Bandagem terapêutica no esporte e na reabilitação

Autor(es): Anne Keil
Visualizações: 148
Classificação: (0)

De forma prática e visual, esta obra apresenta diversas técnicas de bandagem para todas as áreas do corpo, que podem ser empregadas tanto na reabilitação física como no treinamento esportivo, ou ainda adaptadas para o uso em pacientes pediátricos ou com distúrbios neurológicos. Trata-se de uma valiosa ferramenta para estudantes e profissionais de fisioterapia, fisiatria, medicina do esporte, terapia ocupacional e educação física que buscam uma orientação consistente acerca da seleção e aplicação das modernas técnicas de bandagem terapêutica.

FORMATOS DISPONíVEIS

eBook

Disponível no modelo assinatura da Minha Biblioteca

6 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

1. Introdução à bandagem terapêutica

PDF Criptografado

1

Introdução à bandagem terapêutica

Os efeitos terapêuticos que se deseja obter com a bandagem terapêutica incluem a estabilização das articulações, modificação e controle da postura em uma articulação, inibição da atividade muscular, redução da dor, aumento da excitabilidade dos neurônios motores e aumento do torque articular. Há também relatos de que a bandagem terapêutica pode melhorar a propriocepção. Benefícios potenciais incluem melhora do esforço muscular, melhora do controle sensório-motor, estimulação cutânea, modulação da dor e facilitação ou inibição da atividade muscular (Lewis, Wright e

Green, 2005).

Os livros sobre bandagem terapêutica focam basicamente o uso da fita adesiva esportiva e suas técnicas destinam-se a profissionais e estudantes de educação física. Alguns livros explicam também as técnicas de kinesio taping (bandagem elástica terapêutica). Bandagem terapêutica no esporte e na reabilitação demonstra o uso da fita adesiva para bandagem (marrom) com uma fita base (branca), produtos usados com maior frequência por fisioterapeutas no tratamento e na prevenção de lesões, mas disponíveis para o público em geral. As técnicas de bandagem terapêutica mais comuns na fisioterapia foram desenvolvidas pelos fisioterapeutas

 

2. Tornozelo e pé

PDF Criptografado

2

Tornozelo e pé

O tornozelo e o pé têm o mínimo de massa muscular ou tecido adiposo (exceto na superfície plantar do pé); portanto, essa área pode ser influenciada de forma marcante pela aplicação de bandagem às articulações superficiais (como as articulações tibiofi bulares e do mediopé). A bandagem ajuda a corrigir a posição do tornozelo e da fíbula distal, estimula a ativação muscular correta e oferece suporte às articulações e ao arco, sem o volume de uma órtese de tornozelo. A fita adesiva da bandagem terapêutica pode restringir o final da amplitude de movimento articular, em que há maior probabilidade de ocorrer lesão. Para ser mais eficaz, a bandagem adesiva do tornozelo precisa dar suporte às articulações talocrural e subtalar (Ator et al., 1991). A bandagem do pé é às vezes essencial para pacientes com atividades nas quais ficam descalços (como ginástica, ioga ou Pilates), usam calçados com suporte limitado

(como sapatilhas de balé ou calçados para dançar jazz) ou calçados que não podem acomodar uma órtese (p. ex., calçados muito justos como chuteiras, tênis de cano alto ou sapatos sociais).

 

3. Joelho

PDF Criptografado

3

Joelho

A bandagem para controle de sintomas patelofemorais (p. ex., bandagem de McConnell) é provavelmente o uso mais comum da bandagem terapêutica no joelho. A bandagem é muito eficaz nessa área, pois a patela é um osso bem superficial e as forças da fita adesiva podem direcionar a vasta amplitude de mobilidade da patela em seu trajeto durante a contração do quadríceps. Muitas outras estruturas em torno do joelho também são superficiais (tendões, corpos adiposos, bolsas) e respondem bem à aplicação de bandagem, que

é usada para aliviar a carga das estruturas dolorosas.

Este capítulo aborda as seguintes técnicas: deslizamento medial da patela, diminuição da carga sobre o tendão patelar, diminuição da carga sobre o corpo adiposo infrapatelar, diminuição da carga sobre a bolsa anserina, diminuição de carga na síndrome do trato iliotibial, deslizamento proximal da fíbula, torção tibiofemoral, hiperextensão do joelho ou bloqueio em varo/valgo, diminuição da carga sobre o tensor da fáscia lata (TFL) e o quadril e diminuição da carga sobre os isquiotibiais mediais. Além disso, as técnicas de bandagem de tornozelo em posição subtalar neutra e a bandagem do arco vistas no Capítulo 2 (pp. 20-26) podem ser úteis para tratar problemas de joelho.

 

4. Áreas cervical, torácica e lombopélvica

PDF Criptografado

4

Áreas cervical, torácica e lombopélvica

A coluna vertebral é uma verdadeira proeza de en­ genharia: um pilar de vértebras empilhadas sobre o topo do sacro que provê um ponto de equilíbrio para o crâ­ nio, inteiramente conectado por ligamentos, músculos e tendões. Não é de se estranhar que a lombalgia seja uma ocorrência tão comum. As áreas mais vulneráveis

à lesão costumam ser as mais móveis: a junção acima das articulações torácicas com as costelas (por volta de

C4 a T1) e a junção lombossacral (por volta das articu­ lações L4 a S1). A coluna é de fato o centro do corpo e, quando o centro está enfraquecido, pode afetar de modo adverso nossa postura e equilíbrio ou causar compen­ sações nessas funções, assim como influenciar a eficiên­ cia com que nossos membros trabalham. A bandagem terapêutica da coluna ou da pelve pode ser um trata­ mento complementar benéfico, em geral corrigindo a postura ou o alinhamento com mais eficácia que uma

órtese vendida sem prescrição, em especial se a má postura estiver contribuindo para os sintomas.

 

5. Ombro

PDF Criptografado

5

Ombro

O ombro é outra área onde a bandagem terapêutica é bastante eficaz em virtude de a articulação acromioclavicular (AC) ser relativamente superficial, sendo fácil corrigir a má postura (ombros curvos e cabeça anteriorizada), que pode contribuir para a síndrome do impacto do ombro e outros problemas na região.

A bandagem postural terapêutica em geral é a primeira técnica que se aplica na clínica para pacientes com sintomas no ombro.

Este capítulo discute as seguintes técnicas: postural para a porção superior da coluna (ver também o Cap.

4), separação da articulação AC e correção de fratura de clavícula, bloqueio da articulação AC, correção da posição da escápula, correção de subluxação inferior do ombro e proteção para luxação anterior do ombro.

São descritos tratamentos para os seguintes problemas: impacto, separação ou crepitação acromioclavicular, tendinite ou impacto do manguito rotador, bursite subacromial, encurtamento ou dor na porção anterior do ombro, frouxidão ligamentar ou subluxação, problemas cervicotorácicos, síndrome do desfiladeiro torácico (SDT), cefaleias, postura de cabeça anteriorizada e ombros curvos que contribua para os sintomas e fraqueza postural da porção superior da coluna.

 

6. Cotovelo, punho e mão

PDF Criptografado

6

Cotovelo, punho e mão

A bandagem terapêutica pode ter um efeito significativo sobre o cotovelo, o punho e a mão em virtude da natureza superficial das articulações. Contudo, a bandagem limitará o movimento de certas articulações que podem ser necessárias para desempenhar atividades da vida diária. A bandagem pode ser usada 24 horas por dia, ao contrário de muitas talas ou órteses de cotovelo, punho e mão, que precisam ser removidas para o banho ou durante atividades que possam sujar a órtese (p. ex., cozinhar). Talvez a bandagem precise ser reaplicada com maior frequência no punho e na mão, pois essas partes sujam-se mais rapidamente, já que usamos muito nossas mãos durante o dia, em especial nossa mão dominante.

Este capítulo aborda as seguintes técnicas: bandagem terapêutica para epicondilite medial ou lateral, deslizamento da cabeça do rádio, diamante para diminuição da carga, deslizamento com rotação externa (RE) ou rotação interna (RI) da ulna, bloqueio de frouxidão do cotovelo, bandagem do punho na posição neutra, bloqueio de flexão ou extensão do punho, deslizamento radiocarpal, deslizamento dorsal do quinto metacarpal, deslizamento ulnar ventral e bloqueio do polegar.

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
Book
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
BPP0000269627
ISBN
9788520447406
Tamanho do arquivo
490 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados