Gestão Financeira Econômica

Autor(es): HOJI, Masakazu
Visualizações: 44
Classificação: (0)

A velocidade com que ocorrem as mudanças no cenário global exige uma gestão de finanças cada vez mais eficiente nas empresas, acompanhando todos os processos organizacionais de maneira prática e instantânea. É nesse contexto que os profissionais de Finanças são cada vez mais valorizados, pois, se bem alinhados à realidade econômica atual, serão eles os responsáveis pela alocação adequada de recursos e, consequentemente, pelo equilíbrio de forças e oportunidades que beneficiarão não só à organização, mas a todos que fazem parte de seu quadro de funcionários. O objetivo deste livro é abordar Finanças e Economia estabelecendo uma conexão com outras áreas da organização que, juntas, contribuem significativamente para gerar relevantes resultados financeiros e econômicos. Livro indicado para a disciplina Administração Financeira de cursos tecnológicos, técnicos e de graduação._x000D_
Por sua abordagem essencialmente prática, o livro é recomendado para leitura profissional de iniciantes na área financeira. _x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_
_x000D_

 

10 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

Capítulo 1 – Finanças Corporativas

PDF Criptografado

1

FINANÇAS

CORPORATIVAS

1.1 COMPORTAMENTO FINANCEIRO DA ECONOMIA

A economia preocupa-se com a escassez de recursos utilizados pelos agentes econômicos, pois desses recursos depende a produção dos bens e serviços demandados pela sociedade. A demanda é suprida pelas empresas, que necessitam gerar lucro para continuar realizando as suas atividades.

1.1.1 Produção e lucro

As pessoas precisam, constantemente, fazer escolhas e tomar decisões de consumo, em função dos recursos limitados que lhes são disponibilizados. Essa limitação exige ações que levem ao máximo à satisfação das necessidades, tanto individuais quanto coletivas, para que o bem-estar seja atingido com os recursos disponíveis.

Em geral, os economistas supõem que as pessoas são racionais nas suas ações.

Entretanto, segundo Hubbard e O’Brien (2010, p. 61):

Não significa que os economistas acreditam que todos sabem tudo ou sempre tomam a “melhor” decisão. Significa que eles supõem que os consumidores e as empresas utilizam todas as informações disponíveis para alcançar seus objetivos. Indivíduos racionais ponderam os benefícios e os custos de cada ação, e só escolhem uma ação se seus benefícios superarem os seus custos.

 

Capítulo 2 – Demonstrações Financeiras

PDF Criptografado

2

DEMONSTRAÇÕES

FINANCEIRAS

2.1 SITUAÇÃO PATRIMONIAL E RESULTADOS

Segundo o artigo 176 da Lei nº 6.404/1976, as companhias (sociedades por ações ou sociedades anônimas) devem publicar, ao final de cada exercício social com duração de um ano, as seguintes demonstrações financeiras:

• Balanço patrimonial.

• Demonstração de resultado do exercício.

• Demonstração de lucros ou prejuízos acumulados ou demonstração das mutações do patrimônio líquido.

• Demonstração dos fluxos de caixa.

• Demonstração do valor adicionado, se companhia aberta.

Apesar de a legislação ser específica para sociedades anônimas, as sociedades de grande porte também devem seguir essa legislação. As empresas de pequeno porte devem elaborar demonstrações financeiras mais simplificadas, em conformidade com as normas brasileiras de Contabilidade conhecida como “NBC TG 1000 – Contabilidade para Pequenas e Médias Empresas”.

Neste capítulo, vamos estudar as três principais demonstrações contábeis que permitem compreender as transações empresariais e analisar a situação econômica e financeira, bem como o desempenho das empresas. São elas:

 

Capítulo 3 – Análise de Demonstrações Contábeis

PDF Criptografado

3

ANÁLISE DE

DEMONSTRAÇÕES

CONTÁBEIS

3.1 INICIANDO A ANÁLISE DE BALANÇOS

Se uma empresa apresenta um lucro no valor de R$ 1.000, possui algum significado? Esse dado, isoladamente nada diz ou diz pouca coisa.

No entanto, se a empresa apresenta um lucro de R$ 1.000 e venda no valor de

R$ 5.000, é possível relacionar esses dois valores e gerar informação útil para os usuários. Por exemplo, pode ser calculado o percentual de lucro sobre a venda:

R$ 1.000

= 0,20 ou 20%

R$ 5.000

A análise de balanços propicia informações muito importantes sobre a situação financeira e econômica da empresa, bem como a forma de gestão, entre outras.

Vamos prosseguir com o exemplo apresentado. A empresa vendeu R$ 5.000 e gerou um lucro de R$ 1.000 no ano passado. Neste ano, a venda será de R$ 6.000 e o lucro de R$ 1.500. Com esses dados, o nível de informação sobre a empresa, sem dúvida, será bastante melhorado, como segue:

Ano passado

 

Capítulo 4 – Estrutura de Capital e Gestão de Lucro

PDF Criptografado

4

ESTRUTURA DE CAPITAL

E GESTÃO DE LUCRO

4.1 ESTRUTURA DE CAPITAL

Para financiar os ativos totais, as fontes de recursos provêm de passivos e patrimônio líquido. Os passivos podem ser classificados em:

• Passivos de financiamento.

• Passivos de funcionamento.

A estrutura de capital de uma empresa é formada por fontes de recursos onerosos, que financiam os ativos e que são chamadas de passivos de financiamento, e pelo patrimônio líquido.

O volume de recursos aplicado nos ativos pode ser composto de recursos de terceiros (empréstimos e financiamentos, por exemplo) e recursos dos sócios ou acionistas (recursos novos ou lucros retidos), que aplicados em ativos de natureza duradoura (ativos fixos) têm o objetivo de gerar resultado econômico.

Para análise e decisão com relação à estrutura de capital, somente os fundos permanentes e de longo prazo são considerados, pois, por serem de natureza estratégica, as estruturas de capitais não são alteradas com frequência. No entanto, em algumas empresas com problemas de crédito, o capital de curto prazo pode assumir importância significativa, substituindo o capital de longo prazo (HOJI, 2017).

 

Capítulo 5 – Administração do Capital de Giro

PDF Criptografado

5

ADMINISTRAÇÃO DO

CAPITAL DE GIRO

5.1 ATIVIDADES OPERACIONAIS

Em qualquer empresa, as principais atividades operacionais são relacionadas a gestão de estoques, contas a receber e fornecedores.

5.1.1 Gestão de estoques

Geralmente, os estoques são ativos significativos em empresas industriais e comerciais. Nas empresas industriais, são representados basicamente por matérias-primas, materiais auxiliares, produtos em elaboração e produtos acabados, e nas empresas comerciais, pelas mercadorias para revenda. Há, no entanto, outros tipos de estoques que não são fisicamente agregados ao produto final ou vendidos. São os materiais de consumo necessários para a realização das atividades, por exemplo, materiais de escritório.

Pela sua importância, o nível de estoques a ser mantido é objeto de grande preocupação dos gestores de finanças, especialmente em função do volume de recursos financeiros imobilizado nesse tipo de ativo.

A manutenção de estoques está relacionada à necessidade de atendimento

 

Capítulo 6 – Planejamento e Controle Financeiro

PDF Criptografado

6

PLANEJAMENTO E

CONTROLE FINANCEIRO

6.1 INFORMAÇÕES E TECNOLOGIA

Na fase inicial de um empreendimento, o empresário consegue ter uma visão ampla do seu negócio sem maiores dificuldades. Consegue visualizar facilmente as diversas etapas da atividade empresarial que finalizam com o produto ou serviço.

À medida que o negócio vai crescendo, há necessidade de implementar um sistema de informações gerenciais e utilizar um eficaz Enterprise Resource Planning (ERP).

6.1.1 Sistema de informações gerenciais

As informações sobre o negócio são importantes para o planejamento da empresa porque norteiam as ações e decisões que precisam ser tomadas para que as metas sejam atingidas. Na medida em que a empresa vai evoluindo e sua gestão vai se tornando mais complexa, é indispensável o emprego de um bom sistema de informações gerenciais. A informação é, sem dúvida, um importante diferencial competitivo da empresa em relação a seus concorrentes.

A precária previsibilidade do cenário econômico tem exigido tomadas de decisões rápidas e seguras, para que as empresas possam se apropriar de oportunidades e neutralizar ameaças que se apresentam. O sucesso das decisões mantém estreita relação com a qualidade das informações que o gestor dispõe e de sua capacidade de interpretá-las adequadamente.

 

Capítulo 7 – Técnicas Orçamentárias

PDF Criptografado

7

TÉCNICAS

ORÇAMENTÁRIAS

7.1 TIPOS DE ORÇAMENTOS

Existem diversos tipos de orçamentos, cada qual com suas características e finalidades. Os principais tipos de orçamentos são apresentados a seguir.

7.1.1 Orçamento estático

É o tipo de orçamento mais comum existente. Uma vez planejado e definido, os valores nele constantes não podem mais ser alterados, para não gerar variações imprevistas.

No Quadro 7.1, apresentamos um exemplo de orçamento estático, em que se comparam os valores realizados com os valores orçados e as variações entre eles.

Quadro 7.1  Exemplo de orçamento estático

Valores orçados (A)

Valores realizados (B)

Variação

(B – A)

Quantidades vendidas

3.000

3.200

200

Preço unitário

15,00

14,80

(0,20)

Receita total

45.000

47.360

2.360

Custo de matéria-prima

30.000

32.000

2.000

Comissão sobre vendas

1.500

 

Capítulo 8 – Investimentos

PDF Criptografado

8

INVESTIMENTOS

8.1 RISCO E RETORNO

O excedente de recursos obtido pelos indivíduos e empresas é direcionado a algum tipo de investimento. Dependendo dos objetivos e do perfil de quem está investindo, os recursos podem ser aplicados no mercado financeiro, em várias modalidades existentes, ou em algum projeto relacionado com a atividade produtiva ou comercial.

8.1.1 Por que poupar?

Sobre os recursos direcionados para investimento recai o chamado custo de oportunidade, uma vez que eles poderiam ser aplicados em outras alternativas de investimento. Para os indivíduos, os recursos que sobram depois de cumpridos todos os compromissos financeiros podem ser direcionados ao consumo, mas são incentivados a poupar seja para consumo futuro ou para formar uma reserva de proteção para o futuro.

A formação de poupança é uma decisão importante, pois, mesmo que se pretenda um consumo futuro, com o dinheiro na mão, tem-se um melhor poder de negociação, especialmente pelos descontos que se conseguem negociar.

 

Capítulo 9 – Tópicos de Teoria Econômica

PDF Criptografado

9

TÓPICOS DE

TEORIA ECONÔMICA

9.1 CIÊNCIAS ECONÔMICAS

Um administrador financeiro precisa conhecer os fundamentos de economia e suas aplicações para exercer com eficiência e eficácia as suas atividades.

9.1.1 Fundamentos de economia

A ciência econômica trata da produção, distribuição e consumo de bens e serviços que se destinam a atender às necessidades humanas. A economia estuda como a sociedade administra os recursos produtivos escassos, como as pessoas tomam suas decisões sobre o quanto trabalham, o que compram, quanto poupam e a forma como investem suas economias. Estuda também como é o processo de interação entre as pessoas

(MANKIW, 2016). A questão central é a satisfação das necessidades da sociedade. O que, quanto, como e para quem produzir são os problemas fundamentais da economia.

É nesse cenário que se encontram as empresas, agindo com o objetivo de obtenção de lucro que remunere adequadamente os capitais de acionistas ou sócios-quotistas.

 

Respostas dos Exercícios Propostos

PDF Criptografado

RESPOSTAS DOS

EXERCÍCIOS PROPOSTOS

Aviso importante!

As respostas a seguir apresentadas referem-se somente aos exercícios propostos. Entretanto, os professores podem acessar o GEN-IO no site da Editora e obter o Manual do Mestre, que contém a solução completa dos exercícios propostos, bem como respostas às questões. Veja o passo a passo para acesso ao GEN-IO no início do livro.

CAPÍTULO 1

1. 11,24% a.a.

2. (a) R$ 955.000,00; (b) 1,5466%.

3. 2,2727% a.m.

4. 1,6749% a.m.

5. 1,1765% a.m.

CAPÍTULO 2

1. R$ 30.000

2. R$ 20.000

Gestao_Financeira_Orcamentaria.indb 239

08/11/2018 16:47:37

240  •  Gestão FINANCEIRA e ECONÔMICA

3.

Balanço patrimonial

Ano 1

ATIVO

Ano 2

Caixa

1.000

11.000

Estoques

5.000

6.000

Duplicatas a receber

6.000

8.000

12.000

25.000

Total

PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO

Fornecedores

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
eBook
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
BPP0000269714
ISBN
9788597019285
Tamanho do arquivo
5,6 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados