Técnicas de Pesquisa, 8ª edição

Visualizações: 448
Classificação: (0)

Livro prático de introdução geral às técnicas de pesquisa, que se completa com Metodologia científica, das mesmas autoras. Seu objetivo é examinar os meios disponíveis para a efetivação de uma pesquisa, particularmente, na área de Ciências Sociais. Os instrumentos e meios de realização de pesquisa reunidos neste texto destinam-se a orientar estudos e investigações cujo objetivo é a produção de artigos científicos, dissertações de mestrado e tese de doutorado._x000D_
Depois de discutir o conceito de pesquisa e de planejamento, entre as várias etapas de um projeto de pesquisa, o texto ocupa-se dos seguintes temas: seleção de um problema de pesquisa, levantamento de hipóteses de trabalho, amostragem probabilística e não probabilística, coleta, sistematização e classificação de dados, análise e interpretação dos dados levantados e realização do relatório de pesquisa. Focaliza ainda a documentação direta e indireta, a pesquisa bibliográfica, a observação, a entrevista, o questionário, a história de vida, a história oral. _x000D_
Livro-texto para a disciplina Metodologia da Pesquisa Científica e texto complementar para a disciplina Introdução à Ciência, dos cursos de graduação, sobretudo na área das Ciências Sociais._x000D_
_x000D_

 

7 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

1 - Pesquisa

PDF Criptografado

1

Pesquisa

1

CONCEITOS E FINALIDADES

1.1 Conceitos

São inúmeros os conceitos sobre pesquisa; os estudiosos ainda não chegaram a um consenso sobre o assunto.

Segundo Asti Vera (1979, p. 9, 12), o “significado da palavra não parece ser muito claro ou, pelo menos, não é unívoco”, pois há vários conceitos sobre pesquisa, nos diferentes campos do conhecimento humano. Entende ainda que o ponto de partida da pesquisa encontra-se no “problema que se deverá definir, examinar, avaliar, analisar criticamente, para depois ser tentada uma solução”.

De acordo com o Webster’s International Dictionary, pesquisa é uma indagação minuciosa ou exame crítico e exaustivo na procura de fatos e princípios; uma diligente busca para averiguar algo. Pesquisar não é apenas procurar a verdade; é encontrar respostas para questões propostas, utilizando métodos científicos.

Ander-Egg (1978, p. 28) vai além: para ele, a pesquisa é um “procedimento reflexivo sistemático, controlado e crítico, que permite descobrir novos fatos ou dados, relações ou leis, em qualquer campo do conhecimento”. A pesquisa, portanto, é um procedimento formal, com método de pensamento reflexivo, que requer tratamento científico e se constitui no caminho para se conhecer a realidade ou para descobrir verdades parciais.

 

2 - Amostragem

PDF Criptografado

2

Amostragem

1

UNIVERSO E AMOSTRA

Quando se deseja colher informações sobre um ou mais aspectos de um grupo grande ou numeroso, verifica-se, muitas vezes, ser praticamente impossível fazer um levantamento do todo. Daí a necessidade de investigar apenas uma parte dessa população ou universo. Surge então um problema: escolher uma parte

(ou amostra), de tal forma que ela seja a mais representativa possível do todo e, a partir dos resultados obtidos, relativos a essa parte, poder inferir, o mais legitimamente possível, os resultados da população total, se esta fosse verificada

(pesquisa censitária).

Universo ou população é o conjunto de seres animados ou inanimados que apresentam pelo menos uma característica em comum. Se N é o número total de elementos do universo ou população, ele pode ser representado pela letra X maiúscula, tal que XN = X1; X2; ...; XN.

Amostra é uma porção ou parcela, convenientemente selecionada do universo (população); é um subconjunto do universo. Se n é o número de elementos da amostra, esta pode ser representada pela letra x minúscula, tal que xn = x1; x2; ...; xn, onde xn < XN e n ≤ N.

 

3 - Técnicas de Pesquisa

PDF Criptografado

3

Técnicas de Pesquisa

1

CONCEITO DE TÉCNICA

Técnica é um conjunto de preceitos ou processos de que se serve uma ciência ou arte. É a habilidade para usar esses preceitos ou normas, a parte prática. Toda ciência utiliza inúmeras técnicas na obtenção de seus propósitos.

2

DOCUMENTAÇÃO INDIRETA

Toda pesquisa implica o levantamento de dados de variadas fontes, quaisquer que sejam os métodos ou técnicas empregados. Esse material-fonte geral é útil não só por trazer conhecimentos que servem de background ao campo de interesse, como também para evitar possíveis duplicações e/ou esforços desnecessários. Pode, ainda, sugerir problemas e hipóteses e orientar para outras fontes de coleta.

O levantamento de dados é a fase da pesquisa realizada com intuito de recolher informações prévias sobre o campo de interesse. Primeiro passo de qualquer pesquisa científica, ele é feito de duas maneiras: pesquisa documental

(ou de fontes primárias) e pesquisa bibliográfica (ou de fontes secundárias).

 

4 - Elaboração de Dados

PDF Criptografado

4

Elaboração de Dados

1

ESTABELECIMENTO DE CATEGORIAS

De posse dos dados coletados, revistos e selecionados, inicia-se o seu processo de categorização. Esse processamento pode ser realizado antecipadamente no próprio questionário.

Categoria é a classe, o grupo ou o tipo em uma série classificada. Para o estabelecimento de categorias, devem ser observados certos princípios de classificação. As perguntas ou as hipóteses da pesquisa, quando formuladas, oferecem uma base para o estabelecimento de determinadas regras. As regras básicas que orientam uma série de categorias são, segundo Selltiz et al. (1965, p. 458):

“a) O jogo de categorias deve ser derivado de um único princípio de classificação. b) O jogo de categorias deve ser completo, isto é, deve oferecer a possibilidade de colocar cada resposta em uma das categorias do jogo. c) As categorias do mencionado jogo devem ser mutuamente exclusivas; não ter a possibilidade de colocar determinada resposta em mais de uma categoria de série.”

 

5 - Análise e Interpretação dos Dados

PDF Criptografado

5

Análise e Interpretação dos Dados

1

MEDIDAS DE POSIÇÃO

As medidas de posição, também chamadas parâmetros de posição ou medidas de tendência central, constituem-se em “um dos procedimentos para a redução dos dados, expressando valores que se encontram situados entre os extremos de uma série ou distribuição” (HOFMANN, 1974, p. 312). Elas se referem a dados não tabulados e a dados tabulados.

1.1 Dados não tabulados

_

1.1.1 Média (X )

Média é a medida de posição mais usada nos procedimentos estatísticos. A média de uma distribuição equivale à média aritmética. Quando os dados não são tabulados, a média aritmética é calculada pela fórmula:

M=

Marconi-Lakatos.indb 165

∑X1

N

M = média aritmética

Σ (sigma) = soma

X1 = valores

N = número de valores

8/2/17 5:41 PM

166

Capítulo 5

Exemplo: Calcular a média aritmética das seguintes notas: 20, 80, 40, 60,

50. Nessa série, há cinco valores; logo, N = 5.

 

6 - Trabalhos Científicos

PDF Criptografado

6

Trabalhos Científicos

1

CONCEITO E CARACTERÍSTICAS

Trabalho científico é uma expressão genérica que engloba todos os tipos de trabalhos realizados seguindo metodologia científica, acadêmicos ou profissionais: monografias de graduação, dissertação de mestrado, tese de doutorado, relatórios científicos para instituições de fomento de pesquisa, artigos científicos, resenha crítica, seminários, palestras etc.

Os trabalhos científicos devem ser elaborados de acordo com normas preestabelecidas e com os fins a que se destinam; ser inéditos ou originais e não só contribuir para a ampliação de conhecimentos ou a compreensão de certos problemas, mas também servir de modelo ou oferecer subsídios para outros trabalhos.

Referindo-se aos trabalhos científicos de abordagem quantitativa, Salvador (1980, p. 11) postula que os trabalhos científicos originais devem permitir a outro pesquisador, baseado nas informações dadas:

“a) Reproduzir as experiências e obter os resultados descritos, com a mesma precisão e sem ultrapassar a margem de erro indicada pelo autor. b) Repetir as observações e julgar as conclusões do autor. c) Verificar a exatidão das análises e deduções que permitiram ao autor chegar às conclusões.”

 

7 - Como Elaborar Referências Bibliográficas e Citar Textos

PDF Criptografado

7

Como Elaborar Referências

Bibliográficas e Citar Textos

As normas para elaboração de referências bibliográficas de largo uso no Brasil são fixadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Há outras, como a de Vancouver, utilizada particularmente por pesquisadores da área de saúde que publicam em periódicos internacionais, e a de Harvard, utilizada em

Ciências Sociais e Psicologia (que pode ser encontrada no Manual de Estilo de

Chicago e no Manual de Publicação da APA [American Psychological Association]). A seguir, veremos duas normas da ABNT: a 6023:2002, que trata de referências bibliográficas, e a 10520:2002, que trata de citações diretas e indiretas.

1

COMO REFERENCIAR TEXTOS

Os elementos que constituem uma citação bibliográfica devem ser obtidos preferencialmente da folha de rosto do livro utilizado. Quando o elemento não constar da obra referenciada, essa informação figurará entre colchetes (NBR

6023:2002, parágrafo 8.6.2):

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
eBook
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
BPPD000234490
ISBN
9788597013528
Tamanho do arquivo
5,9 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados