Xadrez Vitorioso Aberturas

Autor(es): Yasser Seirawan
Visualizações: 220
Classificação: (0)

Livro fora de catálogo

FORMATOS DISPONíVEIS

9 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

Capítulo 1. Primórdios

PDF Criptografado

XADREZ VITORIOSO: ABERTURAS

13

1

Primórdios

D

ê uma olhada no Diagrama 1, a posição inicial de uma partida de xadrez. É a posição mais complicada no xadrez. Pode acreditar. O Grande

Mestre David Bronstein, que empatou o match do Campeonato Mundial de

Xadrez em 1951, freqüentemente ia à partida de um torneio importante e sentava, maravilhado, olhando essa mesma posição. Uma vez ele levou mais de 50 minutos em seu primeiro lance! E em que será que esse gênio do xadrez, esse titã, praticamente co-campeão do mundo inteiro do xadrez, estava pensando?

“Eu estava imaginando que lance fazer”, disse David.

A posição inicial é realmente tão complexa assim? A resposta é mais complicada que um simples sim ou não. E a complexidade aumenta à medida que o estudante aprende mais! Quando estava jogando minhas primeiras partidas de xadrez, tinha certeza absoluta de qual era o melhor lance (claro que eu estava redondamente enganado). Agora, como Grande

 

Capítulo 2. Princípios básicos de abertura

PDF Criptografado

XADREZ VITORIOSO: ABERTURAS

37

2

Princípios básicos de abertura

M

inhas freqüentes idas ao café Last Exit propiciaram uma nova compreensão do mundo do xadrez. Ao enfrentar enxadristas experientes, adquiri mais respeito pelo jogo. Todas as minhas “inovações” de abertura estavam sendo postas à prova sistematicamente, e eu não conseguia ultrapassar os primeiros estágios. Sou profundamente grato a todos os enxadristas no

Last Exit que se compadeceram de minhas tentativas frustradas e começaram a analisar meus erros na abertura. Gostaria de agradecer especialmente a Jeffrey Parsons e James Blackwood, que, de bom grado, passaram horas me ensinando os inúmeros mistérios do jogo. Logo aprendi os princípios importantes de abertura. Esses princípios foram dispostos da forma a seguir e continuam válidos:

Uma partida de xadrez tem três fases: a abertura, o meio-jogo e o final.

Na abertura, são os peões e as peças menores que têm o papel principal, e não as peças maiores (a Dama e as Torres).

 

Capítulo 3. Aberturas clássicas do Peão do Rei

PDF Criptografado

3

Aberturas clássicas do Peão do Rei

A

gora que você já sabe que a chave para ganhar uma boa posição desde a abertura é controlar o centro – em especial as quatro casas mais centrais, também chamadas de “pequeno centro” – com peões e peças menores, está na hora de introduzir um novo conceito: a noção de equilíbrio. Dê uma olhada no Diagrama 17, a posição inicial. Os dois exércitos estão espelhados com perfeição. Os exércitos opostos estão em harmonia, ou o que Wilhelm Steinitz (1836-1900, campeão mundial de 1886 a 1894), o primeiro campeão mundial oficialmente reconhecido, chamou de equilíbrio. Gerações de enxadristas debateram qual seria o resultado de uma partida se ela fosse disputada com lances perfeitos pelos dois lados. As partidas acabariam sempre em empate? Quando as brancas fazem o primeiro movimento, elas perturbam o equilíbrio e ganham a vantagem de poder desenvolver seu exército ao mesmo tempo em que reivindicam uma parte do centro. As pretas reagem de maneira a restaurar o equilíbrio. As-

 

Capítulo 4. Aberturas clássicas do Peão da Dama

PDF Criptografado

XADREZ VITORIOSO: ABERTURAS

87

4

Aberturas clássicas do Peão da Dama

D

a mesma forma que fiz no Capítulo 3, neste capítulo estudo aberturas clássicas do Peão da Dama e suas defesas. Vou seguir uma linha principal ao mesmo tempo em que analiso um grande número de desvios pelo caminho. Sempre comentarei as idéias fundamentais e os princípios envolvidos.

Aberturas do Peão da Dama, como o nome sugere, começam com as brancas movimentando o peão em frente à Dama:

1.d4

Partidários do 1.d4 têm um excelente argumento para defender seu lance de abertura favorito. O peão-d branco ataca e ocupa o pequeno centro, abre caminho para o Bispo e a Dama, e está apoiado pela Dama branca. Lembre-se de que, no Capítulo 3, o peão-e4 branco era cercado constantemente e precisava de proteção. Nas aberturas do Peão da Dama, o peão-d4 já está protegido.

Defensores do 1.e4 contra-argumentam que 1.d4 não ajuda o desenvolvimento das forças da ala do Rei das brancas e que o Rei branco precisa ficar no centro por pelo menos um ou dois tempos a mais. Você deve pesar os prós e contras ao fazer uma escolha de abertura.

 

Capítulo 5. Defesas modernas do Peão do Rei

PDF Criptografado

XADREZ VITORIOSO: ABERTURAS

119

5

Defesas modernas do Peão do Rei

E

ste capítulo, diferentemente dos anteriores, não tem uma “linha principal” pela qual nos guiarmos enquanto consideramos alternativas. Em vez disso, ele fornece um breve esboço de algumas das principais linhas das defesas modernas mais populares ao desafio da abertura 1.e4 das brancas.

Os princípios de equilíbrio de Steinitz praticamente obrigaram todos os enxadristas proeminentes a confrontar o lance inicial das brancas no estilo clássico jogando 1...e5. O mesmo vale para as aberturas do Peão da Dama quando se considerava que 1.d4 d5 era praticamente forçado. Com o tempo, enxadristas começaram a experimentar várias defesas diferentes. Seu objetivo não era mais tentar “estabelecer ou restabelecer o equilíbrio”; em muitos casos o objetivo era atacar logo o lance de abertura das brancas ou permitir que elas ocupassem o centro. Inúmeros experimentos foram tentados e nem todos funcionaram muito bem. No entanto, alguns desafiaram o crivo do tempo. Enquanto segue as aberturas neste capítulo, perceba como os dois lados jogam pelo controle do centro, desenvolvimento e segurança do Rei. Esse será o tema dos próximos capítulos.

 

Capítulo 6. Defesas modernas do Peão da Dama

PDF Criptografado

XADREZ VITORIOSO: ABERTURAS

179

6

Defesas modernas do Peão da Dama

C

onforme demonstrei no Capítulo 5, os grandes mestres de hoje estão dispostos a fazer experimentos com os princípios básicos, muitas vezes os infringindo para obter algum tipo de vantagem estratégica. Basta lembrar que, no Capítulo 5, as pretas atacariam o peão-e4 com ...d7-d5, pelo flanco, por assim dizer, tentando atrair o peão-e branco para a frente. Muitas das defesas modernas para a Abertura do Peão da Dama (1.d4) tentam o mesmo tipo de estratégia. Outras defesas procuram ignorar o peão-d e jogar

“ao redor” do centro.

DEFESA POLONESA

Um claro exemplo de jogar ao redor do peão-d4 é a Defesa Polonesa (1.d4):

1...b5

O lance de abertura das pretas parece absurdo à primeira vista, mas tem seus objetivos: controla c4 e prepara um fianqueto, como mostra o

Diagrama 132.

Em 1990, joguei um match contra o ex-campeão mundial Boris Spassky, que usou a Defesa Polonesa três vezes:

 

Capítulo 7. Uma solução para a abertura

PDF Criptografado

XADREZ VITORIOSO: ABERTURAS

233

7

Uma solução para a abertura

L

evei vários anos para compreender as informações apresentadas nos capítulos anteriores. Aprender todas as aberturas e defesas clássicas, bem como seus nomes, foi realmente difícil. Mas, sem dúvida, isso me ajudou a perceber que nunca mais voltaria a usar minhas aberturas de Canhão ou do Assalto da Dama! Meu lance de abertura favorito tornou-se 1.e4 e teria ficado assim para sempre se não fosse por um pequeno problema: eu perdia. Na verdade, perdia com bastante freqüência, e a abertura era a verdadeira culpada. Eu achava que era preciso tornar-se um especialista em todo tipo de abertura e defesa! Assim que encontrava uma linha para lidar com a Dragão, eu perdia porque não estava ciente da última novidade do

Ataque Keres da Scheveningen. As coisas não melhoravam com a Defesa

Petroff. Desconhecer as nuanças de tantas aberturas significava que eu não conseguia ter uma vantagem, independentemente da linha escolhida. Todos concordavam com minhas reclamações: “É isso aí, Yaz. Me avisa quando você achar alguma coisa que valha a pena”.

 

Capítulo 8. Uma solução para a Abertura do Peão da Dama

PDF Criptografado

XADREZ VITORIOSO: ABERTURAS

247

8

Uma solução para a

Abertura do Peão da Dama

F

iquei tão encantado com a Abertura Barcza ao jogar com as brancas que tentei a mesma formação com as pretas contra a Abertura do Peão da Dama.

Conhecida como Defesa Índia do Rei (DIR), essa é a defesa favorita de Garry

Kasparov e Bobby Fischer. Ela vem bem recomendada! Vamos vê-la em ação:

1.d4 Cf6

3.Cc3 Bg7

2.c4 g6

4.e4 d6

É claro que as brancas não têm a obrigação de ocupar o centro. Elas podem fazer jogadas muito mais discretas com seus primeiros quatro lances, mas são esses lances de abertura que mais pressionam a formação das pretas.

O Diagrama 212 serve como posição inicial. As brancas têm um amplo leque de opções. As principais tentativas são:

Diagrama 212

248

YASSER SEIRAWAN

5.f4 (Ataque dos Quatro Peões);

5.f3 (Variante Samisch);

5.Be2 (Variante Averbach);

 

Capítulo 9. Uma solução para a Abertura do Peão do Rei

PDF Criptografado

9

Uma solução para a

Abertura do Peão do Rei

D

epois de descobrir a solidez de “construir uma casa” no xadrez, fiquei inclinado a usar as mesmas formações contra a Abertura do Peão do Rei das brancas. Dessa vez, no entanto, achei a tarefa mais complicada do que na Abertura Barcza e na Defesa Índia do Rei (DIR). Com o tempo, aprendi a jogar a Defesa Pirc, a qual se tornou uma constante, e a uso até hoje. A ordem dos lances de abertura é muito importante para as pretas, já que um

único erro pode resultar em uma péssima partida.

Os lances de abertura são:

1.e4 d6

As pretas estão se dirigindo para a formação Barcza. A alternativa

1...Cf6 é a Defesa Alekhine, que iria provocar e4-e5 – uma ameaça que as pretas tentarão evitar.

2.d4

As brancas estabelecem um centro de peões clássico. As brancas certamente poderiam cogitar outras formações mais tranqüilas, mas essa é considerada a melhor.

2...Cf6

As pretas desenvolvem enquanto atacam o peão-e4.

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
Book
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
MFPP000001775
ISBN
9788536314747
Tamanho do arquivo
8,7 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados