Atlas de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica

Visualizações: 306
Classificação: (0)

O aprendizado da cirurgia é tarefa árdua e trabalhosa. Entretanto, o  embasamento  teórico-prático  do  cirurgião permite  que  o  ato  operatório  seja  executado  de  maneira segura e precisa, com maior eficiência.  Atlas  de  cirurgia  minimamente invasiva e robótica em ginecologia traz detalhes dos passos cirúrgicos e transforma textos abstratos em dicas práticas, que fazem sentido ao leitor. São compartilhados os conhecimentos e a experiência de profissionais ligados ao Hospital Albert Einstein relativos à cirurgia minimamente invasiva e robótica.

FORMATOS DISPONíVEIS

eBook

8 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

Salpingectomia

PDF Criptografado

SALPINGECTOMIA

A salpingectomia é um procedimento realizado regularmente pelos ginecologistas. ndica-se a remoção das tubas uterinas oportunisticamente, durante histerectomia ou ooforectomias, por uadros in amatórios infecciosos hidrossalpinge, salpingite e abscessos tuboovarianos ou por tumores.

Salpingectomia

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 21

21

02/12/16 15:43

E

22

E

Cirurgia Ginecológica

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 22

02/12/16 15:43

E

E

Salpingectomia

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 23

23

02/12/16 15:43

E

2

E

Cirurgia Ginecológica

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 24

02/12/16 15:43

E

RUBENS PAULO GONÇALVES FILHO

Cirurgião Robótico do Hospital Israelita Albert Einstein

RENATO MORETTI MARQUES

Cirurgião Ginecológico do Centro de Oncologia e do Programa de

Cirurgia Robótica do Hospital Israelita Albert Einstein

 

Ooforoplastia

PDF Criptografado

OOFOROPLASTIA

omumente, define-se a ooforoplastia como o reparo do ovário posteriormente remoção de cisto ovariano endometriótico, hemorrágico ou tumoral. A videolaparoscopia

é a via preferencial para a realização desse procedimento.

Ooforoplastia

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 29

2

02/12/16 15:43

E

30

E

Cirurgia Ginecológica

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 30

02/12/16 15:43

E

E

Ooforoplastia

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 31

31

02/12/16 15:43

E

32

E

Cirurgia Ginecológica

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 32

02/12/16 15:43

E

E

Ooforoplastia

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 33

33

02/12/16 15:43

E

EDUARDO ZLOTNIK

Co-coordenador na Pós-graduação e Residência de Ginecologia e

Obstetrícia do Hospital Israelita Albert Einstein

DIANA GERTRUDES BARENBOIM SALLES

VANNI

 

Anexectomia

PDF Criptografado

ANEXECTOMIA

Pioneiros em laparoscopia cirúrgica, na década de

1990, os ginecologistas acumularam extensa experiência no procedimento, podendo-se afirmar ue a laparoscopia tornou-se a primeira escolha no tratamento cirúrgico das massas anexiais benignas. A remoção cirúrgica do ovário

(ooforectomia) geralmente é acompanhada da remoção da tuba uterina, seja por processos expansivos benignos, malignos, in amatórios ou infecciosos. conhecimento de alguns tru ues permite um ganho técnico no procedimento, reduzindo o dano tecidual desnecessário, assim como o risco de complicações.

Anexectomia

02412 Atlas de Cirurgia Gineco 1.indd 39

39

10/01/17 15:33

E

0

E

Cirurgia Ginecológica

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 40

02/12/16 15:43

E

E

Anexectomia

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 41

02/12/16 15:43

E

2

E

Cirurgia Ginecológica

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 42

 

Endometriose

PDF Criptografado

ENDOMETRIOSE

Endometriose é uma doença crônica, benigna e estrogênio-dependente, sendo definida como a presença de tecido endometrial, composto por glândulas e/ou estroma, fora da cavidade uterina. Estima-se ue a doença acometa de 0 a da população feminina em idade fértil, chegando a

170 milhões de mulheres ao redor do mundo.

Endometriose

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 49

02/12/16 15:43

E

0

E

Cirurgia Ginecológica

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 50

02/12/16 15:43

E

E

Endometriose

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 51

02/12/16 15:43

E

2

E

Cirurgia Ginecológica

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 52

02/12/16 15:43

E

E

Endometriose

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 53

02/12/16 15:43

E

E

Cirurgia Ginecológica

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 54

02/12/16 15:43

E

E

Endometriose

 

Miomectomia

PDF Criptografado

MIOMECTOMIA

eoplasia benigna mais fre uente do aparelho genital feminino, os leiomiomas são tumores benignos monoclonais originados das células musculares lisas do miométrio. Contêm grande quantidade de matriz extracelular (colágeno, proteoglicano, fibronectina e são envoltos por fina pseudocápsula de tecido areolar e fibras musculares. ecebem várias denominações, como miomas, fibromas, fibromiomas e liomiofibromas. lassificam-se, de acordo com a locali ação no útero, como subserosos, intramurais ou submucosos.

Miomectomia

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 67

67

02/12/16 15:43

E

8

E

Cirurgia Ginecológica

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 68

02/12/16 15:43

E

E

Miomectomia

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 69

02/12/16 15:43

E

70

E

Cirurgia Ginecológica

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 70

02/12/16 15:43

E

E

Miomectomia

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 71

 

Histerectomia

PDF Criptografado

HISTERECTOMIA

A histerectomia é o procedimento cirúrgico ginecológico mais comumente realizado em todo o mundo. Doenças benignas são responsáveis por mais de 0 das indicações de histerectomia e incluem distúrbios menstruais, miomas, dor pélvica e prolapso uterino. Pode ser realizada por laparotomia, via vaginal, laparoscópica ou laparoscópica rob -assistida. A laparoscopia oferece vantagens em comparação cirurgia convencional por laparotomia, tais como menor perda sangu nea, menor tempo de internação, recuperação mais rápida e menor taxa de infecções.

Histerectomia

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 77

77

02/12/16 15:43

E

8

E

Cirurgia Ginecológica

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 78

02/12/16 15:43

E

E

Histerectomia

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 79

02/12/16 15:43

E

80

E

Cirurgia Ginecológica

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 80

02/12/16 15:43

 

Histerectomia Radical

PDF Criptografado

HISTERECTOMIA R ADICAL

J. G. Clark, da Escola de Medicina de Johns Hopkins, foi o primeiro a efetuar a histerectomia radical, em 8 .

Em

2, o cirurgião austr aco ertheim relatou suas primeiras 00 operações e descreveu a linfadenectomia não regrada como parte do tratamento do câncer cervical. A histerectomia radical ou alargada é a retirada do útero conjuntamente com os tecidos parametriais e a parte superior da vagina, proporcionando a retirada do tumor com tecidos sadios sua volta, como margens de segurança oncológica.

Histerectomia Radical

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 93

02/12/16 15:43

E

E

Cirurgia Ginecológica

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 94

02/12/16 15:43

E

E

Histerectomia Radical

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 95

02/12/16 15:43

E

E

Cirurgia Ginecológica

02412 Atlas de Cirurgia Gineco.indd 96

02/12/16 15:43

E

E

Histerectomia Radical

 

Linfadenectomia Pélvica

PDF Criptografado

LINFADENECTOMIA PÉLVICA

A linfadenectomia laparoscópica apresenta excelentes resultados do ponto de vista de segurança e de eficácia oncológica. A laparoscopia permite amplo e profundo acesso pelve, oferecendo segurança para o cirurgião transitar em regiões importantes do ponto de vista oncológico, como a parte mais profunda da fossa obturatória (fáscia endopélvica ou mesmo da fossa iliolombar tronco lombossacro , além dos conhecidos benef cios da cirurgia laparoscópica.

Permite, ainda, melhor visualização das cadeias linfonodais, remoção dos g nglios com sangramento m nimo, menor ader ncia intestinal pós-operatória e maior preservação nervosa. A identificação e preservação do plexo hipogástrico superior tornam-se tarefa de execução relativamente fácil. utro importante benef cio dessa técnica é o menor tempo de recuperação da paciente para in cio do tratamento adjuvante rádio e/ou quimioterápico, além de menor toxicidade relacionada ao tratamento enterite act nica .

Linfadenectomia Pélvica 107

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
Book
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
BPP0000256932
ISBN
9788582713921
Tamanho do arquivo
4 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados