Enfermagem em Centro de Material e Esterilização

Visualizações: 142
Classificação: (0)

A Série Enfermagem busca facilitar o acesso ao conteúdo do programa de formação do enfermeiro, incorporando práticas pedagógicas compatíveis com os recursos de saúde e de educação. Para isso, foram convidados professores e profissionais com experiência na área de educação, assistência e pesquisa para ensinar os processos específicos do cuidar em enfermagem. Ao investir dessa maneira na divulgação dos conhecimentos da prática da enfermagem, esta série certamente produzirá um grande salto qualitativo no cenário da saúde. Resultado de mais de dois anos de trabalho dos mais renomados especialistas da área de enfermagem, o livro Enfermagem em Centro de Material e Esterilização apresenta, de forma clara e objetiva, os elementos essenciais para o desenvolvimento efetivo e livre de riscos das atividades do setor. Esses centros são unidades independentes, fortalecidas pelas exigências regulamentadoras e impulsionadas por grandes lideranças na prática, na pesquisa e no ensino em âmbito nacional. Distribuído em 18 capítulos, o conteúdo deste livro busca suprir uma necessidade da área de CME por profissionais capazes de desenvolver as atividades de acordo com a nova realidade do setor, fundamentada pela automação de processos e sofisticação do arsenal disponível. Com textos concisos, que abordam desde o processo histórico do CME, passando pela apresentação dos conceitos microbiológicos atualizados, até o detalhamento das diversas atividades desenvolvidas no CME com enfoque na gestão da organização, dos ambientes, das pessoas, dos equipamentos e dos processos de trabalho, esta obra também apresenta propostas para estudo e extensa lista de referências bibliográficas para consulta.

18 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

1. Organização do Centro de Material e Esterilização

PDF Criptografado

1

Organização do Centro de

Material E esterilização

A rlete S ilva

P on ­t os

a apren ­d er

1. D

� escrição dos aspectos organizacionais do Centro de Material e Esterilização (CME), da estrutura física, do ambiente, dos equipamentos, do fluxograma e da sua importância no contexto da instituição de saúde.

2. �Identificação das diferentes áreas do CME e do fluxograma dos materiais processados nessa unidade.

3. Reconhecimento da legislação sobre o CME.

4. Reconhecimento do papel do enfermeiro na organização do CME.

P alavras - chave

Centro de material, esterilização, organização.

E strutura

dos tópicos

Introdução. Aspectos históricos do CME. Organização do CME. Resumo.

Resumo esquemático. Propostas para estudo. Referências bibliográficas.

1

Enf Book 1.indb 1

09/05/17 19:22

E NF ERMAG EM em C ME

2

Introdução

O Centro de Material e Esterilização (CME) destaca-se no contexto da organização hospitalar de forma bastante peculiar, por se caracterizar como uma unidade de apoio técnico a todos os serviços, assistenciais e de diagnóstico, que necessitam de produtos para a saúde utilizados na assistência aos seus clientes.

 

2. Aspectos conceituais e microbiológicos relacionados ao processamento de materiais utilizados na assistência à saúde

PDF Criptografado

2

Aspectos conceituais e microbiológicos relacionados ao processamento de materiais utilizados na assistência à saúde

M aria C lara P adoveze

K azuko U chikawa G raziano

P on ­t os

a apren ­d er

1. Compreensão dos aspectos microbiológicos relacionados ao processamento de materiais.

2. Identificação dos principais conceitos referentes a limpeza, desinfecção e esterilização de materiais.

3. �

Correlação dos conceitos apresentados com a prática em Centro de

Material e Esterilização (CME).

P alavras - chave

Enfermagem em Centro de Material e Esterilização, conceitos, microbiologia, limpeza, desinfecção, esterilização.

E strutura

dos tópicos

Introdução. Conceitos microbiológicos relacionados ao processamento. Conceitos referentes a limpeza, desinfecção e esterilização. Resumo. Resumo esquemático. Pontos a revisar. Propostas para estudo. Atividade sugerida.

Referências bibliográficas. Para saber mais.

 

3. Recepção e limpeza dos materiais

PDF Criptografado

3

Recepção e limpeza dos materiais

E liane M olina P saltikidis

S ilma M aria P inheiro C unha R ibeiro

P on ­t os

a apren ­d er

1. �Reconhecimento da importância do processo da limpeza dos materiais como etapa primordial antes dos processos de desinfecção e esterilização.

2. �Os fatores que interferem e os recursos necessários para a eficácia dos processos de limpeza.

3. As etapas, métodos, insumos e equipamentos de limpeza de materiais.

4. �Identificação das metodologias de inspeção da limpeza de materiais.

P alavras - chave

Enfermagem em Centro de Material e Esterilização, limpeza, detergente, lavadora, inspeção da limpeza.

E strutura

dos tópicos

Conceito e importância da limpeza. Contaminantes dos materiais utilizados na assistência à saúde. Complexidade e conformação dos produtos para a saúde. Recursos para o processo de limpeza. Etapas do processo de limpeza.

Considerações finais. Resumo. Resumo esquemático. Pontos a revisar. Propostas para estudo. Atividades sugeridas. Referências bibliográficas.

 

4. Preparo e embalagem dos materiais para a esterilização

PDF Criptografado

4

Preparo e embalagem dos materiais para a esterilização

C amila Q uartim

P on ­t os

de

M oraes B runa

a apren ­d er

1. �Realização da inspeção dos instrumentos cirúrgicos.

2. �Identificação das características que impedem o uso de instrumentos.

3. �Como montar caixas cirúrgicas.

4. �Ser capaz de escolher a embalagem adequada para cada material e tipo de esterilização.

5. �Como embalar materiais para esterilização.

P alavras - chave

Enfermagem em Centro de Material e Esterilização, preparo, inspeção, embalagem.

E strutura

dos tópicos

Introdução. Inspeção. Acondicionamento. Embalagem. Resumo. Resumo esque­ mático. Pontos a revisar. Propostas para estudo. Referências bibliográficas.

92

Enf Book 1.indb 92

09/05/17 19:22

P reparo e embal ag em d os mater ia is pa r a a ester iliza çã o

93

Introdução

O preparo, que é constituído por uma inspeção criteriosa da limpeza e da funcionalidade dos materiais, é um dos pontos críticos para que um material possa ser reutilizado, pois resíduos orgânicos e inorgânicos podem impedir o contato do agente esterilizante ou desinfetante1-3. Confirmada a limpeza, os materiais precisam ser embalados para garantir a manutenção da esterilidade ao usuário final.

 

5. Esterilização por métodos físicos

PDF Criptografado

5

Esterilização por métodos físicos

M aria C lara P adoveze

M aria C ristina F erreira Q uelhas

M arlene H itomi Y oshida N akamura

P on ­t os

a apren ­d er

1.  Tipos de esterilização por métodos físicos.

2.  Princípios de esterilização por métodos físicos.

3. Indicações e contraindicações da utilização de métodos físicos.

4.  Parâmetros dos processos de esterilização por métodos físicos.

5. Regras gerais para a utilização da esterilização a vapor.

P alavras - chave

Enfermagem em Centro de Material e Esterilização, esterilização, vapor.

E strutura

dos tópicos

Introdução. Vapor saturado sob pressão (calor úmido). Calor seco. Radiação ionizante. Esterilização por feixe de elétrons (electron beam). Micro-ondas.

Resumo. Resumo esquemático. Propostas para estudo. Estudo de caso. Solução do estudo de caso. Referências bibliográficas.

109

Enf Book 1.indb 109

09/05/17 19:22

 

6. Métodos de esterilização a baixa temperatura

PDF Criptografado

6

Métodos de esterilização a baixa temperatura

G iovana A brahão de A raújo M oriya

R afael Q ueiroz de S ouza

T amara C arolina de C amargo

K azuko U chikawa G raziano

P on ­t os

a apren ­d er

1. Principais métodos de esterilização a baixa temperatura para materiais de assistência à saúde.

2. O mecanismo de ação de cada um dos métodos disponíveis de esterilização a baixa temperatura.

3. Compreensão das diferenças de cada método, destacando os limites, as possibilidades, as suas vantagens e desvantagens.

4. Subsídios para fundamentar as tomadas de decisão nas escolhas do método de esterilização a baixa temperatura para materiais termossensíveis utilizados na assistência à saúde, adequando as variáveis: segurança vs. tempo disponível vs. compatibilidade.

P alavras - chave

Enfermagem em Centro de Material e Esterilização, esterilização de materiais a baixa temperatura, óxido de etileno, vapor a baixa temperatura de formaldeído, gás plasma de peróxido de hidrogênio, ozônio.

 

7. Esterilização pelos métodos químico-líquidos

PDF Criptografado

7

Esterilização pelos métodos químico-líquidos

E liane M olina P saltikidis

P on ­t os

a apren ­d er

1. �Conceito e desvantagens da esterilização química.

2. Fatores que interferem na ação do esterilizante químico.

3. Boas práticas para esterilização por método químico-líquido.

4. Germicidas com ação esterilizante.

5. Importância da substituição da esterilização química de imersão por métodos mais seguros.

P alavras - chave

Enfermagem em Centro de Material e Esterilização, esterilização, germicida, esterilização química.

E strutura

dos tópicos

Introdução. Fatores que interferem na ação do esterilizante químico. Boas práticas para esterilização química. Soluções esterilizantes. Considerações finais. Resumo. Resumo esquemático. Pontos a revisar. Propostas para estudo.

Atividade sugerida. Referências bibliográficas.

147

Enf Book 1.indb 147

09/05/17 19:22

E NF ERMAG EM em C ME

 

8. Desinfecção

PDF Criptografado

8

Desinfecção

E liane M olina P saltikidis

P on ­t os

a apren ­d er

1. Conceito de desinfecção e suas aplicações.

2. Níveis de desinfecção.

3. Métodos físicos de desinfecção – princípios, vantagens, indicações e equipamentos.

4. Métodos químicos de desinfecção – princípios, fatores interferentes e boas práticas para desinfecção química.

5. Soluções desinfetantes – forma de ação, espectro microbicida, indicações, vantagens e desvantagens.

6. Desinfecção de materiais específicos.

P alavras - chave

Enfermagem em Centro de Material e Esterilização, desinfecção, termodesinfecção, germicidas.

E strutura

dos tópicos

Introdução. Desinfecção física. Desinfecção química. Soluções desinfetantes.

Desinfecção indicada para produtos específicos. Considerações finais. Resumo. Resumo esquemático. Pontos a revisar. Propostas para estudo. Atividade sugerida. Referências bibliográficas.

167

 

9. Controle de esterilização e desinfecção

PDF Criptografado

9

Controle de esterilização e desinfecção

L igia G arrido C alicchio

P aulo R oberto L aranjeira

K azuko U chikawa G raziano

G iovana A brahão de A raújo M oriya

P on ­t os

a apren ­d er

1. Caracterização dos métodos possíveis de controle da segurança das desinfecções térmica e química por imersão.

2. Finalidade da utilização dos indicadores químicos (classes 1 a 6) detalhando: indicação, periodicidade e interpretação dos resultados.

3. Finalidade da utilização dos indicadores biológicos de primeira, segunda e terceira geração.

4. Compreensão dos conceitos de D, F0 e Z, aplicando-os para o controle de esterilização em Centro de Material e Esterilização (CME).

5. Compreensão dos fundamentos e da prática de validação/qualificação de equipamentos para esterilização.

P alavras - chave

Enfermagem em Centro de Material e Esterilização, monitoramento, validação, qualificação, indicadores químicos de desinfecção e esterilização.

 

10. Prazo de validade de esterilização relacionado a eventos (event-related)

PDF Criptografado

10

Prazo de validade de esterilização relacionado a eventos (event-related)

K azuko U chikawa G raziano

A rlete S ilva

I garapê M aria J anuncio

P on ­t os

a apren ­d er

1. Os conceitos para o controle do prazo de validade de produtos processados pelo CME (time-related, event-related, shelf-life).

2. Descrição da manutenção da esterilidade relacionada a eventos e a todos os fatores envolvidos.

3. As condições ideais de armazenamento do material esterilizado.

4. As condições de transporte seguro de produtos esterilizados.

5. As práticas de manuseio seguro para produtos esterilizados.

P alavras - chave

Prazo de validade, esterilização, armazenamento, time-related, event-related, shelf-life, storage, enfermagem em Centro de Material e Esterilização.

E strutura

dos tópicos

Introdução. Qualidade da embalagem utilizada na esterilização. Condições internas da área de armazenamento e distribuição. Recomendações para o armazenamento de itens esterilizados. Condições de transporte dos pacotes esterilizados. Práticas de manuseio para produtos esterilizados. Resumo. Proposta para estudo: estudos de caso. Referências bibliográficas.

 

11. A polêmica do reúso de materiais de uso único e a legislação atual

PDF Criptografado

11

A polêmica do reúso de materiais de uso único e a legislação atual

K azuko U chikawa G raziano

M aria C lara P adoveze

P on ­t os

a apren ­d er

1. Caracterização de materiais de uso único que os diferencia dos materiais reutilizáveis.

2. Reúso de materiais de uso único no Brasil e no mundo.

3. Evolução da legislação nacional sobre o reúso de materiais de uso

único.

4. Legislação atual sobre o reúso de materiais de uso único: nós críticos do problema.

5. Método de validação da segurança no reúso de materiais de uso único.

P alavras - chave

Enfermagem em Centro de Material e Esterilização, material de uso único, biossegurança, infecção relacionada à assistência à saúde.

E strutura

dos tópicos

Introdução. Histórico. Legislação atual e os nós críticos do problema. Considerações finais. Resumo. Resumo esquemático. Pontos a revisar. Propostas para estudo. Atividade sugerida. Referências bibliográficas. Para saber mais.

 

12. Controle de instrumental no Centro de Material e Esterilização

PDF Criptografado

12

Controle de instrumental no Centro de Material e Esterilização

R uth N atalia T eresa T urrini

G iovana A brahão de A raújo M oriya

J eane A parecida G onzalez B ronzatti

P on ­t os

a apren ­d er

1. Gerenciamento de materiais e reconhecimento da importância da liderança do profissional enfermeiro no processo de controle de materiais.

2. A importância da padronização de materiais e a descrição dos tipos de identificação de instrumental cirúrgico.

3. Compreensão do sistema de inventário do instrumental cirúrgico.

4. Possibilidade de discorrer sobre o sistema de consignação de materiais.

5. Identificação das principais particularidades em controle de materiais no

CME.

P alavras - chave

Gerenciamento, CME, enfermagem, controle de materiais, inventário, identificação de instrumental, codificação de material.

E strutura

dos tópicos

Introdução. Gerenciamento de materiais. O controle de materiais: previsão e provisão. Processo de reposição e distribuição de materiais. Padronização e identificação de materiais. Processo de seleção e compra. Condições de armazenagem. Considerações finais. Resumo. Resumo esquemático. Pontos a revisar. Propostas para estudo. Referências bibliográficas.

 

13. Indicadores de qualidade do Centro de Material e Esterilização

PDF Criptografado

13

Indicadores de qualidade do Centro de material e esterilização*

K azuko U chikawa G raziano

R úbia A parecida L acerda

R uth N atalia T eresa T urrini

L igia G arrido C alicchio

P on ­t os

a apren ­d er

1. A importância e a utilidade do uso de indicadores para mensurar a conformidade e a qualidade na assistência à saúde.

2. Proposta de indicadores para Centro de Material e Esterilização (CME), abrangendo avaliação do processamento de materiais e de resultado.

P alavras - chave

Enfermagem em Centro de Material e Esterilização (CME), indicadores de qualidade, avaliação de estrutura, processo de trabalho, avaliação de resultado.

E strutura

dos tópicos

Introdução. Proposta de indicadores de qualidade em Centro de Material e

Esterilização (CME). Indicadores de avaliação do processamento de materiais.

Indicadores de avaliação de resultado. Considerações finais. Resumo. Resumo esquemático. Pontos a revisar. Propostas para estudo. Atividade sugerida.

 

14. A saúde do trabalhador de enfermagem no Centro de Material e Esterilização

PDF Criptografado

14

A saúde do trabalhador de enfermagem no centro de material e esterilização

P atrícia C ampos P avan B aptista

A rlete S ilva

E stela R egina F erraz B ianchi

P on ­t os

a apren ­d er

1. Descrição da dinâmica de trabalho no Centro de Material e Esterilização

(CME) e as implicações para a saúde do trabalhador de enfermagem.

2. Identificação das cargas de trabalho presentes nas diferentes áreas do

CME e os processos de desgaste gerados.

3. Reconhecimento do papel do enfermeiro no CME na avaliação das cargas de trabalho e na prevenção de acidentes de trabalho e processos de desgaste.

P alavras - chave

Centro de Material e Esterilização, esterilização, risco ocupacional, cargas de trabalho, acidentes de trabalho, processos de desgaste.

E strutura

dos tópicos

O processo de trabalho no CME. Riscos e cargas de trabalho no CME. Processos de desgaste em trabalhadores de enfermagem no CME. Considerações finais. Resumo. Resumo esquemático. Pontos a revisar. Propostas para estudo. Atividade sugerida. Referências bibliográficas.

 

15. Inter-relacionamento com as unidades consumidoras, fornecedoras e de apoio do Centro de Material e Esterilização

PDF Criptografado

15

Inter-relacionamento com as unidades consumidoras, fornecedoras e de apoio do centro de material e esterilização

C ristiane

P on ­t os

de

L ion B otero C outo L opes

C arla M oraes

a apren ­d er

1. Definição de Centro de Material e Esterilização (CME).

2. Definição do papel do enfermeiro de CME.

3. Identificação e exemplificação das unidades consumidoras, fornecedoras e de apoio do CME.

4. Reconhecimento da importância do CME no contexto hospitalar.

5. Conceituação das estratégias de relacionamento entre o CME e as unidades afins.

P alavras - chave

Enfermagem em Centro de Material e Esterilização, Centro de Material e

Esterilização (CME), engenharia clínica, infecção relacionada à assistência à saúde (IRAS), comissão de controle de infecção hospitalar, relacionamento interpessoal, fornecedor, cliente, serviços de apoio.

E strutura

dos tópicos

Centro de Material e Esterilização (CME). O papel do enfermeiro no CME: atuação na administração de recursos materiais. Unidades consumidoras do

 

16. Aplicação da contabilidade de custos no Centro de Material e Esterilização

PDF Criptografado

16

Aplicação da contabilidade de custos no centro de materiaL e esterilização

E liane M olina P saltikidis

F ábio F rezatti

P on ­t os

a apren ­d er

1. Reconhecimento da elevação dos custos na área da saúde.

2. A importância das ferramentas da contabilidade de custos para a enfermagem do CME.

3. Definição de gasto, despesa, investimento, custo, perda e custeio.

4. Descrição dos princípios para um adequado gerenciamento de estoques em CME.

5. Compreensão das relações entre os centros de custos e o impacto no

CME.

6. Os estudos realizados pela enfermagem em CME sobre custos.

P alavras - chave

Enfermagem em Centro de Material e Esterilização, custos, contabilidade de custos, estoque, centro de custos.

E strutura

dos tópicos

Introdução. Importância do gerenciamento de custos na enfermagem e no

CME. Fundamentos da contabilidade de custos. Gerenciamento de estoques no CME. Centros de custos e o CME. Análise de estudos de custos na realidade brasileira do CME. Considerações finais. Resumo. Resumo esquemático. Pontos a revisar. Propostas para estudo. Atividade sugerida. Referências bibliográficas.

 

17. O Centro de Material e Esterilização e a prevenção e o controle de infecção

PDF Criptografado

17

O Centro de Material E esterilização e a prevenção e o controle de infecção

J ulia Y aeko K awagoe

P on ­t os

a apren ­d er

1. Compreensão da magnitude da ocorrência das infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) sob o ponto de vista da segurança do paciente e dos profissionais da saúde.

2. Como ocorre a transmissão de microrganismos, ou seja, a cadeia de transmissão de infecções, objetivando a identificação das medidas de prevenção para atuação nos elos dessa cadeia (fonte, modos de transmissão e hospedeiro suscetível).

3. Reconhecimento dos riscos para ocorrência de infecção do sítio cirúrgico e as medidas preventivas.

4. Descrição das principais medidas de prevenção das infecções relacionadas

às atividades do Centro de Material e Esterilização (CME).

P alavras - chave

Enfermagem em Centro de Material e Esterilização (CME), infecção relacionada à assistência à saúde, prevenção de infecção no CME, infecção de sítio cirúrgico, segurança do paciente, segurança do profissional da saúde.

 

18. Contratação de serviços terceirizados em saúde

PDF Criptografado

18

Contratação de serviços terceirizados em saúde

M aria I sabel P edreira

M argareth T aglieta

P on ­t os

de

F reitas

a apren ­d er

1. Identificação dos motivos que levam a terceirização de serviços.

2. Reconhecimento da importância do enfermeiro para a definição de cláusulas técnicas e acompanhamento do contrato de terceirização de serviços na área da saúde.

3. Compreensão do impacto da terceirização para os trabalhadores e para a assistência prestada pelos serviços de saúde.

4. Identificação do papel do enfermeiro como pactuário contratual no processo de terceirização.

P alavras - chave

Enfermagem em Centro de Material e Esterilização, pacto contratual, qualidade, flexibilização do contrato de trabalho, enfermeiro, edital, parceria, terceirização de serviços.

E strutura

dos tópicos

Tendências de mercado. Terceirização de serviços. Razões para a terceirização. Aspectos pontuais do contrato. Componentes para obtenção de bons resultados. Relações entre contratada e contratante. Componentes dos editais de contrato. Papel do enfermeiro no processo de terceirização. Reflexos da terceirização sobre os recursos humanos. Considerações finais. Resumo.

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
eBook
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
BPP0000269349
ISBN
9788520455289
Tamanho do arquivo
11 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados