Manual Fotográfico de Testes Ortopédicos e Neurológicos

Autor(es): Joseph J Cipriano
Visualizações: 214
Classificação: (0)
Manual fotográfico de testes ortopédicos e neurológicos, 5ª edição, apresenta, além de um texto claro e conciso, mais de 850 ilustrações que demonstram o desempenho e a avaliação de testes ortopédicos e neurológicos, permitindo que o profissional elabore exames que ajudarão na determinação da patologia ou do mecanismo da lesão. Além disso, inclui ícones que remetem a vídeos online, que demonstram as técnicas abordadas.

FORMATOS DISPONíVEIS

20 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

Introdução à validade e à confiabilidade baseadas em evidência dos procedimentos de exame físico

PDF Criptografado

Introdução à validade e à confiabilidade baseadas em evidência dos procedimentos de exame físico

Os procedimentos do exame físico ortopédico e neurológico são uma parte integral do exame clínico. As queixas musculoesqueléticas e neurológicas são problemas comuns, frequentemente vistas em muitos consultórios médicos. Os procedimentos completos de anamnese e de exame físico são a base de qualquer avaliação musculoesquelética e neurológica. As modalidades avançadas de imagens também fazem parte integral do processo de avaliação. Devido à preferência das imagens avançadas como a imagem por ressonância magnética (IRM), os procedimentos de exame físico têm sido menos favorecidos em pesquisa do que os testes diagnósticos avançados. Se mais pesquisas fossem conduzidas sobre os procedimentos de exame clínico, muitas das provas diagnósticas atuais poderiam se tornar desnecessárias.

Devido a essa falta de pesquisa, a validade e a confiabilidade de muitos testes

­ortopédicos e neurológicos comuns não estão documentadas. A literatura é cheia de descrições de vários testes, mas pouco existe para guiar na orientação da validade e da confiabilidade da maioria dos procedimentos de teste. Quando há literatura sobre a validade e a confiabilidade dos testes comuns, os resultados variam muito de estudo para estudo.1 Infelizmente, não há um padrão ouro verdadeiro para avaliar os pro­ cedimentos de exame físico. Dito isso, tais procedimentos não devem ser desvalo­ rizados, mas mais pesquisas são necessárias para entender melhor cada teste e, em última instância, contribuir para uma padronização dos procedimentos de exame fí­ sico.

 

Capítulo 1. Protocolo de avaliação clínica

PDF Criptografado

1

Protocolo de avaliação clínica

HISTÓRIA DO PACIENTE

20

Anamnese fechada

Anamnese aberta

OBSERVAÇÃO E INSPEÇÃO

Pele

22

Tecido subcutâneo

Estrutura óssea

Marcha

23

PALPAÇÃO

TESTES FÍSICOS, ORTOPÉDICOS

E NEUROLÓGICOS ESPECIAIS

21

21

22

22

IMAGENS DIAGNÓSTICAS E OUTROS

TESTES ESTRUTURAIS ESPECIALIZADOS

23

Radiologia simples

30

Tomografia computadorizada

Imagem por ressonância magnética

31

Mielografia

32

Cintilografia óssea

32

23

Pele

24

Tecido subcutâneo

Pulso

25

Estruturas ósseas

24

25

TESTE FUNCIONAL

AVALIAÇÃO DA AMPLITUDE

DE MOVIMENTO

25

Amplitude de movimento passiva

25

Amplitude de movimento ativa

Amplitude de movimento resistida

27

28

Escala funcional da melhor prática

(Best Practice Utility Scale,

 

Capítulo 2. Avaliação postural

PDF Criptografado

2

Avaliação postural

Steven P. Weiniger, DC*

POR QUE A POSTURA É IMPORTANTE

36

ALTERAÇÕES POSTURAIS

ESTRUTURAIS versus ADAPTATIVAS: SOMATOTIPOS, LESÃO E HÁBITOS

37

AVALIAÇÃO DA POSTURA:

MÉTODOS E OBSERVAÇÕES

39

Avaliação da vista posterior

Vista lateral

43

Vista anteroposterior/frontal

TIPOS DE POSTURA

SÍNDROMES POSTURAIS

42

45

46

46

OUTRAS DISTORÇÕES, ADAPTAÇÕES

E PATOLOGIAS POSTURAIS

49

Postura da cabeça anteriorizada

49

Inclinação e/ou rotação da cabeça

52

Ombros desnivelados

53

Escápula alada

54

Rotação da escápula

55

Ombros arredondados/rotação interna da extremidade superior

56

Desvio vertebral lateral/escoliose

56

Inclinação pélvica lateral/assimetria abdominal

57

Inclinação pélvica anterior ou posterior

58

Protrusão do abdome

 

Capítulo 3. Testes ortopédicos cervicais

PDF Criptografado

3

Testes ortopédicos cervicais

FLUXOGRAMA DO EXAME

ORTOPÉDICO CERVICAL

PALPAÇÃO CERVICAL

ASPECTO ANTERIOR

Procedimento de rastreamento de George

66

66

Músculo esternocleidomastóideo

Artérias carótidas

67

Fossa supraclavicular

68

ASPECTO POSTERIOR

COMPROMETIMENTO DA

ARTÉRIA SUBCLÁVIA

94

65

66

Músculo trapézio

69

Musculatura cervical intrínseca

Processo espinhoso e articulações das facetas

AMPLITUDE DE

MOVIMENTO CERVICAL

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL:

DISTENSÃO versus ENTORSE

96

Manobra de O’Donoghue

97

FRATURAS CERVICAIS

69

70

71

73

Flexão

74

Extensão

75

Flexão lateral

76

Rotação

77

TESTE MUSCULAR ISOMÉTRICO

CERVICAL RESIStido

78

Flexão

78

Extensão

79

Flexão lateral

80

Rotação

 

Capítulo 4. Lesões das raízes nervosas cervicais

PDF Criptografado

4

Lesões das raízes nervosas cervicais

C5

C6

124

124

C8

125

126

Motor

126

Músculo bíceps

126

Grupo extensor do punho

Reflexo

127

Reflexo braquiorradial

Sensitivo

127

C7

Grupo extensor dos dedos

Reflexo

129

Reflexo tricipital

129

Sensitivo

130

124

Motor

124

Músculo deltoide

Músculo bíceps

Reflexo

125

Reflexo bicipital

Sensitivo

125

126

127

128

Motor

128

Músculo tríceps

128

Grupo flexor do punho

129

130

Motor

130

Grupo flexor dos dedos

130

Grupo abdutor dos dedos

131

Interósseos palmares

131

Reflexo

132

Sensitivo

132

T1

132

Motor

132

Grupos abdutores e adutores dos dedos

Reflexo

132

Sensitivo

133

 

Capítulo 5. Testes ortopédicos do ombro

PDF Criptografado

5

Testes ortopédicos do ombro

FLUXOGRAMA DO EXAME

ORTOPÉDICO DO OMBRO

PALPAÇÃO DO OMBRO

135

136

Aspecto anterior

136

Clavícula e articulações esternoclavicular e acromioclavicular

136

Bolsa subacromial (subdeltóidea)

137

Manguito rotador

138

Sulco intertubercular (bicipital)

139

Músculo bíceps

140

Músculo deltoide

141

Aspecto posterior

142

Escápula

142

Músculo trapézio

143

AMPLITUDE DE MOVIMENTO DO OMBRO

Flexão

145

Extensão

146

Rotação interna

Rotação externa

Abdução

149

Adução

150

145

Teste de Speed

Teste de Lippman

Sinal de Gilchrest

BURSITE

151

Teste

Teste

Teste

Teste

da da de de

apreensão posterior

169 gaveta posterior

170 estresse de Norwood

171 empurra­‑puxa

172

 

Capítulo 6. Testes ortopédicos do cotovelo

PDF Criptografado

6

Testes ortopédicos do cotovelo

FLUXOGRAMA DO EXAME

ORTOPÉDICO DO COTOVELO

PALPAÇÃO DO COTOVELO

Pronação

202

EPICONDILITE LATERAL

(COTOVELO DO TENISTA)

203

Teste de Cozen

Teste de Mill

Sinal de Kaplan

Aspecto medial

203

Nervo ulnar

203

Epicôndilo medial e tendões inseridos

204

Ligamento colateral ulnar

205

Aspecto lateral

206

Epicôndilo lateral e tendões extensores dos punhos

206

Ligamento colateral radial e ligamento anular

207

Aspecto posterior

208

Olécrano e bolsa

208

Músculo tríceps

209

Aspecto anterior

210

Fossa cubital

210

AMPLITUDE DE MOVIMENTO DO COTOVELO

Flexão

211

Extensão

212

Supinação

212

213

214

214

216

217

EPICONDILITE MEDIAL

(COTOVELO DO GOLFISTA)

218

Teste do cotovelo do golfista

 

Capítulo 7. Testes ortopédicos do punho

PDF Criptografado

7

Testes ortopédicos do punho

FLUXOGRAMA DO EXAME

ORTOPÉDICO DO PUNHO

PALPAÇÃO DO PUNHO

SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO

232

Aspecto anterior

232

Tendões flexores

232

Túnel do carpo

233

Canal de Guyon

234

Artérias radial e ulnar

235

Aspecto posterior

236

Processo estiloide ulnar e tubérculo radial

236

Tendões extensores

237

Amplitude de movimento do punho

Flexão

238

Extensão

239

Desvio ulnar

240

Desvio radial

241

242

Sinal de Tinel no punho

242

Teste de Phalen

243

Teste de Phalen invertido

244

Teste da elevação da mão

245

Teste de compressão carpal

245

Teste do torniquete

246

Teste da pinça

247

231

SÍNDROME DO TÚNEL ULNAR

Tríade do túnel ulnar

248

248

TENOSSINOVITE ESTENOSANTE

238

 

Capítulo 8. Testes ortopédicos da mão

PDF Criptografado

8

Testes ortopédicos da mão

PALPAÇÃO DA MÃO

254

TESTES DA CÁPSULA ARTICULAR

Aspecto anterior

254

Eminência tenar

254

Eminência hipotenar

255

Aspecto posterior

256

Tendões extensores

256

Metacarpais e falanges

257

INSTABILIDADE ARTICULAR

Teste de Bunnel­‑Littler

Teste para ligamentos retinaculares tensos

INSTABILIDADE DO TENDÃO

259

Teste de estresse em varo e valgo

Teste de frouxidão ligamentar do colateral ulnar do polegar

259

261

262

263

264

Teste do tendão profundo

264

Teste do extensor e flexor longo do polegar

265

Teste do extensor comum dos dedos

266

260

Palpação da mão

Aspecto anterior

Eminência tenar

Anatomia descritiva

A eminência tenar fica no aspecto lateral da mão com a face da palma para frente e in‑ clui três músculos que movem o polegar: o abdutor curto do polegar, o oponente do polegar e o flexor curto do polegar. Esses músculos são inervados por um ramo do nervo mediano recorrente (Fig. 8.1). A compressão grave e prolongada do nervo me‑ diano no túnel do carpo pode causar atrofia dos músculos da eminência tenar.

 

Capítulo 9. Testes ortopédicos do tórax

PDF Criptografado

9

Testes ortopédicos do tórax

FLUXOGRAMA DO EXAME

ORTOPÉDICO DO TÓRAX

PALPAÇÃO

269

270

Aspecto anterior

270

Esterno

270

Costelas, cartilagem costal e espaços intercostais

271

Aspecto posterior

272

Escápula

272

Musculatura paratorácica

274

Processos espinhosos

276

Costelas e espaços intercostais

AMPLITUDE DE MOVIMENTO DO TÓRAX

Flexão

278

Flexão lateral

279

Rotação

280

RASTREAMENTO DE ESCOLIOSE E CIFOSE

281

Posição de Adam

282

Teste do deslizamento de McKenzie

283

FRATURAS TORÁCICAS

284

Teste da percussão vertebral

Teste de Soto­‑Hall

285

Teste da compressão esternal

LESÕES DE RAÍZES NERVOSAS

277

278

Teste da aproximação escapular passiva

Sinal de Beevor

287

Sinal de Schepelmann

284

285

286

 

Capítulo 10. Testes ortopédicos lombares

PDF Criptografado

10

Testes ortopédicos lombares

FLUXOGRAMA DO EXAME

ORTOPÉDICO LOMBAR

PALPAÇÃO

293

294

Processos espinhosos

294

Músculos vertebrais intrínsecos

Quadrado do lombo

296

Músculos glúteos

298

Músculo piriforme

299

Nervo isquiático

300

295

AMPLITUDE DE MOVIMENTO LOMBAR

301

Flexão

301

Extensão

302

Flexão lateral

303

TESTES DE DISFUNÇÃO ARTICULAR

304

Teste de instabilidade segmentar

Teste de extensão lombar sobre uma perna

307

FRATURAS LOMBARES

305

LESÕES EXPANSIVAS

308

Teste da percussão vertebral

308

TESTES DE COMPRESSÃO E IRRITAÇÃO

DAS RAÍZES NERVOSAS LOMBARES

E DO NERVO ISQUIÁTICO

309

Teste da elevação da perna reta

Teste de Lasègue

311

Teste da elevação dupla das pernas retas

312

Teste de slump

312

Sinal da flexão do joelho

 

Capítulo 11. Lesões de raízes nervosas lombares

PDF Criptografado

11

Lesões de raízes nervosas lombares

T12, L1, L2, L3

344

L5

Motor

345

Iliopsoas

345

Reflexo

346

Sensitivo

346

L2, L3, L4

347

Motor

347

Músculo quadríceps

347

Reflexo

348

Reflexo patelar

348

Sensitivo

348

L4

349

Motor

349

Tibial anterior

Reflexo

350

Reflexo patelar

Sensitivo

350

349

351

Motor

351

Extensor longo do hálux

351

Glúteo médio

352

Extensor longo e curto dos dedos

Reflexo

353

Reflexo isquiotibial medial

353

Sensitivo

354

S1

353

355

Motor

355

Fibulares longo e curto

Reflexo

356

Reflexo calcaneano

Sensitivo

356

355

356

350

T12, L1, L2, L3

Descrição clínica

As raízes nervosas na coluna lombar emergem da coluna vertebral atravessando fora‑ mes intervertebrais posicionados lateralmente. As raízes nervosas na coluna torácica inferior e lombar emergem gradualmente de seus forames intervertebrais em seu as‑ pecto superior. Em função disso, a raiz nervosa nessas áreas acaba afetada pelo disco intervertebral acima da raiz nervosa emergente (Fig. 11.1). A área torácica inferior e a

 

Capítulo 12. Testes ortopédicos sacroilíacos

PDF Criptografado

12

Testes ortopédicos sacroilíacos

Teste de estresse do ligamento sacrotuberal

FLUXOGRAMA DO EXAME ORTOPÉDICO

DA ARTICULAÇÃO SACROILÍACA

359

PALPAÇÃO

SÍNDROME DO PIRIFORME

360

Teste

Teste

Teste

Teste

Teste

LESÕES GERAIS DA

ARTICULAÇÃO SACROILÍACA

362

de Gaenslen

364 de Lewin­‑Gaenslen

365 de Yeoman

366 da distensão sacroilíaca

367 da abdução sacroilíaca resistida

368

Teste do alongamento do piriforme

369

Teste da FAIR

370

Sinal de Cipriano do piriforme

371

Espinha ilíaca posterossuperior e crista ilíaca

360

Articulações sacroilíacas

361

Túber isquiático

362

ENTORSE SACROILÍACO

368

367

371

Teste de Hibb

372

Teste da inclinação pélvica

(Teste da compressão do ilíaco)

Teste do sinal da nádega

373

Flamingo (Teste do pulo)

 

Capítulo 13. Testes ortopédicos da articulação do quadril

PDF Criptografado

13

Testes ortopédicos da articulação do quadril

Teste do clique de Ortolani

Sinal da telescopagem

FLUXOGRAMA DO EXAME ORTOPÉDICO

DA ARTICULAÇÃO DO QUADRIL

377

PALPAÇÃO

FRATURAS DO QUADRIL

378

Crista ilíaca e espinhas ilíacas anterossuperior e inferior

Trocanter maior

380

Articulação do quadril

381

Músculo tensor da fáscia lata

Triângulo femoral

383

378

382

AMPLITUDE DE MOVIMENTO DO QUADRIL

Flexão

384

Extensão

385

Abdução

386

Adução

387

Rotação interna

Rotação externa

388

389

391

390

393

Teste de Anvil

393

Teste do pulo (Teste do flamingo)

394

TESTES DE CONTRATURA DO QUADRIL

395

Teste

Teste

Teste

Teste

Teste

de Thomas

395 de contratura do reto femoral de Ely

397 de Ober

398 do piriforme

 

Capítulo 14. Testes ortopédicos do joelho

PDF Criptografado

14

Testes ortopédicos do joelho

FLUXOGRAMA DO EXAME

ORTOPÉDICO DO JOELHO

PALPAÇÃO

406

407

Aspecto anterior

407

Patela, tendão do quadríceps femoral e ligamento patelar

407

Bolsa anterior do joelho

409

Músculo quadríceps femoral

411

Aspecto medial

412

Côndilo femoral medial, platô tibial e linha articular

412

Ligamento colateral medial

413

Aspecto lateral

414

Côndilo femoral lateral e linha articular

414

Ligamento colateral lateral e trato iliotibial

415

Aspecto posterior

417

Fossa poplítea e estruturas associadas

417

AMPLITUDE DE MOVIMENTO DO JOELHO

Flexão

Extensão

419

420

INSTABILIDADE MENISCAL

421

Teste de compressão de Apley

Teste de McMurray

422

Teste de retorno

424

Teste do deslocamento doloroso de Steinman

421

425

 

Capítulo 15. Testes ortopédicos do tornozelo

PDF Criptografado

15

Testes ortopédicos do tornozelo

FLUXOGRAMA DO EXAME ORTOPÉDICO DO

TORNOZELO

456

PALPAÇÃO

457

Aspecto medial

457

Maléolo medial e ligamento deltoide

457

Tendões do tibial posterior, flexor longo dos dedos e flexor longo do hálux

458

Artéria tibial posterior e nervo tibial

460

Aspecto lateral

461

Maléolo lateral e ligamentos inseridos

461

Tendões do fibular longo e do fibular curto

462

Aspecto anterior

463

Tendões do tibial anterior, extensor longo do hálux e extensor longo dos dedos

463

Aspecto posterior

466

Tendão do calcâneo, bolsa calcaneana e bolsa retrocalcaneana

466

AMPLITUDE DE MOVIMENTO

DO TORNOZELO

468

Dorsiflexão

468

Flexão plantar

469

Inversão

470

Eversão

471

INSTABILIDADE LIGAMENTAR

472

Sinal da gaveta do pé

473

Teste da estabilidade lateral

 

Capítulo 16. Miscelâneos de testes ortopédicos

PDF Criptografado

16 miscelâneos de

Testes ortopédicos

INSUFICIÊNCIA ARTERIAL PERIFÉRICA

Teste de Buerger

Teste de Allen

TROMBOSE VENOSA PROFUNDA

Sinal de Homan

483

484

485

Teste de Magnuson

Manobra de Mannkopf

494

495

IRRITAÇÃO E INFLAMAÇÃO DAS MENINGES

486

486

AVALIAÇÃO DA AMPLIFICAÇÃO

SOMATOSSENSORIAL

487

Sinais de Waddell

488

Sinal de Hoover

492

Teste de Burn

493

Teste de Kernig

Sinal de Brudzinski

Sinal de Lhermitte

MEDIDAS DAS PERNAS

496

496

497

498

499

Comprimento real da perna

499

Comprimento aparente da perna

500

Insuficiência arterial periférica

A insuficiência arterial periférica pode envolver ambas as extremidades superiores e inferiores. Pode ocorrer devido a obstrução, oclusão traumática, aterosclerose, diabe‑ tes, doença de Buerger ou fenômeno de Raynaud. Os pacientes que desenvolvem in‑ suficiência arterial geralmente demonstram um de três padrões clínicos: a) dígitos frios, cianosados, lívidos e/ou dolorosos (fenômeno de Raynaud) b) isquemia digital ou c) dor em cãibra ao exercício (claudicação)

 

Capítulo 17. Nervos cranianos

PDF Criptografado

17

Nervos cranianos

NERVO OLFATÓRIO (I)

NERVO ÓPTICO (II)

503

NERVO AUDITIVO (VIII)

504

EXAME OFTALMOSCÓPICO

507

NERVOS OCULOMOTOR, TROCLEAR

E ABDUCENTE (III, IV, VI)

509

NERVO TRIGÊMEO (V)

512

Motor

512

Reflexo

513

Reflexo corneal

513

Reflexo mandibular

513

Sensitivo

514

NERVO FACIAL (VII)

Motor

Sensitivo

515

517

515

518

Teste de Weber: nervo coclear

518

Teste de Rinne: nervo coclear

519

Teste da mudança de direção: nervo vestibular

520

Teste do indicador: nervo vestibular

Teste labiríntico para nistagmo posicional

522

NERVOS GLOSSOFARÍNGEO E VAGO (IX, X)

Sensitivo

525

Reflexo

526

Reflexo do vômito

524

526

NERVO ESPINAL ACESSÓRIO (XI)

Teste do músculo trapézio

Teste do músculo esternocleidomastóideo

 

Carregar mais


Detalhes do Produto

Livro Impresso
Book
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
MFPP000001720
ISBN
9788536327945
Tamanho do arquivo
32 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados