, que possui planejamento, conteúdo, metodologia e ferramentas tecnológicas já delineados (BEHAR et al., 2009). Portanto, o docente precisa considerar não apenas os aspectos da AP, mas também os sujeitos e as estratégias de aprendizagem.1 Para isso, pode ser necessário realizar ajustes na arquitetura, conforme o perfil dos sujeitos (individual e/ou coletivo) e por meio da RecPed. Nesse contexto, realizar uma avaliação com critérios estabelecidos para os diferentes elementos do modelo torna-se uma atividade de extrema importância.

 

Capítulo 9. Tendências tecnolicas e educacionais em sistemas de recomendação

PDF Criptografado

9

TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS

E EDUCACIONAIS EM SISTEMAS

DE RECOMENDAÇÃO

Anna Helena Silveira Sonego | Tássia Priscila Fagundes Grande

Patricia Alejandra Behar | Sílvio César Cazella

Os sistemas de recomendação (SRs) constituem-se em soluções com ampla aplicação em diferentes domínios, entre eles o educacional. Esta obra apontou algumas iniciativas, o que pode provocar muitas indagações e expectativas sobre seu uso na educação.

Desse modo, este capítulo tem o intuito de abordar as tendências na utilização de SRs, tanto no âmbito educacional quanto em outros meios. Para isso, foram realizadas pesquisas nacionais e internacionais. As reflexões apresentadas se baseiam na experiência e nos cenários de estudos consolidados na área. Dessa forma, o conteúdo referido busca ser o mais abrangente possível, porém, outros prováveis tópicos de igual importância para a

área de SRs podem não ter sido elencados.

A partir de um levantamento,1 em diferentes bases de busca internacionais, sobre os temas “Recommender Systems” e “Educational Recom1

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
eBook
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
BPP0000270742
ISBN
9788584291588
Tamanho do arquivo
10 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados