Letramento Corporal: Atividades Físicas e Esportivas para Toda a Vida

Autor(es): Margaret Whitehead
Visualizações: 109
Classificação: (0)

O que é letramento corporal? Quais são os benefícios de ser uma pessoa corporalmente letrada? O termo letramento corporal descreve a confiança, a competência, o conhecimento e a compreensão que as pessoas desenvolvem ao se movimentarem para além das necessidades diárias, tornando as atividades físicas parte importante de suas vidas, em todas as suas fases. O conceito é inovador e abrange muito mais do que a educação física nas escolas ou as atividades esportivas. Ele oferece uma compreensão ampla da atividade física, que aponta para a sua centralidade na vida das pessoas. A partir de uma sólida base teórica, Margaret Whitehead propõe modelos mais adequados de competências e atividades físicas para crianças, adultos, idosos, pessoas com deficiências e outras populações. Leitura essencial para estudantes, professores e profissionais da educação física, do esporte e da saúde.

17 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

Capítulo 1 - Introdução

PDF Criptografado

1

Introdução

Margaret Whitehead

Motivação para desenvolver o conceito de letramento corporal

Há quatro influências principais que motivaram o desenvolvimento do conceito de letramento corporal apresentado neste livro. Primeiramente, e mais importante, os escritos filosóficos de existencialistas e fenomenologistas, os quais corroboram a noção central da corporeidade na existência humana. Tendo como ponto de partida seus pontos de vista, esses filósofos veem na corporeidade algo fundamental para a vida humana como a conhecemos.1 A corporeidade, da maneira como pensaram, permite-nos interagir com o meio e propicia as bases para o desenvolvimento de uma vasta série de capacidades humanas.* Esses pontos de vista foram expressos inicialmente nos primórdios do século XX e, curiosamente, agora, cerca de

75 anos mais tarde, há indícios relevantes, em vários campos da ciência, que ratificam a noção da importância fundamental da corporeidade na existência humana, sobretudo no que concerne ao desenvolvimento nos primeiros anos de vida. Este livro propõe compartilhar algumas das descobertas mais recentes sobre o tema.

 

Capítulo 2 - O conceito de letramento corporal

PDF Criptografado

2

O conceito de letramento corporal

Margaret Whitehead

Introdução

Este capítulo começa com uma breve discussão sobre como o conceito de letramento corporal depende de uma nova perspectiva da dimensão incorporada. Detalham-se mais amiúde o conceito e a relação entre seus diferentes atributos. A identificação do letramento corporal como capacidade e as premissas que a sustentam concluem o capítulo. No plano geral, este capítulo define o cenário para uma discussão filosófica mais aprofundada no Capítulo 3.

A necessidade de adotar uma nova perspectiva da dimensão incorporada

O uso do conceito de letramento corporal requer a existência de um realinhamento e de um repensar de atitudes em relação à dimensão incorporada e, portanto, ao desenvolvimento de uma nova perspectiva sobre esse aspecto da natureza humana.

Em certas instâncias, isso implicará a criação de uma nova terminologia e, possivelmente, a adoção de um novo discurso sobre tal capacidade.

 

Capítulo 3 - O embasamento filosófico do conceito de letramento corporal

PDF Criptografado

3

O embasamento filosófico do conceito de letramento corporal

Margaret Whitehead

Introdução

Este capítulo aborda alguns aspectos da fundamentação filosófica do conceito de letramento corporal. Duas das premissas apresentadas no Capítulo 2 serão aprofundadas, o monismo e a contribuição que a corporeidade vivida traz a vários aspectos da existência humana. Essa discussão começa com uma explicação sobre a natureza dos seres-no-mundo e avança para uma análise do papel da corporeidade na percepção e resposta.

O conceito de letramento corporal apresentado neste livro vem sendo desenvolvido há muitos anos (WHITEHEAD, 1990). No princípio, esse estudo começou fortemente comprometido com o valor intrínseco da atividade incorporada, um valor que extrapolava a saúde, a preparação física e os benefícios acumulados

às capacidades mentais que costumamos obter após um período de atividade física “relaxante”. Um estudo preliminar da filosofia revelou um vasto leque de atitudes para com a dimensão incorporada: dos que a consideravam inferior às capacidades mentais àqueles que enxergavam um protagonismo nesse aspecto do ser humano. Esta, proposto por filósofos sem qualquer interesse especial ou preconceito em relação à atividade física em si, descortinou um novo caminho de pesquisas. Havia um claro potencial, a partir da visão desses filósofos, para formular uma argumentação que sustentasse o valor da dimensão incorporada para qualquer indivíduo. Esse valor teria uma autoridade real e seria capaz de tirar partido das percepções e evidências de estudiosos. Parecia que, enfim, profissionais atuando no campo do movimento, incluindo educadores físicos, seriam capazes de identificar o valor intrínseco do seu trabalho. Todos os profissionais interessados na atividade física estariam aptos a defender seu campo de atuação diante de muitos que o consideravam uma mera opção recreativa, não sendo digno de séria consideração. O resultado dessa pesquisa gerou não

 

Capítulo 4 - Motivação e significado do letramento corporal para cada indivíduo

PDF Criptografado

4

Motivação e significado do letramento corporal para cada indivíduo

Margaret Whitehead

Introdução

Este é o primeiro de três capítulos que irão explorar em detalhes os atributos do letramento corporal. Este capítulo discutirá a importância da motivação e a afirmação de que o letramento corporal melhora a qualidade de vida. Consideraremos então a proposição de que o letramento corporal é importante e tem valor para toda pessoa e está ao alcance de qualquer um, independentemente de idade, aptidão incorporada e cultura em que vive.

O atributo inicial (A e Aa) do letramento corporal, exposto no Capítulo 2, afirma que:

O letramento corporal pode ser descrito como uma disposição caracterizada pela motivação de tirar partido do potencial inato de se movimentar para contribuir significativamente para a melhoria da qualidade de vida. Todos os seres humanos manifestam esse potencial. Porém, sua expressão dependerá da aptidão individual em relação a todas as capacidades que dizem respeito ao seu potencial motor e será específica à cultura em que vivem.

 

Capítulo 5 - Letramento corporal, competência motora e interação com o ambiente

PDF Criptografado

5

Letramento corporal, competência motora e interação com o ambiente

Margaret Whitehead

Introdução

Este capítulo discutirá o segundo e o terceiro atributos de um indivíduo corporalmente letrado. Consideraremos primeiro a competência motora e situações fisicamente desafiadoras. Em seguida, faremos uma explanação da ideia de “leitura” do ambiente físico a partir do ponto de vista filosófico que considera os humanos essencialmente seres-no-mundo.

O segundo e o terceiro atributos (B e C) do letramento corporal, expressos no

Capítulo 2, afirmam que:

Indivíduos corporalmente letrados se movimentarão com harmonia, economia e confiança em uma ampla variedade de situações fisicamente desafiadoras.

Indivíduos corporalmente letrados serão mais perspicazes para “ler” todos os aspectos do ambiente físico, antecipando-se às necessidades e possibilidades de movimento, e respondendo adequadamente a eles com inteligência e imaginação.

Letramento corporal e competência motora

 

Capítulo 6 - Letramento corporal, a consciência do self, relações com os outros e o papel do conhecimento e da compreensão no conceito

PDF Criptografado

6

Letramento corporal, a consciência do self, relações com os outros e o papel do conhecimento e da compreensão no conceito

Margaret Whitehead

Introdução

Este capítulo examina os três últimos atributos do letramento corporal: a criação de um senso de self, o desenvolvimento de uma autoexpressão fluente e uma comunicação eficaz com os outros, e a aquisição de conhecimentos pertinentes ao movimento e à saúde. Os três atributos finais do letramento corporal (D, E e F) estabelecem que:

Indivíduos corporalmente letrados terão um senso de self incorporado muito bem estabelecido no mundo. Isso, junto com uma interação articulada com o ambiente, resultará em uma autoestima e autoconfiança positivas.

Sensibilidade e consciência da capacidade incorporada conduzirão a uma autoexpressão fluente por meio de uma comunicação não verbal e a uma interação perceptiva e empática com os outros.

Além disso, indivíduos corporalmente letrados terão a capacidade de identificar e articular qualidades essenciais que influenciam a efetividade do desempenho do seu próprio movimento e compreenderão os princípios da saúde corporal no que tange a aspectos básicos, como exercício, sono e nutrição.

 

Capítulo 7 - O self corporal e o letramento corporal

PDF Criptografado

7

O self corporal e o letramento corporal

Kenneth Fox

Introdução

O objetivo deste capítulo é oferecer um esboço dos conceitos-chave por trás da natureza do self corporal em termos de conteúdo, estrutura e relação com a autoestima. A intenção é prover linhas gerais para estimular e facilitar a discussão sobre como o letramento corporal pode estar entrelaçado com autopercepções.

Mais importante, ele fornece o entendimento teórico para a discussão sobre o letramento corporal e o desenvolvimento de um senso positivo de si (Cap. 6). Este capítulo reúne conceitos teóricos e pesquisas empíricas conduzidas nos últimos

20 anos sobre percepção do self corporal, descritas detalhadamente em Fox e Wilson

(2008). É escrito primordialmente a partir da perspectiva de um psicólogo social, de um especialista no desenvolvimento humano, de um professor/educador e pai.

Problemas conceituais e de definição em torno do self

O primeiro desafio diante de quem estuda o self se trata do grande volume de fontes literárias de diversos tipos. O tema é central para disciplinas tão díspares como filosofia, sociologia, psicologia, teologia e até mesmo economia, o que não chega a ser surpresa, pois, uma vez que a sociedade passou pela modernidade e foi além, cresceu a importância do indivíduo como unidade de análise da teoria social. Dada a importância de uma maior autonomia do indivíduo na sociedade, refletida em intenções e estratégias políticas contemporâneas de oferecer escolhas, o self tornou-se um elemento central para a compreensão da tomada de decisão e da motivação. Há evidências suficientes para mostrar que a percepção de si influencia tanto a escolha como a persistência em um amplo leque de comportamentos, como compras em supermercados e escolhas de carreira e amizades. Não importa se nos esforçamos ou não para praticar atividades físicas ou esportes, empenhar-se na

 

Capítulo 8 - Letramento corporal e obesidade

PDF Criptografado

8

Letramento corporal e obesidade

Paul Gately

Introdução

Foi dito na Parte I que o letramento corporal pode abrir um leque de oportunidades no campo da atividade física, podendo resultar em benefícios de longo prazo em termos de qualidade de vida. É preocupante a atual tendência mundial à obesidade, que se mostra um grande obstáculo para que um maior número de pessoas se torne corporalmente letrado. Elas tendem a evitar a atividade física, acarretando em prejuízos para sua saúde em termos gerais, como também para a autoconfiança e para a autoestima. Desenvolver o letramento corporal pode ser uma maneira de ajudá-las a enfrentar o problema da obesidade. Mesmo assim, como veremos neste capítulo, a questão está longe de ser tão simples. As pesquisas ainda precisam identificar estratégias claras e válidas para prevenir e curar a obesidade. Embora a promoção da atividade física não é em si o remédio, as evidências sugerem que intervenções que incluem programas de atividade física podem ser bem-sucedidas.

 

Capítulo 9 - Letramento corporal e primeira infância

PDF Criptografado

9

Letramento corporal e primeira infância

Patricia Maude

Introdução

O foco deste capítulo é nas raízes do letramento corporal e em como se desenvolvem na primeira infância. A primeira parte é dedicada ao crescimento e à maturação da criança desde o nascimento, em especial ao desenvolvimento físico. A ela segue-se uma seção em que analisamos a contribuição significativa da aquisição, extensão e aplicação do repertório motor à melhoria da competência motora, incluindo o envolvimento de capacidades motoras emergentes. Na parte final, discute-se a importância do brincar na vida da criança, refletindo como essas experiências podem promover o desenvolvimento de uma série de atributos do letramento corporal.

Este capítulo oferece oportunidades de analisarmos o cerne do letramento corporal em ação, da forma como fica evidente nas crianças. A começar do surgimento embrionário de atributos do conceito no início da vida, até mesmo antes do nascimento, abordamos aspectos-chave do letramento corporal em toda a sua riqueza à medida que as crianças se desenvolvem fisicamente, amadurecem e aprendem com a experiência motora, explorando o ambiente que as cerca.

 

Capítulo 10 - Letramento corporal e terceira idade

PDF Criptografado

10

Letramento corporal e terceira idade

Len Almond

Introdução

Este capítulo explora a importância do letramento corporal durante toda a vida, concentrando-se na terceira idade para ilustrar esse posicionamento. As questões abordadas aqui incluem uma série de problemas associados à falta de atividade física nessa etapa da vida, a recusa em usufruir da condição de ser ativo regularmente e algumas das razões para que isso ocorra. A discussão tratará do conceito de letramento corporal no contexto da população adulta e apresentará um caso que tem a promoção do letramento corporal como um objetivo essencial para a educação ao longo da vida. Na conclusão, o capítulo reúne todos os argumentos para demonstrar suas inter-relações e propor uma abordagem integrada na promoção do letramento corporal.

A promoção da atividade física costuma ser justificada argumentando-se que ela pode reduzir o risco de desenvolver certas doenças ou retardar o início do declínio funcional. Essa pauta preventiva também enxerga a atividade física como uma maneira de reduzir os custos de uma saúde precária. Esse argumento parece não ser forte o bastante para persuadir as pessoas a se tornarem mais ativas, sendo, portanto, necessário adotar uma visão diferente, mais positiva. Essa situação oferece o pano de fundo para explorar uma perspectiva pessoal do letramento corporal e identificar dois fatores adicionais importantes a considerar no desenvolvimento dessa capacidade e do seu papel influenciador na vida de jovens e adultos. Como resultante, cabe explorar o letramento corporal como um objetivo de vida associado a um conceito denominado pedagogia da participação.

 

Capítulo 11 - Letramento corporal e pessoas com deficiência

PDF Criptografado

11

Letramento corporal e pessoas com deficiência

Philip Vickerman e Karen DePauw

Introdução

Este capítulo analisa a promoção do letramento corporal em pessoas com deficiência, durante todo o transcurso da vida, explorando a importância do letramento corporal para essa população e examinando como ele pode ser alcançado nas suas circunstâncias únicas. Incluem-se aqui convenções internacionais sobre os direitos das pessoas com deficiência, assim como as próprias definições de deficiência e as barreiras que esses indivíduos podem enfrentar. Uma preocupação central do capítulo será identificar as melhores práticas e estratégias para estimular a confiança, a autoestima e a motivação desses indivíduos no contexto da atividade física, incentivando assim o desenvolvimento do seu letramento corporal. Os benefícios de as pessoas com deficiências serem corporalmente letradas são abordados e exemplificados estudando-se dois casos específicos. O Capítulo 4 estabelece as fundamentações para esta discussão ao afirmar que letramento corporal é um conceito universal ao alcance de todos.

 

Capítulo 12 - Letramento corporal e questões de diversidade

PDF Criptografado

12

Letramento corporal e questões de diversidade

Philip Vickerman e Karen DePauw

Introdução

Este capítulo discute questões que concernem à promoção do letramento corporal no contexto da diversidade, analisando como se relacionam com as oportunidades e as limitações para que as pessoas se tornem corporalmente letradas. O capítulo definirá a natureza da diversidade e abordará porque certos indivíduos e grupos podem experimentar contextos menos favoráveis que outros. O capítulo também examinará estratégias de promoção do letramento corporal entre grupos diversos

(PECEK; CUK; LESAR, 2008) e o papel que pessoas próximas no contexto da atividade física podem ter para facilitar a prática de uma atividade física inclusiva.

Serão examinadas também algumas declarações internacionais sobre direitos, assim como questões sobre igualdade de oportunidades. Três tópicos de discussões a respeito do letramento corporal em relação a gênero, orientação sexual e religião, raça e cultura serão abordados.

 

Capítulo 13 - A promoção do letramento corporal no currículo escolar e além dele

PDF Criptografado

13

A promoção do letramento corporal no currículo escolar e além dele

Margaret Whitehead

Introdução

Este capítulo fará uma breve síntese sobre as Partes I e II e, em seguida, abordará alguns aspectos da promoção do letramento corporal na escola e além do contexto escolar. As questões abordadas incluem o papel de pessoas próximas, inclusive professores de educação física, no estímulo e na manutenção do letramento corporal. Será, então, explicada a relação entre letramento corporal, atividade física e educação física escolar. Este capítulo estabelece as bases para o Capítulo 14, que examina as abordagens de aprendizagem e ensino à luz da promoção do letramento corporal, e para o Capítulo 15, que defende o envolvimento de pessoas em uma ampla variedade de atividades físicas.

Temas abordados nas Partes I e II

A Parte I definiu letramento corporal e delineou os diversos elementos que embasam o conceito, referindo-se aos fundamentos filosóficos quando apropriado.

 

Capítulo 14 - Letramento corporal e abordagens de ensino e de aprendizagem

PDF Criptografado

14

Letramento corporal e abordagens de ensino e de aprendizagem

Dominic Haydn-Davies

Introdução

Este capítulo explora como estruturar a aprendizagem de forma a desenvolver letramento corporal, procurando relacionar aspectos filosóficos e teóricos de capítulos anteriores à prática. A discussão concentra-se em abordagens de ensino e de aprendizagem para promover o letramento corporal. O capítulo procura demonstrar como uma variedade de aspectos do ensino pode ser utilizada eficazmente para desenvolver letramento corporal e sugerir que a maneira como o ensino é conduzido é tão importante, ou mesmo mais importante, do que o conteúdo que

é ensinado.

Quando se pretende desenvolver letramento corporal nos participantes é fundamental que eles sejam o foco de qualquer abordagem de ensino. Como responsável pela condução da prática, a decisão de empregar uma determinada abordagem de ensino deve originar-se das necessidades dos participantes: primeiro o aprendiz, depois a aprendizagem, sendo a atividade o contexto dessa aprendizagem. Essa decisão é de suma importância para qualquer ensino cujo objetivo seja desenvolver letramento corporal.

 

Capítulo 15 - Letramento corporal, promovendo atributos e planejando o currículo

PDF Criptografado

15

Letramento corporal, promovendo atributos e planejando o currículo

Elizabeth Murdoch e Margaret Whitehead

Introdução

Este capítulo preocupa-se em examinar as maneiras pelas quais os atributos do letramento corporal podem ser promovidos a partir da seleção de material adequado para a interação entre profissional e participante. O que é apresentado ou ensinado pode influenciar o aumento da competência incorporada e a pronta interação com uma variedade de ambientes. Pode também suscitar a motivação, a autoconfiança, a autoexpressão e relações eficazes com o outro. Além disso, o conteúdo e sua apresentação podem garantir que todos os indivíduos tenham oportunidade para adquirir conhecimento e compreensão do movimento e de questões relativas à relação entre a atividade física e a saúde. Noções de equilíbrio e amplitude estão por trás de boa parte do debate.

O Capítulo 14 examinou importantes questões que dizem respeito às abordagens de ensino que afetam a promoção do letramento corporal. Porém, esses insights não abordam todos os atributos envolvidos no letramento corporal. Este capítulo prossegue com o debate e examina a forma com que o conteúdo pode desempenhar seu papel na promoção dessa capacidade. Será desvelado que embora o como ensinar e orientar sejam essenciais ao letramento corporal, particularmente no que tange ao desenvolvimento e à manutenção da motivação e da autoconfiança, o quê da interação profissional/participante tem um potencial relevante na promoção desses atributos.

 

Capítulo 16 - Conclusão e o caminho que temos pela frente

PDF Criptografado

16

Conclusão e o caminho que temos pela frente

Margaret Whitehead

O conceito de letramento corporal

O conceito de letramento corporal destaca a importância fundamental da dimensão incorporada na vida humana. O letramento corporal descreve uma capacidade humana que se origina do aproveitamento do potencial incorporado.

As descobertas das pesquisas sobre o potencial incorporado embasam o debate sobre o valor de tornar-se corporalmente letrado. Indivíduos corporalmente letrados podem se beneficiar de uma série de maneiras estimulando esse aspecto da pessoalidade.

Uma característica central do letramento corporal é que ele abrange tanto a familiar visão de corporeidade como corpo-enquanto-objeto quanto corpo vivido, um modo até aqui negligenciado por muitos. O conceito de letramento corporal depende da valorização da forma como a corporeidade-enquanto-instrumento e a corporeidade vivida trabalham inseparavelmente para compor a natureza humana. Essa afirmação é fundamentada nos insights de existencialistas e fenomenologistas para quem os seres humanos são, por natureza, seres-no-mundo.

 

Tópicos de discussão

PDF Criptografado

Tópicos de discussão

PARTE I FUNDAMENTOS FILOSÓFICOS

1 Introdução

•• Discuta a necessidade do uso de um conceito adicional — letramento corporal — que identifique o valor central de toda a atividade física.

•• Considere termos alternativos para o letramento corporal.

•• Avalie as várias interpretações do conceito de letramento corporal pelo mundo.

2 O conceito de letramento corporal

•• Discuta e compare capacidades e inteligências em relação ao letramento corporal. Consulte o artigo, em inglês, no site www.physical-literacy.org.uk para discussões mais aprofundadas sobre o tema.

•• Discuta as relações entre os atributos nas Figuras 2.1 e 2.2.

3 O embasamento filosófico do conceito de letramento corporal

•• Considere as dificuldades associadas em aceitar uma filosofia monista.

•• Debata os problemas decorrentes do uso cotidiano da linguagem dualista.

•• Identifique exemplos do papel da dimensão incorporada na percepção.

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
eBook
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
BPP0000269434
ISBN
9788584291311
Tamanho do arquivo
9,6 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados